Path Makers


 
InícioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 An Eddy to the game!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Qui 26 Abr - 13:52

Hi! Vim aqui pra falar apenas umas coisinhas...

Concertei alguns erros! (deveria ter feito antes... mas tanto faz bleah )

arrout escreveu:
Citação :
O Hinux aponta para um lado! Com um golpe, Jessy o nocalteia.

Da próxima vez que você escrever errado desse jeito eu vou te nocautear

arrout escreveu:
Citação :
???2: Esse lugar não tem salvação... E vocês ai, é melhor desistirem de recuperar suas formas,pôs vão morrer se vocês entrarem aí
Aprenda a falar português!
Pois se não eu te mato!

Forasteiro Solitario escreveu:
Eddy ou Pen? escreveu:
Eddy: Dorme e recupera as energias, herói. Viajem ser longa, amanhã chega.

Essa fala não era pra ser do Pen?

Nossa... Que erros estranhos... theNewF6

Forasteiro Solitario escreveu:
E falando em Eddy, daqui alguns dias é aniversário daquele fracassado suposto heroí lendário.

arrout escreveu:
e meu niver e daqui a 5 dias f2

Não que isso importe... ah...

Você não merece um update especial de niver, vc nem se quer é importante para o Dimentio ou para essa fic... f3 ( The Evil Smile)

PS: Você não acha meio ironico você ter nascido no Dia do Trabalho? f6

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Sex 27 Abr - 20:53

"Concertei alguns erros"?

Você queria cantar uma música sobre eles?

Parece que o Eddy nunca desiste! Vai lá, Eddy!

Adicionar ele na minha história se o Daniel for protagonista não
será uma idéia tão ruim... Se você e Arrout deixarem, claro!

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Sab 28 Abr - 16:50

Firealex escreveu:

Adicionar ele na minha história se o Daniel for protagonista não
será uma idéia tão ruim... Se você e Arrout deixarem, claro!
f6
Ele nao precisa deixar,ja que o personagem foi baseado em mim...
pelo menos deveria ser assim...
nao e Zine? /darkevil

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Dom 29 Abr - 16:43

arrout escreveu:
f6
Ele nao precisa deixar,ja que o personagem foi baseado em mim...
pelo menos deveria ser assim...
nao e Zine? /darkevil

f6

Sim, sim... Você tem razão! f4

Mas, se isso importa pra vc, eu permito. ah...

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 20 – Invadindo a base dos ladrões!   Ter 8 Maio - 18:17

YEAH!

Mais um update dessa coisa! Dessa vez um ep com ação... eu acho... Oooooooopa...

Talvez eu ainda faça update do Torneio se eu tiver tempo e criatividade pra inventar os lutadores até quinta-feira... f6

Enfim...

UPDATE! YEAH!!!
-----------------------------------------------------------------------------------------------
An Eddy to The Game

Episódio 20 – Invadindo a base dos ladrões!

Pen: Acordar agora, herói de nome tosco!

Eddy acordou e saltou dos braços de Pen, onde estivera sendo carregado desde a noite anterior. Já havia amanhecido e já passava do meio-dia quando dos companheiros chegaram ao seu objetivo. Eddy já se sentia descansado, mas ainda um pouco fraco por ter usado o poder total da Master Sword no dia anterior. Teria que descansar antes de usar novamente.

Eddy: Ufa! Não via a hora de chegar! f2

Jessy: Claro que não via, você dormiu!

Gilmar: E nós caminhamos a noite inteira! Meus pés de pedra estão me matando...

Pen: Vocês frescos! Mim com força pra matar bandidos hoje!

Eddy: Eu também!

Jessy: Que bom para vocês...

Gilmar: Nem se preocupe conosco, vamos agüentar... f3

Eddy: Tenho a impressão de que o que vocês querem é diferente do que o que falam...

Jessy / Gilmar: Não, imagina...

Eddy: Acho melhor vocês ficarem aqui. Acho que eu e Pen vamos conseguir lidar com esses caras.

Pen: Sim! Mim e herói!

Gilmar: Você vai lá sem os itens que eu trago?

Jessy: E sem a minha estratégia? Sem querer ofender, mas a estratégia de vocês, de entrar correndo e gritando, nunca daria certo...

Eddy: Droga... cancela o plano.

Pen: Ahh... f4

Eddy: Relaxa! É só eu olhar essa “base” para criar uma estratégia de entrar sorrateiramente e resgatar a Dama em segundos! Vamos indo, Pen!

Jessy: Lado errado.

Eddy: Eu sabia!

Eddy virou-se para o lado oposto para onde estava indo, vendo finalmente a base dos ladrões. Estava no topo de uma colina, e a construção ficava na base da mesma. Cercadas de paliçadas de madeira e com torres de madeira nos quatro cantos, dentro delas os ladrões se insultavam, lutavam, jogavam cartas e bebiam em todos os cantos do local. No centro havia uma barraca maior que todas as outras, com uma caveira no telhado.

Pen: Nós entrar correndo e gritando?

Eddy: Acho que a Jessy tem razão, devemos ter estratégia.

Pen: E o que ser estratégia?

Eddy: Temos que chamar a atenção deles... E então poderemos entrar naquela cabana grande com a caveira, está vendo? Lá ta a sua lança.

Pen: Mim ir lá pegar de volta!

Eddy: Espera! Estratégia!

Pen: ROAR!!!

Eddy: Ele tem um rugido forte... Droga, a Jessy vai me matar... Espera, vão matar ele! São dezenas contra 1! Tenho de fazer alguma... estratégia! Pensa... pensa... « chocolate », isso é mais difícil do que parece! Já sei! Rajada Congelante!

Eddy cospe um golpe congelante, que atinge uma das torres da base e a congela! Eddy se esconde rapidamente atrás de uma pedra grande, e os ladrões não o avistam. Todos correm para a torre agora congelada como se pudessem ajudar em algo...

E foram pegos de surpresa por um Hinux furioso, rugindo em direção a eles! Pen nem se preocupou com os portões de madeira, simplesmente passou destruindo-os. Como a maioria havia se concentrado ao redor da torre congelada e eles não haviam ninguém para mandá-los para o local, poucos encararam Pen, e foram jogados para longe por simples golpes do Hinux.

E agora a próxima parte do plano de Eddy! Correu de volta para onde havia deixado os amigos e pegou algumas bombas. Correu novamente para trás da grande pedra e ativou as bombas. Logo depois, subiu em cima da pedra.

Eddy: Por favor, espero que eu não me exploda...

As bombas explodiram e a pedra e Eddy foram atirados em direção da base dos ladrões!

Eddy: Perfeitamente igual ao meu plano! Espera ai... Nem tanto! « *Vento* »!!!!

A pedra estava indo em direção a torre congelada, e Eddy seria achatado! No último instante, Eddy saltou e foi caindo em direção da tenda grande, onde estariam as coisas roubadas. Caiu dentro da tenda e usou o super-arroto no último instante para parar sua queda até o chão. Logo depois dele, Pen entrou também, sangrando um pouco.

Eddy olhou ao seu redor, percebendo que estava realmente no local em que queria estar. Armas e ouro cobriam todo o lugar, e Pen foi logo atrás de sua lança.

Eddy: Sem sinal de alguma mulher por aqui... Será que ela está na cabana de algum ladrão? Espero que não...

???: Ela está comigo!

Um homem saiu da escuridão e surgiu perante Eddy. Vestindo uma roupa negra, com uma capa e uma máscara, portava uma espada curva e olhava ameaçador para Eddy. Ele abriu a mão e lá estava um cristal verde e, dentro dele, uma mulher.

Eddy: A Dama! E quem é você?

Doniel: Sou Doniel. Mestre Ganon me ordenou que eu tomasse conta dessa gracinha aqui para ele. Terá que acabar comigo antes de tê-la!

Eddy: Isso é fácil! Acabar com um cara como você é fácil. Enfrentei coisas piores recentemente...

Doniel: Ah, acabar com um cara como eu é fácil? E que tal...

De trás de Doniel, saem 4 pessoas idênticas a ele. Eles falaram ao mesmo tempo:

Doniels: Cinco!

Eddy: Eu e minha boca... Pen! Recuperou sua lança?

Pen: Sim! f2

Eddy: Então me faça um favor e cuide da porta. Se alguém tentar entrar, impeça.

Pen: Certo!

Pen foi até a porta ao mesmo tempo em que os 5 Doniels o cercavam e preparavam-se para o ataque. Foram eles que primeiro avançaram, partindo para cima de Eddy com suas espadas curvas.

Eddy: Spin Attack!

O golpe giratório de Eddy atinge as espadas e faz com que todos sejam mandados para trás, tropeçando.

Eddy: Uia! Eu nem lembrava que sabia disso!

Eddy saltou contra o que estava em sua frente, percebendo que assim seria melhor do que ter enfrentar os 5 de uma vez enquanto o cercavam. O Doniel defendeu do seu primeiro golpe, e com dificuldade defendeu o segundo. Eddy sentiu um golpe vindo por trás e se abaixou no último instante, fazendo com que a lâmina do adversário passasse raspando por cima de sua cabeça.

Ele virou-se com um giro e defendeu dois golpes de uma vez, usando a Espada e o Escudo. Empurrou-os e tentou um ataque lateral, mas eles se desviaram com agilidade.

Doniel: Que inútil. Não conseguimos o acertar e você não nos acerta... A diferença é que você está se cansando mais.

Eddy: Não consigo acertar? Então desvie do super-arroto!

Todos os 5 Doniels foram atirados para longe, caindo no chão. Dois deles conseguiram se levantar rapidamente com um salto, porém, três deles não conseguiram se levantar tão rápido. Eddy saltou com a espada e atacou o primeiro que viu no chão. Ele desapareceu em uma nuvem de fumaça.

Eddy: Um já foi, só faltam 4!

Doniel: Você... sabia que era uma cópia, e não eu?

Eddy: Claro. Eu descobri porque ele tinha cara de cópia.

Doniel: Você... está falando sério?

Eddy: Claro que sim! f3

Doniel: Tudo bem então... Atacar!

Três Doniels avançaram para Eddy e o atacaram simultaneamente com as espadas curvas. Ele se defendeu com a sua lâmina e com o escudo, porém os seus adversários persistiram no golpe, fazendo força para Eddy ceder os braços...

Enquanto isso, a última cópia completava o plano. Ele apareceu atrás de Eddy e o atacou com a espada, mas...

Eddy simplesmente se abaixou, fazendo com que as lâminas dos três aniquilassem o que vinha por trás dele.

Eddy: Agora 3!

Os três restantes se agruparam ao redor de Eddy, e prepararam diferentes golpes. Um deles saltou e preparou um golpe na vertical, outro deles iria dar um golpe horizontal, e o que estava na sua frente iria dar uma estocada.

Doniel: Acabou!

O golpe dos que estavam ao seu lado foram defendidos por uma espada e escudo de Eddy... Mas o que estava na sua frente iria prosseguir com a estocada! Eddy abriu a boca e...

Eddy: Bafo congelante!

O que estava na sua frente congelou! Eddy o segurou pela espada congelada e o girou, atingindo os seus companheiros e fazendo-os sumir. Depois, largou o último Doniel no chão, fazendo o gelo dele quebrar.

Eddy: Agora, apenas mais um...

Doniel: Espere! Por favor! Piedade!

Eddy: Piedade?

Doniel: Não me mate! Eu lhe entrego o cristal onde a Dama está aprisionado, mas não me mate!

Eddy: Eu não iria... Muito bem! Me dê o cristal. E mande os ladrões pararem de tentar lutar contra o Pen.

Doniel: Ce-certo...

Pen finalmente teve uma pausa para seu dia cansativo no PC. Doniel deu o cristal com a Dama dentro... E ele logo rachou e abriu! Uma Dama surgiu na frente de Eddy.

Dama1: Olá, meu nome é Alice! Vejo que você me salvou.

Eddy: Sim, foi eu.

Alice: Quero agradecê-lo por isso com todas as minhas forças! Simplesmente não se tem nada para fazer dentro daquele troço, os dias eram um tédio.

Eddy: Eu entendo...

Alice: Onde estão as outras?

Eddy: Ainda aprisionadas. Você foi a primeira a ser salva, agora preciso ir atrás delas! E você vai ser teleportada para o nosso mundo...

Alice: Nossa! Eu quero ajudar nisso com os caras que prenderam as Damas... Vão pagar!! Mas, já que tenho pouco tempo aqui... Bom, eu ouvi algumas pessoas conversando, e aparentemente a próxima que vocês devem resgatar está no Pântano. Boa sorte.

Alice desaparece sem deixar rastro nenhum.

Pen: Mim assustado com mulher humana...

Eddy: Pântano agora? Nunca é em um lugar tranqüilo e calmo... Vamos, Pen. Lá fora nos separamos, eu para o pântano e você para a sua base.

Pen: Sim.

Doniel: Ei... Se importam de não contar isso ao Mestre Ganon?

Eddy: Não tenho motivos para contar... vamos!

----------------------------------------

Eddy: Obrigado por ter nos ajudado, Pen! Agradecemos muito!

Pen: Mim agradecer herói também! Mim pegar lança de volta por causa de herói doido!

Eddy: Não sei se foi elogio... Mas obrigado!

Pen: Mim se despedir!

Eddy / Jessy / Gilmar: Tchau!

E assim, os três amigos dão tchau ao Hinux que havia ajudado eles. Voltou para o local de onde tinha vindo, mas havia dito para eles o local onde estaria o pântano, e sua próxima passagem.

Jessy: Ele até esqueceu que quando pegasse sua lança iria ter de te matar...

Eddy: Que sorte, não? f2

Pen: Mim ir falar pra chefe que herói ser gente boa! f2
-----------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou! Fantasma

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Qua 9 Maio - 9:01

Episodio legal
f2
O pen e muito apressadinho...
Nao sei se e por causa da raça do pen
ou se e pq ele e assim mesmo f6

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 21 – A Fada da Sabedoria   Ter 29 Maio - 17:31

YEAH! f2

Desculpa a falta de update, pessoal! O meu pc fracassado estava sendo formatado (ficou levemente melhor), e por isso não tinha como escrever/postar.

Em compensação, como vocês devem ter notado, eu postei um uptade do Torneio exatamente agora! (ou talvez com alguns segundos de diferenças, mas isso não importa)

Espero que gostem! YEAH!!!

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Episódio 21 – A Fada da Sabedoria

Após sair vitorioso contra Doniel e ter resgatado Alice, que por algum motivo sabia que a próxima dama estaria no Pântano, o grupo de Eddy seguia viagem. Haviam perguntado a Pen antes de se separarem e o Hinux havia explicado por qual caminho deveriam seguir.

Depois de um pouco mais de um dia de viagem, estavam passando por uma floresta que tinha um cheiro forte e estranho.

Eddy: Esse cheiro parece de banheiro de quem acabou de comer feijoada...

Gilmar: Pra espalhar o cheiro pela floresta inteira deve ter sido uma feijoada em tanto.

Jessy: Parem de falar asneiras! É cheiro da lama e do gás do pântano, não tem nada a ver com feijoada ou com flatulência.

Eddy: Tem certeza?

Jessy: Sim.

Eddy: E você, Gilmar?

Gilmar: Claro! E eu nunca peidaria e colocaria a culpa no gás do pântano! Hehe, hehehe...

Eddy: ...

Gilmar: Tá legal, fui eu...

Jessy: Aff ,parem com isso! Que jeito mais besta de se fazer piada... Ninguém deve estar rindo...

Eddy: Ei, o que é aquilo? Parece ser um tipo de templo!

Gilmar: Já? Não deveríamos chegar no templo ainda hoje...

Jessy: Na verdade, nem sabemos se ela está em um templo, pode estar em qualquer lugar... E, pelo que notei, ainda não chegamos no templo...

Eddy: Imagino como seja o cheiro lá... Ei, então isso ai na frente é uma miragem?

Jessy: Impossível. Normalmente miragens acontecem em locais quentes e secos, com muita incidência de sol. Estamos em um local húmido, e não tem tanta incidência solar por causa das folhas das árvores que...

Eddy: Tá legal, agora resuma isso...

Jessy: Não pode ser uma miragem.

Eddy: Muito mais fácil assim. Então, vamos lá!

Sem esperar pelos outros, Eddy começa a correr até o local.

Gilmar: Espera ai! Você é rápido demais!

Jessy: Você tá com as botas de Pegasus e ainda reclama?

Gilmar: Não quer dizer que eu goste de correr... f4

Eddy subiu as escadas douradas daquele tempo e esperou os outros na entrada.

Eddy: Esse lugar parece ser importante, pra ter se mantido inteiro... Algo de importância para o Ganon, acho...

Gilmar: Ou talvez algo mágico, que conseguiu sobreviver desde os tempos em que era o Sacred Healm...

Eddy: Ou talvez algo mágico que está aqui por que o Ganon não sabe que existe!

Jessy: Ou talvez uma armadilha!

Eddy: Estraga prazeres! Não sente a magia vinda daqui? Uma magia boa!

Jessy: Na verdade... Não.

Eddy: Pois você vai sentir! Vamos entrando!

Eddy entrou no local e olhou para trás, para seus amigos.

Eddy: Venham logo! Seus frescos!

Jessy: Não... não podemos!

Gilmar: Tem um tipo de barreira aqui!

Eddy: Eu não senti nada...

Jessy: Talvez porque você seja o herói lendário. Ou talvez porque esteja com a Master Sword ou com o Espelho Mágico, eu não sei!

Gilmar: Parece que não poderemos acompanhar você nesse lugar potencialmente perigoso, que pena.

Eddy: Que pena? Então por que você está sorrindo, Gilmar?

Gilmar: Eu sorrio quando estou triste, não sabia?

Eddy: Claro... Bom, eu volto rápido!

Eddy avançou pelo corredor escuro daquele templo. O corredor seguia para baixo, e quanto mais ele seguia o caminho, mais escuro ficava. Até que Eddy chegou no fim, dando de cara (literalmente) com uma parede.

Por um momento, imaginou que o lugar era apenas aquilo, quando percebeu um símbolo na parede. Em alto relevo, ali estava a Triforce, símbolo sagrado de Hyrule. Eddy pôs sua mão no centro, e o símbolo começou a brilhar...

Uma passagem se abriu, onde parecia não haver nenhuma. Tochas se acenderam ao lado de Eddy quando ele atravessou essa nova passagem. Parou em frente à uma pequena fonte de água, com blocos de ouro em baixo que faziam parecer que a água era dourada. Eddy olhou ao redor, mas parecia que nada havia naquele local...

Mas, de repente, a água tremulou e dela saiu uma mulher alta, com cabelo rosa e que flutuava acima da água. Tinha um vestido de flores roxas.

Mulher: Oh, você veio, Eddy!

Eddy: Eu... Como sabe o meu nome?

Mulher: Oh, eu esqueci... Você não é mais o mesmo, e sim outra encarnação... Sou a Grande Fada da Sabedoria.

Eddy: Uma Grande Fada? E você me conheceu?

Fada: Eu conheci você a centenas de anos atrás, antes de sermos trancadas no Dark World... Tanto eu quanto minhas outras irmãs, Fada da Força e Fada da Coragem. Você conheceu, claro, principalmente a Fada da Coragem...

Eddy: Por que diz isso?

Fada: Então você não sabe? Nunca falou com minha irmã nessa sua nova forma?

Eddy: Você é a única que encontrei...

Fada: Entendo... Então você não sabe o que minha irmã, Fada da Coragem, foi para você, não é?

Eddy: Não faço ideia.

Fada: Pois você saberá, quando chegar o seu tempo... Agora, gostaria de lhe dar uma ajuda.

Eddy: Vai me dar uma magia maneira?

Fada: Irei lhe dar conhecimento.

Eddy: Tem certeza de que não pode dar uma magia? f3

Fada: Hihihi, você é igualzinho... Isso lembra os bons tempos... Bom, eu irei lhe dar uma Magia então. Feche os olhos.

Eddy fechou os olhos e esperou... esperou...

Eddy: E então...?

Fada: Que foi? Era só isso mesmo. Você ficou com uma cara engraçada esperando de olhos fechados! Hihihi!

Eddy: Lol, fui trollado por uma fada de centenas de anos!

Fada: Não precisa elogiar, jovem... Sabe que eu tenho milhares de anos... Agora, falando sério, a magia que eu lhe dei se chama Raio Sagrado. É bom que você vá lá fora para experimentar. Aproveite e salve os seus amigos.

Eddy: Salvar?

Fada: Sim, se você não quer que eles morram.

Eddy: « *Vento* »! Valeu pela magia, tia! Já vou!

E assim, Eddy correu pelo caminho inverso ao que veio, voltando para ajudar os seus amigos.

Fada: Ele é idêntico... Espero que a minha irmã não guarde algum rancor por ele...

----------------------------------------

Chegando no lado de fora do Templo, viu os amigos encurralados por uma patrulha de Hinux. Lado a lado, eles tentavam se defender de um grupo de cerca de 10 Hinux, que vinham com machados e lanças para cima dos heróis.

Gilmar: Finalmente voltou! Da uma ajudinha aqui?

Eddy: Vou usar a magia que acabei de ganhar!

Jessy: Espero que seja boa!

Eddy: Eu vou usar agora o magnífico... Espera ai, qual era o nome? f6

Jessy: COMO VOCÊ PÔDE ESQUECER O NOME DA MAGIA?

Eddy: Foi mal! Espera ai, lembrei! Raio Sagrado!

Um raio cai do céu e atinge a ponta da Master Sword, que fica carregada de energia!

Eddy: Uia! Vamos ver o que eu consigo fazer agora...

Eddy faz um corte no ar, e o raio se dirige ao grupo de Hinux, mas atinge o chão. Porém, o barulho da explosão e a força do impacto foram o bastante para que eles fossem embora correndo.

Eddy: Que medrosos, tem medo de raios!

Gilmar: Isso foi incrível! Como conseguiu essa magia?

Eddy: Uma fada gente boa me deu! Ela disse que me conhecia de uma vida passada...

Jessy: Deve estar falando de quando você lutou contra Ganon, numa vida passada...

Eddy: Foi o que pensei. Agora, vamos parar de enrolar nesse lugar! Vamos logo para o pântano, resgatar a próxima Dama!

---------------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou!

Acho que, como o penúltimo episódio, isso ta mais para uma introdução ou transição para o ep do que um ep propriamente dito... Mas tanto faz. ah...

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Qui 31 Maio - 12:14

Citação :
Acho que, como o penúltimo episódio, isso ta mais para uma introdução ou transição para o ep do que um ep propriamente dito... Mas tanto faz. ah...
Verdade
f6
ou seria um filler?
¬¬ =D

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Forasteiro Solitario
Top membro
Top membro
avatar

. : Nunca terminei nada
Mensagens : 429
Sanidade : 1

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Ter 12 Jun - 15:47

arrout escreveu:
Citação :
Acho que, como o penúltimo episódio, isso ta mais para uma introdução ou transição para o ep do que um ep propriamente dito... Mas tanto faz. ah...
Verdade
f6
ou seria um filler?
¬¬ =D

Não chega a ser um ep propriamente dito, mas se ele pulasse logo pra action sem explicar nada, seria muito tosco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 22 – A Fada Negra!   Ter 12 Jun - 20:16

YEAH!

Eu percebi que os updates ficaram muito irregulares desde que comecei a fazer o Torneio ao mesmo tempo em que faço essa fic... As vezes tem 2 eps por semana e as vezes demoro duas semanas para postar...

Vo voltar a manter a ordem nessa coisa! O update do “The Legend of Eddy: An Eddy to the Game” fica para as terças-feiras e os updates do “O Torneio” ficam para as quintas, ok? ;D

Enfim... Update time!

-----------------------------------------------------------------------------------------------
An Eddy to the Game

Episódio 22 – A Fada Negra!

Jessy: Argh! Minhas roupas estão cheias de lama!

Eddy: Deveria ter ficado lá trás com o Gilmar...

Jessy: É claro que não! Você entrou na Fortaleza dos Ladrões sozinho, e nós viemos para ajudar! Assim é como se não servíssemos para nada...

Os dois estavam no pântano havia mais de uma hora, mais haviam andado muito menos do que desejavam. A lama que atingia os seus joelhos os impedia de avançar rapidamente, e vez ou outra apareciam alguns monstros pequenos, como corvos. Mas eles não eram grande problema.

Gilmar havia ficado para trás, quando o terreno havia começado a ficar levemente lamacento. Com o seu peso, ficava ainda mais difícil de andar, e por isso ele ficou emburrado no começo do pântano.

Eddy: Então não reclama da lama! f3

Jessy: É difícil não reclamar, quando ela tá em todo o canto... Inclusive em mim!

Eddy: Pelo menos... JESSY, OLHA AQUILO!

Eddy aponta com um dedo para a direita, para o meio de umas árvores. Estava escuro lá e mal dava para ver o que se tinha lá dentro...

Jessy: Não enxergo nada! O que foi?

Eddy: Olha, o meu dedo! f2

Ele para de apontar e fica brincando com o seu dedo.

Jessy: Isso... foi alguma piada?

Eddy: Foi! f2

Jessy: ...

Eddy: Ah, fala sério! Você não tem nenhum senso de humor? f2

Enquanto isso, no meio das árvores...

???: Maldito... Como soube que eu estava aqui? Com certeza isso foi apenas um truque para verificar se eu iria me revelar... Ele é mais inteligente do que pensei... Terei que fazer algo antes que ele faça...

E então, a figura misteriosa se teletransportou para outro local, se preparando para atacar o herói lendário...

Jessy: as vezes eu penso se você é mesmo o herói lendário...

Eddy: Depois de tudo que passamos, ainda duvida?

Jessy: Eu disse “as vezes”...

Eddy: Tudo bem, as vezes eu também duvido e... e...

Jessy: O que foi?

???: É agora! Eles estão conversando, e ele não teve ter me notado...

Estava no topo de uma grande árvore sem folhas, a frente do caminho dos heróis, escondido nos inúmeros galhos secos. Ele preparou sua magia e mirou atentamente o coração de Eddy... Controlou sua magia e ela se tornou uma esfera de maciça energia negra.

???: Morra!

Ele atirou sua esfera de magia negra em alta velocidade, e esperou ansioso para concluir sua missão...

Eddy: ATCHIM!

Eddy se abaixa bem a tempo, fazendo com que a esfera de magia passasse por ele e atingisse a lama às suas costas, explodindo.

???: Incrível! Ele desviou!

Jessy: O que foi isso?

Eddy: Um espirro. Espero que eu não esteja gripado...

Jessy: Não! Um golpe passou por você quando espirrou!

Eddy: Agora que falou, bem que senti uma energia maligna... Onde ele está?

???: Que bom, ele não sabe onde estou... É melhor me teletransportar antes que...

Eddy: Ali, naquela árvore sem folhas! Raio Sagrado!

Um raio atinge a árvore em que a figura maligna estava escondida, fazendo com ela pegasse fogo! Eddy viu um ser vestido com um manto preto e usando um capuz cair na lama e correu até lá, o mais rápido que podia.

A figura se levantou lentamente, meio tonta pela queda. Por um momento sua visão estava turva, e quando voltou ao normal Eddy estava na sua frente, brandindo a Master Sword. A sua seguidora vinha atrás, atrapalhada com a lama.

Eddy: Você ai! Tentou me matar, não foi?

???: Não, claro que não! A magia escorregou de minhas mãos enquanto eu tentava apanhar uma maçã na árvore.

Eddy: Ah, tudo bem então! Desculpe por tê-lo derrubado da árvore...

???: Sem problemas. Tenha uma boa tarde, herói!

Eddy se virou de costas para seguir o seu caminho, e a figura preparou rapidamente uma magia e a atirou em Eddy... que girou e atingiu a mágica com a espada, fazendo-a voltar contra o estranho. O ser encapuzado de costas no chão, e o seu capuz negro saiu da frente do seu rosto, revelando uma caveira. Sem nada restante de carne, a criatura era apenas osso.

Eddy: Eu não sou tão burro assim!

Jessy: Você achou mesmo que o iria enganar com esse truque idiota?

Eddy: Impossível de me enganar com isso! A árvore não tinha nenhuma maçã!

Jessy: ...

Eddy: Quem é você, e por que quer me matar?

???: Não é nada pessoal, pra falar a verdade. Eu sou o novo mago a serviço de Ganon, meu nome é Hinn. Prazer em conhecê-lo, herói.

Eddy: Prazer! Me chame de Eddy.

Jessy: Ei, não se fala assim com o inimigo!

Hinn: E por que não? Como eu disse, não é nada pessoal. O mestre me pediu pra matar ele, eu terei de fazer. Nem se quer me explicou o motivo, mas acho que não é importante... Bom, quero dizer que suas habilidades são incríveis!

Eddy: Habilidades? f6

Hinn: Sim, você me surpreendeu. Pelo jeito, não tenho como acabar com você da maneira que gostaria... Terei de lutar com você. De acordo?

Eddy: Claro! Let’s fight!

Hinn usou novamente seu teletransporte, sumindo novamente.

Eddy: Jessy, fique fora da luta!

Jessy: Mas eu vim pra ajudar! f3

Eddy: Mas isso é um duelo! Coisa de macho, entende?

Jessy: Não!

Eddy: Ta... Então que tal você ir atrás do chefão desse lugar aqui?

Jessy: Hum... Não é má ideia. Boa sorte aqui!

E assim, Jessy continua seguindo o caminho de lama, deixando Eddy para trás. Logo depois dela ter ido, uma esfera de energia negra se aproxima pelo lado e ele se desvia na última hora.

----------------------------------------

Jessy teve de passar por um caminho tortuoso, que subia e descia o tempo inteiro e com monstros no caminho, mas pelo menos achava que estava indo para o caminho certo. Estava seguindo pra direção que Eddy havia apontado algumas horas antes, pois ele havia “sentido” que era naquele local. Parecia ser apenas impressão sua, mas parecia que estava chegando perto do que quer que estivesse no fim do caminho...

Já estava cansada de tanto andar quando deixou de sentir a lama. Havia chegado a uma enorme clareira e, no centro, havia uma mulher sentada. A mulher levantou a cabeça ao vê-la e sorriu. O sorriso que ela deu lhe causou calafrios.

???: Que bom que veio, herói... Espera, você não era homem?

Jessy: Ele não pôde vir, teve um pequeno contratempo. Eu tive de vir em seu lugar.

???: Ah, não acredito nisso! Eu estava esperando uma luta épica contra o herói lendário! Nem se quer ele pode me derrotar, imagine uma simples ajudante! Humpf! Pelo menos acho que você vai servir como aperitivo...

Jessy: Então você é a que comanda esse lugar, certo?

???: Sou Kalmah, a Lorde do Pântano! O que acha da minha residência?

Jessy: Er... Até que é confortável.

Kalmah: Garota mentirosa! Sei o que você está pensando, que esse lugar é sujo e fedorento, certo?

Jessy: Bem...

Kalmah: Não importa. É o que todos dizem... Que pena que não têm bom gosto! Mas você não veio aqui para conversar sobre isso, certo? Acredito que você tenha vindo para salvar uma das Damas...

Jessy: É exatamente isso que vou fazer!

Kalmah: Eu não deixarei, claro... Terá que passar por cima de mim para isso.

Jessy: Claro, os vilões nunca dão o tesouro sem briga...

Kalmah se levantou e Jessy pôde ver que usava um vestido que se assemelhava a uma flor. Seu cabelo e seus olhos eram de um vermelho forte, e seu olhar era frio. Escondidos às suas costas, mas se revelando quando ela se levantou, estava um par de asas negras.

Kalmah: Prepare-se, pois eu sou Kalmah, a Lorde do Pântano, A Fada Negra!


----------------------------------------

Eddy refletiu o golpe de volta para Hinn, que desviou com um teletransporte. Aquela luta o lembrava de Agahnim, com a diferença de que ele não desviava dos golpes como Hinn fazia.

Eddy: Por que você trabalha para Ganon?

Hinn: Ora... Eu sou uma criatura nascida no Dark World. Que perspectiva eu tenho, além de servir o grande Ganon?

Eddy: Eu não sei, que tal... Resistir a ele?

Hinn: Há! Como se isso fosse possível! O meu Senhor vê e sabe tudo o que acontece em sua terra.

Eddy: Eu outras palavras, você tem medo do que ele possa fazer, não é?

Hinn: Não é isso. O trabalho até que é legal, e é bem remunerado... Podemos voltar para a luta?

Eddy: Claro...

Hinn atirou outra esfera de energia, e Eddy conseguiu novamente se defender com o escudo... Mas quando olhou ao redor, não sabia onde estava o seu oponente.

Hinn: Estou aqui!

Pelas costas, Eddy foi atingido por um golpe daquela magia negra e caiu de cara no chão, sem conseguir se mexer. A magia era fria e machucava a alma, ao invés do corpo. Além disso, ele não conseguia se mexer mais. Sentiu a energia boa da Master Sword subir pelo seu braço e logo sentiu a mobilidade do corpo voltando lentamente.

Hinn: Agora você vai morrer, herói. Como disse antes, não é nada pessoal...

De seu manto, retirou um punhal coberto de uma aura negra.

Hinn: Isso vai doer um pouco, mas vai ser rápido. Com esse punhal enfeitiçado, sua alma morrerá, e não o seu corpo. Assim, impeço que você volte em outra encarnação. Adeus.

Hinn desceu o punhal contra as costas de Eddy, no local onde estaria o seu coração. Mesmo de costas, Eddy conseguiu mover o braço esquerdo e colocar o escudo para defender o golpe.

Hinn: Mas o que?! Você não deveria ser capaz de se mexer depois de...

Sem dar tempo para o oponente fazer mais alguma ação mortal, Eddy girou para o lado e brandiu a Master Sword com sua mão direita, arrancando a cabeça de Hinn.

Hinn: Porcaria... Estava tão perto...

Eddy: É uma pena, mas eu não podia deixar você me vencer.

Eddy se levantou vacilante. Estava ainda meio zonzo e doía para mexer seus membros, mas já se sentia fortalecer. Olhou para a o escudo de metal, que havia salvado a sua vida. Quando voltasse para Hyrule passaria em Lost Woods para agradecer Skult.

Hinn: Ei, minha cabeça está afundando! Me ajuda!

O corpo de Hinn se mexia freneticamente apalpando a lama ao redor tentando encontrar sua cabeça. Enquanto isso, a cabeça estava a afundar na lama.

Eddy: Você acha que consegue se salvar sozinho?

Hinn: Bom, sim... Mas do jeito que esse corpo desajeitado está, pode demorar algumas horas e...

Eddy: Ótimo! Tchau! f2

E então, voltou-se para o caminho que seguia, e se apressou para chegar até Jessy.

----------------------------------------

Jessy se abaixou quando Kalmah passou voando por cima dela. Com garras no lugar das mãos, a Fada Negra tentava acertar Jessy, que desviava sempre de seus golpes. Apesar de conseguir se desviar, a garota não tinha oportunidade de atacar e, quando tinha, errava o golpe.

Kalmah: Você já está me irritando, sabia? Vamos ver se gosta disso!

Por um momento, a Fada brilhou enquanto fazia uma magia. De repente, seres sinistros começaram a surgir do chão. Eles pareciam mortos, e sua carne estava putrefata. A maioria eram Hinux, mas haviam alguns que pareciam com humanos.

Kalmah: O que acha do meu exército? Esses são todos que se aventuraram aqui no meu pântano. Como pode ver, eles não sobreviveram para contar a história... Mas agora fazem parte de minha coleção pessoal.

Jessy: Que... que coisa horrível...

Kalmah: Agora, lute para viver! Ataquem!

As criaturas que a cercavam começaram a andar vacilantemente em direção a ela. Jessy preparou sua lança e não hesitou em começar a atacar os monstros. Um a um, eles foram caindo ao seu redor...

E então, inesperadamente, caiu de joelhos no chão, gritando de dor. Aproveitando o ataque dos seus servos lentos, Kalmah havia se esgueirado entre eles e atacado com suas garras. Agora, sangue escorria de um ferimento no peito. O formato das garras de Kalmah deixariam uma cicatriz... Se ela sobrevivesse. Jessy começou a chorar, de dor e de humilhação. Kalmah estralou os dedos, e os monstros pararam seu avanço.

Kalmah: Menina tola. Deveria ser mais atenta... Ou melhor, deveria ter deixado o herói tomar conta de tudo, enquanto fica escondida chorando de medo...

Jessy: Cale a boca!

Kalmah: Ui, ficou irritada? Eu devo dizer que... que...

Kalmah ficou paralisada. Pelo corte que ela havia feito na roupa de Jessy, podia ver que ela usava um colar em formato de aranha...

Kalmah: Esse colar! Onde conseguiu?!

Jessy olhou para o colar e se lembrou das palavras que Namah havia lhe dito quando o deu. “Isso serve para lembrar a você que a única coisa que se deve temer é o próprio medo.” Assim, limpou as lágrimas dos olhos e disse:

Jessy: Não interessa!

Kalmah: Cale-se! Eu sei que você conseguiu isso de Namah! Aquela maldita...

Jessy: Você a conhece?

Kalmah: A maldita é minha irmã! Porém, ela sempre foi a certinha... Ela sempre fazia tudo certo, e onde ela está agora? Deve estar escondida em um lugar qualquer! Enquanto eu, a malvada, ocupo um lugar de confiança de Ganon! E tenho um exército! Por direito, esse colar é meu!

Jessy: Venha pegar!

Jessy se levantou séria. Podia não ser uma heroína, podia não ter os mesmos ideias que Eddy, mas... Iria terminar fazendo o que achava certo!

???: Raio Sagrado!

Um raio atinge uma das asas de Kalmah, e a arranca do corpo! Ela cai no chão, furiosa.

Kalmah: AHHHHhhhhh!!! Quem foi o maldito que...

Eddy: Eu!

Jessy: Eddy!

Eddy: Desculpe chegar tarde... Mas vou compensar o atraso acabando com essa Fada!

Kalmah: Terá que vencer o meu exército! Ataquem ele!

Os mortos-vivos começaram a avançar para Eddy e a ignorar completamente Jessy o mais rápido que podiam.

Eddy: Acho que terei de usar aquilo... Master Sword: Full Power!

Por um instante, Kalmah e Jessy viram uma aura dourada sair da espada e cobrir o corpo de Eddy. Em uma fração de segundo, todos os monstros caíam no chão, em pedaços pequenos, que impediriam que eles se levantassem. A outra asa de Kalmah havia sido arrancada também. A aura sumiu de Eddy e ele avançou até a Lorde do Pântano.

Kalmah: Miserável, mal posso prever seus movimentos... Agora, acabe comigo...

Eddy: Antes, entregue a Dama.

A fada entregou um pequeno cristal a Eddy. Quando ele o pegou, o cristal brilhou e, de repente, uma das Damas surgiu.

Dama2: Obrigada, herói! Me chamo Herika. Gostaria de agradecer por ter me livrado dessa prisão e... Não dava para ter me solto em um lugar menos malcheiroso?

Eddy: Desculpe, pensei que estaria com muita pressa para sair...

Herika: E estou, mas poderia ter esperado mais um pouco... De qualquer forma, obrigada e adeus.

Dizendo isso, ela desapareceu.

Eddy: Que mal agradecida e...

Jessy: Eddy, cuidado!

Um golpe de Kalmah veio pelo lado, e Eddy se virou e rapidamente atacou as garras da Fada com sua Master Sword. As garras se quebraram ao toque da espada.

Kalmah: Maldito!

Eddy: Não é muita coisa que aguente um golpe da Master Sword.

Kalmah: Eu... eu aceito a minha derrota. Permito que você me tire a vida...

Eddy: Por que todos dizem isso, caramba? Eu não quero tirar a vida de ninguém! Pode continuar vivendo.

Kalmah: Você... Você acaba de me derrotar facilmente e quer me abandonar assim, para que viva para sempre com essa humilhação? Nunca!

Com as garras da outra mão, atacou o seu próprio coração. Em segundos, ela havia desaparecido.

Eddy: ...

Jessy: Eddy... Você está cansado por ter usado seu poder máximo, não é?

Eddy: Sim, mas nem tanto... Acho que me acostumei um pouco desde a última vez...

Jessy: Me desculpe por ter vindo sozinha... Eu não sou nenhuma heroína destinada a salvar o mundo, eu iria morrer se não fosse você... Eu queria ser útil...

Eddy: Não precisa se desculpar! Você lutou bem! E eu nunca duvidei de sua coragem e inteligência! Lembra das vezes que eu e o Gilmar não sabíamos de nada e você teve de explicar para a gente? E teve vezes que, se não fosse sua ajuda, talvez eu não estivesse aqui hoje!

Jessy: Eddy... Obrigada!

Eddy: Por que tá agradecendo? f6

Jessy: Esquece! Vamos logo sair daqui!

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou! f2

Espero que tenham gostado!

Kalmah:

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Ter 12 Jun - 20:50

Uia, faz tempo que não aparece uma imagem f6

De qualquer maneira,gostei do ep f2
Ah, parece que o Hinn vai aparecer mais vezes...

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Forasteiro Solitario
Top membro
Top membro
avatar

. : Nunca terminei nada
Mensagens : 429
Sanidade : 1

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Ter 12 Jun - 23:41

Citação :
Jessy: Argh! Minhas roupas estão cheias de lama!

Ué? A Jessy não podia voar no Dark World?
A propósito o feminino de "Lorde" é "Lady"!

Mas essas foram as únicas coisas toscas nesse ep... O resto foi bom.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Qua 13 Jun - 19:44

Forasteiro Solitariuo escreveu:
Ué? A Jessy não podia voar no Dark World?
A propósito o feminino de "Lorde" é "Lady"!

Bom... Ela não voa, ela flutua! :p (E parece que, por causa de algum motivo sem sentido, ela não consegue flutuar sobre líquidos...)

Ah! Que burrice a minha! Eu nem lembrava que o feminino era "Lady"! f6 (Soco na própria cara)

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 23 – O super mendigo!   Ter 19 Jun - 15:27

YEAH! Hi pessoal!

Nada a comentar! f6 Queria apenas falar que estava afim de fazer um ep um pouco mais random, por isso adicionei o “Super mendigo”, como vocês devem ter visto no título...
Espero que n tenha ficado aleatório de um jeito ruim! f2

Update time!
-----------------------------------------------------------------------------------------------
An Eddy to the game!

Episódio 23 – O super mendigo!

Alguns dias após finalmente conseguirem sair do pântano, nossos heróis seguiam para... bem... nem mesmo eles sabiam para onde estavam seguindo. Gilmar havia se disfarçado de estatua que não anda uma hora, quando duas criaturas passaram. Eles conversaram sobre uma cidade que havia ao norte.

Gilmar: Acho que podemos conseguir alguma informação nessa cidade!

E então, eles partiram para onde supostamente ficava o norte. Como não havia um sol no Dark World e as estrelas eram estranhas para os heróis, eles não tinham como saber realmente. Iriam seguir de acordo com o instinto de Eddy.

Após sair do pântano assombrado, passar pela floresta sinistra, depois pelas colinas bizarras, o grupo passava por planícies queimadas. Eles estavam a muito tempo cansado de comer os animais do Dark World, se é que eles podiam ser chamados de animais. A maioria dos seres eram misturas bizarras, e o grupo ainda se sentia estranho depois de ter comido um falcão/urso no dia anterior.

Com a expectativa de comer alguma coisa boa, Eddy seguia feliz pelo caminho que ele próprio dizia ser o norte, confiante de que chegariam à cidade em breve.

Jessy: Como pode ter tanta certeza de que esta é a direção do norte?

Eddy: Ora, eu confio nos meus instintos! Alguma vez eles já erraram?

Gilmar: Claro que já! Seu esquecido, lembra que ficamos dias indo na direção que você dizia que ficava Kakariko, e paramos no Rio Zora, no outro lado de Hyrule?

Eddy: E daí, paramos em Kakariko no fim, não foi? E ainda ficamos amigos de uns Zoras... Olha alí, a cidade!

Jessy: Onde?

Eddy: Adiante! Vejam, da pra ver um filete de fumaça, saindo de uma lareira! Ou um fogão!

Jessy: Ou é a fogueira de um acampamento de Hinux, e...

É claro que Eddy não havia escutado, pois tinha começado a correr no instante em que Jessy havia começado a falar com ele. Se esforçando para acompanhar o amigo, Jessy e Gilmar começaram a correr até alcança-lo.

Jessy: Espera! Pode ser uma armadilha!

Eles foram se aproximando e, a medida que chegavam mais perto, conseguiam perceber a forma de casas e de pessoas andando por lá.

Eddy: A cidade! Eu não disse que aqui era o norte? f2

Jessy: Pode ser uma miragem...

Gilmar: Deve ter comida por lá! Corram mais rápido!

Apressando o passo, logo chegaram à cidade. Após todos aqueles dias de viagem, haviam chegado ao seu destino... E descoberto que não era o que estavam imaginando.

As casas eram apenas montes desproporcionais de barro, madeira e palha, tão pequenos que caberia apenas duas pessoas. Os seres que passavam pelas ruas pareciam minimamente com humanos. Eram totalmente esqueléticos, sujos e com aspecto doentio. Enquanto os três entravam na cidade, os cidadãos foram entrando rapidamente em suas casas.

Eddy: Não era o que eu estava imaginando...

Jessy: Não deveríamos ter mantido muitas esperanças... Estava na cara que o lugar só poderia ser como tudo no Dark World... Destruído e sinistro...

Gilmar: Será que tem algum lugar para comer?

Logo após dar o primeiro passo na vila, Eddy sentiu algo na sua perna. Olhou para baixo e viu uma mão puxando sua calça. Um mendigo com uma grande barba loira o olhava com tristeza, com a mão estendida, pedindo dinheiro. Ao lado dele, um cachorro igualmente esfomeado o olhava infeliz.

Eddy: Ah... Acho que tenho alguns Ruppies para dar.

Eddy tira um Ruppie vermelho de dentro da bolsa e entrega ao mendigo.

Mendigo: O senhor vai mesmo me dar 20 Ruppies? Tem certeza disso?

Eddy: Claro, pode ficar.

Mendigo: YEAH! ESTOU RICO!!!

O mendigo se levantou com um salto e começou a pular de alegria, gritando que estava rico. O cachorro magrelo também se levantou e começou a pular, feliz e abanando o rabo.

Mendigo: Obrigado! Meu nome é Had Letur! O meu cachorro se chama Bob!

Bob: Au!

Had: Venham comer alguma coisa comigo! Eu pago! f2

Gilmar: Você tem dinheiro para pagar?

Had: Claro, ganhei 20 Ruppies! Da pra comer e comprar uma cama!

Eddy: Então vamos!

E então, o grupo foi seguindo o mendigo pelas ruas estranhas daquela cidade. Após andarem por um tempo, chegaram a maior construção do local. O restaurante era grande, ocupando o espaço de 10 casebres.

Had: Todos gostam desse restaurante! Quando oficiais de Mestre Ganon passam por aqui, sempre comem nesse lugar! Vamos, entrem!

Gilmar: Quando eu vivia no topo da Montanha da Morte, ninguém nunca me deu 20 Ruppies...

Eddy: Claro, ninguém iria escalar a montanha! f3

Gilmar: Você escalou!

Eddy: Isso não importa! Eu queria o pingente!

Gilmar: Egoísta...

Jessy: Calem-se! Estão olhando para nós!

Enquanto avançavam pelo restaurante discutindo, Eddy e Gilmar não perceberam que os outros presentes os olhavam com um ar suspeito. Had ignorou os olhares e se dirigiu ao Barman, com um sorriso no rosto.

Had: Comida para 4 pessoas e um cão!

Barman: Isso é brincadeira, Had? Você não tem dinheiro, e isso custa ½ Ruppie!

Had: Eu tenho 20 Ruppies!

Barman: Pare de palhaçada!

Had: É sério! Olha só!

Had tira o Ruppie vermelho do bolso, fazendo o Barman arregalar os seus olhos.

Barman: N-não posso acreditar!

Had: Pois acredite! E traga comida para nós!

Eddy: Que barato!

Jessy: Acho que a movimentação de dinheiro por aqui deve ser muito pouca... Eles devem ter recursos mínimos aqui no Dark World...

Had foi sentar, atraindo o olhar de todos. Todos haviam ficado perplexos quando Had tirou o dinheiro do bolso, e o silêncio era absoluto. Quando a comida chegou, todos ainda o olhavam de um jeito estranho e, enquanto comiam (frango/zumbi/pato com recheio de catarro) um Hinux veio em direção a eles...

Era Haxus, o Hinux que era general de Ganon! O que ele estaria fazendo ali?

Haxus: Ei, você!

Had: Olá! f2

Haxus: Onde conseguiu esse dinheiro todo?

Had: Mendigando hoje de manhã! Foi esse rapaz aqui que me deu!

Eddy: Er... Oi, e ai?

Haxus: Hum... Você parece familiar... Já vi você antes?

Eddy: Eu não sou nenhum tipo de herói lendário ou inimigo de Ganon, se é o que você está pensando!

Haxus: Então acho que não te conheço... Onde conseguiu esse dinheiro?

Eddy: Cortando grama e levantando pedras.

Haxus: Ah é, claro... Alguém aqui sabe o motivo de ter Ruppies nesses lugares?

Gilmar: Não sei.

Jessy: Não faço ideia.

Haxus: Eu também não... Bom, eu já vou indo. Adeus.

Eddy: Tchau, caolho!

Haxus: O que?

Eddy: Eu disse: Tchau, manolo!

Haxus: Ah, claro... Manolo... Eu sei o que significa...

Sem olhar para trás, Haxus vai embora.

Had: Então... você é um herói lendário?

Eddy: Shh! É segredo!

Had: Não se preocupe, ele está salvo comigo e com bob! f2

Bob: Au!

Após o almoço, acabaram sendo expulsos. Eddy discutiu com Bob por comida, e acabaram brigando. Depois de derrubarem um garçom e assustarem uns fregueses, o Barman mandou que eles saíssem...

E eles tiveram uma surpresa ao sair, pois Haxus e um bando de outros Hinux os estavam esperando, com olhares pouco amigáveis.

Haxus: Você ai! Você vai morrer, agora!

Eddy: Eu?! Mas eu não sou um herói lendário e nem...

Haxus: Eu sei! Mas você me olhou com uma cara estranha. Ataquem ele e os amigos!

Eddy: Vou acabar com isso rápido! Raio...

Had: Não precisa! Já que você me ajudou muito com esse dinheiro, eu acabo com eles! Quero dizer, eu e o Bob!

Bob: Au!

Boa ruge e começa a se tremer... Seu pelo muda de cor, até ficar negro, e seu pelo fica eriçado. Agora ele não parecia um cachorro bobão, e sim...

Eddy: Um Capeta!

Had: Que foi? É um cachorro do Dark World, você esperava que ele fosse normal? Vamos, Bob!

Até mesmo os Hinux se assustaram com a transformação de Bob! E mais assustados ainda quando o cachorro saltou e derrubou facilmente o primeiro dos Hinux no chão. Todos eles cercaram o cachorro e tentaram acerta-lo com seus machados e lanças, sem sucesso. Ele era muito rápido, e derrubava todos no chão com as garras.

Haxus: Cachorro maldito! Mas você não vai escapar, velho!

Haxus levantou o seu imenso machado de duas mãos, prestes a partir o velho mendigo ao meio... Quando Had decidiu juntar suas duas mãos ao lado do corpo e acumular suas energias naquele ponto.

Had: Had-ouken!

Uma esfera de energia branca e azul sai das mãos de Had e atinge o peito de Haxus, o mandando para longe e fazendo-o colidir com um casebre. O casebre desmoronou, e Haxus e a pessoa que estava dentro começaram a se sacudir para sair dos escombros.

Haxus: Esqueçam o garoto com olhar estranho! Peguem o velho!

Had: Essa é minha deixa pra fugir! f2

Eddy: Ei! Você vai ficar bem?

Had: Vou! Eu sou rico! Da pra comprar mansão aqui! f2

E assim, Had foi embora, com os Hinux a lhe seguir.

--------------------Horas depois...--------------------

Após saírem da cidade, continuaram seguindo para o Norte. Haviam descoberto que lá havia um lugar chamado de Skull Woods, onde supostamente era uma base de Ganon. Acharam provável que poderia ter alguma Dama no local.

Pensando sobre o que os aguardava, nem notaram um pássaro voando até eles, apenas quando parou em frente a Eddy e deixou cair uma carta e um embrulho.

Eddy: É de Had! Que estranho...

“Obrigado pelo dinheiro, pude até comprar papel, caneta e um pássaro! Graças a vocês, estou rico, e sou muito agradecido! Por isso, decidi emprestar para vocês Bob, o meu cachorro!

Tenho certeza de que ele vai ser muito útil!

Adeus!”


Eddy: Bob? Então dentro desse embrulho...

O embrulho se rasgou, mostrando que era Bob! Feliz, começa a abanar o rabo e a saltar em cima de Eddy.

Jessy: Parece que temos um novo parceiro!

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou! Fantasma

O que acharam?

Bob, The Dog:

Bob, Capeta Mode:

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Ter 19 Jun - 19:41

Gostei bastante desse ep,principalmente dessa parte
Citação :
Had: Had-ouken!

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Forasteiro Solitario
Top membro
Top membro
avatar

. : Nunca terminei nada
Mensagens : 429
Sanidade : 1

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Ter 26 Jun - 19:06

HAD-OUKEN!!! Deve ser poderoso, mas acho que não é tão poderoso quanto o original...
A propósito... Você só fez esse episódio para a fic retardada do Arrout ter sentido nhe?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Ter 26 Jun - 19:09

Forasteiro Solitario escreveu:
A propósito... Você só fez esse episódio para a fic retardada do Arrout ter sentido nhe?

Errado! Eu já tinha a ideia do Bob faz um tempo! O Arrout havia me perguntado um dia sobre um parceiro para o Eddy, por isso falei pra ele sobre o Bob! YEAH!!!

Até que gostei do Had-Ouken! Quem sabe o use outro dia? ;D

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio especial 3 - O primo Tales!   Ter 26 Jun - 20:00

Hey, Dimentianos! f2

Tive vontade de fazer um episódio especial! Lembrei que tinha esse personagem estranho que coloquei no “Natal Dimentio”... É só um ep pequeno, pra n ficar sem nada...

E também não deu tempo de fazer o update que deveria para o TLoE... Enfim...

UPDATE TIME!

-----------------------------------------------------------------------------------------------
An Eddy to the Game

Episódio especial 3 – O primo Tales!

Tales acordou com um pensamento em sua cabeça estranha. Iria visitar o seu velho primo Eddy! Não via ele desde o natal! É claro, tinha de perguntar para sua mãe se poderia ir. Desceu da cama e desceu rolando as escadas, para parar em frente a sua mãe.

Mãe: Mais cuidado ao descer! Vai quebrar algum osso desse jeito!

Tales: Desculpa, mamãe... Ei! Eu quero pedir uma coisa! Posso ir à casa do Eddy?

Mãe: Aquele vândalo? Na última vez ele usou você para abrir a porta!

Tales: Ele é legal! Quem sabe ele não me ensine alguns golpes?

Mãe: Não deixo ele lhe ensinar, é perigoso! Mas tudo bem, pode ir... Sorte que eu to com tempo livre! Vamos!

Tales: Quero ir sozinho!

Mãe: Sozinho?! Quer dizer... andando?! Quando pode ir de carro com sua mamãe?!

Tales: Mas dizem que coisas legais acontecem com quem anda aleatoriamente por Dimentio Ville!

Mãe: Assim que conheci seu pai... O que será que aconteceu com ele?

Tales: Ele sempre disse que queria trabalhar com jogos de videogame! Talvez tenha conseguido...

Mãe: Ele poderia ter dado notícia... Droga, falar dele me fez perder o entusiasmo de sair de casa! Pode ir sozinho, mas cuidado com os caramujos!

Tales: Caramujos não fazem nada, mamãe!

Mãe: E naquela vez em que...

Tales: Foi só uma vez! Tchau!

Mãe: Espero que ele não...

Tales: AI, MEU PÂNCREAS!

Mãe: ...se machuque...

----------------------------------------

Eusine praticava no Bosque Dimentio, junto de Eric e Dino. Como todos sabem, Eusine e Eric são primos de 4° grau na oitava e quinta geração, dependendo da respectiva realidade alternativa.

Eric: Tente me acertar! Clones das sombras!

De repente, no lugar de um Eric havia 10! Todos avançam contra Eusine;

Eusine: Flechas múltiplas!

Os clones tentam se desviar, mas são pegos pelas flechas, sendo derrotados. Mas nenhum deles era o Eric real, aparentemente.

Eric: Aqui atrás!

Eric surgia atrás de Eusine, pronto para desferir um golpe certeiro em seu parente. Antes que pudesse acertar o surpreso Eusine, saltou com as mãos no traseiro, sentindo uma terrível dor penetrante. Dino abriu a boca e soltou o seu alvo.

Eric: Isso não vale! Trapaça!

Eusine: Coisa nenhuma! Nós dois somos uma mente só, lutamos perfeitamente em conjunto!

Dino: Que mentira, isso foi só um improviso meu!

Eusine: Cale-se!

Tales: Ai, meu intestino...

Saindo do meio de um arbusto, Tales aparecia com um ar de surpresa.

Tales: Uia, vocês por aqui! O que fazem na casa do Eddy?

Eusine: Se perdeu de novo? Aqui não é a casa do Eddy... Não ta nem perto!

Tales: Mas eu tinha certeza de que era aqui!

Eric: Que cara estranho... Quem é?

Eusine: Ah, ele é meu primo.

Eric: Seu primo? Então é meu também?

Eusine: Não exatamente. O pai dele é meu tio Had, e a mãe é a tia do Eddy, Helen... Não tem nada a ver com os seus pais ou tios.

Eric: Entendo...

Tales: É tão bom ser primo de caras tão legais como você e o Eddy!

Eusine: Sei, sei, tanto faz... Vá procurar a casa do Eddy agora! f3

Tales: Mas essa é a terceira vez que me perco! Me leva lá!

Eusine: Mas...

Tales: Vamos! Vamos! Me leva!

Eusine: Aff, ta bom! Dino, vem.

Dino: Eu não.

Eusine: Não?! Mas... Você sempre me segue! f6

Dino: Amizade tem limite. Não quero ter que andar com esse idiota... Com ofensas...

Tales: Tudo bem, já estou acostumado...

Eusine: Vamos logo então! f3

----------------------------------------

Sentados em uma praça da cidade, Galleom e Denas (ou FS) conversavam sobre a vida, o universo e sobre o famoso 42. Estavam cansados, após Galleom trabalhar arduamente em fazer um vídeo e Denas enrolar com desculpas toscas. Afinal, reclamar exige esforço também.

Galleom: Faz tempo que não fazemos uma aparição em uma fic, não é?

Denas: Eu tenho “O Torneio”, lembra? É só você que está longe das fics...

Galleom: Que droga! Não que me importe... E faz tempo que algo não acontece de interessante!

Denas: Acho que é a falta do retardado do Kakarroto! E o Eusine anda concentrado em coisas ocultas...

Galleom: O que acha que ele vai fazer dessa vez? Espero que não seja de novo o plano da goma de mascar.

Denas: É, tomara que não seja isso...

Eusine: Ei, maçãs!

Tales: Maçãs, onde? f6

Eusine: Eu to falando deles! f3

Tales: Você é cego? São só dois caras, um com cabelo azul e cara de idiota e o outro é um hobbit. O que tem de maçã neles?

Galleom: Cara de idiota? f6

Denas: É só falar em retardado...

Eusine: Ei, estamos apenas de passagem, já que o Tales se perdeu no caminho da casa do Eddy.

Tales: Sei colocar o pé todo na boca! Querem ver?

Galleom: Er... não.

Denas: ...

Eusine: Aff, que truque idiota...

Tales: Ta legal, eu coloco a perna inteira na boca!

Eusine: Acho melhor irmos embora.

Tales: Que pena... Tchau, estranhos!

Os dois recomeçaram o seu caminho até a casa de Eddy.

Denas: Argh, esse cara é retardado demais... Bem que ele poderia ser um pouco menos... até que da pra aturar o Zinka ou o Kakarroto...

Galleom: Bem que ele poderia ir fazer algo fora da cidade por um tempo...

É claro que Eusine havia escutado aquilo, com sua audição canina. E isso havia dado uma ideia a ele.

Tales: Uma vez eu lambi uma vaca! Não tem o mesmo gosto das carnes que comemos em casa... Eusine?

De repente Eusine some, mas em seu lugar some uma figura misteriosa, segurando um Super Nintendo e um jogo antigo.

???: Garoto, quer jogar um jogo?

Tales: Claro! f2

E assim, Tales foi sugado para dentro de um videogame.

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou!

Tales:

Sinceramente, não sei pq coloquei esse dragãozinho na cabeça dele, mas sei que ficou fofinho, não acham?

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Ter 26 Jun - 21:49

Sem Kirbos? Cadê o Alex e o Daniel neste episódio especial?

Boa fic, desculpa por falta de comentário, Eusine!

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Qua 27 Jun - 8:06

Então....ele é seu primo?
theNewF6

De qualquer maneira,episódio legal!
Só espero que ele diminua o nível de retardamento até o nosso

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 24 – Skull Woods, a floresta da morte!   Ter 17 Jul - 17:21

YEAH! Feliz terça-feira!

Update normal, sem nada de especial, acho... Só uma pequena mudança que fiz no Eddy. Acho que nesse episódio o deixei mais idiota, ou talvez seja só por causa do Bob. Mas acho que nos próximos o nível de idiotice deve ficar nesse!

YEAH!!!

-----------------------------------------------------------------------------------------------
An Eddy to the Game

Episódio 24 – Skull Woods, a floresta da morte!

Gilmar: Tem certeza de que isso é a entrada da tal “Skull Woods”?

Jessy: Bom... É um crânio gigante na entrada de uma floresta sinistra... Acho que sim.

Bob: Au!

Eddy: Você quer mesmo ir, Gilmar? Parece com medo!

Gilmar: Bobagem! Só a Jessy foi com você na última vez, agora eu quero ir!

O grupo discutia em frente à entrada da famosa e sombria Skull Woods. Ouviram falar dela na cidade, e acharam que poderia ser este o próximo local onde deveriam ir. Coincidência ou não, Eddy começava a sentir a atração que a Master Sword fazia, indicando que aquele era o local.

Mas agora, graças a Gilmar, que enrolava na entrada da floresta, eles demoravam a ir de encontro a Dama.

Eddy: Decide! Quer ir ou não!

Gilmar: Eu disse que eu quero! Mas se não for, vai ser um desperdício entrar ai e...

Eddy: Isso é desculpa de fracassado e medroso! Vem ou não?

Gilmar: Eu vou! Nãos ou fracassado e nem medroso! Vou mostrar que...

Eddy: Olha, um fantasma!

Gilmar: ONDE?! TIRA DE MIM!!

Eddy: Haha, era mentira! f2

Jessy: Caiu em um truque velho desses...

Bob: Au...

Gilmar: Isso é covardia! Eu admito, tenho medo de fantasmas e mortos-vivos! E disseram que essa floresta é famosa por isso!

Jessy: Não precisa chorar por isso, entendemos o seu medo...

Gilmar: Não estou chorando!

Eddy: Não se preocupe! Limpe suas lágrimas, se você não consegue ir, não venha!

Gilmar: Eu não estou com lágrimas!

Eddy: Claro, isso é apenas suor saindo dos seus olhos...

Gilmar: Mas não estou mesmo chorando...

Jessy: Infelizmente vamos ter de ir sem você. Pegue esse lenço aqui, não precisa agradecer...

Gilmar: EU NÃO TO CHO... Espera... Jessy, você é má comigo! Vai me deixar aqui, um velho chorão e indefeso sozinho? Não faça isso! Fique comigo!

Jessy: Como é? Mas eu quero ir...

Gilmar: O Eddy vai tá com o Bob!

Jessy: Mas eu não sei se ele é confiável...

Bob: Au?

Eddy: Ele é sim! Pra provar isso, ele vai me ajudar na Skull Woods! Vamos, Bob!

Os dois saíram correndo para dentro da Skull Woods, passando pela boca aberta do grande crânio.

Jessy: Espera! Gilmar, seu maldito!

Gilmar: Hahahihiheha!

Jessy: Nós dois sabemos que você não é chorão e indefeso!

Gilmar: Não deveria ter feito piada comigo! ¬¬ =D

----------------------------------------

Ao adentrar na obscura Skull Woods, Eddy se virou para Bob, que vinha logo depois dele, abanando alegremente o seu rabo.

Eddy: Bom, essa vai ser a primeira vez que trabalhamos juntos, e eu espero que nos dermos bem! Vamos fazer um bom trabalho! Vai ser divertido!

Bob: Au!

Eddy: Nessas horas que eu gostaria de ter aceito as aulas do Eusine sobre como falar com animais...

Bob: Au! Au! Grr...

Eddy: Que foi, até parece que quer me avisar de algo...

Eddy se virou e, com um giro, decapitou um esqueleto que se aproximava por trás dele. Parou de girar quando estava novamente de frente a Bob.

Eddy: Vamos, me diga! Do que quer me avisar?

Bob: theNewF6

Eddy: Parou de latir, parece que não era realmente importante... Ei, você quer um osso? Cachorros gostam de ossos, não é?

Eddy foi até o esqueleto que se contorcia para se levantar e o chutou, fazendo-o voltar ao chão.

Eddy: O que prefere? Um fêmur, uma tíbia... Que tal uma costela?

Bob: ...

Eddy: Bom, se mudar de ideia é só pegar. Acho que essa floresta é cheia desses monstros esqueletos.

Começaram a caminhar logo depois de Eddy chutar novamente o esqueleto. Sem saber o que mais fazer com um cachorro, resolveu tentar conhece-lo melhor.

Eddy: E então, o que você mais gosta de comer? Eu gosto de Lasanha!

Bob: Au!

Eddy: Pare de latir, estamos entre amigos! Vamos conversar!

Bob: Au!

Eddy fatia em três pedaços um esqueleto que aparecia pela esquerda, sem parar sua caminhada amigável com o novo mascote.

Eddy: Então... quando você vai ser meu melhor amigo? É isso que os cachorros são, não é?

Subitamente e sem aviso prévio, Bob começou a correr desenfreadamente, deixando Eddy para trás. Surpreso, Eddy começou a correr.

Não havia estradas em Skull Woods e as árvores eram muito próximas umas das outras, dificultando a passagem de Eddy. Vez ou outra surgia algum monstro esqueleto, que era facilmente derrotado por um simples golpe da espada de Eddy.

Após alguns minutos, perdeu o rastro de Bob e não conseguia mais escutar seus passos. Cansado de correr, parou um pouco para descansar.

Eddy: Argh... Cachorro malvado... se não quisesse ser meu amigo era só falar... É por isso que prefiro gatos e tartarugas...

De repente, começou a escutar um som vindo de longe... Eram latidos!

Eddy: Ele está me chamando! Acho que ainda tenho chance com ele! Vou conquistar a confiança dele, me tornar amigo dele... E depois trocar por um gato capeta do Dark World chamado Cat! Perfeito!

Recuperando a esperança, recomeçou sua corrida atrás de Bob. Logo o encontrou, latindo para uma árvore.

Eddy: Achei você! f2

???: Não poder ser... Ele me achou!

Bob: Grrr... AU!

Com um latido super forte, fez a árvore tremer com força, derrubando a figura misteriosa que observava lá de cima.

???: Maldição!

Eddy: Olha só, é aquele capeta lá do Pântano, não é? Você é o mago a serviço de Ganon!

Hinn: Sim, sou eu.

Eddy: Sem tempo para conversar, ok? Tenho de salvar uma Dama e...

Hinn: Desculpa herói, mas tenho de cumprir meu trabalho. Terei de acabar com você.

Eddy: Você perdeu fácil na última luta, lembra? Mas me fez perder um bom tempo! Eu perdi a maior parte da luta contra Kalmah! Dessa vez não vai fazer a mesma coisa não!

Hinn: Realmente, não vou fazer a mesma coisa... Pois ganharei dessa vez!

Eddy: Impossível... Você perde a cabeça muito rápido! f2

Hinn: Que piadinha terrível! Mas não importa, agora, você sentirá a fúria do meu novo golpe! Sinta o poder do meu...

Eddy: Raio Sagrado!

Um raio cai em cima de Hinn, o explodindo em centenas de ossos. Furioso, um crânio se aproximou saltitando em direção a Eddy.

Eddy: Não disse?

Hinn: Maldito! Nem me deu chance de mostrar minha habilidade nova! Isso não é nada justo! f4

Eddy: Quem sabe na próxima oportunidade? Tenho certeza que você consegue recompor seu corpo.

Hinn: Filho dum Capeta!

Eddy: Olha quem fala... Agora, vamos Bob! Bob? BOB!!! Cachorro maldito!

Ao longe, Eddy escuta latidos o chamando. Correu até que encontrou o cachorro mordendo um enorme osso do braço. O braço pertencia a um cadáver enorme e intacto. A cabeça era igual a que havia na entrada, tirando que essa se encontrava com o corpo.

Eddy: Finalmente achou o osso que queria, não? É meio grande, mas... O que é aquilo?

Eddy foi até a mão esquerda do esqueleto. Ele segurava firme um cristal e, dentro do cristal... Uma das damas! Talvez alguma vez em vida aquele tenha sido o guardião, mas agora estava morto.

Eddy: Que sorte a nossa, não?

Eddy sobe na mão, apenas para ser lançado para longe por ela, batendo de costas em uma árvore e escorregando até cair sentado no chão. Bob começou a latir quando o monstro ficou em pé. Tinha cerca de 3 metros de altura.

Bob rugiu com fúria e entrou em seu Capeta Mode. Rugiu com uma força extrema, lançando o oponente para trás. O monstro tentou se defender ponto o braço direito na frente do corpo, mas ele começou a ser corroído, como se houvesse algum tipo de ácido no rugido.

O monstro apontou o braço esquerdo para Bob, e sua mão saiu voando em direção do cachorro. Bob conseguiu saltar para se desviar do golpe, mas a mão flutuou e interceptou o salto, agarrando-o no ar. Bob começou a se contorcer, enquanto a mão o apertava cada vez mais.

Eddy: Bob!

Eddy saltou para atacar a mão e libertar o amigo, ao mesmo tempo em que sacava sua espada. Mas foi impedido pelo antebraço direito, que o esmagou no chão. Eddy sentiu os ossos estalarem com força enquanto era continuamente pressionado contra o chão.

Ativando por alguns segundos o seu poder máximo, conseguiu forças para girar e atingir o osso com sua Master Sword. Mas, diferente do que ele esperava, o golpe só empurrou o osso para longe, ao invés de atravessá-lo. Aquele osso era extremamente duro! Enquanto isso, Bob finalmente conseguia se libertar.

Eddy: Cai dentro! D=D

De repente, um brilho vermelhou saiu do espaço onde algum dia talvez esteve os olhos do monstro. Os heróis começaram a escutar passos se aproximando, até que...

Inúmeros monstros esqueletos surgiram ao redor de onde estava a acontecer a luta, se dirigindo a Eddy e Bob. Hinn estava entre eles, novamente reconstruído.

Hinn: Estou de volta! Obrigado, tio!

Eddy: Tio? f6

Os esqueletos se aproximaram até quase encostarem os heróis, os fechando em um círculo pequeno.

Eddy: Vamos!

Bob saltou na enorme cabeça do monstro esqueleto gigante, tentando morder o osso extremamente duro. Enquanto isso, Eddy saltou para cima o mais alto que pode, tomando fôlego enquanto olhava para baixo.

Eddy: Bafo Congelante!

Todos os esqueletos se congelam!

Eddy: Raio Sagrado! (Adorei essa magia!)

Um raio cai no local onde Eddy estava, explodindo os esqueletos congelados em múltiplos pedaços. Rapidamente, Eddy pousou e partiu para cima do esqueleto, o atacando um golpe da espada...

O monstro defendeu com sua mão, que havia voltado ao seu corpo depois de soltar Bob. Parecia desconsiderar qualquer tipo de desconforto que Bob fazia com as unhas e garras cravadas no topo de sua cabeça. Eddy e o monstro começaram a disputar forças, Espada Lendária contra Mão Gigante.

Eddy: Agora, Bob!

Bob parou de morder o adversário, tomou fôlego e usou novamente o seu bafo ácido. A criatura começou rapidamente a se desintegrar até que só sobrasse uma mão. A mão caiu no chão, derrotada.

Eddy: Ufa, essa até que foi uma boa luta! Somos uma boa dupla, Bob!

Bob: Au!

Bob havia voltado ao seu estágio normal. Enquanto isso, Eddy pisava na mão, fazendo-a abrir os dedos e libertar o cristal que aprisionava a dama. Logo, uma Dama surgia em frente a eles.

Dama3: Vocês me salvaram, muito obrigada! Me chamo Hellen e... Que cachorro lindo!!

Eddy: Me chamo Eddy, esse é o Bob!

Hellen: Oh, que fofo! Fofo, fofo, fofo!!! Obrigada por me salvar, cachorrinho!

Eddy: Ei, eu fiz quase tudo...

Hellen: Você? Claro que não, está na cara que esse cachorro é mais competente que você. Não é, fofinho?

Eddy: Ta tão na cara assim? Cruel... theNewF6

Hellen: Merece um beijo!

Hellen se inclina e beija Bob!

Eddy: Mas... mas...

Hellen: Bom, devo voltar para meu mundo. Tchau!

E tão subitamente quanto apareceu, a Dama desapareceu.

Eddy: Grr... Começo a pensar se foi bom ter um mascote... E se as garotas também fariam isso com um Gato...

Bob: Au?

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou! Fantasma

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Ter 17 Jul - 17:48

f2

Gatos comuns são mais legais que cahorros comuns, mas o Bob não é comum, então gatos comuns não são mais legais que o bob!

O Episódio foi hilarioso!
Principalmente
Citação :
Eddy: O que prefere? Um fêmur, uma tíbia... Que tal uma costela?

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Ter 17 Jul - 19:04

Que pena para o Eddy, Só o Bob recebeu o beijinho desta vez...

Parece que o Bob teve, o melhor dia para ele! Bom para ele!

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 25 – O resgate de Tales   Dom 5 Ago - 22:40

YEAH! Finalmente de volta!

Trazendo um update! Espero que gostem!

-----------------------------------------------------------------------------------------------
An Eddy to the Game

Episódio 25 – O resgate de Tales

Após pouco mais de uma hora depois de Eddy e Bob entrarem na Skull Woods, Jessy e Gilmar esperavam sentados (literalmente) e emburrados no lugar onde haviam sido deixados.

Gilmar: Na próxima vez, quem vai sou eu!

Jessy: Hãn?

Gilmar: No primeiro resgate das Damas, Eddy foi com aquele Hinux, o Pen. No segundo foi você e no terceiro com aquele cachorro do capeta. Na próxima vez, quero ir!

Jessy: Eu também! E será que ele vai demorar?

Eddy: Não!

Suado e sorridente, Eddy surgiu na entrada da floresta, com Bob correndo ao seu lado. Parecia claro que ele havia vencido.

Jessy e Gilmar se levantaram e tiraram a poeira de seus corpos. Começaram a se espreguiçar.

Jessy: E agora, onde vamos?

Eddy: Sei lá... Tivemos sorte de chegar aqui, seguindo sempre para o norte... Então vamos continuar!

Jessy: Ainda para o norte?! Duvido que vamos chegar no lugar certo... Talvez cheguemos no fim do Dark World...

Eddy: Qual o tamanho desse lugar?

Jessy: Bom... De acordo com a lenda, o território de Hyrule nos foi dado pela Deusa Hylia, baseado nas riquezas que existiam aqui, quando era o Sacred Healm. Portanto, o território de Hyrule tem o mesmo tamanho do Dark World.

Eddy: Entendi, mas... Deusa Hylia? Pensei que havia apenas três Deusas...

Jessy: Essas três Deusas foram as responsáveis pela criação do mundo, mas essa outra viveu entre nós, sempre cuidando dos seres daqui. E pensei que você sabia disso! Acho que já mencionamos que a Master Sword é também chamada de Espada da Deusa.

Eddy: É mesmo? Nem notei... soninho~

Jessy: f7

Gilmar: Ei, seus palermas! É bom começarmos a andar para o norte logo!

Jessy: Tem razão... Atravessamos a floresta ou contornamos ela?

Eddy: Eu não gostaria de ter de passar uma noite se quer na floresta. Melhor contornarmos.

Gilmar: YES!

Eddy: O que? Não escutei o que você disse.

Gilmar: Não disse nada, eu espirrei.

Eddy: Saúde.

Gilmar: Obrigado.

----------------------------------------

Tales: Ei, tiu! Sei colocar o pé atrás da cabeça!

Haxus: Cale-se!

Tales: Uma vez coloquei o pé atrás da cabeça e não consegui tirar. Pensei que iriam serrar minha cabeça para eu voltar ao normal, mas só precisei passar margarina! Quer que eu te mostre?

Haxus: Não!

Tales: Pronto! Legal, não?

Haxus:Não! E pela última vez, cale-se! Sorte sua Mestre Ganon ter dito para não matar você!

Pen: E o pior é nós ter de aguentar isso por mais duas semanas de viagem...

Tales: Fiquei preso. Alguém tem margarina?

Do topo de um monte, agachados e escondidos atrás de pedras, Eddy, Gilmar, Jessy e Bob observam toda a cena.

Um batalhão de aproximadamente trinta hinux se movia na direção oposta dos nossos heróis, indo para o sul. No centro do grupo e dentro de uma sela com rodas, estava Tales.

Jessy: Tem certeza de que é seu primo?

Eddy: Tenho. Reconheceria aquele pé atrás da cabeça em qualquer lugar.

Gilmar: Nesse caso, devemos fazer um plano de ação e estratégia para salvá-lo.

Jessy: Acho que deveríamos esperar eles dormirem, e então iriamos sorrateiramente no meio deles e abriríamos a sela! O que acha, Eddy? Eddy?!

Ele já havia corrido morro abaixo. Pen foi o primeiro a notar.

Pen: Herói!

Haxus: Não acredito... essa é nossa chance de acabar com ele! Vamos, Hinux!

Eddy: ESPARTA!!!

Haxus: E você, Pen, fique aqui tomando conta do prisioneiro.

Tales: Prisioneiro?! Onde?! Ai! Tirei meu pé! f2

Pen: ...

No morro, o grupo percebia irritado que teria de lutar de qualquer jeito, pois não poderiam deixar o amigo na mão. Mesmo com a força de Eddy, ele nunca poderia contra tantos.

Jessy: Já que nosso plano já era, é bom irmos logo.

Gilmar: De novo...

Bob: Au...

Com um bocejo, Bob ativou seu Capeta Mode. Os três começaram a também correr morro abaixo.

Eddy saiu dando golpes à esquerda e à direita, derrubando inimigos que se aproximavam e, as vezes, quebrando o cabo das lanças e machados. Mas o herói não tinha tempo de derrotar nenhum hinux, só o que o interessava era o que estava no centro.

Eddy desferiu um poderoso golpe lateral em um oponente que se aproximava pela sua direita mas, para sua surpresa, o golpe foi impedido.

Ele estava acostumado com as armas se partindo e com os oponentes não aguentando os golpes da Master Sword. Mas o oponente havia segurado seu ataque! E era um dos únicos hinux que Eddy reconhecia...

Eddy: Caolho! Arma nova, não é?

Haxus: O tal do herói! Legal da sua parte notar minha arma nova. Foi dada pelo meu mestre! Ele disse ser parte da tri... tri...

Eddy: Triforce?

Haxus: Isso!

Eddy: Então isso explica como o seu machado conseguiu aguentar o meu golpe com a Master Sword...

Haxus: Hehe... Agora você não vence!

Eddy: É o que veremos!

Os dois se preparam para a luta, finalmente se lembrando de separar as armas, unidas desde o primeiro embate. O resto dos Hinux respeitava o duelo e não interrompia, indo atacar os outros que invadiam o loca.

Certamente que trinta era muito mais que os 3 poderiam derrotar, mas o objetivo deles era apenas atrai-los para longe e impedi-los até Eddy e Tales se juntarem a eles.

Eddy golpeou à direita, à esquerda, encima e embaixo, mas os golpes eram sempre defendidos. Estava claro que Eddy era bem mais rápido e Haxus mais forte. Porém, com a enorme lâmina e cabo do machado de duas mãos, ele consegua se defender dos golpes.

Haxus: Minha vez!

Levantou o seu poderoso machado por cima da cabeça e o baixou em alta velocidade em Eddy, que conseguiu se por em posição de defesa a tempo.

O impacto brutal quase fez Eddy rugir de dor, enquanto se dobrava de joelhos e era forçado a largar o escudo e se defender segurando a espada com as duas mãos. Sem dúvida o golpe destruiria o escudo.

Sem dar tempo para Eddy se levantar, Haxus repetiu novamente o movimento, quase quebrando a defesa feita com a Master Sword. Eddy sentia que não iria aguentar mais outro golpe...

Haxus levantou o machado, pronto para golpear novamente. Mas Eddy foi ágil, rolou para o lado, fazendo com que o machado do oponente se cravasse no chão. Soltou nas costas de Haxus e deu um poderoso golpe em suas costas.

Haxus: Argh! Seu maldito!

Arrancou o machado do chão e virou-se para poder encarar Eddy novamente. Pararam por alguns segundos a luta, ambos cansados.

Haxus: Acho que acabamos de provar minha superioridade, não é?

Eddy: Não. Fui eu que te acertei!

Haxus: Cale-se, está na cara que minha arma é mais forte! Agora diga, por que quer resgatar esse idiota?

Eddy: Ele é meu primo. E talvez tenha comida do nosso mundo.

Haxus: Primo? Nesse caso, tragam o prisioneiro!

A jaula surgiu, sendo empurrada por Pen. Como Pen estava atrás empurrando até eles, não tinha como Eddy o ver.

Tales: Eddy!

Eddy: Tales!

Subitamente, Eddy recebe um soco no rosto e é atirado no chão por Haxus. Com um salto, prepara sua espada para atacar, mas...

Haxus: Se me atacar, mato seu primo na hora.

Eddy: Grrr...

Haxus soca novamente Eddy. No chão, começa a chutar o garoto.

Haxus: E nem pense em se defender, ou ele morre!

Eddy: Argh! Maldito! Tales!

Tales: Essa não! Eddy ta apanhando por mim! De novo! Ei tiu, deixa eu sair?

Pen: Pra ajudar herói?

Tales: Sim!

Pen: Vai contar que mim te soltar?

Tales: Não!

Pen: Então ta. Boa sorte.

Pen abre a porta e Tales sai correndo, sendo logo impedido por um grupo de cinco hinux, que assistiam a luta.

A verdade era que os Hinux estavam confiantes de sua vitória. Vários se contentavam em ficar assistindo as lutas. Perto de onde Eddy era espancado, Jessy, Gilmar e bob estavam fechados em um circulo, se defendendo como podiam. Tinham sorte dos monstros não terem ordens para mata-los.

Hinux1: Você passar vai não.

Os outros Hinux riram como os imbecis que eram. Tales segurou um machado jogado no chão. O cabo havia partido ao meio, mas tinha sido feito para um monstro de dois metros de altura e musculoso, o machado com o cabo partido servia perfeitamente a ele.

Tales: Não... machuquem... meu PRIMO!!!

Tales girou o machado por cima da cabeça e, com uma força e velocidade inacreditáveis, derrubou todos os cinco de uma única vez.

Haxus: Mas o quê?!

Eddy: Ah, ele não mencionou que é um Berserk? Mas só quando fica nervoso. Haha, haha... Ai, meu estômago...

Cheio de uma súbita fúria cega, Tales salta em Haxus brandindo seu machado. Mas o oponente conseguiu se defender com o poderoso machado, e logo depois desferiu um furioso soco em Tales, o atirando longe de cara no chão.

Eddy: Tales! Droga... Agora eu acabo com isso de uma vez.

Esquecendo-se da dor em todo o corpo, se levantou e se preparou para atacar.

Haxus: Não tem como você ganhar, minha arma é mais forte.

Eddy: Seu idiota, o que importa não é a arma! Vencerei de você sem usar a minha! Super-Arroto!

Haxus é jogado para trás com força, arrastando os pés pelo chão. Antes que pudesse atacar, Eddy já estava encima dele.

Eddy: Punhos Flamejantes!

Haxus se defendeu com o seu machado virado de lado.

Eddy: Bafo Congelante!

Eddy congela os pés de Haxus, o prendendo no chão. Deu um forte salto para trás e apontou a espada para o oponente.

Eddy: Raio Sagrado!

Um raio cai do céu e explode em Haxus, que é jogado para trás, desmaiado. O machado voa e cai a metros de distância.

Todos os Hinux se viraram quando ouviram o trovão, e se assustaram com a derrota do chefe. Vários correram desesperados para o mais longe possível.

Mas muitos ficaram. A maioria não sabia se quer articular algum verbo ou substantivo, de tão burros que eram, mas todos pensaram a mesma coisa.

[i]”O machado!”[i]

Nenhum deles queria perder a chance de pegar a arma mais poderosa dali. Pararam o que estavam fazendo e correram até o machado.

Mas Eddy foi mais rápido, pegou o machado e o arremessou.

Eddy: Tales!

Tales agarrou o machado e o girou por cima da cabeça, ainda furioso com o que tinha acontecido.

Tales: Vão ver só!

Um por um, os Hinux foram caindo, derrubando todos com apenas um golpe. Ao ver os irmãos caírem, vários começaram a fugir. No fim, não sobrou nenhum no campo de batalha com a exceção dos corpos jogados ao chão e Pen.

Tales: Argh, que machado pesado...

Eddy: Engraçado, quando você estava Berserk conseguia carregar...

Tales: E ai, primo! O que faz aqui?

Eddy: Eu que pergunto!

Tales: Eu fui sugado por um videogame de um cara encapuzado.

Eddy: Você também? Que droga, espero que não tenha acontecido o mesmo com os outros...

Tales: Eles estão bem! Ei, quer que eu mostre minha pereba? Ela ta se mexendo.

Eddy: Não!

Pen: Ei, herói!

Eddy: Pen! Estava por aqui esse tempo todo!

Tales: Foi ele que me soltou.

Eddy: Que bom. Ei, você não quer se juntar ao nosso grupo?

Pen: Hum...

Nesse momento chegam os outros três, suados, cansados e sangrando. O único que não estava daquele jeito era Pen, que nem se quer havia lutado.

Tales: Argh, monstros!

Jessy: Não se preocupe, somos amigos de Eddy. Sou Jessy!

Gilmar: James!

Bob: Au!

Tales: Sou Tales! Eu sei fazer uma explosão usando o traseiro! Querem ouvir?

Gilmar: Não.

Pen: Mim gostar do grupo, mas mim já ter grupo, esquecer?

Eddy: Er... Se não percebeu, os que não foram mortos fugiam. O seu grupo já era.

Pen: Então mim entrar no grupo!

Jessy: Que bom, agora temos mais dois no grupo!

Eddy: Mais dois?

Jessy: Não vai levar seu primo?

Eddy: Ah é... « chocolate »...

Tales: Adoro bolinho!

Eddy: Ei, Pen, tem ideia de onde poderia estar a próxima Dama? Qualquer lugar onde supostamente estão escondendo algo serve.

Pen: Mim saber! Ficar ao norte!

Jessy: Quê?!

Eddy: Há! Não disse? f2

Tales: Pâncreas tem gosto bom?

Gilmar: Hahahihiheha! Que garoto doido!

Pen: Nós vai pro norte?

Eddy: Sim! Avante, para o norte!

Jessy: Essa jornada vai demorar...

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou!

Espero que tenham gostado!

Fui!~ Fantasma

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   Seg 6 Ago - 10:07

Ep muito legal!
Também engraçado!
Agh! Quanta gente no meu grupo!
o.o

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: An Eddy to the game!   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
An Eddy to the game!
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 5 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [Game] The Subspace Emissary
» Roller Play Game (RPG)
» [SIGN] Portal 2 Game
» [Tutorial] Game genérico
» [Expo]Game Art

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Path Makers :: Off Topic :: Histórias Historásticas-
Ir para: