Path Makers


 
InícioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 An Eddy to the game!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Eusine48
Top membro
Top membro


. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: An Eddy to the game!   Seg 10 Out - 20:38

YEAH!!!! f5

Eu finalmente voltei com outra fic! YEAH!!! Isso se não considerar o Show do Gaara. E eu não considero, já que aquela coisa não vai ser feita toda semana... Só quando eu tiver vontade...

Uma pequena explicação para essa fic! Eu estou com tédio! O projeto Baiano não deu certo, e preciso me preocupar com alguma outra fic! Ainda ta muito cedo para a 3° saga da história do Eric... EVILtheREVENGE

Mas... Vocês devem estar se perguntando com todas as forças que vocês tem... The Legend of Eddy? « What The Fish!?! » is This?

Bem... Eu estava andando um dia desses quando eu pensei...

O Arrout não é tão Engraçado/Trollador do que eu!
O Arrout não tem talentos para Fics/Comics/Magias com um Pincel como o Alex!
O Arrout não é tão famoso quanto o Jellyboy!
O Arrout não comanda uma equipe/tem poderes mágicos ninjas que nem o Bruce Lee que nem o Mr.G!
O Arrout não tem um talento forasteiro ou faz bons comentários como o FS!

O Arrout é bom em: Jogar jogos (mas n em fazer), ser idiota, arrotar quando quiser, falar frases que viu em vídeo e falar palavrões! Ele merece algum destaque nesse Fórum! D=D

Então, juntando a minha falta de fic atual e o Arrout... Eu juntei e formou “The Legend of Eddy”! Baseado em “The Legend of Zelda”, mas especificamente no “A Link to The Past”, apesar de que vai ter referências a outros jogos da série.

Totalmente aprovado pelo Arrout, espero que gostem desse negócio! Apesar dele ser o personagem principal, não vou deixar ele estragar a fic! YEAH!!!

Ela vai continuar do meu jeito de escrever e contar histórias... Acho que vocês vão gostar!

Começando com um Prólogo, nada de mais... Se vocês não gostarem dessa ideia, eu explodo ela...

E vcs sabem que eu n desisto de fics, se vcs gostarem/apoiarem ela! ;D

-----------------------------------------------------------------------------------------------
The Legend of Eddy

Prólogo – Um dia... Quase normal

Era um dia comum para Eduard “Eddy” Arroutson. Na verdade, havia começado muito bem para ele. Acordou com um pressentimento de que seria um bom dia e, com um sorriso enorme no rosto, apesar de que não tinha ninguém para vê-lo sorrindo, desceu as escadas e foi tomar o seu Café da manhã.

Tomou tudo de uma vez só. Depois, percebeu que estava quente demais e cuspiu tudo na mesa da cozinha.

Eddy: Minha mãe limpa mais tarde... f2

Comeu tudo o que podia e se preparou para se levantar e sair para trollar algum conhecido. Se levantou sentindo o corpo mais pesado e ficou com preguiça de se mexer mais. Pegou as colheres, os pratos e a xícara e jogou na pia, como se fosse uma cesta de Basquete.

As coisas foram voando como se fossem boomeranges, bateram na parede atrás da pia e voltaram para ele!

Eddy: What the-?

Mal teve tempo de se abaixar, elas passaram bem no local onde estaria o seu pescoço, bateram na parede atrás dele e voltaram, caindo perfeitamente na pia.

Eddy: Tudo o que eu faço é sempre perfeito! Só que as vezes tem um desvio pequeno...

Por algum motivo, tudo que estava na pia explode.

Eddy: As vezes o desvio é grande...

Mãe: EDUARD! O QUE FOI ESSE BARULHO? VOCÊ DEIXOU O CREEPER ENTRAR DE NOVO?

Eddy: “« What The Fish!?! » , ela acordou! Melhor eu fugir sem fazer barulho antes que ela desça e me aniquile! ui

Correndo, saiu da casa e correu a rua, virando a esquina indo para a esquerda. Assim que virou a rua, esbarrou com o Bravesa (Esse é um dos muitos nomes do Jellyboy).

Eddy: Ai! Olha por onde anda! f5

Bravesa: Argh! Mas eu tava parado no meio da rua! Você que veio e me atropelou!

Eddy: Pois você poderia estar na calçada, para não ser atropelado por algum idiota!

Os dois se encararam sérios por alguns segundos, logo depois eles não agüentaram e começaram a rir.

Eddy: Há! Foi que nem o dia em que te conheci!

Bravesa: Haha! Verdade!

Eddy: Ei, vamos fazer alguma coisa? To afim de ir Trollar o FS, vamos?

Bravesa: Não da... Eu to indo jogar Minecraft, vou cavar até não poder mais! YEAH!!!

Eddy: Eu queria jogar com você... Mas minha mãe ta furiosa, ela deve ta me perseguindo agora mesmo...

Bravesa: Eu não vou jogar no computador!

Bravesa pega uma Picareta de Diamante e começa a destruir o chão embaixo dele.

Bravesa: Assim é mais divertido! YEAH!!!

Bravesa desaparece cavando para baixo. Eddy decide que vai procurar um FS para trollar e vai embora. Quando já havia andado toda a rua e virado a esquina, não ouviu Bravesa falando.

Bravesa: Droga, eu deveria ter trazido escadas e tochas...

Depois de caminhar um pouco, chegou ao parque da cidade. Lá estavam o Alex, Galleom e Denas. Alex estava num canto, supostamente treinando com seu pincel mágico.

Eddy: Nossa... O Alex leva a sério o treinamento com o Pincel...

Uma torta gigante aparece na frente do Alex.

Alex: FINALMENTE! brilho

Eddy: Talvez nem tanto... f6

Ele olhou para o Denas (mais conhecido como Forasteiro Solitário, por algum motivo misterioso), e depois para Galleom, que estavam lutando.

Eddy: Uia! Uma luta por aqui! Faz tempo que não vejo uma, desde que o Eusine queria minha Lasanha! Posso entrar na luta, posso?

Denas: Aff! Corta!

Um bando de cameras escondidas atrás das árvores saem junto com os homens que usavam elas, reclamando.

Denas: Estávamos no meio da gravação!

Eddy: Gravação? f6

Denas: Estávamos gravando cenas de batalha para minha fic! Como eu não tenho muita imaginação para essas coisas, fingimos que é vida real e fazemos as coisas da fic! Ai eu me inspiro e escrevo!

Eddy: Sério? Nunca ouvi falar de alguém que faça isso...

Denas: Agora sai daqui! Você ta atrapalhando! Não me faça chutar você!

Eddy: Não! Eu não vou sair! A não ser que me dê um bom motivo!

Mãe: EDUARD!

Eddy: « What The Fish!?! » , isso é um bom motivo! Fui! ui

Eddy corre o máximo que pode, corre por varias ruas fugindo de gritos de “Eu vou te por de castigo!” o máximo que pôde. Decidiu entrar em um beco para pegar um atalho, mas acabou tropeçando em uma lata de lixo dentro da rua pequena.

Eddy: Ai... Essa dueu...

???: Quer ajuda?

Eddy: Ah... Claro...

Um rapaz alto e encapuzado ofereceu a mão para ele se segurar e se levantar, e ele aceitou.

Eddy: “Eu... Acho que conheço essa voz...”

???: Você parece estar em apuros...

Eddy: Eu estou! Minha mãe vai me aniquilar, mas isso sempre acontece. O problema é que todos os meus amigos estão ocupados e não querem ficar comigo... Tirando o Eusine, mas eu não faço ideia de onde ele esteja...

???: Sabe, nesses momentos tem uma coisa que sempre me acalma...

Eddy: E o que é?

???: Jogos clássicos! Ultimamente tenho jogado muito “The Legend of Zelda: A Link to The Past”!

Eddy: Ah! Dizem que esse jogo é muito bom! Eu até que queria jogar um pouco...

???: Hum... Sabe, eu já zerei mais de 8.000 vezes, e você me pareceu legal... Você quer o jogo emprestado?

Eddy: Claro! YEAH!!!

O estranho entrega um estranho console negro e roxo, um modelo que ele nunca havia visto. Nele, estava colocada uma fita antiga de A Link to The Past.

Eddy: Que videogame é esse?

???: Ah! É o novo Nintendo NS!

Eddy: Nunca Sujo? f6

???: Não! Quer dizer Não Suspeito!

Eddy: Ah... Interessante! Isso vai servir para passar o tempo! Adeus, cara misterioso!

???: Adeus, Eddy!

Eddy: Como sabe o meu nome?

???: Er...

O estranho desaparece em uma nuvem de fumaça!

Eddy: Que estranho mais estranho... Oooooooopa...

Eddy decide ligar o aparelho ali mesmo. No topo de um prédio de 2 andares, o sujeito olhava tudo. Tirou o capuz ali em cima, revelando ser o Eusine.

Eusine: Isso vai ser interessante... EVILtheREVENGE

Eddy liga o jogo, mas nada acontece... De repente, um redemoinho roxo aparece na tela e o absorve!

Eddy: AHHHHHHHH!!!! « What The Fish!?! » IS THIS!!!

Enquanto ele caia na substância roxa estranha, teve certeza de que ouviu uma risada maligna. A substância estranha grudava em todo o seu corpo... Antes que percebesse que havia parado de gritar, ele desmaiou.

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou! YEAH!!!

O que acharam? O Primeiro ep vai ser maior e mais épico, acho eu...

Ah sim! Imagen de bônus! YEAH!!!

Eduard “Eddy” Arroutson:

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.


Última edição por Eusine48 em Sab 13 Abr - 21:39, editado 45 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!


. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Seg 10 Out - 20:53

YEAH!!! F5...
Adorei!
Totalmente aleatório
e engraçado!

Also
Minha casa só tem 1 andar!

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Forasteiro Solitario
Top membro
Top membro


. : Nunca terminei nada
Mensagens : 429
Sanidade : 1

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Qua 12 Out - 11:49

arrout escreveu:
YEAH!!! F5...
Adorei!

É claro que você adorou! Você é o protagonista! Você só teria odiado se o Eusine tivesse ridicularizado muito você ou feito você morrer tragicamente...

Enfim... O prólogo dessa coisa não foi nem um pouco como imaginei... E como a fic só começa de verdade no próximo ep, não posso dizer muita coisa...

Pelo que eu entendi você fez essa fic porque teve pena do arrout ser um inútil esquecido e quis que ele tivesse mais destaque no fórum... Hm... Vamos esperar o próximo ep pra ver do que essa fic realmente se trata.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!


. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Qua 12 Out - 21:01

Forasteiro Solitario escreveu:
arrout escreveu:
YEAH!!! F5...
Adorei!

É claro que você adorou! Você é o protagonista! Você só teria odiado se o Eusine tivesse ridicularizado muito você ou feito você morrer tragicamente...

Enfim... O prólogo dessa coisa não foi nem um pouco como imaginei... E como a fic só começa de verdade no próximo ep, não posso dizer muita coisa...

Pelo que eu entendi você fez essa fic porque teve pena do arrout ser um inútil esquecido e quis que ele tivesse mais destaque no fórum... Hm... Vamos esperar o próximo ep pra ver do que essa fic realmente se trata.

Na realidade,n tem nada a ver com isso
Eu não gostaria se não fosse engraçado,épico ou...curioso...
enfim,não gosto de coisas só pq apareço nelas
além do mais,se ele me ridicularizasse,e fizesse isso de uma maneira engraçada.
Não me importaria,pois iria acabar rindo da minha própria desgraça (oque,estranhamente,é frequente)
Entre outras coisas,você me critica por não fazer um bom comentário
Está feliz com este comentário?

Espero q não julgue mais ninguém prematuramente
EVILtheREVENGE

além do mais,não sou inútil,sei criar bons roteiros
e sei o básico de Pixel Art
e sei fazer de tudo um pouco (menos scripts é claro)

Espero ter respondido todas suas críticas
seu idiota

Bem...poucos fazem eu aparecer em suas histórias,então sim,sou um esquecido
mas inútil não sou não
f3

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro


. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 01 – O doido e o clichê!   Qui 13 Out - 21:39

Hey! Hora do update! YEAH!!!

Tava meio ansioso pra fazer esse update e voltar ao mundo das fics aqui no dimentio!

Ah sim! A história do Ed ser desvalorizado foi de certa forma um meio de desculpa, por que eu tava meio sem imaginação para fic nova... E acabou virando uma ideia icrivótima! (eu acho...) YEAH!!!

Agora o update! Espero que gostem desse negócio!

-----------------------------------------------------------------------------------------------
The Legend of Eddy

Episódio 01 – O doido e o clichê!

Com a cabeça latejando, Eddy se levantou com dificuldade. Estava tonto e demorou para entender onde estava. O lugar era bonito, um belo bosque com árvores e plantas bonitas que ele não lembrava ter visto em lugar nenhum.

Pensou bem e percebeu que nunca havia prestado atenção em plantas, então mesmo que já tivesse visto ele não lembraria. Onde ele estava? Como ele veio parar naquele bosque?

Eddy: ”Deve ser alguma brincadeira idiota de algum daqueles fools... Seja o que for, me levaram para um lugar interessante...”

Olhou mais ao redor, procurando alguma coisa que se destacasse no bosque. Acabou vendo uma estrada de terra, e resolveu seguir o caminho. Andou pouco, até que teve uma visão que não esperava!

Eddy: ”Um castelo? Eles capricharam no cenário..”

Ficou um pouco parado na frente do castelo, pensando se deveria avançar ou não. Quem o trouxe ali claramente queria que ele seguisse esse caminho, mas poderia fazer parte de uma brincadeira em que ele acabaria se lascando...

Eddy colocou a mão na testa, sentindo dor. Pensar as vezes acabava doendo...

Eddy: Eu tenho que parar de ficar pensando, ou a minha cabeça vai explodir...

Pensou que parar de pensar era uma ótima ideia, e sua cabeça doeu de novo. Uma dor crescente que foi aumentando até um ponto em que ele urrou de dor e caiu ao chão.

Eddy: AHH!!! Eu nunca mais vou usar meu cérebro!

Um guarda de armadura e com um símbolo, provavelmente o símbolo do reino, olhou para ele de forma estranha no posto onde estava, em cima dos muros do castelo.

???: Não são os seus pensamentos que estão lhe machucando, jovem herói. Desculpe-me o atrevimento na sua mente alheia, mas tive que estabelecer uma conexão mental entre as nossas pessoas. Por algum motivo, a sua mente estava, como posso dizer... Ela parecia meio enferrujada, e foi complicado bolar acesso a ela.

Eddy: Er... Sei...

???: Por favor, não fale em voz alta! Eu estou conectada mentalmente com você, e por isso apenas você me escuta dessa forma. Fale mentalmente que eu escutarei.

Eddy: ”Er... Quem é você? f6

???: Oh! Desculpe-me o esquecimento. Sou a Princesa Zelda, de Hyrule.

Ela fez uma pausa dramática, sabendo que quem conversava com ela dessa forma deveria no mínimo se ajoelhar e a tratar como uma Deusa.

Eddy: “Ah, sim... Você não é aquela do jogo do Link?”

Zelda: Jogo? Link? Desculpe, mas não entendo o que quis dizer... E o que está falando da própria pessoa?

Eddy: ”Ah... Sei, supostamente você não sabe que isso é baseado em um jogo e é uma armação do Eusine... E eu não sou nenhum Link! Eu sou o Eddy!”

Zelda: Eddy? Então isso deve ser um engano... Não! Não pode ser! Você está aqui na frente do castelo, e pode me resgatar!

Eddy: “Er... Por que eu preciso te resgatar?”

Zelda: O malvado mago negro Agahnim invadiu o castelo, controlou facilmente os guardas com seus poderes e me trancou nessa sela. Ele pretende liberar o malvado monstro que governa o Mundo Negro, que é o oposto do nosso mundo. Ele já capturou as 7 Damas e eu fui a última. Com a sua magia, ele as selou em algum lugar do Mundo Negro. Eu fui a última a ser capturada e agora ele vai usar sua magia em mim, para poder invocar o monstro!

Eddy: ”Pera ai! Repete tudo, que eu não entendi nada desde que falou o nome estranho desse Mago Negro... (É pior que Dakryu...)”

Zelda: Sem tempo, heroi estranho! Você precisa me resgatar e salvar não só a mim, como a toda Hyrule...

Eddy: ”Isso é muita responsabilidade... Tem Lasanha ai?”

Zelda: Você... Não se preocupa com o bem de todos?

Eddy: “Isso é tudo uma brincadeira tosca! Nada disso é real mesmo!”

Zelda: Você não acredita que tudo isso seja real? Mas você está aqui, na frente do castelo!

Eddy: “Hum... Lasanha...”

Zelda: Você ganha uma Lasanha se me ajudar!

Eddy: FEITO! f2

Zelda: Não grita! Olha, o que você tem de fazer é procurar a passagem secreta para dentro do Castelo. Nos gramados a sua direita tem um túnel escondido.

Eddy: “Ok! Entendido!”

Eddy começa a correr em direção do gramado!

Zelda: Essa é a esquerda. Você deve ir para a Direita...

Eddy: “Essa é a Esquerda? Isso existe? f6

Zelda: Vá para a passagem escondida nos arbustos no gramado da direita! Depois, entre pelo esgoto até chegar ao castelo. Depois procure o calabouço e... Ah não! Tenho que ir! Boa sorte!

Eddy: Hum... Agora to sozinho. Ninguém pra reclamar se eu fico falando sozinho em voz alta... The Evil Smile

Chegando aos gramados da direita, Eddy começou a vasculhar a grama, procurando a tal passagem secreta.

Eddy: Será que tem mesmo uma passagem por... AHHHHHH!!!!

Acidentalmente, Eddy acabou pisando no buraco ao invez de achar ele... Escorregou por um longo caminho até cair quicando em um corredor molhado com uma água não muito limpa.

Eddy: Argh! Sujou a minha calça que foi limpa mês passado... Espera, eu to me preocupando com minhas roupas? Eu to passando tempo demais de castigo perto da minha mãe...

Andando pelo corredor sujo, pegou uma tocha que achou na parede. Foi levando junto com ele, pelos milhares de corredores que tinham no caminho. Foi seguindo sempre o que achava certo. Sempre ia 1 corredor para a direita e outro para a esquerda. Até que percebeu que ainda não sabia qual era a esquerda e qual era a direita, então não sabia para qual direção andar e ficou totalmente aleatório.

Todos os corredores eram iguais. Sujos, molhados e cheios de ratos. Mas depois de muitos minutos andando, chegou em um lugar diferente. Um homem estava jogado no chão, junto de uma espada e um escudo. Eddy foi até ele. Parecia que ele estava morto, mas ele logo abriu os olhos quando ele chegou.

???: Meu sobrinho... O único que restou da minha família de 8 irmãos... Mesmo eu pedindo para você ficar em casa, você veio, como pensei que faria. Eu conheço bem você Link. Aposto que você já sabe sobre a Princesa Zelda e vai continuar o meu caminho, não é?

Eddy: Er... Claro...

???: Pegue a minha espada e o meu escudo. Eles podem te ajudar na jornada.

Eddy pegou a espada e o escudo, que serviam perfeitamente nele.

Eddy: Valeu! Isso vai me ajudar! f2

???: Sobrinho... Me deixe olhar para você... A última vez... Por favor, se aproxime...

Eddy: Tudo bem...

Se aproximando do suposto tio, Eddy ficou tão perto que seus narizes quase se tocavam. Por um instante, o homem sorriu prestes a morrer. Mas, quando ia fechar os olhos...

???: Espera ai! Você não é o Link! Me devolve a espada e o escudo, eu tenho que entregar para ele quando ele chegar aqui!

Eddy: Não! Eu tenho que salvar a Zelda e ganhar a Lasanha!

???: Mas você... Impostor! Volte aqui!

Eddy correu e fugiu rapidamente do homem praticamente morto. Por sorte, achou rapidamente uma escada e a subiu. Desesperado para fugir dos gritos que ainda o seguiam, subiu e empurrou a tampa de fora com força. Saiu e tampou logo em seguida.

Eddy: Ufa! Foi por pouco...

???: O que?

Eddy: Um velho doido queria a minha espada e o meu escudo, que ganhei com tanto sacrifício! Ele dizia que era pro sobrinho dele... Tsc, tsc... Tanta gente doida nesse mundo...

???: Verdade... Acredita que tem gente que invade um castelo para salvar uma princesa e acaba sendo morto pelos guardas?

Eddy: Sério? Nunca ouvi falar de uma história dessas...

???: É mesmo? Pois você vai ouvir agora!

Finalmente decidiu tirar os olhos da passagem e olhar ao redor. 3 guardas estavam parados falando com ele e ele nem havia notado. Ou havia notado e não se preocupado. Ou havia se distraído com Lasanha. Ele não se lembrava. Só lembrava de ter corrido para longe.

Guarda1: Rápido, peguem ele!

Os guardas começaram a perseguir rapidamente ele. Conforme ele corria, os guardas iam gritando e alertando outro guardas. Eddy virou um corredor e deu de cara com uma parede de guardas na sua frente. Se virou para voltar pelo mesmo caminho, mas havia a mesma quantidade de guardas atrás.

Eddy: « What The Fish!?! » , o que eu faço?

Olhou para os guardas a sua frente e atrás, cada vez mais pertos e olhou para sua espada. Teve uma ideia.

Deixou o escudo pendurado nas costas e segurou a espada com as duas mãos, de forma que ela ficasse apontada para frente, em linha reta.

Eddy: SPARTA!!! f5

Gritando feito um doido e com a espada apontada para frente, investiu contra os guardas. Eles ficaram tão surpresos que não tiveram tempo para se defender do golpe. Apenas pularam para os lados. Eddy passou correndo por eles ainda gritando e brandindo a espada. Ele correu até que passou por uma porta aberta. A porta dava direto em uma escada para baixo. Infelizmente, ele só notou isso quando estava caindo de cara no chão.

Por alguns segundos, foi caindo e batendo com força nos degraus de pedra até parar quicando no chão duro. Olhou para cima, e os guardas estavam rindo de uma forma cruel. Limpou sua testa, e viu o sangue que ficou na manga de sua camisa. Estava bastante arranhado e machucado.

Guarda: Haha! Nem vamos ter trabalho! Deixe para o Chails!

Eddy se levantou com dificuldade. Sua cabeça estava doendo muito e ele teve de fazer um esforço ainda maior para pensar. Aquilo não podia ser alguma brincadeira... Seus amigos nunca o deixariam se machucar daquela forma ou iriam rir cruelmente dele.

Ele resolveu avançar, e logo chegou no final da sala em que estava. Haviam várias celas no local, que ele percebeu que era o calabouço. Não havia ninguém, exceto uma estátua de um homem de 2 metros de altura carregando uma maça enorme. Olhou para a última cela e encontrou a pessoa que estava procurando, a Princesa Zelda.

Eddy: Princesa...

Zelda: Eddy!

Eddy: Lasanha...

Zelda: Você está muito machucado! Venha aqui!

Eddy: Eu... consegui te salvar...?

Zelda: Ainda não. Você precisa derrotar o guardião daqui e me soltar...

Eddy: Guardião?

Assim que Eddy falou, a “estátua” se levantou atrás dele, balançando ameaçadoramente a maça.

Zelda: Vem aqui, deixa eu te curar...

Colocando a mão na testa de Eddy, uma magia branca percorreu todo o seu corpo e ele se curou instantaneamente.

Eddy: Noooooooosssa! Que foi isso?

Zelda: Mágica...

Eddy: Que mágica boa! To novinho em folha! Nem parece que roubei a espada de um velinho e fugi de guardas! YEAH!!!

Zelda: E nem parece que vai enfrentar um gigante com uma maça.

Eddy: O que?

Eddy se vira pra encarar o guarda. Mal teve tempo de se abaixar e esquivar da maça que veio voando.

Eddy: « What The Fish!?! » !!!!

Mais rápido do que se poderia imaginar para alguém do tamanho daquele cara, outra vez a maça estava voando em direção de Eddy. Dessa vez, ele defendeu com o escudo e foi empurrado para trás, até bater na parede.

Eddy: Argh... Me machucando de novo...

Outra vez a maça voou em sua direção. Encostado na parede, ele defendeu com o escudo. O escudo saiu para longe e sua mão ardeu quando sentiu o golpe poderoso.

Agora estava somente com a espada. Outra vez, a maça veio voando. Sem ter mais o que fazer, se abaixou e sentiu a maça bater na parede e ficar presa.Aproveitando a chance, saiu correndo para atingir um golpe com a espada no seu oponente gigante.

Quando faltavam somente alguns poucos passos para chegar até ele, o gigante conseguiu puxar a maça da parede, e ela começou a voltar em direção dele, e na direção das costas de Eddy.

Zelda: CUIDADO!

No último momento, Eddy se jogou no chão. A maça foi voando de volta para o guarda imenso que, pego de surpresa, foi atingido pela maça.

Zelda: Você conseguiu! Derrotou o guarda!

Eddy: Argh, esse cadarço maldito do meu tênis... Ei, o que aconteceu com o cara? f6

Zelda: Er... Esquece. Pega as chaves com ele e vem me soltar, temos pouco tempo antes que Agahnim apareça!

Fazendo o que Zelda pediu, rapidamente soltou ela. Ela pôs novamente a mão em sua testa e recuperou suas forças.

Zelda: É a última vez que faço isso, por enquanto. Eu gastei boa parte do meu poder para me conectar a você. Agora, não temos tempo a perder! O caminho principal deve estar cheio dos guardas controlados por Agahnim! Temos que ir para a sala do trono, que tem uma passagem secreta!

Eddy: Vamos!

Passando a andar agora cautelosamente e por lugares que apenas princesa Zelda conhecia, os dois acabaram não tendo de enfrentar muitos problemas. Depois de alguns minutos, porém, Eddy já estava cansado de andar sem fazer barulho e quase atacou um guarda sem nenhum motivo. Mas Zelda lembrou que ele iria ganhar uma Lasanha e ele prometeu se comportar.

Finalmente, depois de um tempo torturante para Eddy, chegaram a sala do trono.

Zelda: Ótimo! Agora é só eu encontrar o caminho secreto e...

???: Há! Achou mesmo que eu iria permitir isso?

No fundo da sala, literalmente saindo das sombras, Agahnim saiu e se mostrou. Tinha o corpo inteiro coberto com uma capa verde, inclusive a cabeça era coberta por um turbante verde. Toda parte de sua roupa era coberta de símbolos que deixavam a aparência dele tenebrosa.

Agahnim: Eu não deixaria minha bela presa escapar tão facilmente, ora! Sem você perceber, eu fiz uma conexão mental entre nós, e eu soube o tempo inteiro onde você estava! Agora, renda-se e será presa. Se não quiser, vai ser por mal, estou avisando...

Zelda: Eu nunca vou me render! O heroi lendário veio me resgatar!

Eddy: Eu me rendo! Prenda a gente! Eu não quero me machucar!

Zelda: Mas, Eddy! Você é o heroi da lenda! Você pode salvar Hyrule e derrotar Agahnim!

Agahnim: Eddy? Mas não era para ser Link?

Zelda: Acho que o nome não influencia no heroísmo.

Agahnim: Frase bonita!

Zelda: Obrigada! f2

Eddy: Vocês vão ficar conversando ai mesmo enquanto eu morro de fome? Da pra resolver isso de uma forma épica e dar a minha Lasanha?

Zelda: Na verdade da sim. Você distrai ele enquanto eu fujo. Se der tudo certo, você ganha a sua Lasanha.

Eddy: YEAH! Lasanha... Espera ai! Vai me deixar com esse Mago Negro?

Zelda: Boa sorte! f2

Eddy se virou para encarar Agahnim.

Eddy: O que eu não faço por lasanha...

Agahnim: Prepare-se, heroi lendário!

Agahnim levantou suas mãos para cima, e uma esfera de energia surgiu em sua mão. Ele atirou em direção de Eddy, e ele começou a correr. Assim que ele começou a fugir, a espera começou a perseguir ele pela sala.

Eddy: « What The Fish!?! » ?!

Agahnim: MWAHAHA!!! Isso é divertido! O heroi da lenda fugindo de um golpe simples!

Eddy: Golpe mais simples? Então acho que vou encarar!

Eddy se virou e atacou com a espada, tentando cortar a esfera de energia ao meio. Ao invez disso, ela explodiu e Eddy foi jogado para a parede.

Eddy: Argh... Eu não deveria ter tentado isso...

Agahnim: Prepare-se, heroi! O meu golpe vai ser a última coisa que você vai ver! Você pode ter deixado a princesa escapar, mas vou achar ela facilmente! Adeus, Eddy, o heroi!

Eddy: Espera, mas esse é o episódio 1! Isso não é justo!

Com todo a força que conseguir, Eddy se levantou e se atirou em Agahnim. Sua espada girou e atingiu de leve o rosto de Agahnim.

Agahnim: Ora... SEU MALDITO!!!

Das suas mãos saíram raios, e os raios cercaram o corpo de Eddy e o atingiam com poderosas descargas elétricas por segundo. Eddy gritou de dor, desejando que isso acabasse logo.

E realmente acabou logo. Depois de alguns segundos, os raios pararam, e Eddy caiu no chão. Mas não era mais o chão se pedra do palácio, e sim um chão de madeira. Levantou a cabeça e viu Zelda na sua frente. Ela parecia muito cansada, e ele imaginou que ela havia usado um feitiço para o salvar.

Zelda: Você... Está bem... ?

Eddy: Eu...

Zelda: O que?

Eddy: Eu quero...

Zelda: O que, Eddy? Vamos, diga!

Eddy: Lasanha...

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou! YEAH!!!

O que acharam desse negócio? f6 Por enquanto ta bom?

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!


. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Qui 13 Out - 22:07

f2
gostei do update
Also
Citação :
Eddy: SPARTA!!! f5
Justamente oque eu faria!
Mas eu não fugiria covardemente do Mago
Eu iria atacar q nem um psicopata maluco e suicida (aliás,eu não ligo se eu tenho q fazer algo suicida!)

aliás...
Tive uma ideia muito louca!
Q tal...algum dia,agente fazer um Cross-Universe de:
The Legend of Eddy,Bananas Mágicas (saga),Hey Alex! (saga) e Lordes da noite?
=D bleah
achei interessante essa minha ideia
mas o elenco seria...bem...ENORME!

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Forasteiro Solitario
Top membro
Top membro


. : Nunca terminei nada
Mensagens : 429
Sanidade : 1

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Sex 14 Out - 10:16

Esse ep foi muito cômico...

Principalmente a parte em que o Arroutson grita: "SPARTA!!" E avança nos inimigos, achei muito engraçada essa parte porque isso foi que nem ele! Digo... Isso faz muito o estilo dele!

Mas acho que você exagerou na burrice dele! Ele não chega a ser tão burro quanto o ep sugere! (Eu acho).

O que aconteceu com o Link? f6
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!


. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 486
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Sex 14 Out - 18:44

Er... Como a Zelda vai conseguir uma lasanha?

Ela deve viver em uma época antiga ou alternativa!
Mas, isso foi hilário!

« siggy »


"Hehe, gostaram do meu desenho? Fui eu quem fiz!"
Ass: Daniel Arti!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro


. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Sab 15 Out - 13:58

Nossa! Que comentarios rápidos! YEAH!!!

Não vim com um update, so achei que deveria responder as comentários logo...


Firealex escreveu:
Er... Como a Zelda vai conseguir uma lasanha?

Ela deve viver em uma época antiga ou alternativa!

Bom... Não acho que seja dificil! Ainda mais com os supostos poderes mágicos da Zelda...

Forasteiro Solitario escreveu:
O que aconteceu com o Link? f6

Bem... Eu não deveria dizer isso agora, deveria deixar para um pouco mais tarde...

Mas acho que não tem problema... Bocejo~

Não aconteceu nada com o Link! O Eddy so chegou alguns minutos mais cedo! YEAH!!!

arrout escreveu:
Mas eu não fugiria covardemente
Eu iria atacar q nem um psicopata maluco e suicida (aliás,eu não ligo se eu tenho q fazer algo suicida!)

Bom... Vejamos como seria o episódio se o "Eddy" tivesse atacado como um maluco suicida ao invez de fugir:

Atacar que nem um lunático ao invez de fugir do tio do Link: Teria provavelmente aniquilado ele, o que não teria sido legal...

Atacar que nem um lunático ao invez de fugir dos guardas: Teria provavelmente sido espancado, além de jogado em uma sela sem a chance de enfrentar o Guarda Gigante... Assim acabaria a história...

Atacar que nem um lunático ao invez de fugir do Mago: Teria sido atacado com aquele ataque mortal de raios mais cedo, além de que não teria dado chances para a Zelda fugir pela passagem secreta e invocar o Eddy em um lugar seguro.

Então, atacar como um lunático teria mesmo sido uma boa? ¬¬ =D

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.


Última edição por Eusine48 em Ter 18 Out - 21:30, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Eusine48
Top membro
Top membro


. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 02 – E a grande Lenda se torna… Eddy?!   Ter 18 Out - 21:30

YEAH! Hora do update! Amor

Foi rápido! Fiz na semana passada update na terça e na quinta... Quem sabe eu faça nessa quinta também!

Se bem que não devo fazer updates semana que vem... Já que vão ter as miseráveis provas! f5

Mas, por hoje, update normal! Apesar de que esse não tem muita ação... O próximo vai ter! f2

Ah, sim! Não que seja importante, mas esqueci de falar que depois da luta contra o Guarda com a maça, Eddy recupera o escudo que havia voado para longe! Acho que vocês devem ter deduzido isso...

Ah, sim! Add mais uma coisa no título! Agora se chama completamente “The Legend of Eddy: Na Eddy to the Game!”

Ja que eu devo fazer uma continuação algum dia... EVILtheREVENGE

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Na Eddy to the Game!

Episódio 02 – E a grande Lenda se torna… Eddy?!

Eddy andava em um lindo campo florido, de mãos dadas com uma princesa de cabelos loiros lindos e olhos azuis profundos. Caminhando felizes e sorrindo um para o outro, decidiram parar.

Zelda: Aqui parece ser um lugar bom... Não acha?

Eddy: Acho simplesmente perfeito! f2

Sentaram no campo florido lindo, mas não prestaram atenção na grama. Somente um no outro. Eddy ajudou a estender uma toalha e Zelda colocou uma bolsa de Piquenique em cima dela.

Eddy: Você trouxe?

Zelda: Claro que trouxe! Como poderia esquecer?

Zelda pega da bolsa de Piquenique... Uma linda e saborosa Lasanha!

Eddy: Eu te amo!

Zelda: Eu sei que ama!

Eddy faz beicinho e se aproxima de sua amada... Mal pode esperar para encostar os seus lábios nela... Ele sente até o cheiro de sua amada Lasanha e não consegue resistir! Abre bem a boca e...

Zelda: Eddy!

Eddy: O que foi, não ta vendo que quero comer?

Zelda: Eddy... Eddy!

Eddy: Mas que falta de educação! Deixe eu comer a minha amada...

Zelda: Eddy!

Zelda deu um tapa em Eddy. Ele abriu os olhos e percebeu estar deitado em um lugar desconhecido, e Zelda dava um tapa nele.

Zelda: Eu não acredito no que você ia dizer!

Eddy: Eu ia dizer Lasanha...

Zelda: Humpft! Eu espero mesmo...

Eddy: Onde... onde eu to? Cadê aquele mago das Trevas, filho dum Capeta! Eu tava prestes a derrotar ele!

Zelda: Prestes a derrotar? Você só conseguiu fazer um cortezinho nele...

Eddy: Mas eu ia conseguir... f4

Zelda: Não ia, jovem heroi... A sua espada comum não pode derrotar alguém com tantas trevas acumuladas no corpo...

Eddy: Não? f6 Então o que pode fazer isso?

???: A Espada Mestra. A Espada da lenda! A Espada com poderes inigualáveis!

Eddy: Ah! Quem é você, velhote? Não chegue perto da princesa Lasanha... Quer dizer, Zelda! Não me obrigue a usar a Espada não lendária!

Zelda: Calma, heroi! Esse é Sahasrahla! Ele é um homem santo, e vive aqui, nessa igreja onde estamos! Aqui é um local escondido dentro de um caminho secreto que só pode ser aberto por um membro da família real. Como aqui é uma igreja, Agahnim não pode me rastrear.

Eddy: Pera ai, que eu não ouvi nada do que você disse...

Zelda: Por que?

Eddy: Porque eu parei na parte em que você disse o nome dele! Como você consegue dizer esse nome escro...

Sahasrahla: Garoto! Não fale palavrões e palavras indecentes na frente de uma princesa!

Dizendo isso, Sahasrahla deu um tapa em Eddy.

Eddy: Ai! Isso não muda o fato que você tem um nome engraçado! Haha!

Sahasrahla: ...

Puxando Zelda para um lado e deixando Eddy rindo sozinho, sussurrou.

Sahasrahla: Princesa... Esse é realmente o heroi lendário? Ele não se encaixa muito bem na descrição dele... Ele nem se quer tem a cor de pele que o heroi tem!

Zelda: Mas ele tem orelhas pontudas! E foi o único que teve coragem de tentar me salvar...

Sahasrahla: Mas, princesa... Ele é um idiota! E, volto a dizer que ele não tem nada a ver com a discrição dele!

Zelda: Bom... Tem um teste para fazer, não é? Talvez ele não seja totalmente incompatível.

Sahasrahla: Princesa... Você sabe que ele é sim! Mas tudo bem...

Eles se viram de volta para Eddy, que havia acabado de rir.

Eddy: Haha... Esse nome é tão...

Sahasrahla: Oh, jovem heroi! Oh, guerreiro lendário! Oh, Eddy! Devemos fazer um teste para saber se você é o verdadeiro heroi de Hyrule! Nada de mais, sabe? Só para confirmar.

Eddy: Entendo...

Sahasrahla: Ótimo! Primeira pergunta! Você nasceu em qual país?

Zelda: “Ele vai dizer Hyrule...”

Eddy: Esparta!
Sahasrahla: Tudo bem... Qual sua cor favorita?

Zelda: ”Ele vai dizer Verde...”

Eddy: Vermelho cor-de-molho!

Sahasrahla: Ótimo... Qual sua comida favorita? Ah, deixa pra lá! Sabemos que é Lasanha... Qual seu lanche favorito?

Zelda: “Ele vai dizer Frango assado...”

Eddy: Hambúrgueres tipo ESPARTA!

Sahasrahla: Sei... Qual seu número favorito?

Zelda: “Ele vai dizer 14...”

Eddy: 8.000!

-------------------------------Muitas perguntas depois...---------------------------------

Sahasrahla: Então ta... Última pergunta... Qual a cor da sua cueca?

Zelda: “Ele vai responder... Alguma coisa estranha que não tem nada a ver com o esperado...”

Eddy: Eu não uso roupas de baixo!

Zelda: “Eu sabia...”

Sahasrahla: Bom... Acabaram as perguntas! Devo dizer que você...

Eddy estava com um sorriso feliz e idiota no rosto.

Sahasrahla: Passou! Você é mesmo o heroi lendário!

Eddy: Viva! Agora eu sei que posso derrotar o Mago Negro, salvar a pincesa e ganhar uma Lasanha!

Sahasrahla se vira e cochicha para Zelda de novo.

Sahasrahla: Ele não respondeu nada certo! E só respondeu coisas absurdas! Isso deve ser um engano!

Zelda: Não... Isso não pode ser um engano...

Sahasrahla: Então esse garoto deve estar quebrado! 8.000? Quem é que gosta desse número?

Zelda: Mas eu acredito nele, e é isso que importa! Vamos deixar ele tentar! Eu sei que ele vai conseguir...

Sahasrahla: Mas...

Eddy: Ei, tiu!

Sahasrahla: Sim?

Eddy: Como eu consigo essa espada Fo...

Sahasrahla: Sem palavrões na frente da princesa!

Outro tapa em Eddy.

Eddy: Ai! Foi mal! ui

Sahasrahla: Bem... Você precisa antes passar por 3 provas! Precisa ir e recuperar 3 pingentes mágicos!

Eddy: Sei... Sempre tem essas bos... porcarias...

Sahasrahla: Eu sei, é típico de jogos nesse estilo. Bom, você deve primeiro ir atrás do Pingente da Coragem. Simplesmente entre no local, explore e derrote o guardião, provando que você merece o Pingente, e volte aqui. Fácil.

Eddy: Falando assim parece fácil mesmo! f2

Zelda: Mas os monstros não vão ser fracos!

Eddy: Legal! Faz tempo que não aniquilo algum monstro! f2

Zelda: Eddy... Você não está com medo? Você está mesmo preparado?

Eddy: Claro que sim!

Zelda: Entendo... Parece que o Pingente da Coragem não vai ser um desafio muito grande para você!

Eddy: Valeu! f2

Zelda: Eu admiro sua coragem, jovem e bravo Eddy!

Sahasrahla: Loucura...

Zelda cutuca o sábio com o cotovelo.

Zelda: Boa sorte, heroi!

Zelda se inclina e da um beijo na bochecha de Eddy, que ficou vermelho instantaneamente.

Eddy: Obrigado! Hehe... Agora, tenho que ir pegar esse pingente!

Eddy sai correndo, abrindo a porta da igreja e saindo em um local misterioso para ele.

Zelda: Espera! Você não sabe onde é que ta o Pingente!

Eddy: Ah é! f6 Onde ele ta?

Sahasrahla: Ele ta... Na sua casa! Sim, é estranho, mas a entrada está bem embaixo de sua casa! Como você é o heroi, não vai ter dificuldade em achar seu lar.

Eddy: Não vou mesmo, claro que não! Tchau, Zelda! Tchau, nome tosco!

E correndo feito um Eddy, Eddy sai em sua primeira aventura suicida! Que perigos ele vai ter de enfrentar?

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou!

O que acharam? f6


« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.


Última edição por Eusine48 em Seg 31 Out - 21:38, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!


. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Ter 18 Out - 21:57

f2 lol! episódio hilário
fez eu LOL! zar!
Citação :
Zelda: ”Ele vai dizer Verde...”

Eddy: Vermelho cor-de-molho!
f5 minha cor favorita é verde sim seu debimentóide!

Citação :
Como você consegue dizer esse nome escro...

Sahasrahla: Garoto! Não fale palavrões e palavras indecentes na frente de uma princesa!

Dizendo isso, Sahasrahla deu um tapa em Eddy.

lol!

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!


. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 486
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Qua 19 Out - 19:29

Eu ri pelas respostas doidas!

Quando meu Filler-Block acabar, talvez, eu
crie um dos meus eps como alusão desta fic!

Acredito que o Link vai ficar com inveja por
o Eddy ter "pego" a sua melhor amiga...

« siggy »


"Hehe, gostaram do meu desenho? Fui eu quem fiz!"
Ass: Daniel Arti!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Forasteiro Solitario
Top membro
Top membro


. : Nunca terminei nada
Mensagens : 429
Sanidade : 1

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Ter 25 Out - 22:18

Apesar de só ter sido o sacerdote de nome escr... Digo Sasharala ter interrogado o Arroutson, esse ep foi um tanto cômico!
Mas ainda me pergunto o que aconteceu com o Link?

Será que ele ainda ta esperando o tio dele...?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro


. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 03 – O Templo da Coragem!   Seg 31 Out - 21:36

YEAH!!! Hi, Dimentios! YEAH!!!

Gostaram da minha saudação? Acho que agora vou usar esse “Hi, Dimentios! YEAH!!!” Nas fics! f2

Bom... Nada a dizer eu acho...

Apenas desculpar pela falta de update na semana passada! Culpa das provas malditas...

E hoje é Halloween! Feliz Halloween para todos! Coincidentemente (ou não...) o episódio de hoje fala sobre o medo... The Evil Smile
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Enfim... Update! f5

Na Eddy to the Game

Episódio 03 – O Templo da Coragem!

Finalmente, depois de mais de 1 semana procurando a casa de Link, que Zelda e Sahasrahla pensavam ser a dele. É claro que, se ele fosse mesmo o Link, já teria voltado para casa rapidamente. Até porque a casa ficava bem próxima à igreja subterrânea em que estavam escondidos.

Pensando em Link... O que teria acontecido com ele? Ele não deveria ter aparecido e resgatado Zelda no lugar dele? Bom, isso não importava mais. Agora ele iria ser um herói! E iria ganhar uma Lasanha feita da própria princesa!

Eddy saiu dos arbustos onde estava escondido e se aproximou mais da casa de Link. Era de noite, e as luzes estavam acesas. Duas pessoas estavam discutindo, mas Eddy não conseguia distinguir quem eram ou o que diziam. Se aproximou fazendo o mínimo de barulho possível, até chegar na janela de Link.

La dentro estavam... Link e seu tio! Parece que Link havia de alguma forma entrado pelos esgotos e achado o seu tio, porém não pode continuar seu caminho e salvar a princesa Zelda. Link estava muito irritado, sentado na cadeira. O seu tio aparentemente tentava acalma-lo.

Link: Como aquele idiota pôde... Estava tudo certo, eu deveria aparecer, você me dava a espada e o escudo, eu avançaria escondido e salvaria princesa Zelda! Só isso, e seria fama e fortuna para sempre!

Tio: Não se preocupe, Link... Eu sei que você está irritado por aquele idiota estar roubando sua fama, mas... Nós nos vingaremos dele, eu juro!

Link concordou com um gesto da cabeça, se sentido bem melhor com a promessa do tio. Um sorriso sínico apareceu no rosto dos dois

Eddy: ”« What The Fish!?! » ! Desde quando esses dois ai são do mal? Será que este jogo está quebrado?”

Esperando mais atentamente por alguma coisa que aqueles dois poderiam fazer, Eddy esperou... Até que Link sair do local, ir até a cozinha e buscar o jantar.

Não era uma Lasanha (eu sei que você pensava que era uma Lasanha! f3 ). Mas era um frango assado de aparência deliciosa... Dava água na boca só de olhar... Fazia minutos que Eddy não comia, e era um sacrifício para ele esperar tanto tempo. Ele era um herói! Por que deveria ficar do lado de fora, ao invés de merecer um tratamento digno?

De repente, a barriga dele roncou. Se abaixou rapidamente, e não foi visto pelos que estavam dentro da casa. Porém...

Tio: Link, vá verificar!

Eddy não tinha para onde fugir! Estava num local aberto, a não ser pelos pequenos arbustos do jardim. Por fim, teve uma idéia e decidiu ficar ali mesmo. Link abriu a porta, ainda segurando uma coxa de galinha, antes de dar uma mordida.

Link: Ei, quem é você?

Eddy: Eu... eu sou...

Link: Diga, antes que eu expulse você!

Eddy: Eu sou um pobre mendigo, que vinha passando por essa região... f4

Link: Ah... Me desculpe... Você... quer?

Link estendeu a grande e suculenta coxa de galinha para Eddy, que a pegou, feliz.

Eddy: Obrigado, amigo! f2

Link: Não foi nada! f2

Tio: Link, o que é que... Ei, é aquele garoto! O que pegou a minha espada e o meu escudo!

Link: O que? Eu vou pegar esse garoto e... Epa! Cadê ele?

Eddy já estava fugindo da casa de Link, segurando bem a coxa de galinha e acenando com ela!

Eddy: Haha, trouxas! YEAH!!!

Eddy passou correndo pelos arbustos... Ou melhor, tentou passar correndo! Sem que ele percebesse, havia um buraco em baixo dos arbustos, e Eddy começou a cair e a escorregar por um caminho rapidamente!

Link: Como ele fez isso? f6

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Eddy: AHHHHHHHHH!!!! DE NOVO NÃO!!! f5

Eddy foi escorregando e gritando, gritando, gritando... Cansou de gritar e resolveu comer a coxa de galinha... Afiou a espada nas paredes... E ele não chegava no fim! Parecia que aquele negócio estava brincando com ele, o mandando para todos os lados possíveis, sem chegar no fim e...

De repente, Eddy é lançado e cai dentro de uma sala! Com o traseiro dolorido, Eddy se levanta e olha a sala ao redor...

Estava em uma sala sinistra, completamente negra. Em todo o canto, símbolos prateados brilhavam assustadores para Eddy. Eles não pareciam nada amigáveis... As manchas de sangue também não eram muito amigáveis. Havia 2 saídas no local. Por onde ele veio e uma porta enorme, com um grande símbolo prateado no meio.

Eddy: Nossa... Eu devo estar no Templo da Coragem, que Zelda disse ficar perto da casa do Link! Que estranho, lembro que no jogo esse Templo ficava no meio de umas ruínas, e não era nem um pouco assustador... Bem, fazer o que? Tenho que ir atrás do Pingente da Coragem!

Eddy se dirigiu até a porta e a abriu, com dificuldades. Deu em uma sala de mesmo tamanho, porém com mais portas. A do meio tinha 4 cadeados enormes, e Eddy sabia que ele teria de ir atrás deles. Em cada lado da porta com os cadeados, 2 portas abertas mostravam diferentes caminhos.

Eddy: Hum... Aposto que em cada caminho vou ganhar uma chave! Essas coisas são bem previsíveis! Mas... Qual caminho vou primeiro? Essa indecisão ta me enlouquecendo! AHHH!!! Já sei! A minha espada vai decidir! f2

Dizendo isso, colocou a espada no chão e a girou.

Eddy: Esse é um jeito bem fácil! YEAH!!!

A espada foi parando lentamente de girar... Eddy esperava ansioso o caminho que iria seguir... Ela foi parando e... De repente, a sombra da espada se levanta, vira uma mão negra e a pega! Muito rapidamente para uma mão, ela saiu correndo para um dos corredores na direita.

Eddy: Ei, eu roubei isso! Me devolve! f5

Correndo pelo caminho, Eddy atravessou alguns corredores sinuosos atrás da Mão. Ela parecia conhecer o caminho, mas Eddy conseguia ser mais rápido e estava quase alcançando ela...

Eddy quase a estava pegando, mas quando se aproximou mais, ela se virou e o atacou com a espada. Eddy teve pouco tempo, mas conseguiu parar e escapar do golpe da espada. Com isso, a mão conseguiu ir mais rápido e escapar dele. Porém, ela não teve tanta sorte, por logo chegaram no fim do corredor, onde não tinha saída.

Eddy: Vai me devolver a espada por bem, ou vai ser por mau?

A mão brandia a espada, e Eddy defendeu com seu escudo.

Eddy: Vai ser por mau, então... f3

Agachado para lutar com a mão, Eddy usava o escudo como uma arma. Estranhamente, a mão lutava muito bem. Eddy defendeu o primeiro golpe, que atingiria o seu pescoço, e contra-atacou, mas o golpe foi facilmente defendido. Outros 3 golpes ocorreram da mesma forma, com os 2 atacando e defendendo sem muitos problemas.

Depois de defender outro golpe de Eddy, a Mão fingiu que daria outro golpe no pescoço com a espada, mas quando Eddy estava com o escudo pronto, ela largou a espada e saltou no rosto dele! Ele tentava desesperadamente tirá-la do rosto, mas ela se segurava ainda mais forte em sua pele. Eddy, então, começou a andar e tentar recuperar a espada. Finalmente, depois de segundos dolorosos, Eddy achou a espada... Mas não da forma que queria.

Eddy pisou na sua espada e escorregou, caindo de cara no chão! Por sorte, a queda foi amortecida pela Mão, que ainda estava no seu rosto. Doeu, mas pelo menos tirou aquela coisa do rosto dele.

Eddy recuperou a espada e olhou para a Mão... Mas ela não estava mais no local. Onde ela estava, agora restava somente uma chave, grande e prateada.

Sorrindo, Eddy pegou a chave e guardou no bolso. Voltar para a sala anterior foi estranhamente muito mais rápido do que quando perseguia correndo aquela mão. Estava com o rosto bastante machucado, mas feliz por saber que estava mais perto do seu objetivo.

Tentou novamente deixar a espada no chão e girar, para ver que caminho teria de ir. Dessa vez, nenhuma Mão maluca apareceu, e ele percebeu que o desafio iria ser outro. Eddy seguiu pelo corredor...

Eddy andou pelo corredor e... começou a cair! Do nada, o chão sumiu e, no lugar dele, o vazio! Rapidamente, Eddy usou sua espada e, com toda sua força, cravou a lâmina na parede. Olhou ao redor. Na parede oposta, em uma grande distância, havia um objeto prateado, parecido com uma alavanca. Porém, não havia como a alcançar.

Olhou para baixo. Poucos metros embaixo de onde estava pendurado haviam enormes espinhos, grandes e muito pontiagudos o encarando perversamente. Havia muito sangue naquele buraco e deixou Eddy assustado. Por pouco, ele não teve o mesmo destino de várias pessoas antes dele.

Usando a espada cravada na parede, Eddy começou a tentar subir, usando a espada como apoio. De repente, um som se ouviu... Alguma coisa estava quebrando... Era a espada! Assustado, Eddy se jogou para cima e de volta no corredor sombrio de onde veio. Olhou triste para a espada que o salvara. Uma grande rachadura havia aparecido no meio...

Sem ter o que fazer no local, Eddy voltou, sem o sorriso de antes. Não havia conseguido a chave naquele corredor... Mas então, percebeu que geralmente se acha a resposta seguindo os outros caminho, então resolveu tentar mais outro corredor.

O corredor sombrio era tão longo e sombrio quanto o último, e Eddy andava com muita cautela por ele. Depois de andar por alguns minutos, Eddy viu uma luz no fim. Ainda andando com cautela, Eddy foi até a luz...

Chegando lá, viu que estava no topo de um torre imensamente alta! Um pequeno caminho seguia até a parede oposta, onde uma chave estava pendurada na parede. Imediatamente, Eddy começou a tremer... Sempre tivera medo de altura, e agora estava em cima de uma torre enorme, em um local onde nunca esperaria estar em um lugar alto... Mas ele havia dado tantas voltas no caminho até o Templo da Coragem que nem sabia que altura deveria estar...

De repente, Eddy pensou em desistir... Mal estava no Templo mais fácil do jogo e quase fora morto por espinhos gigantes e, agora, provavelmente cairia para a morte se tentasse...

Eddy se virou para ir embora... Quando, de repente, escuta uma voz em sua cabeça.

Zelda: Eddy! Como você pode desistir na primeira dificuldade?

Eddy: Mas... Eu não consigo...

Zelda: O que? Onde ta aquele garoto maluco que eu vi a 1 semana atrás? Pensei que você não tinha medo de nada, que lutava contra qualquer um! Pensei que você faria de tudo para me salvar e ganhar a sua Lasanha!

Eddy: Você não entende... Eu... Simplesmente não consigo passar por um lugar alto! Eu morro de medo de altura! Eu... vou embora...

Zelda: ...

Novamente, Eddy se vira para voltar pelo corredor sombrio.

Zelda: O que o povo de... Er... Esparta faria numa hora dessas?

Eddy: Bom... Eles iriam dizer algo como “Vai logo, covarde! Se não for, eu te dou uma ajudinha! The Evil Smile

Zelda: Nossa... E o que você faria?

Eddy: Eu diria: “Já vou, « dança »! f5” E então iria correndo, tremendo de medo por dentro, mas iria...

Zelda: Viu? Você acabou de admitir que iria, com um incentivo... Ah, sim... Sahasrahla mandou eu te dar um tapa mental, mas eu disse que não iria fazer isso.

Eddy: Eu só iria por pressão. E eu... Nem sou um herói de verdade...

Zelda: Como assim? Você não se preocupou comigo, ao lutar contra aqueles inimigos poderosos no castelo! Agora, você foge... Da altura? Seu... seu fracote!

Eddy: Eu... O que?

Zelda: Er... É isso mesmo! Fracote! Você desonrou o povo de Esparta e de Hyrule!

Eddy: Mas...

Zelda: Pensávamos que você era um herói forte e bravo, mas não passa de um fracote, covarde e... um fracassado!

Eddy: Um... Fracassado?! Eu sou muitas coisas, mas não sou um fracassado!

Zelda: Prove!

Eddy: Eu provarei!

Esquecendo-se do medo, Eddy atravessou o caminho e pegou a chave, vitorioso.

Eddy: Viu, foi fácil! Eu disse que não sou um fracassado! f2

Zelda: Não é mesmo! Você venceu o seu medo, apesar de que não tinha perigo nenhum!

Eddy: Não tinha... O que?

Zelda: Isso é tudo uma ilusão!

Dizendo isso para Eddy, o local sumiu. Estava agora em uma sala sombria do Templo da Coragem. Não havia nenhum buraco para a morte, apenas chão.

Zelda: Você não corria perigo nenhum. Apenas não acreditava em si mesmo!

Eddy: Eu... Obrigado, princesa Zelda! f2

Zelda: Não foi nada! Agora, pegue o Pingente da Coragem!

Zelda parou novamente sua conexão mental com Eddy e o deixou sozinho no Templo da Coragem.

Eddy: YEAH!!! Mas antes, vou pegar a coisa que tem nesse baú! Aposto que é importante! YEAH!!!

Um baú enorme estava embaixo do local onde a chave estava pendurada, no outro lado da sala.

Eddy: É um... é um... Bumerangue? Que coisa tosca! ui

Eddy voltou pelo caminho de onde veio, se preparando para ir para o último corredor... Quando teve uma idéia! Voltou para o corredor do buraco com espinhos. Agora tinha como atingir a alavanca na parede distante! Pegou o bumerangue e o jogou.

Como se tivesse usado um bumerangue a vida inteira, Eddy o jogou de forma que ele voou, atingiu a alavanca e voltou perfeitamente para a mão dele. Uma ponte de pedra apareceu, e Eddy foi andando até o outro lado, onde pegou a 3° chave.

Eddy: Que bom que nesses jogos eu já começo sabendo usar perfeitamente as armas que ganho! YEAH!!!

Eddy voltou à sala do começo, se preparando para ir ao último corredor. Avançou por alguns minutos, enquanto escutava sons sinistros vindos de um lugar aparentemente no fim do corredor.

Eddy se deparou com algo inesperado... Uma sala comprida, onde no final havia uma chave... E, no caminho, um bando de criaturas sinistras, que pareciam humanos mortos!

Até aquele momento ele havia enfrentado uma Mão (que deixou 5 machucados profundos no rosto), uma quase morte em espinhos super afiados e lutou contra o seu maior medo. Mas... Zumbis?! Isso era uma coisa totalmente diferente de todas as anteriores...

Eddy: Essa vai ser a mais divertida! The Evil Smile

Eddy fingiu uma tosse para chamar a atenção dos Zumbis, que olharam para ele como... como um morto-vivo faria. Eles pareciam ter sido colocados ali para assustar, mas Eddy não tinha medo deles. Na verdade, ele adorava quando tinha sonhos em que ele estava aniquilando um exercito de Zumbis...

Eddy: ESPARTA!!! E HYRULE, TAMBÉM!!!

Brandindo a espada feito o maluco que era, Eddy saiu atacando e cortando o máximo que podia os mortos-vivos.

---------------------------------------------------------------------------------------------------
Minutos depois, Eddy saiu sorridente do último corredor. Aniquilar Zumbis é ótimo para quando se esta com vontade de bater em alguém, ou descontar a raiva... Ou simplesmente para sentir o prazer de cortar corpos humanos.

Eddy estava feliz na frente da porta com as fechaduras. Estava com as 4 chaves. Porém, sabia que iria enfrentar o monstro que guarda do Pingente da Coragem. Claro, sempre tem um monstro enorme guardando essas entradas. Mas Eddy sabia que ele era muito melhor lutando do que usando a cabeça e lutando contra a lógica e os sentimentos...

Eddy colocou a primeira chave, depois a segunda... Pôs a terceira e, finalmente, a quarta. Quando terminou de colocar todas as chaves, os cadeados caíram. A porta se abriu, e Eddy avançou por mais um corredor sombrio...
-----------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou! YEAH!!!

Esse update foi grande! No próximo, vai ser a batalha de Eddy contra o Boss do local! Claro que não vai ser um ep muito grande, já que so vai ser uma luta... Mas, pra compensar, farei 2 updates na semana que vem!

Até lá, pessoal! f2

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!


. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Seg 31 Out - 21:52

The Evil Smile
interessante esse update
Also...
Eu sei usar muito bem a lógica! quando eu quero

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!


. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 486
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Sex 4 Nov - 20:56

Se o Link vier antes que o Edd chegar
no fim do dungeon... Oh não.

Nada mau, Eusine!

« siggy »


"Hehe, gostaram do meu desenho? Fui eu quem fiz!"
Ass: Daniel Arti!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro


. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 04 – O pingente da Coragem   Ter 8 Nov - 16:17

YEAH! Hi, Dimentios! f2

Como prometido, trouxe o update de terça-feira! Como acho que ele ficou meio pequeno, farei update também na quinta! f2

E esse meu ultimo update deve a falta do comentário de um FS... Não que isso importe... f4

Enfim... UPDATE! incendiar

Na Eddy to the Game!

Episódio 04 – O pingente da Coragem

Eddy abriu a porta depois de colocar todas as 4 chaves nos cadeados. Os cadeados caíram com estrondo, revelando outro corredor sombrio em frente de Eddy.

Eddy: Mas que droga, por que esse negócio ta cheio desses corredores? f3

Eddy deu alguns passos no escuro, com cuidado para um eventual buraco que o levasse até a morte. Deu de cara em uma parede, e pensou ter chegado em um beco sem saída. Olhou para os lados e viu, ao longe, uma tocha jogada ao chão, ainda acesa. Ele havia chegado em uma curva.

Ele foi até a tocha e a pegou. Ela poderia ser útil no caminho escuro. Eddy continuou seguindo o caminho, mas ninguém o atrapalhou. Até que chegou em mais uma porta. Ele a abriu...

Estava em uma sala com as paredes negras e símbolos prateados novamente. Um enorme símbolo prateado estava no chão, e Eddy sentiu um calafrio. De repente, soube o que significava. Medo. E, nas paredes, estava escrito “Sinta Medo”.

Um som estranho veio de trás de Eddy. Som de passos... De uma coisa enorme. Eddy se virou e viu um monstro terrível. Tinha 5 metros de altura, um corpo vermelho, como se estivesse em carne viva e um rosto vermelho, com dentes enormes saindo em todas as direções. Suas mãos tinham enormes garras, que saiam ameaçadoramente em direção de Eddy.



Eddy deu 2 passos para trás, assustado, e soltou a tocha. Ela caiu no chão, mas não apagou-se. Continuou andando para trás, até encostar em uma parede. O monstro veio seguindo pela lateral do lugar onde estava, aproveitando as sombras longe da tocha. Um sorriso maligno se formou no rosto dele.

Kyoru: Com medo?

Eddy: Eu... eu...

Olhou para aquela criatura assustadora que se aproximava mais... Estava morrendo de medo daquele monstro, queria correr e se salvar...

Mas então lembrou-se dos perigos que teve de enfrentar. Todos exigiam... Coragem. O local onde pensava ser muito alto nem se quer existia, era somente uma ilusão para assustá-lo. Depois, Eddy se lembrou de Zelda e todas as palavras que ela havia dito. Ela confiou nele desde o inicio, e ele não poderia decepcionar ela! E o mundo inteiro também.

Eddy: Eu não tenho medo!

Incrivelmente, o monstro riu ainda mais.

Kyoru: Não fale asneiras! Eu consigo sentir... consigo sentir todo o medo que você tem ai dentro...

Eddy: Tudo bem... Eu tenho medo sim! Mas isso não quer dizer que eu não vá enfrentar você! f5

Kyoru: Muito bem então. Você vai se arrepender quando estiver prestes a morrer pelas minhas mãos.

Quando disse isso, Eddy teve certeza de que as garras dele brilharam.

Eddy: Eu sei que você não é tão bom! É só um Bode Enorme!

Kyoru: Eu sou um bode?

Eddy: Bom, não... Mas isso não importa! É só uma maneira de dizer as coisas, que eu falo com freqüência la de onde eu venho... Mas isso não importa mais! ATACAR! f5

Saltando e atacando com a espada ao mesmo tempo, Eddy tentou um golpe no monstro, mas ele defendeu com suas garras imensas. Com o outro braço, o monstro atacou, mas Eddy por pouco conseguiu defender-se com o escudo. Eles se separaram e Eddy voltou a tentar atacar com a espada. Porém, o monstro defendia todos os golpes e ainda conseguia contra-atacar.

Kyoru: Você é bem ruim, sabia? É só uma questão de tempo até você...

Eddy: Cala a boca, para com essa conversa de cara malvado que gosta de machucar as pessoas! Você só ta se exibindo porque consegue desviar de todos os golpes! Alguma hora eu vou te acertar!

Kyoru: Ah! Você acha que não consegue me derrotar por que não consegue me acertar? Então...

Kyoru abaixou os braços e, na mesma hora, Eddy deu um golpe brutal na lateral do monstro... Porém, o golpe atravessou o monstro como se Eddy tivesse dado um ataque no ar.

Eddy: « What The Fish!?! » ! Mas por que...

Kyoru: Hahaha! Não pode atingir o Medo com um golpe físico! Na verdade, não tem como você me atingir! Por outro lado... Eu posso atingir você!

O monstro atacou Eddy, que iria defender com o escudo... Porém, no ultimo instante, Eddy abaixou o escudo e o golpe o atingiu. Uma dor intensa surgiu quando as garras atravessaram o seu braço, rasgando-o.

Eddy: AHHH!!!

Eddy largou o escudo e se ajoelhou. Em instantes, o chão ficou coberto de sangue do herói, que continuava gemendo de dor.

Kyoru: HAHAHAH!!!! Você achou mesmo que isso iria funcionar? Tolo, vai morrer aqui e agora! Diga suas últimas palavras!

Eddy: Isso... é falso...

Kyoru: O que? Como você pode achar isso nesse estado?

Eddy: Isso tudo aqui... É uma ilusão... Até mesmo a dor! E eu posso vencer isso!

Eddy se levantou com calma, segurou o escudo com a mão extremamente ferida e ficou em pé, calmo. Aos poucos, o ferimento desapareceu.

Eddy: Isso é tudo mentira! Nada disso é real, então posso enfrentar você sem problemas!

Kyoru: Me enfrentar sem problemas? Esqueceu que não pode me acertar?

Eddy: Não esqueci! Mas notei que você não chega perto daquilo ali!

Eddy apontou para a parede.

Kyoru: O que tem ali? f6

Eddy: Nada! Trouxa! f2

Eddy estava correndo para centro da sala, onde pegou a tocha e a brandiu, como se fosse ameaçadora. O monstro se encolheu no canto.

Kyoru: Para trás!

Eddy: Ah! Você... Tem medo?

Kyoru: NÃO! Como ousa...

Eddy brandiu novamente a tocha.

Kyoru: Tenho! Tenho sim!

Eddy: Ótimo! The Evil Smile

Ele começou a se aproximar do monstro.

Kyoru: Mas eu sei do que você tem medo também!

De repente, ele estava novamente em uma torre extremamente alta, prestes a cair. Mais um passo e ele pisava no vazio e caía... Mas, então, se lembrou de Zelda...

Eddy: Isso também é só um truque!

Kyoru: E isso?

A torre começou a subir mais ainda, subindo até ultrapassar as nuvens... Era terrível para o medo de altura de Eddy. Mas ele simplesmente fechou os olhos e deu um passo. Ele pisou em terra firme! Deu mais alguns passos até decidir abrir os olhos e perceber que a cena era novamente aquela sala sinistra.

Kyoru: Vá embora!

O monstro criou uma barreira espessa de pedra ao seu redor. Porém, Eddy simplesmente a atravessou sem problemas.

Kyoru: NÃO! Por favor... Não!

Chegando mais perto, Eddy pode finalmente perceber a verdadeira forma do monstro. Era um fantasma negro, com olhos prateados brilhantes. Ele não era de longe tão assustador quanto a sua última forma.

Eddy: Você... É assim mesmo? f6

Kyoru: Sou...

Eddy: Que tosco... Bem... Agora é hora de um discursso épico... Você se alimentou do medo das pessoas a muito tempo, Kyoru! Agora, você deve pagar!

Kyoru: Não! Eu imploro!

Eddy atirou a tocha em chamas em cima do monstro.

Kyoru: NÃÃÃÃÃÃÃÃÃãããããããooooo....

Depois de alguns minutos em que a criatura das trevas agonizava nas chamas, finalmente acabou. Nada havia sobrado do monstro, a não ser o Pingente da Coragem.

Eddy: Eu... Consegui! Agora, tenho de voltar e avisar Zelda! Mas... vou ter de voltar toda aquela subida de novo?

A parede começou a tremer, e um dos lados se abriu, mostrando uma escada.

Eddy: Que útil!

Eddy subiu todas as escadas, com a tocha para iluminar o caminho. Finalmente, depois de um tempo que pareceram horas, Eddy achou um alçapão, o abriu e, finalmente, saiu na luz do sol. Parecia que a noite havia passado com Eddy dentro do templo da Coragem. Agora, parecia sem meio dia. Eddy percebeu que estava com fome...

Ele olhou ao redor, para ver se reconhecia o local onde estava. Imediatamente, percebeu uma montanha... Logo depois, viu uma rachadura em um lado, que mostrava a entrada secreta para a igreja onde Zelda e Sahasrahla estavam escondidos!

Eddy: Eu não acredito... Se eu tivesse andando até aqui e dado um jeito de abrir esse alçapão eu não iria precisar passar por tudo aquilo... EU NÃO POSSO ACREDITAR! Meeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeerda! f4

YEAH! Acabou! f2

Não foi MUITO pequeno, foi? f6

Ah, aqui está a foto do Kyoru, na forma real!

Kyoru:

BYE! Até quinta! YEAH!!!

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!


. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Ter 8 Nov - 16:27

f2
Gostei do ep!
...
Só...
o.o

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!


. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 486
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Qui 10 Nov - 14:53

E este é o fim do Kyoru...
Como será que vai ser os outros dois dungeons?

Como será que vai o Ganon?

« siggy »


"Hehe, gostaram do meu desenho? Fui eu quem fiz!"
Ass: Daniel Arti!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro


. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 05 – Deusas e roupas verdes   Qui 10 Nov - 17:35

Hi Dimentios! f2

Hora do update semanal... Ou melhor, hora do segundo update semanal! f2

E que, por alguma motivo misterioso, sem comentários do FS! Ele parece ta com raiva de mim, e não sei por que... (Não sei mesmo, já que eu é quem deveria estar com raiva...)

Ah, sim! Vou deixar o que acontece com o Ganon um segredo! The Evil Smile Vocês só vão descobrir no fim mesmo! f2

Ah! Esse update também não tem grandes coisas... Mas tem a explicação da aventura do Ed e a chegada da rouba verde heróica! YEAH!!!

An Eddy to the Game
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Episódio 05 – Deusas e roupas verdes

Zelda: Nossa! Não podia imaginar que o Templo da Coragem era um lugar tão terrível! Eu não teria agüentado se estivesse em seu lugar!

Eddy: É... Foi mesmo difícil... AI! Dueu!

Zelda: Ah, me desculpe! Continuando... Naquela hora que você estava com medo e prestes a desistir eu senti aquilo! Tem a ver com a conexão que fizemos mentalmente, acho. Você pensou com força naquilo e eu sabia que você precisava de ajuda e...

Sahasrahla estava irritado. Achava que aquele jovem idiota morreria e que o verdadeiro e perfeito herói apareceria... Mas, ao invés disso, aquele palhaço estava tendo toda a atenção da Princesa, com ela recuperando seus vários machucados, enquanto ele contava seus feitos heróicos... O sábio estava furioso! Não tinha como aquele idiota que veio de um reino desconhecido ser o herói, ainda mais sendo tão burro! Mas, de alguma forma, a Princesa parecia que Eddy Arroutson era capaz de derrotar Agahnim.

Zelda: Mas no fim você conseguiu! Você conseguiu o Pingente da Coragem e voltou aqui! Mesmo sabendo que você é o herói lendário, eu fiquei com medo que alguma coisa desse errado...

Eddy: Não foi nada! Hehe... YEAH!!!

Sahasrahla se enfureceu mais ainda! Para ele, o Pingente da Coragem não era prova de que ele era o verdadeiro herói lendário. E, além disso, havia ainda 2 Pingentes, que teriam desafios muito difíceis também.

Sahasrahla: Princesa... Acho que é hora de contar a ele a história. Ele não merece ficar andando sem rumo recolhendo os objetos que mandamos.

Zelda: Ah! É verdade!

Eddy: Bom... Eu não me incomodo de sair em uma jornada sem rumo. Na verdade, acontece muito comigo, de eu ter de...

Eddy recebe um tapa de Sahasrahla.

Sahasrahla: Deixe a Princesa contar a história!

Eddy: Ei! Não precisava! f5

Eddy recebe outro tapa!

Sahasrahla: E esse foi por ter gritado comigo. Me respeite!

Eddy: incendiar

Zelda: Parem de brigar, vocês dois! Eu acho que eu devo contar a história de qualquer forma. Assim você vai entender melhor o que exatamente se deve fazer e por que. Sahasrahla, você poderia pegar aquilo.

Sahasrahla: Aquilo? Eu acho que está guardado em algum canto... Espero que eu não tenha perdido.

Sahasrahla foi até os fundos do templo, e Eddy ficou com Zelda, que ainda cuidava dos ferimentos dele.

Zelda: Bom... Como eu posso dizer... Você sabe como todos nós, seres vivos existimos? Quero dizer, você sabe de onde viemos?

Eddy: Ah... Bom... Eu sei como é que...

Zelda: Ah! Não tem nada a ver com que você está pensando! Eu quero dizer, a criação do mundo!

Eddy: Ah, isso! f6 Não, não sei de nada!

Zelda: Nossa... Então eu vou ter de contar desde o comecinho...

Zelda: “Tudo começou a milhares de anos atrás. Não havia nada, a não ser o Caos Total. Mas então, 3 seres celestiais, as 3 Deusas Douradas surgiram.”

“Din, a Deusa da Força, usou seus poderes para criar a Terra.”

“Nayru, a Deusa da Sabedoria, usou seus poderes para criar as regras e leis da natureza, além de criar a água e o céu.”

“Farore, a Deusa da Coragem, usou seus poderes para criar os seres vivos, plantas e animais, para habitar a criação delas.”

“E então, as 3 foram embora, para a terra celestial de onde vieram. Porém, uma parte do poder delas ficou aqui. 3 Triângulos Dourados juntos, cada um contendo a essência de cada uma das Deusas. A força, sabedoria e coragem.”

“Depois de tempos, apareceu um monstro poderoso chamado Ganon. Um mago das trevas havia invocado aquele e muitos outros monstros do Dark Wolrd, mundo oposto ao nosso. Lá, monstros dominam tudo e o mundo é coberto do poder das trevas. Ganon domina o Dark Wolrd.”

“Ganon veio ao nosso mundo causando caos e destruição. Até que surgiu um herói vestido com uma Túnica Verde, brandindo uma espada com poderes sagrados. O herói derrotou Ganon e os 7 Sábios usaram seus poderes para prender ele de volta ao Dark Wolrd.”

Zelda: Isso já faz 1 milênio. Os 7 sábios deixaram descendentes, como o Sahasrahla. Na verdade, Sahasrahla tinha uma filha, assim como todos os outros descendentes dos 7 sábios. Todas tem uma idade semelhante a nossa. Porém, elas todas desapareceram! Meu pai, o rei, sabia que alguma coisa iria acontecer, com as descendentes dos que selaram Ganon sumindo daquela forma. Mal sabíamos que éramos vitima de traição, do mago mais poderoso de Hyrule, Agahnim...

Foi Agahnim que raptou todas as descendentes e as trancou no Dark Wolrd! Agora, Ganon não teria impedimento em dominar o nosso mundo. Porém, Agahnim precisava de um sacrifício, e ele me usaria para isso! Por sorte, sabemos que fui salva por um bravo herói.

Eddy: Quem, Link?

Zelda: Não, você...

Eddy: Ah! Foi o que pensei! f2

Zelda: Bom, alguma pergunta?

Eddy: Eu tenho! *levanta a mão*

Zelda: Pode falar! Hihihi...

Eddy: Isso tem alguma coisa a ver com os Pingentes?

Zelda: Tem sim! Os 7 sábios criaram os Pingentes das Virtudes de uma forma que só o herói lendário poderia reuni-los. Sem eles, é impossível de se pegar a Espada do herói, que foi selada. Pergunta boa, Eddy! Prestou mesmo atenção, não é?

Eddy: Adoro essas historinhas épicas! *-*

Zelda: Haha, você é engraçado, Eddy!

Eddy: É! Eu sei! f2

Os dois começaram a rir, perturbando Sahasrahla. A cada momento estava mais irritado com aquele garoto idiota. Ele deveria aprender uma lição. Sahasrahla sorriu, uma coisa que não fazia a muito tempo, pegou as roupas de Eddy e colocou um pó especial, que coçaria por um bom tempo.

Zelda: Muito bem. Foi legal conversar com você, mas temos que esperar por Sahasrahla voltar com a surpresa. Logo depois, você vai ter de sair de volta para sua jornada de novo, sinto muito.

Eddy: Sem problemas! Eu me sinto recuperado completamente agora que você me curou! Posso enfrentar qualquer desafio de novo! YEAH!!!

Zelda: Ótimo! Dessa vez você terá de ir até o Templo da Força, localizado no topo da Montanha da Morte! E depois até o Templo da Sabedoria, que tem uma entrada na cidade de Kakarico. Faz muito tempo que construíram essa cidade em cima do Templo secreto, e espero que a passagem esteja bem guardada...

Sahasrahla: Desculpe a demora! Voltei com as roupas novas do herói!

Eddy: Roupas novas? Eu não preciso disso! E verde me deixa com uma cara estranha...

Zelda: Mas essa é a roupa do herói lendário! Exatamente a mesma roupa! Você não pode recusar uma coisa dessas!

Eddy: Mas eu gosto dessas roupas aqui...

Zelda: Eddy... Por favor...

Eddy: Eu... Tudo bem! Eu usarei a roupa! Me da aqui. Quando for lutar contra o Ganon eu vou usar e...

Sahasrahla: Não, você vai usar agora. Ou melhor, vai usar sempre, em toda sua aventura!

Eddy: Aff, ta bom! Me da isso aqui! Eu vou logo me trocar e...

Sahasrahla: Ei! Princesa está aqui!

Eddy: Ela fecha os olhos, não é?

Zelda: Claro...

Sahasrahla: Não! Mas que indelicado! Vai até a outra sala e se troca la!

Eddy: Ta bom... Que cara chato! f3

Eddy foi até a sala ao lado, resmungando. Trocou de roupa resmungando e depois voltou com a roupa verde, segurando as roupas antigas.

Eddy: Sinto-me idiota...

Sahasrahla: Só agora percebe...

Zelda: Eddy, você ficou bonito assim!

Eddy: Serio? Minha mãe diz que eu fico gordo vestido de verde.

Zelda: Que nada, você ta ótimo... A roupa coube perfeitamente!

Sahasrahla: E para garantir que você fique assim para o resto da sua jornada, você vai deixar sua roupa antiga aqui.

Eddy: O que? Eu vou precisar tomar banho e trocar de roupa...

Sahasrahla: Ah, fala sério! Você acha que somos burros? Você não toma banho!

Eddy: Mas poderia começar a tomar...

Sahasrahla: Você não vai nos enganar. Vai ficar apenas com a roupa lendária e ponto final!

Eddy: Droga... Essa coisa coça. E o pior de tudo é que coça nos piores lugares...

Sahasrahla: Não fale essas coisas na frente da princesa!

Eddy leva um tapa.

Eddy: Ai! Você tem de parar de fazer isso! f5

Sahasrahla: Você mereceu! E é melhor você ir embora logo, porque a cada minuto que passamos Agahnim procura pela Princesa.

Eddy: Você não vai me obrigar a ir! f3

Zelda: Eddy... Por favor...

Eddy: Ta bom, eu vou! YEAH!!!

Sahasrahla: Agora!

Eddy: Não! f5

Zelda: Eddy...

Eddy: Ta bom, eu vou! YEAH!!!

Eddy pegou suas poucas coisas, e saiu pela porta secreta.

Zelda: Eddy! Se lembra onde eles estão?

Eddy: Claro que sim! Cidade da Morte e Montanha Kakarico! Não vou esquecer!

Zelda: Mas...

Eddy tropeça em alguma coisa e sai rolando por uma ladeira.

Sahasrahla: Como ele consegue ser tão burro...?

Zelda: Bem... Não sei. Mas sei que ele vai conseguir recuperar os Pingentes.

Sahasrahla: Se você diz, Princesa...

Acabo! Fantasma
---------------------------------------------------------------------------------------------------
O que acharam? Terça da semana que vem não vai ser um episódio normal, e sim um especial! Até lá!

Ah sim! Uma imagem de bônus!



« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.


Última edição por Eusine48 em Qui 10 Nov - 20:51, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!


. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Qui 10 Nov - 17:42

f2
lol
Cidade da Morte e Montanha Kakariko

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!


. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 486
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Qui 10 Nov - 20:48

Nossa... O que será que acontecerá se
o Link vestir com este pó mágico?

Bom trabalho! Mas, acho que o Sahasrahla
está certo sobre os outros 2 pigentes...

« siggy »


"Hehe, gostaram do meu desenho? Fui eu quem fiz!"
Ass: Daniel Arti!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Forasteiro Solitario
Top membro
Top membro


. : Nunca terminei nada
Mensagens : 429
Sanidade : 1

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Ter 15 Nov - 19:59

Pra um sacerdote o Sahasrahla é bem malvado...
E eu não tava com raiva de você ZINKA! Só usei uma desculpa tosca pra não comentar mais!
Esse Episódio foi um tanto cômico... Será que o Link vai tentar perseguir o Arroutson? Descubram no próximo episódio! Que é daqui alguns minutos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro


. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Hey, Eddy?! A volta dos Contos de Elibe?!   Ter 15 Nov - 22:55

YEAH!!! Hi, Dimentios!!! Amor

Hoje venho com um Crossover entre mim e um certo FireAlex! f2

Ele colocou um personagem dele como se substituísse o Eddy, então farei a mesma coisa!

Voltemos para o começo do “A volta dos Contos de Elibe!”! Alex acorda de mais uma noite de sonhos e está novamente em Elibe! Parece que alguma coisa mágica atua sobre Alex, levando ele para Elibe quando lá tem algum perigo que precise de sua ajuda...

O que aconteceria se essa “força mágica” errasse de pessoa? O que aconteceria se Eddy Arroutson fosse parar em Elibe, confundido com um certo herói?

É o que veremos, no primeiro episódio especial de Eddy! YEAH!!!

-----------------------------------------------------------------------------------------------Episódio Especial!

Episódio Especial 1 – Hey, Eddy?! A volta dos Contos de Elibe?!

Eddy acorda com sons vindos de perto dele. Abriu parcialmente os olhos, com preguiça, e viu um grupo de 3 bandidos tentando fazer silêncio. É claro que 3 brutamontes acostumados a invadir vilas e fazer gritos de guerra não são bons em fazer silêncio...

Os 3 brutamontes ficaram ao redor de Eddy e começaram a rir. Um deles estendeu a mão para o saco de dinheiro que ele pendurado no lado esquerdo da calça...

Eddy: Sai Capeta! f5

Com um salto, Eddy estava em pé, com os olhos brilhantes e pronto para a luta!

Eddy: Ninguém vai levar minhas moedas! f5

Por alguns instantes, os bandidos ficaram assustados com a ação do garoto, principalmente o que quase pegará o dinheiro dele. Mas então, eles se entreolharam e sorriram. Pegaram os machados e encararam Eddy, ameaçadoramente.

Bandido1: E quem vai nos impedir?

Eddy: Eu mesmo!

Eddy saca a espada!

Eddy: Que bom que sempre levo a espada quando vou ao mercado! f2

Bandido2: Argh, uma espada! Isso não é justo, por que todo mundo tem espadas hoje em dia?

Eddy: Para se defender de bandidos como você!

Bandido3: Hum... Acho que ele tem razão...

Bandido2: É mesmo... Talvez devêssemos começar a usar lanças...

Eddy: Mesmo com lanças, eu iria derrotar vocês! f5

Os bandidos riram.

Bandido1: Duvido muito, parceiro. Você pode ter vantagem contra Machados, mas estaria perdido contra Lanças!

Eddy: Espadas ganham de Machados e perdem de Lanças? Isso não faz sentido! f3

Bandido1: Não reclame para mim, eu não criei as regras...

Bandido2: Ei! Vamos ficar aqui conversando mesmo? Eu to morrendo de fome, e esse garoto tem bastante dinheiro!

Eddy: Esse dinheiro é da minha mãe! Eu tinha que ir para o mercado, comprar comida!

Bandido2: Isso não interessa! Vamos derrotar você, assim você dropa o dinheiro como recompensa!

Eddy: O que? Isso aqui é uma Fan Fic ou um RPG?

Sem se importar com a pergunta de Eddy, o primeiro bandido se jogou contra ele! Eddy desviou e o atacou com um golpe. Ele ainda não foi derrotado. Outro bandido veio por trás e o atacou, mas ele defendeu rapidamente com a espada e não recebeu dano. Logo depois atacou esse bandido, que caiu derrotado no chão.

O terceiro bandido estava vindo quando, de repente, caiu derrotado no chão, com uma espada atravessando o seu corpo!

Eddy: Ei, cara! Eu ia derrotar esse ai!

???: Pois não parece! Você parece tão magrelo e fraco, não conseguiu derrotar nem esse primeiro cara ai, fracote!

Bandido1: Ei! Ai, minha ferida...

Eddy: Pois você não parece grande coisa, seu... Garota?

???: Garota? Esse é o melhor xingamento que pode inventar, seu idiota? E meu nome é Ranshi!

Eddy: Isso não foi xingamento! E você é muito esquentada! E uma garota lutando com uma espada é meio estranho, por isso eu me surpreendi quando vi quem você era... Ah, sim! Meu nome é Eduard, mas me chame de Eddy!

Ranshi: Eu te chamo do que quiser, cabeça de minhoca! E você deixou aquele primeiro bandido fugir!

Eddy: Deixei? Ah, tanto faz, ele que se lasque.

Ranshi: Você não vai atrás, para derrotar ele? Você está perdendo experiência!

Eddy: Experiência? Será que isso é um tipo de jogo de RPG?

Ranshi: Jogo? Não fale leseiras, imbecil!

Eddy: Da pra parar de me xingar em pelo menos uma frase?

Ranshi: Não.

Eddy: Valeu! f2

Ranshi: Estúpido.

Eddy: f3

Ranshi: Ei, feioso! De onde você veio? Você não é de nenhuma das vilas vizinhas, é?

Eddy: Eu acho que não. Eu não sei exatamente ou eu estou. Aqui parece ser um tipo de mundo medieval ou alguma brincadeira chata...

Ranshi: Brincadeira? Eu não estou brincando com você, seu tosco! E se você não é daqui, de onde é?

Eddy: Sei lá, talvez outra dimensão. As coisas aqui parecem funcionar de uma forma diferente do meu mundo... E eu não lembro o que aconteceu! Eu estava andando a caminho do mercado e, de repente... Acordei aqui!

Ranshi: Hum... Você tem bastante dinheiro...

Eddy: Não é tanto, mas... Ei, como você pegou isso tão facil?

Ranshi: Nossa! É um tipo de dinheiro que eu não conheço! Mas são várias moedas de prata e ouro! Deve valer uma fortuna!

Eddy: Ei, devolve aqui!

Eddy pega o saco de moedas da mão dela!

Eddy: Isso é meu! Minha mãe me mataria se eu perdesse isso...

Ranshi: Não, isso é meu! Eu salvei você daqueles bandidos, então... Eu tomo você como meu escravo, a partir de agora!

Eddy: O que? Só por causa da minha cor de pele? f3

Ranshi: Não tinha pensado nisso. Mas até que é uma boa desculpa!

Eddy: Bom... Para me escravizar, vai ter de me derrotar primeiro!

Ranshi: Pode deixar!

Os dois sacaram as espadas e se olharam ameaçadoramente. Sem nenhum aviso, Ranshi correu com sua espada e deu um golpe, que Eddy defendeu facilmente. Ela começou com uma combinação de golpes complicados, que Eddy defendeu!

Eddy: Pensei que você era melhor que isso!

Eddy soltou a espada dela, que estava em contado com a sua, e começou a atacar. Começou com uma combinação rápida de golpes, que ela defendia com certa dificuldade. Mas, em uma hora, ele conseguiu atingir o ombro esquerdo dela.

Eddy: Há! Quem é o melhor?

Ranshi sorriu ao invés de responder na hora. A espada de Eddy ainda estava cravada em um ponto no ombro esquerdo, que tombou na lateral do corpo. Ela aproveitou para atingir o ombro esquerdo de Eddy.

Ranshi: Sou eu.

Os dois haviam prendido o oponente com um golpe no ombro esquerdo do outro. Os dois oponentes se encararam por um momento e, sem aviso, tiraram ao mesmo tempo as espadas do corpo do outro e começaram a atacar.

Sem pausa, os dois atacavam furiosamente, mas nenhum conseguia atingir o adversário.

Depois de uma rápida sequências de golpes, os dois pararam, cansados e suados.

Ranshi: Você... não é tão ruim assim... para um idiota...

Eddy: E você... não é tão ruim... para uma garota...

Cansados, eles caíram sentados no chão. Respirando fundo, eles ficaram por pouco tempo sentados ali, juntos.

Eddy: Você é bom. Treinou em algum lugar?

Ranshi: Na verdade não. Eu sempre gostei de lutar, mas moro com meu avô, e ele é meio pobre... Treino sozinha, no jardim de casa. Mas isso nos salvou várias vezes de Bandidos! E você, treinou em algum lugar?

Eddy: Eu treinei com os mestres de Esparta! Apesar de eu não saber de quase nada, eu sei lutar bem! Além de arrotar também!

Dizendo isso, Eddy arrota! Surpreendentemente, Ranshi sorri e ri.

Ranshi: Haha! Só isso? Você não é tão bom assim! Olha só como se faz!

Ranshi faz um arroto poderoso na cara de Eddy!

Eddy: Ei! Eu tava só me aquecendo!

Os dois começam uma acirrada competição de arrotos! Eddy arrota na direção dela! Ainda sentada, Ranshi se aproxima mais dele e arrota também! Eddy também decide fazer essa estratégia e se aproxima, arrotando e chegando mais próximo. A cada arroto, cada um chegava mais perto e tentava intimidar o outro, com um arroto cara vez mais na cara. Com os rostos quase juntos, Eddy abriu a boca para arrotar e finalmente percebeu como os rostos deles estavam quase se tocando.

Sentindo uma inesperada surpresa e vergonha, Eddy foi surpreendido por um arroto extremamente perto na sua cara! Caiu no chão de costas, fazendo Ranshi rir.

Ranshi: Não te ensinaram a arrotar lá em Esparta?

Eddy: Não é isso! Er... Eu to um tempo sem comer, e isso afeta a minha... er... Glândula Arrout!

Ranshi: Existe isso?

Eddy: Existe sim! Foi descoberto semana passada!

Ranshi: Nossa! A ciência avança rápido hoje em dia... Ei, você disse que ta com fome?

Eddy: Disse, sim. Não como faz horas, e não tenho como voltar para a casa...

Ranshi: Venha para a minha casa! Meu avô não vai se importar, e ele acha que eu nunca vou ter amigos...

Eddy: Por quê?

Ranshi: Porque eu afugento as pessoas com meu jeito agressivo e bruto...

Eddy: Eu sei como é... Eu as vezes afugento as pessoas com meu jeito aleatório e estranho...

Ranshi: Haha! Que bom que você admite que é estranho!

Eddy: E você admitiu que é agressiva!

Ranshi: Eu sou mesmo, fazer o que? E você vem para minha casa jantar ou não?

Eddy: Por que está me convidando para ir jantar na sua casa?

Ranshi: Porque você é meu escravo, ou já esqueceu?

Eddy: O que? Você ainda não me venceu! Competição de arroto não é decisão justa!

Ranshi: Então que tal... Corrida até minha casa!

Sem esperar pela resposta, Ranshi começa a correr!

Eddy: Ei! Nem sei como é sua casa! ui

Eles começaram a correr! Ranshi deu uma pequena chance, e logo os dois estavam correndo mais ou menos lado a lado. Iam direto por uma pequena estrada, e logo avistaram uma casa de madeira, isolada de outras casas.

Ranshi começou a aumentar a velocidade! Eddy aumentou a velocidade para alcançar a garota...

----------------------------------------------------------

De dentro de uma cabana no meio de uma estrada que liga duas vilas vizinhas, um velinho terminava de preparar a janta e olhava pela janela, preocupado.

Só naquela semana, a sua neta havia provocado brigas com garotos das vilas vizinhas e lutado com a espada contra bandidos que passavam. Embora ele ache que Ranshi era uma das espadachins mais bem habilidosas que ele conhecia, temia pela atrevidade dela.

Ele não sabia que ficava feliz ou preocupado quando, finalmente, avistou sua neta vindo correndo com um garoto da mesma idade. Ela parecia tentar impedir que ele chegasse antes dela. Ele também tinha uma espada, e vinha rápido...

O avô de Ranshi foi até um armário velho e pegou uma espada, que usava na juventude. Ele era um lutador admirável, mas estava muito velho, praticamente morrendo. Mas a espada estava linda como se tivesse acabado de ser feita. Foi forjada por um mestre, e duraria por muito tempo sem precisar ser afiada e sem ficar enferrujada.

Ele pegou a espada e foi mancando até a porta. Ouviu o barulho deles parando e discutindo na entrada da porta. A porta se abriu...

Ranshi: É claro que eu ganhei!

Eddy: Que nada! Eu ganhei! Foram só alguns poucos milésimos de segundo, mas eu tenho certeza que...

Avô: Larga minha neta, bandido! f5

Eddy por pouco consegue se desviar da lâmina da espada do avô de Ranshi!

Ranshi: Vovô! Para, esse é o meu... escravo! O Eddy!

Como os dois estavam cansados de tanta corrida, os dois haviam entrado pela porta se apoiando no outro para não cair. Agora, Ranshi entrava em casa e ia atrás de comida.

Avô: Escravo?

Ranshi: Bom... Ainda não é meu escravo, na verdade. Eu salvei ele de um bando de bandidos, então eu estou dizendo que eu tomo ele como minha propriedade. Mas, ele insiste que não vai aceitar ser escravizado por uma garota, a não ser que eu mostre ser melhor que ele.

Eddy: E até agora não conseguiu.

Avô: Hum... Seu escravo? Ele não parece ser seu escravo...

Ranshi: Tanto faz! Agora, podemos comer? Estou morrendo de fome! Ah! Depois pode curar nossos machucados? Lutamos a tarde toda e nos machucamos um pouco...

Avô: Lutaram? Você lutou com minha neta?

Eddy: Foi uma luta de igual para igual, eu diria. Apesar de que um pouco mais eu venceria...

Avô: Interessante... Minha vida toda, Ranshi é talvez a jovem mais talentosa que eu já vi. E eu fui em mestre na luta de espadas, sabia?

Eddy: Sério? Eu treinei com um mestre, no lugar que eu vim...

De repente, Eddy ficou paralisado. Havia comida na mesa! Pedaços de carne e um frango inteiro! Eddy e Ranshi começaram a colocar as carnes nos pratos. Eddy estendeu o braço para pegar uma coxa de frango, mas Ranshi pegou primeiro! Eddy pegou a outra coxa e a encarou.

Ranshi: Aposto que você não come rápido!

Os dois começaram uma competição, de novo! Logo depois de comerem no mesmo ritmo super rápido competiu para ver quem ocupava o banheiro e vomitava. Foi empate, novamente...

Avô: Ah, os jovens. Ah, o amor...

----------------------------------------------------------

Depois de comer e vomitar até não poder mais, os dois foram dormir. Ranshi disse que não havia cama ou um quarto para Eddy, por ele ser quase um escravo, e que ele deveria dormir no chão, protegendo sua senhora. Ele estava tão cansado que nem disse que sabia que havia um quarto desocupado com uma cama confortável. Sem discutir, caiu no tapete de dormir.

Ranshi acordou, com calor. Ainda era noite, apesar de que o sol nasceria em breve. Não entendeu o calor anormal, já que estavam no outono e os dias eram frios...

Decidiu sair da cama e ver se alguma coisa tinha acontecido... Desceu as escadas e viu que realmente algo tinha acontecido! Algo terrível!

Um bandido estava morto, jogado no chão. O mesmo que ela e Eddy haviam deixado escapar. Na frente dele e também jogado no chão, estava o avô de Ranshi. As paredes da sala estavam pegando fogo!

Ranshi: Vovô!

Avô: Ranshi! Minha querida... Esse bandido apareceu aqui e tacou fogo na nossa casa... Disse que iria se vingar de você... Eu não deixei, claro, e lutei com ele... Ganhei, mas ele me feriu...

Ranshi: Você ainda pode se levantar, podemos sair daqui e...

Avô: Não... Sinto que já lutei muito nessa vida. Não tenho como lutar mais...

Ranshi: Não diga isso! Eu vou ficar aqui com você e...

Avô: Minha neta... Você tem que entender que minha hora chegou e a sua não. Você é jovem. Saia daqui, continue sua vida...

Ranshi: Vovô...

Avô: Tome, pegue a minha espada. Ela é poderosa, e deve ser usada quando você sentir que está pronta, ou quiser passar para alguém que você ache ser o ideal... E salve aquele garoto, Eddy... Ele é um bom garoto, e eu vi que vocês têm uma ligação especial...

Ranshi: Não tem nada entre a gente!

Avô: Minha neta, eu to morrendo, pare de me sacudir! E vá logo se salvar, antes que a casa caia!

Ranshi: Vovô... Adeus...

Dizendo as últimas palavras para o único parente que conheceu, pegou a espada comprida e a pendurou nas costas. Pegou a própria espada e colocou na cintura. Subiu correndo para o próprio quarto. Assim que entrou, a porta atrás dela foi consumida pelo fogo que se espalhava rápido. O quarto também havia começado a pegar fogo.

Ranshi: Eddy! Acorda, seu inútil!

Eddy: Ai! O que aconteceu?

Ranshi: Um incêndio! Temos que sair daqui!

Alarmado, Eddy se pôs de pé e olhou ao redor.

Eddy: Mas a porta ta pegando fogo...

Ranshi: Não importa! Temos que sair daqui e...

Ranshi notou para onde Eddy olhava, pensando rápido.

Ranshi: Você não está pensando em...

Eddy: Ranshi, vem até aqui!

Obedecendo, Ranshi veio até perto de Eddy... Antes que percebesse, Eddy havia carregado ela!

Ranshi: Eddy, você não vai fazer isso!

Eddy: Vou sim! Tenho que ser heróico pelo menos esse episódio! Agora... ESPARTA!!!

Ranshi: Precisa gritar isso?!

Gritando como um louco da maneira que gostava de fazer, Eddy correu carregando Ranshi e saltou pela janela, quebrando o vidro! Os dois caíram rolando na grama, em uma distância segura da casa.

Os dois se levantaram rapidamente e olharam para a casa em chamas. Lágrimas caíam a todo momento do rosto de Ranshi. Depois de chorar e soluçar alguns segundos, ela se virou para Eddy, furiosa.

Ranshi: Seu... Maldito! Se não fosse você, nada disso teria acontecido! O bandido não teria sobrevivido, meu avô estaria vivo e minha casa estaria inteira!

Ranshi chorava e batia em Eddy após cara palavra que dizia. Após dizer essas palavras, parou e olhou nos olhos de Eddy. Ele não havia tentado se defender ou dizer qualquer coisa, até aquele momento.

Eddy: Me desculpa... Eu não queria causar nada disso...

Ranshi continuava chorando...

Ranshi: Eu sei que não queria... Não foi culpa sua...

Ranshi abraça Eddy, chorando com todas as forças pela morte do avô...

----------------------------------------------------------

Os dias se passaram e, da mesma forma, as semanas. Eddy e Ranshi começaram uma jornada por Elibe, juntos. Com o passar do tempo, Eddy ajudou Ranshi a superar a morte do seu avô. Mas, sem ter aonde ficar, eles passavam em pousadas pelo continente. Conseguiam dinheiro em várias competições de luta por onde passaram, e ficaram logo conhecidos no continente.

Ranshi e Eddy foram ficando cada vez mais próximos, apesar de que nenhum dos dois admitisse isso.

Depois de mais de 1 mês, chegaram a um dos lugares que Ranshi estava ansiosa para visitar. Ela só havia visto aquele lugar uma vez, ao longe. Era o castelo. Ali era onde vivia a Princesa Lyndis e seu avô... Pensar na garota da sua idade vivendo feliz com seu avô a fez ficar triste novamente... Ficou ainda mais triste quando ouviu gritos de guerra e uma explosão! Observando o castelo, que ainda estava longe, conseguiram ver que o castelo estava sendo invadido!

Ranshi: O castelo... Tem alguma coisa acontecendo no castelo! Temos de ir ajudar, Eddy!

Se fossem pessoas mais inteligentes ou estrategistas, provavelmente pensariam em uma forma de entrar e fazer alguma coisa da melhor maneira possível, cautelosa. É claro que não era o caso deles.

Juntos, eles foram correndo em direção do portão. Quando chegaram, estava vigiado apenas por um jovem lanceiro.

???: Alto! Não podem passar por aqui!

Ranshi: Podemos sim! E vamos passar de qualquer forma, você abaixando ou não essa lança ai.

???: Lanças tem vantagem de espadas!

Ranshi: E duas pessoas tem vantagem de uma!

Eddy olhou para aquele garoto, da idade deles. Ele parecia ter certa experiência em lutas, mas tremia quando encarava os dois espadachins.

Eddy: Você não queria estar aqui, não é?

???: Eu... Não. Eu fui convocado no meu país e não tive escolhas... Meu nome é Celtchar...

Eddy: Interessante... Você vai nos ajudar a entrar ai, derrotar esse exercito e salvar a princesa? f2

Celtchar: Hum... Não! GUARDAS!!!

Em poucos segundos, guardas com lanças vieram! Em outros poucos segundos, Eddy e Ranshi eram carregados sem poder se defender! Em mais alguns segundos depois, estavam jogados no chão de uma sela de prisão, ao lado de mais outra garota.

Ranshi: Ai! Eu não acredito... Não pudemos nem ao menos lutar um pouco...

Eddy: Nem tivemos chance de salvar a princesa... Como será que ela está?

???: Presa. Ela está presa.

Ranshi: Mas quem é que... Lyndis! OMG, Princesa Lyndis!

Ranshi se ajoelha e faz uma saudação para a princesa. Logo depois, puxa Eddy para baixo, para que ele fizesse o mesmo.

Lyn: Não precisa de tudo isso. E podem me chamar simplesmente de Lyn, ok?

Ranshi: Ok...

Lyn: E podem se levantar.

Finalmente se levantando, Eddy e Ranshi encaravam a princesa.

Lyn: Vocês dois vieram aqui sozinhos? Foi tolice. Os soldados aqui são muito fortes... E o líder deles é mais forte ainda...

Eddy: Quem é o líder deles?

Lyn: Ele é... Bem... Vocês conhecem a história? Que a meses atrás veio um garoto de outra dimensão e me ajudou em várias coisas...

Ranshi: Conheço essa história. Todo mundo no continente conhece...

Eddy: Eu não conheço...

Ranshi: Ah! Talvez o Eddy tenha alguma ligação com esse garoto que te ajudou, majestade! Parece que os dois vieram da mesma dimensão...

Lyn: É sério? Você conhece o Alex?

Eddy: Um garoto apaixonado por Tortas, que tem cabelo verde e um pincel mágico?

Lyn: É isso! Isso mesmo! Você conhece o Alex!

Ranshi: Por que nunca me contou isso?

Eddy: Eu nem sabia que o Alex era uma lenda aqui... Ah! O que o Alex tem a ver com o cara que conquistou o castelo?

Lyn: Parece que o maluco que conquistou o castelo é o oposto do Alex! Veio de uma dimensão maligna, e o objetivo dele é destruir tudo que o verdadeiro Alex ama!

Eddy: Entendo...

Lyn: E agora ele dominou o castelo... Não temos como derrotar ele agora...

???: Talvez tenha um jeito!

Eddy: Essa voz... Eusine!

Do lado de fora das grades da sela, lá estava ele, o Arqueiro Problemático, Eusine!

Eusine: Yeah! Eddy, meu amigo aleatório! Há quanto tempo!

Eddy: Eusine! Como veio parar aqui?

Eusine: Tive uma pequena ajuda...

Ao lado de Eusine, finalmente Eddy percebe que Celtchar estava por ali.

Celtchar: Decidi ajudar vocês.

Eddy: Obrigado! Mas, como vamos sair?

Celtchar: Eu consegui as chaves!

Ranshi: Ótimo! A princesa pode nos guiar pelo castelo e podemos ir até o Alex do mal e derrotar ele!

Eusine: Não vai ser tão fácil! Tem milhares de guardas! Sem falar que o Anti-Alex é incrível! Ele tem um poder muito forte, que ele conseguiu derrotando o original...

Lyn: Ele... Derrotou o Alex?

Eusine: Sim...

Lyn: ...

Eusine: E não é só isso. No nosso mundo, versões malvadas de todos nós estão invadindo e tomando nosso lugar! Consegui fugir de toda aquela loucura... Mas parece que vão dominar esse mundo também! Anti-Alex é o líder de tudo, se derrotarmos ele... Não só traremos paz para Elibe, como ganharemos vantagem contra os outros Anti-Clones!

Ranshi: Mas... Você disse que o Anti-Alex é muito forte! Como vamos derrotar ele?

Eusine: Você sabe a resposta, garota! Precisamos de uma arma mágica poderosa!

Ranshi: Você está falando... Da espada do meu avô?

Eusine: Isso mesmo!

Ranshi: Não sabia que ela era mágica e poderosa dessa forma...

Eusine: Ela é! Eu estou contando a história, caso você não saiba! E eu digo que ela é poderosa!

Ranshi: Então... Com ela poderemos derrotar o Anti-Alex?

Eusine: Sim! Acredito que sim. Mas somente quem merecer ser o dono da espada...

Ranshi tirou a espada da bainha e a analisou. Ela imaginara que era ela quem usaria ela para derrotar vilões... Mas, então, pensou em alguém que poderia usar melhor que ela.

Ranshi: Eu sei quem é que merece o poder da espada do meu avô. Eddy.

Eddy: O que? Mas... Por quê?

Ranshi: Porque... Você é forte e corajoso! É a melhor pessoa que eu conheço que consegue usar uma espada! Melhor até do que eu.

Eddy: Isso é muita responsabilidade! Acha mesmo que eu posso usar todo o poder dessa espada?

Ranshi: Eu acho. Eu confio em você...

Eddy: Por que?

Ranshi: Porque eu... Eu te amo, seu imbecil! f5

Aproveitando a ocasião, Ranshi aproveitou para beijar Eddy, que acabou com o clima romântico ficando tonto e caindo no chão.

Eusine: Finalmente uma coisa romântica por essas fics aqui! f2

Eddy: Bla... ble bla ble...

Ranshi: Eddy, você ta bem?

Eddy: Bla... ble ble...

Ranshi: Para de falar essas coisas sem sentido, idiota!

Ranshi deu um tapa em Eddy, que o fez voltar a realidade.

Eddy: Ai! Valeu...

Ranshi: Agora... Pegue a espada.

Eddy segurou a espada, que estava embainhada, e a pendurou nas costas.

Eddy: Não me pareceu ser uma espada especial... Tem certeza que ela é mágica e...

Guarda: PARADOS AI!

Vindos do final do corredor, duas dezenas de guardas viam correndo na direção deles, com as lanças apontadas para frente. Eddy sacou a espada, apontando para ele e uma rajada poderosa de energia saiu voando e fez todos os guardas caírem!

Eddy: Uia! Eu não fiz nada! ui

Eusine: Funciona! Temos mesmo uma chance contra o Anti-Alex!

Eddy: Você não deveria estar surpreso... Você é o narrador da história!

Eusine: Eu sei, mas eu tenho que fingir! Eu to mostrando que sei atuar! *-*

Eddy: Sei...

Lyn: Parem de conversa! Temos que nos apressar!

Derrotando guardas apenas com um gesto, Eddy foi avançando pelos corredores e escadas do castelo, seguindo o caminho que Lyn mandava. Finalmente, depois de varias curvas e vários lances de escada, chegaram a porta final. Eddy brandiu a espada e a porta explodiu.

Anti-Alex estava sentado na cadeira do Rei, olhando para eles.

Anti-Alex: Ora, ora, ora... Eusine e Arrout! Os dois que estávamos justamente procurando! E trazendo justo uma coisa que eu estava procurando... Me dê essa espada, Arrout.

Eddy: Me chame de Eddy! E eu não vou te dar a espada! Ela é minha e vou usar para derrotar você, Anti-Alex!

Anti-Alex: Anti-Alex? Esse era meu nome antigo... Agora que absorvi o original, nos tornamos um só! Eu sou Alex-Completo! A versão muito mais poderosa daquele que conhece como Alex!

Eddy: E dai? Eu sou Eddy, e tenho uma espada mágica!

Alex-Completo: Espada mágica? É muito mais que uma espada mágica, garoto! Eusine não te contou? Essa espada contem a essência desse mundo aqui! Se essa espadas cair nas minhas mãos, esse mundo é meu!

Eddy: Por que não me disse?

Eusine: Eu não queria que você ficasse com tanta pressão...

Alex-Completo: Você não vai mesmo me entregar a espada?

Eddy: Não!

Alex-Completo: Tanto faz. Eu pegarei de você!

Saltando com uma velocidade incrível, AC brandiu o pincel como uma espada! Eddy defendeu com a sua espada, tentando mandar AC para longe com seus poderes. Porém, AC parecia ser imune ao imenso poder daquela espada. De seu pincel, uma energia negra emanou e lançou Eddy para a parede!

AC: Esse Pincel Mágico tem a essência do seu mundo, desde que eu o dominei! Essas armas são as mais poderosas possíveis. Você não tem como usar o potencial todo dela! Apenas eu, um mestre da...

Eddy: Cala a boca, só 1 minuto!

Dizendo isso, Eddy saltou com sua espada e aplicou uma série de golpes. AC estava tendo problemas para defender todos... Eddy fingiu que ia dar um golpe por cima, mas mudou na ultima hora e fez um golpe lateral, que atingiu em cheio AC.

Eddy: Você é bom na magia, como o Alex original! Você não é bom na luta corpo a corpo!

AC: E nem preciso ser!

Com o poder do Pincel negro, AC usou sua magia para lançar Eddy com força para a parede. A parede rachou enquanto AC continuava lançando seu poder negro contra Eddy. Eddy gritou de dor enquanto era cada vez mais pressionado.

Lyn: Eddy!

Celtchar: Reaja, cara!

Eusine: Vamos Eddy, você vai conseguir...

Eddy: Eu... Não consigo...

Ranshi: Você consegue! Eu não vou te perdoar se você perder essa luta!

Eddy: Mas... eu... ARGH!

Ranshi: Eddy, você consegue! Eu tenho certeza!

Eddy se esforçava para agüentar os golpes, quando ouviu Ranshi dizer aquela última frase... Ela confiava nele, e sabia que ele conseguiria... Não só isso, o mundo inteiro contava com ele para isso! Ele não podia falhar!

Retirando forças de algum lugar, Eddy começou a reagir. Com calma, usou o poder da espada para criar uma barreira ao seu redor e assim, o poder de AC não o atingia mais.

AC: O que? Mas como foi que você...

Eddy: Você não vai vencer dessa vez, Anti-Alex!

AC: Eu disse que não sou o Anti-Alex! Eu sou o...

Mas ele não conseguia completar a fala. O braço que segurava o Pincel Negro começou a tremer e Eddy começou a usar seu poder para combater o dele.

Eddy: Quem é você?

AC: Eu sou o... Eu sou...

Eddy: Alex! Você consegue vencer esse impostor! Sem você, não tem como vencermos!

AC: Eu... eu...

Lyn: Alex...

AC: Eu sou o Alex!

A onda de energia lançada por Eddy finalmente deu resultado, derrotando a feita pelo AC. O corpo do Anti-Alex foi consumido pelo golpe... Ouve uma luz intensa e, quando acabou, todos viram o grande estrago na sala... E o corpo de Alex jogado la.

Lyn: Alex!

Todos se reuniram ao redor do herói da história...

Eddy: Ei, Eusine! Eu sou o herói da história...

Eusine: Só temporariamente. Essa história é originalmente do Alex...

Eddy: Sim, mas eu salvei essa dimensão, derrotei o líder dos Anti-Clones...

Eusine: Tem razão. Mas isso aqui não é a realidade. Isso é só uma dimensão paralela.

Eddy: Dimensão paralela, realidade... Tanto faz, só me deixa aproveitar esse momento de glória, ok?

Ranshi: É! Deixe a gente aproveitar o momento, seu maluco.

Eusine: Ei, me respeite...

Ranshi: Tenha um cabelo de homem que eu te respeitarei.

Eusine: Você é má! Como alguém pode gostar de você? f4

Eddy: Eu também não sei. Como alguém pode gostar de você?

Ranshi: E como alguém pode gostar de você?

Os dois sorriram e se beijaram...

-----------------------------------------------------------------------------------------------YEAH! Finalmente acabou!

Foram 4 horas seguidas escrevendo! Meus dedos estão quase explodindo! f4

Mas fiz esse update especial! Eu acho que ficou bem cool! Bateu o recorde de tamanho! Sem contar os eps finais das minhas fics, já que são 3 eps somados...

Espero que tenham gostado... Desculpas para o Arrout se ele n gostou do final romântico! YEAH!!!

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Forasteiro Solitario
Top membro
Top membro


. : Nunca terminei nada
Mensagens : 429
Sanidade : 1

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Qua 16 Nov - 0:42

Esse episódio poderia ser resumido em uma única palavra: LOL
Não acho que romance faz o estilo do Kakarroto... Digo o mesmo sobre a Ranshi...
Mas realmente os 2 tem uma personalidade muito parecida! Kakarroto é bastante "reckless" e a Ranshi é uma verdadeira "tomboy".
Eu contesataria algumas coisas se isso não fosse um spin-off.
Você conseguiu quebrar meu recorde em episódios grandes! Com excessão do último episódio de cada fic sua.
Mas gostei dessa idéia de cross-over entre as sagas... Quem sabe eu não faço isso algum dia? Huhuhu...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Hoje à(s) 4:28

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
An Eddy to the game!
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 7Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [Game] The Subspace Emissary
» Roller Play Game (RPG)
» [SIGN] Portal 2 Game
» como criar um game igual ao Devil may cry 3
» [Tutorial] Game genérico

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Path Makers :: Off Topic :: Histórias Historásticas-
Ir para: