Path Makers


 
InícioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 O Legado do vento de prata

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: O Legado do vento de prata   Seg 25 Jun - 11:14

Alô, Dimentio Makers! Aqui é o Alex Kirbo/FireAlex! Hoje eu trouxe uma nova fic para vocês! Mas... Vocês já me conhecem mais como o autor das séries, Hey, Alex! Certo? Hoje, eu vou escrever uma nova fic para vocês! Infelizmente, vocês não vão ver muita alegria ou humor nesta história... Vai focalizar mais na ação e aventura. Sugiro que vai ler os contos de elibe, o retorno e o comic, apesar de ter uma escrita razoável/horrível lá... Então, sem mais de longas...

As produções pincel verde apresentam... Aquele que trouxe as séries Hey, Alex...

O Legado do vento de prata!

Prólogo: O único capítulo que se envolve em um diário de uma menina.

-Em um templo de prata...

-Parece um templo meio chato e desinteressante no começo da história... Mas, lá, possui o maior tesouro (desta história) que os maiores colecionadores desejam ter no mundo... Parece um tesouro meio sem graça e só consegue em umas lojas de bijuterias... Até descobrirem um grande poder que mudaria o seu destino para sempre...

-Então, me digam: Vocês agora estão com um bom humor? Bom, porque nem todos estão alegres. Especialmente nesta história que vão ler.

-Meu nome é Shinpi Tekina. Diferente de algumas meninas, que desejariam ficar com um bichinho fofinho, ou casar com um garoto lindo, meu desejo é diferente: Me tornar uma aventureira independente que eu seria respeitada pelo meu esforço e meu desempenho...

-É meio irônico como um sonho tosco como este pode se tornar uma realidade, desde que me interessei com a ajuda deste “tesouro”. Mas, não se enganem, não vou virar uma vilã ou algo assim nesta história, ainda não. Se você não gosta muito de uma menina sendo uma heroína desta história, ou, não suporta o problema que eu vou passar, então, eu sugiro que pare de ler agora esta história, e vai brincar de alguma coisa.

-Contarei uma história para nos conhecermos melhor antes. Mas, eu não vou assumir nenhuma responsabilidade por assustar vocês. Minha história é muito mais séria que a história do garoto que vocês chamam de Alex Kirbo.

-Quando eu era pequena, eu era feliz com a minha família, meu pai é um guerreiro forte, amigável e determinado, enquanto a minha mãe é uma amiga muito doce. Eu brincava com a meu brinquedo preferido... Um pinguim de pelúcia com um lacinho na cabeça. Enquanto a minha mãe fazia um delicioso suco de uva como lanche da tarde. É o lanche preferido da minha família. E saímos às vezes para ir num parque. Sim, eu sei que isso é patético, não é?

-Mas então, aconteceu uma coisa terrível... Houve uma grande batalha contra uns bandidos...

-Não consegui ouvir direito o nome dessa gangue, mas, eu sei que eles estão ali para fazer umas coisas nada boas! Quando eu fiquei feliz por ver o meu pai voltar para a casa, ele voltou para dar umas notícias terríveis.

-Achei que no começo tivemos que comer aqueles feijões nojentos enlatados como a janta, felizmente, não. Meu pai até riu desta notícia! Mas, era pior ainda: Infelizmente, ele perdeu a batalha. Tivemos que viver isolados em casa até o problema acabar... Meu pai e minha mãe lutaram bastante para me proteger e a si mesmos... Mesmo em uma grande desvantagem...

-Notei que uma vila de onde eu vivia, ninguém respeitava mulheres e crianças... São apenas uns homens obcecados por si mesmos e se dizerem que são os mais “fortes do pedaço.” Eles não têm nenhuma vergonha, tem?

-Os meus dias de paz e harmonia tinham acabado. Agora virou uns dias de inferno. Sempre havia uns garotos chatos me provocando, de um vilarejo inimigo. Eles até quebram os potes das casas dos outros e picham muros na minha moradia! Caras bem legais, não é? Estou sendo sarcástica.

-Meus pais e eu descobrimos esta lenda. Só ela pode salvar as nossas vidas. Meu pai me treinou um pouco com a espada, os arremessos de facas e atletismo. Minha mãe prepara uns lanches e cura as feridas durante o nosso treino. Eu não importo com tudo isso não, enquanto eu tiver minha bonequinha ao meu lado e o amor deles também.

-Meus pais prepararam um pacote de lanche e um equipamento necessário para a minha aventura. Com a experiência do treino do meu pai, uma bolsa com um estoque de frutas e suco de uva da minha mãe e minha bonequinha ao meu lado, eu tenho muita esperança que eu consiga pegar o maior tesouro das nossas vidas: O legado do vento de prata!

-Agora, este é o fim da minha história. É uma história bem alegre, não? Infelizmente, a história vai começar ficar mais séria por aqui... Durante a minha aventura, como todo um grande “herói” (no meu caso, heroína), eu vou sofrer algumas dores que vão durar por a vida toda...

-Meus primeiros inimigos, sem muita surpresa, eram uns bandidos e os meninos chatos que ficavam incomodando a vida da minha família, mas, parece que eles eram bem fortes como dizem... É uma pena, porque, alguns deles podiam ser o meu parceiro... Oh bem.

-Eles ficam atacando com os seus socos e tiros de facas, mas com o treino do meu pai, eu consigo aturá-los. Até eu encontrei um garoto diferente dos outros. Ele falou umas palavras muito estranhas, algo como: “Ishtagitgwah”, ou algo assim... O que importa, é que este truque dele funcionou e me ajudou a derrotar os bandidos chatos.

-Antes de nos partir, ele me olhou e me considerou diferente de outras meninas... Apesar de nós termos conhecidos agora, ele me tratou muito bem e curou as minhas feridas... O nome deste garoto mágico que encontrei é Ishtar, e ele também deseja o legado do vento de prata, com o motivo de “ajudar o mundo a ser um lugar melhor”, ele é bem heroico e inteligente, mas, não se enganem!
Não vou namorar ele... Ainda!

-Parece que eu encontrei um amigo e um rival ao mesmo tempo na minha busca ao tesouro. Eu me desejo boa sorte nesta busca...

-Prazer a conhecê-los e vejo vocês em algum dia... Agora, parem de ler o meu diário! Apesar de eu não ter escrever muito...

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"


Última edição por Firealex em Dom 10 Fev - 22:53, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   Seg 25 Jun - 15:09

Nossa! Você voltou mesmo! f6

E com uma fic interessante, com ela... Não parece que essa pessoa tenha sido, um dia, uma garota doce e alegre com seus pais...

Você escolheu escrever uma fic em 1° pessoa e na voz de uma garota! Isso torna o desafio de escrever maior! (e me deu uma inspiração! Será que algum dia eu faço uma garota como principal?)


Cuidado com a 1° pessoa, as vezes vc pode errar coisas como:

Firealex escreveu:
Diferente de algumas meninas, que desejariam ficar com um bichinho fofinho, ou casar com um garoto lindo, meu desejo é diferente: Se tornar uma aventureira independente...

Deveria ser "me" e não "se", n esqueça!

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   Seg 25 Jun - 19:18

Meh... Desde que a pessoa entenda do que a garota disse,
um erro pequeno não importa muito, mas, já vai ser consertado,
obrigado pelo aviso, por outro lado.

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   Seg 25 Jun - 21:56

Eusine48 escreveu:
Nossa! Você voltou mesmo! f6



Você escolheu escrever uma fic em 1° pessoa e na voz de uma garota! Isso torna o desafio de escrever maior! (e me deu uma inspiração! Será que algum dia eu faço uma garota como principal?)


Eu sei que você vai fazer,você falou pra mim,e estou me segunrando para não dar spoilers!

Sobre a fic...interessante,pra dizer no mínimo


« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   Qui 5 Jul - 21:25

No capítulo ante... "Cortado, literalmente."

-Hunf... Qual é o ponto de perder alguns minutos preciosos só para ver o que aconteceu no prólogo ou algum capítulo anterior, quando podem claramente ler ele só para lembrar por quê estou fazendo isso? Não precisamos mais disso, não é? Agora, não vou mais precisar narrar agora que sabem da minha história. Vamos ver o que eu vou fazer na minha jornada?

Capítulo 1: Jornada para o legado do vento de prata.

Uma figura misteriosa anda nas planícies enquanto fica cortando grama aleatóriamente.

????: Grunf... Sem dinheiro, até agora...

A criatura continua andando...

????: Ok, você já pode me revelar agora, coloca meu nome como Shinpi, por favor?

Shinpi: Melhorou.

E finalmente, chega até a fazenda dos cavalos...

Fazendeiro: Bom dia, forasteiro! O que você deseja fazer, senhor?

Shinpi: (Acho melhor que ele não descubra quem eu realmente sou...) Bom dia! Eu gostaria de comprar ou alugar um dos seus cavalos. Tem algum disponível?

Fazendeiro: Claro! Tenho os cavalos mais fortes da roça e só por alguns 1000 ouros!

Shinpi: Que caro! Por que está cobrando por 1000 ouros?!

Fazendeiro: Porque, temos um líder muito ganancioso. Ele fica aumentando nossos impostos só para tentar saciar a ganância dele! Somos forçados a aumentar nossos preços por causa disso!

Shinpi: Então, me deixa dar uma conversinha com este seu líder. Onde está ele?

Fazendeiro: Ele fica no centro da nossa vila. Vire na sua direita para chegar até a mansão dele.

Shinpi: Certo, obrigado.

A figura misteriosa chega até o centro da vila. Ela fica assustada a situação da vila.

Shinpi: Credo... As pessoas... Com esses olhares tristes... Essas casas não parecem muito fortes e seguras...

O menininho chega até a Shinpi.

Menino: Com licença... Você tem alguma comida?

Shinpi: Leve estas frutas. Seus pais vão sentir melhor.

Menino: Obrigado!

Shinpi dá as frutas para o menino!

Shinpi: Conte-me a situação deste lugar. Qual é o problema daqui?

Menino: Meu pai pode explicar tudo, vou levar até ele.

Shinpi: Certo.

Um longo caminho até a favela.

Menino: Pai! Chegamos!

Pai: Filho! Você não deveria ter trazido um estrangeiro até na nossa casa!

Menino: Mas, ele deu estas frutas para a gente comer!

Shinpi: Heh...

Pai: Obrigado, mas, o que você quer? Não temos muita coisa para te dar.

Shinpi: Explique-me a situação deste lugar, como tudo isso aconteceu?

Pai: Este lugar era bem alegre, bonito e pacífico... Mas, chegou aquele homem que virou o nosso líder. Ele é muito cruel! Ele gosta de ficar aumentando os impostos para uma quantidade ridícula, só para saciar a ganância dele...

Shinpi: Eu sei! Mas, por que ninguém vai deter ele?!

Pai: Ele possui umas habilidades de espada que muito difíceis de lidar. O que praticamente, seria mesma coisa que pedir a nossa morte se tentar convencer ele já que nenhuns de nós são atléticos o bastante para combater ele! Esse cara é maluco!

Shinpi: Eu sei como se sente... Eu também sofri este problema... Mas, eu posso deter ele!

Pai: Você também é maluco?! Ele sabe como cortar você em pedaços pequenos!

Shinpi: Não sou maluco, mas, eu sou um espadachim, quer ver?

Menino: Mostra! Mostra! MOSTRA!

Mãe: Mas, não aqui em casa, não é?!

Shinpi só mostra a sua espada.

Pai: Uma espada de ferro autêntica... E de boa qualidade... Estou impressionado, mas, você também é rápido?

Shinpi: Claro! Eu até consigo ir naquela loja e voltar em pouco tempo.

Pai: Quero só ver.

Shinpi corre até a loja, pega algumas garrafas de águas e volta.

Menino: Uau... Só 5 segundos...

Pai: Você pode ser o nosso salvador! Eu até posso te levar até o nosso líder!

Shinpi: Faça, mas, não me mostre para o público, certo?

Brian: Pode me chamar de Xerife Brian, para falar a verdade, nem eu gostei dos impostos dele. Ele arruinou a nossa cidade só pensando nele mesmo. Podemos ir juntos?

Shinpi: Se você cumprir sua palavra, Xerife...

Brian: Ótimo. Só vou te levar até a mansão dele. Você terá que enfrentar o líder e capturar com esta corda.

Shinpi: Por que não posso simplesmente matá-lo?

Brian: Porque, apesar de ele ficar maltratando as pessoas e roubando dinheiro, ele até agora, não quebrou nenhuma lei dele. Se tentar fazer isso, você será considerado executado.

Shinpi: Claro... A lei sempre fica em primeiro lugar, vamos?

Mãe: Se cuida, querido!

Menino: Tchau, Pai! Tchau, Estranho!

Brian: Tchau, filho!

Shinpi: Hunf...

Brian e Shinpi chegam até a mansão Anarg.

Shinpi: Caramba, essa foi rápido.

Brian: Chegamos... Tome cuidado, estrangeiro, ele é ágil como você...

Shinpi: Sem problemas! Eu sei me cuidar!

Brian: Eu vou ficar de olho no lugar, só para nenhum bandido aparecer enquanto você tentar parar o nosso líder.

Shinpi: Obrigado.

Brian: Boa sorte, forasteiro.

Shinpi entra na mansão. A mansão por dentro é cheio de dinheiro, só dinheiro. Tudo na esquerda e na direita. Shinpi explora o lugar até encontrar o chefe.

Chefe: Quem ousa interromper os meus aposentos?!

Shinpi: Me desculpa, mas, você está causando problemas demais nesta vila. Seus impostos estão destruindo a vida de milhares dessas pessoas!

Chefe: Ah não... Mais um reclamador... Parece que eu vou ter que silenciar você para sempre, como todos os outros idiotas...

Shinpi: É impossível resolver isso na base da conversa, não é?

Chefe: Para os Cobradores como você, sim! Morra!

O Chefe pega sua espada e tenta cortar a Shinpi! Mas, Shinpi saca a sua espada e bloqueia o golpe!

Shinpi: Pensa que é o único espadachim do mundo? Espera aí... Você! Você é do clã inimigo!

Grifa: Esta voz... Você é a garotinha que ficou cortando figuradamente e literalmente a diversão do meu clã! Eu, o senhor Grifa, vou fazer você pagar!

Shinpi: Boa sorte com isso!

Os dois batem com suas espadas enquanto conversam!

Grifa: Seu pai é muito fraco, ele não é páreo contra os meus melhores homens.

Shinpi: Não bota o meu pai na sua história, seu bandido!

Mais batidas de espadas contra um ao outro!

Grifa: Mas, parece que você o superou ele... Você é bem mais ágil que ele...

Shinpi: Ele também é um bom treinador! Diferente de você.

Os dois continuam até o chefe ficar cansado... Isso porque, Shinpi só ficou defendendo.

Grifa: Arf... Quando você vai desistir?

Shinpi: Quando você diminuir os seus impostos, seu ganancioso!

Grifa: Oh! Olha a sua esquerda!

Shinpi olha a sua esquerda.

Grifa aproveita a chance dele e tira a espada da mão da Shinpi!

Shinpi: Argh! Não acredito que eu caí em um truque muito barato!

Grifa: Mwahahaha! Não é tão durona sem a sua espada não é? Arf...

Shinpi: Grunf!

Shinpi bebe o suco de uva só para acalmar seus nervos!

Grifa: Oh... O bebê está com tanta raiva que decidiu tomar sua mamadeira! Isso acaba agora!

Shinpi joga a sua faca! Mas, o chefe reflete!

Grifa: Há! Isso é fácil! Mais fácil que cortar as balas no meio! Eh?

Shinpi some!

Grifa: Ela não pode simplesmente ter sumido... Onde está ela?

Shinpi corre na sala toda! O chefe até fica tonto só de tentar seguir ela!

Grifa: Arf... Arf... Você não é normal... Quem é você?

Shinpi: Meu nome é Shinpi Tekina! E este é o seu erro fatal! Você fica tão obcecado com o seu poder e dinheiro que esqueceu que existem pessoas que podem te derrotar de outro jeito: confundindo eles.

Grifa: Você é muito mais ágil que eu pensei... Droga...

Shinpi: Exato. E você está preso.

Shinpi prende o Grifa!

Grifa: IMPOSSÍVEL! Como você...

Shinpi: Simples, peguei a corda e fiz um nó bem complicado para você não sair tão cedo. Te vejo no tribunal.

Grifa: Não!

Brian: Você conseguiu, meu jovem! E Grifa, por causar todo problema por nossa vila, você perdeu o seu cargo de líder da vila!

Grifa: Sua família vai pagar por isso, Shinpi Tekina...

Shinpi: Se conseguir sair da cadeia, talvez...

Brian: Obrigado de novo, se houver uma coisa para agradecer pelo seu trabalho, meu jovem...

Shinpi: Eu na verdade sou uma garota... Só fiz tudo isso só por que as lojas e a fazenda do cavalo estavam muito caros...

Brian: Entendo... O que acha de ser o líder desta vila? Pode ganhar muita coisa.

Shinpi: Obrigada Xerife, mas, eu não quero. Estou procurando um peixe muito maior para pescar. Ele se chama o legado do vento de prata.

Brian: Ah, sim! O lendário tesouro! Ele fica muito longe daqui! Mas, Te oferecemos um meio de transporte, um mapa e mais suplementos como o agradecimento da nossa vila.

Shinpi: Espera aí! Mas, achei que a vila está pobre!

Brian: Mas, ainda temos as mercadorias! Claro que está muito caro! Agora que você resolveu o problema, o problema de economia acabou!

Shinpi: Certo, pode me fazer um favor?

Brian: Qual?

Shinpi: Não quero me aparecer como heroína da vila, seria muito vergonhoso. Só me dê os suplementos para a minha viagem.

Brian: Você é bem tímida, para uma aventureira... Mas, tudo bem!

Shinpi: Obrigada, Xerife!

Suplementos preparados! A bolsa da Shinpi fica mais cheia e ela tem o cavalo agora!

Brian: O templo de prata fica ao norte desta vila. Com este cavalo, você conseguirá chegar em 1 hora.

Shinpi: Obrigada de novo Xerife.

Brian: Não, eu o agradeço por livrar destes impostos chatos! Boa sorte na sua jornada, garota.

Shinpi: Tchau, Xerife!

Brian: Tchau, menina!

Menino: Tchau, Shinpi! Iá!

Menino fica balançando seu graveto como se fosse uma espada!

Shinpi: Yip, Yip!

O cavalo da Shinpi se zarpa para o norte!

E este é o fim do capítulo, mas, mesmo assim, não foi tão negro como antes, certo? Apesar de Shinpi ser esperta para não se meter no problema tão rápido, ela não pode sempre escapar do destino. Para conseguir o legado do vento de prata, ela tem que às vezes batalhar mesmo que no fim, isso levar uma cicatriz incurável... Vejo vocês no próximo capítulo!

Ah! Antes que perguntem... Por que a maioria dos personagens pensaram que Shinpi era um homem? Shinpi não queria se revelar antes de um momento crítico. Não é uma boa idéia se mostrar tudo antes de uma grande batalha, não é?

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"


Última edição por Firealex em Ter 10 Jul - 9:29, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   Qui 5 Jul - 22:30

Ótimo ver você por aqui denovo Alex!

Sobre o episódio,gostei muito!
Nada mais a dizer

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   Qui 5 Jul - 22:55

Interessante... A Shinpi parece que vai, mesmo que acidentalmente, conseguir algumas amizades pelo caminho. Achei meio estranho alguns pensarem que ela fosse homem, mas...

Acho que é uma estratégia dela! Assim, o inimigo só vai descobrir em cima da hora que é uma mulher, ficando certamente desatento e facilmente derrotavel!

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: A conversa de Alex e Shinpi.   Sab 4 Ago - 11:17

Aviso! Este pequeno episódio acontece entre o episódio 1 e 2 do legado do vento de prata! Não é o episódio 2.
E mais ou menos quando o Alex volta da sua jornada da volta dos contos de Elibe.

Shinpi: Ufa! Foi difícil a minha jornada, mas, eu vou relaxar e sentar um pouco... Enquanto eu relaxo nesta mesa...

????: Olá! Posso sentar com você?

Shinpi: Hã? Claro! Fique a vontade!

Alex: Obrigado! O meu nome é Alex! Quem é você?

Shinpi: Meu nome é Shinpi, prazer a conhecer.

Alex: Então... Alguma novidades?

Shinpi: Não... Enquanto você?

Alex: Mais ou menos... Eu já tive um sonho mais estranho da minha vida... Ai... Minha cabeça...

Shinpi: Você está bem, garoto?

Alex: Sim, mas, estou com uma dúvida sobre a sua aventura...

Shinpi: Sim? Qual?

Alex: Você vai precisar de um parceiro ou uma parceira na sua aventura?

Shinpi: Por enquanto, não... Eu já estou muito bem trabalhando sozinha, mas, se eu quiser um parceiro, eu prefiro um bem eficiente...

Alex: Não gosta de nenhum amigável?

Shinpi: O parceiro ideal para mim é aquele que sabe lutar bem e que fosse bem amigável. Não importa se eu pegar um muito forte, se ele fosse chato ou arrogante, vale mesma coisa como um inútil.

Alex: Verdade, hahaha...

Shinpi: Mas, sabe aquela amiga do seu... Fire...

Alex: Os contos de Elibe?

Shinpi: Isso! A sua primeira amiga.

Alex: A Lyn? O que tem ela?

Shinpi: Isso! Eu pensei em ter uma amiga crossover como a sua. Eu pensei enquanto eu aventurava por aí.

Alex: Muito legal! Qual você pensou?

Shinpi: Sabe aquela sua empregada naquele seu episódio extra?

Alex: As aventuras bizzaras do Alex? Sim, mas, eu esqueçi o nome dela...

Shinpi: Mais ou menos quando o seu arqui-inimigo, o Galleom, xingou ela e você.

Alex: Ei! Como você sabe da miha fic? Você é alguma telepata?

Shinpi: Não, eu só li alguns episódios da sua "volta dos contos de Elibe" e até que eles foram bem legais. O meu preferido foi aquele seu primeiro episódio extra e quando o você "reencontra" a... Princesa...

Alex: Ah! Lembrei! A princesa Lyndis, ou Lyn e a Empregada, Sakuya Izayoi?

Shinpi: Bingo! Você pode arrumar um jeito de colocar aquela empregada na minha história mesmo por um episódio?

Alex: Desculpa, mas, não posso.

Shinpi: Porque não?

Alex: Por três motivos:
1- Ela é como o segundo Galleom, os dois são bem cruéis e gostam de maltratar os caras verdes.

2- Ela é de outra dimensão, não posso tirar ela de lá sem um bom motivo.

3- E ela não é a minha amiga. Seria mesma coisa que carregar uma placa de "Eu sou idiota que roubou o seu personagem! Me prenda!" Entendeu, Shinpi?

Shinpi: Entendi... E eu discordo com você! Eu posso responder de volta!

Alex: Como?

Shinpi: Bem, eu fiz umas pesquisas e descobri a verdade sobre ela.
1- Ela geralmente só faz o trabalho dela. Isso inclui fazer "maldades". Mas, é assim mesmo a idéia doida dos fãs, os fãs gostam de fazer as meninas em GERAL como chatinhas, irritantes, mas bonitinhas.

2- Mas, você conseguiu entrar na dimensão da sua amiga sem problemas na sua primeira fic, não? Eu tenho uma idéia bem legal para dar ao menos uma "desculpa" para ela me ajudar, mesmo por um episódio.

3- E nem a Lyn e os seus amigos são os personagens daquele garoto flamejante, mas, ele colocou os personagens e fez como se fosse deles. Na verdade, eles são deste tal de Nintendo, mesmo que apareceram só por um jogo.

Alex: Urgh... Você tem razão...

Shinpi: E além disso, você não precisa preocupar com ela, porque, ela vai ficar mais na minha saga que a sua. O que acha dela como a minha amiga como você com a sua "princesa" Lyndis?

Alex: Bem, eu não vejo mais problemas, mas, isso vai depender dos meus amigos se eles vão querer ou não.

Shinpi: Ah é, eles são quem mais mandam aqui que eu... Mas, ela e a Lyn são coincidencialmente parecidas!

Alex: Como assim?

Shinpi: Bem, as duas vestem com o vestido azul, usam armas cortantes e são boas lutadoras.

Alex: Exceto que a Lyn é mais amigável e só luta sério contra os "Tallivers" e a Sakuya é uma empregada cruel e séria.

Shinpi: Não exatamente. Lyn as vezes corta o pescoço de uma pessoa malvada no caminho dela e eu vou dizer de novo, é a interpretação dos fãs. Ela na verdade sempre se esforça e trata todo mundo legal, mas, só por causa do emprego dela. Ninguém age 100% das suas personalidades. Como diz um ditado: Errar é humano.

Alex: Bem... Você venceu! Faça o que quiser, menina...

Shinpi: Ah! e sobre o Galleom...

Alex: Sim?

Shinpi: Sugiro que crie um novo vilão se for refazer esse tal de origens. Nem você e nem os fãs gostam do Galleom.

Alex: Tem razão... Tenho que pensar em um novo rival... E se for colocar a empregada como uma amiga, pode me fazer um favor?

Shinpi: Sim? Qual?

Alex: Pode manter a agressividade dela longe de mim? E colocar um pouco de humor na sua história?

Shinpi: Posso tentar, Alex.

Alex: Ótimo!

Shinpi e Alex apertam as suas mãos um no outro.

Alex: Agora, eu tenho que ir embora.

Shinpi: Por que?

Alex: Eu tenho que fazer algumas tarefas de casa e não deixar o meu irmãozinho bagunçar a casa toda...

Shinpi: Hahaha... Tudo bem... Foi prazer a conversar com você, Alex. Quero ouvir os resultados positivos dá próxima vez que nossos caminhos cruzarem de novo.

Alex: A você também, Shinpi. Tchau!

Shinpi: Tchau, Alex.

Alex e Shinpi saem do bar.

Então? Gostaram? Algumas sugestões ou comentários críticos? Me avisem!

E eu consegui! Agora, tenho informações sobre a empregada! E da princesa Lyndis! Caso que não tenha idéias do que o Alex ou a Shinpi estão falando, aqui estão as duas! Avisando que os sites só falam inglês.

Lyn (Lyndis): http://fireemblem.wikia.com/wiki/Lyndis (Espera! Ela parece bem diferente do original...)

Sakuya Izayoi: http://en.touhouwiki.net/wiki/Sakuya_Izayoi

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   Sab 4 Ago - 21:27

f6 Como sempre, você aparece como um personagem muito ocupado e preocupado com coisas da vida... Interessante, mas vc deveria relaxar mais!

Sakuya e Shinpi?! OMH, você quer que eleas explodam o Vento de Prata ao invés de ficarem com ele? Aposto que elas vão acabar fazendo isso...

Só sei que elas não devem ter problemas com os inimigos! Se bem que é perigoso duas garotas andarem sozinhas explorando o mundo... Não que seja machista ou algo do tipo ah...

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   Sex 10 Ago - 10:51

Esse episódio foi random ao extremo, isso é contrabando de pessoas! f5

Mentira! Mas foi bem estranho mesmo assim...

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Episódio 2: A introdução do bumerangue e o templo de prata parte 1   Qui 6 Set - 17:48

Argh! Me desculpa por eu não postar nada! É dificil tentar criar uma fic sem basear a nada mesmo... Com vocês: o episódio 2!



Só uma pequena idéia de como vai ser esta fic...

Prólogo do episódio 2...

????: Bom... Onde deve estar o meu mercenário de hoje?

Mercenário: Boa tarde, senhor Sozin. Eu estou aqui.

Sozin: Boa tarde. Você já sabe qual é a missão, não sabe, meu caro amigo?

Mercenário: Não, senhor. Acabei de entrar.

Sozin: Muito bem... Vou explicar de um jeito simples e fácil de entender: Há um templo chamado templo de prata. Você vai tentar pegar o maior tesouro(desta fic) que é o legado de algum vento de prata, entendeu?

Mercenário: Sim, senhor. Mas, se me permite fazer uma pergunta, porque precisa deste tesouro?

Sozin: Em ordem de continuar minha vida como um homem mais rico, qualquer coisa poderá ser boa o bastante para conseguir o dinheiro. Claro que eu vou te recopensá-lo bem se conseguir, meu amigo.

Mercenário: Entendido, senhor. Qualquer um que estiver no seu caminho, terão seus corpos esmagados!

Sozin: Muito bem, mas, tempo é dinheiro! Faça o que for para conseguir o tesouro e ao mesmo tempo, eu não entrar em prejuízo!

Mercenário: Você tem a minha palavra, senhor Sozin.

Capítulo 2: Finalmente, aventuras no templo de prata! Parte 1 A introdução do bumerangue.

Depois de uma andada do cavalo, Shinpi chega em um vilarejo mais próximo. Ela desce do cavalo, prende ele em uma cabana para ser cuidado pelo dono e vê o tamanho do templo!

Shinpi: Puxa vida... Finalmente cheguei perto do templo! Esta andada de cavalo pareceu até que levou meses para chegar neste templo! Mas, não posso comemorar agora, enquanto eu não tiver o tesouro nas minhas mãos, tenho que tomar cuidado...

A placa tá escrito: O legítimo templo de prata. Para as pessoas que não desejam uma morte rápida, cruel e fria, não entre!

Shinpi: Hmm... Estou certa. Provavelmente precisarei de mais uma arma para explorar este templo. Não acho que minhas facas podem acertar os morcegos a tempo e minha katana não ataca muito longe... Vou explorar um pouco este vilarejo...

Em uma caminhada, ela vê um monte de barracos gritando sobre comprar as frutas, revistas, bijuterias, e sorvetes. Ela até encontrou um garoto gritando: Extra! Extra! O Hey,Alex! Origens vai ser refeito como um jogo! Não que isso importasse para ela... Até que ela encontrou um homem, oferecendo uma coisa bem estranha para ela...

Homem: Bom dia, meu caro! Você gostaria de comprar este belíssimo bumerangue?

Shinpi: Er... O que isso faz?

Homem: Esta coisa maravilhosa é prática, exercita bem o seu braço, boa de tacar uma fruta na árvore na distância e não é gasto imediatamente: Por 20 moedas! Você quer um?

Shinpi: Isso parece bom, mas, estou vendo as outras mercadorias e...

Homem: Mas, esta é uma oferta limitada! Geralmente os bumerangues custam 40 moedas! Como que este é o meu último no estoque e quase ninguém compra isso, estou oferecendo um 50% de desconto! É uma oportunidade única!

Shinpi: "Suspiro"... Toma, eu compro uma.

Homem: Você tem um bom gosto! Muito obrigado! (Finalmente eu livrei desta maldita coisa! Haha!)

Shinpi comprou: Bumerangue! Mas, ela perdeu 20 moedas... E o homem saiu correndo, como se tivesse livrado de uma maldição com as 20 moedas da Shinpi na mão dele.

Shinpi: Isso foi necessário? Oh bem. Vamos ver o que isso faz...

O bumerangue é atirado pela Shinpi! E volta só para tacar a cabeça dela!

Shinpi: Ai! Essa coisa parece bem útil, mas, precisarei de prática com esta coisa...

Depois disso, Shinpi guarda o bumerangue no bolso dela e continua explorando a rua, até finalmente desistir...

Shinpi: Só frutas, sucos, nada de uva, revistas de crianças e estes tais de Hey,Alex... Pelo menos, eu ganhei uma arma, que chega a ser muito imprático... Eu vou embora...

Homem 2: Ei! Você vai sair agora? O que acha de comprar mais dos produtos nossos?

Shinpi: Desculpe, mas, eu estou muito cansada hoje e eu gastei um bocado de moedas só por causa do bumerangue...

Homem 2: Ah, aquela peça velha e inútil? Ele custa só 10 moedas! Só um idiota iria comprar um bumerangue, quando temos armas melhores para vender...

Shinpi: O quê?! Então quer dizr que eu fiquei em prejuízo em dobro! Droga... Enfim, você sabe onde fica um hotel mais próximo?

Homem 2: Você comprou um bumerangue?! Eu sinto muita pena de você. Desce na esquina e você verá uma placa escrito: Hotel sono bom. Você sabe o que pode fazer depois.

Shinpi: Hunf... Obrigado...

Quando Shinpi desce até nas calçadas, ela encontra: 3 ladrõezinhos no caminho dela!

Ladrãozinho 1: Parado, tia!

Ladrãozinho 2: Isso é um assalto!

Ladrãozinho 3: Nos passe todo o seu dinheiro ou a gente vai forçá-la!

Shinpi: Como foi que vocês... Ah, é por causa do meu cabelo longo. O que te trazem aqui, pestinhas?

Ladrãozinho 1: Não vamos repetir mais uma vez!

Ladrãozinho 2: Nos passe todo o seu dinheiro ou a gente vai forçá-la!

Ladrãozinho 3: Seu idiota! Eu já falei isso!

Shinpi: "Suspiro..." Eu vou passando, se não se...

Ladrãozinho 1: É isso! Irmãos! ATACAR!!!

Ladrãozinho 2: Ei! Eu queria falar isso!

Ladrãozinho 3: Ah, não vamos mais discutir isso!

Os três ladroezinhos: IÁÁÁÁÁÁ!!!

Shinpi: Hunf... Já vi que não tem como a gente sair daqui sem lutar, não é? Mandem o seu pior!

Batalha começa! Shinpi pega a espada para se proteger das adagas das três crianças! Mesmo assim, elas atacam furiosamente!

Ladrãozinho 1: Uau! Ela tem reflexos rápidos!

Ladrãozinho 2: Mas, ela não vai aguentar muito tempo! Continue!

Shinpi: Urgh! Ele tem razão! Tenho que pensar rápido... Não posso matar eles, mas, não posso perder as minhas moedas!

O bumerangue da Shinpi cai na bolsa dela!

Shinpi: O bumerangue... Já sei!

Ladrãozinho 3: Olha! Ela deixou uma coisa cair! Eu pego!

Shinpi saca o bumerangue antes do terceiro ladrãozinho pegar! E joga! Mas, erra...

Os três Ladrõezinhos: Hahaha! Você errou, seu ruim de mira!

Shinpi: Ergh... Isso vai ser dureza...

Mas, o bumerangue volta e nocauteia o primeiro ladrãozinho! E bate na cabeça da Shinpi!

Ladrãozinho 2: AAAAAH!!! Ela derrotou o Bob!

Shinpi: Ai! Mas, o bumerangue não matou a primeira criança, nada mau! E ainda me chamam de ruim de mira...

Ladrãozinho 3: George! Não vamos mais pegar leve com esta menina! Nós vamos esfaqueála! ATACAR!!!

Shinpi joga o bumerangue de novo! E os ladrõezinhos desviam desta vez!

George: Não vamos cair do mesmo truque de novo!

Shinpi tenta enganar o ladrãozinho 2 tentando "cortá-la" com a sua espada! Mas, o George foge do corte... Só para ter a sua cabeça tacada pelo bumerangue... E voltar só para bater na cabeça da Shinpi de novo.

George: Anita... Foge... Ui...

Anita: George!

George desmaia!

Anita: Grrr! Você vai pagar!

Aparece dois policiais andando na estrada!

Anita: Finalmente peguei a sua bolsa, Hahaha!

Shinpi: Droga! Hoje não é o meu dia de sorte...

Policial 1: E o seu dia de sorte mudou, moço! Nós chegamos!

Anita: Droga!

Shinpi: As três crianças me atacaram só para tentarem roubar todo o meu dinheiro!

Anita: Mas, esta moça matou os meus dois amigos!

Shinpi: Bobagem a história dela! Eles estão de preguiça enquanto ela faz o trabalho deles e bagunçaram o meu bumerangue! E eu sou um homem! Podem checar.

Policial 1 checa o Bob e o George e os dois estão respirando. Só estão desmaiados...

Anita: Mentira! Eu até vou te devolver o bumerangue!

Shinpi: Eu só quero ver!

Anita joga o bumerangue até a Shinpi! Mas, o bumerangue bate na cabeça da Shinpi!

Shinpi: Ai! Minha cabeça!

Policial 2: Tô sabendo... Então vocês três crianças estão presos por tentarem atacar este indefeso homem!

Anita: AAAH! Este não é o homem coisa nenhuma! É uma menina! UMA MENINA!

Os dois policiais prendem Bob, George e Anita e jogam no carro de cela!

Policial 1: Tome a sua bolsa de volta. E nos desculpe pelo incômodo destas três crianças...

Shinpi: Muito obrigado, seu guarda. Agora, se me dão licença...

Os policiais enquanto levavam Os três ladrõezinhos enquanto a Anita gritava e xingava ela e dizendo que eles vão voltar para vingar, enquanto Shinpi corre até o hotel o mais rápido possível.

Shinpi: Grunf! Seu bumerangue estúpido! Você só fez besteiras até agora! Foi um gasto terrível de 20 moedas!

Com raiva, Shinpi joga o bumerangue! O bumerangue cata as 10 moedas em cima de uma árvore e bate na cabeça dela de novo! Com o dinheiro que pegou, claro.

Shinpi: Ai! Só porque você recuperou o meu prejuízo, não quer dizer que eu gosto de você! Hunf!

E finalmente, no hotel...

Dono do hotel: Olá! Bem vindo ao hotel sono bom! Temos boa segurança e comida self-service para manter você confortável! Quanto tempo você quer hospedar aqui neste adorável hotel?

Shinpi: Uma pessoa e por três dias.

Dono do hotel: Legal! Só custa 30 moedas!

Shinpi: Vamos ver... Tenho Uma... Duas... Três... Aqui!

Dono do hotel: Aproveite o seu dia no hotel sono bom!

Shinpi: Obrigada...

Depois de pegar a chave, Shinpi vai para o quarto dela, preparando coisas para o templo!

Shinpi: Mesmo assim... Eu ainda sinto pena daquelas crianças tentando roubar para sobreviver... Mas, acho que os policiais vão tratar elas muito bem... Eu espero...

Depois de guardar as coisas, Shinpi sai do quarto e com a katana, as facas, duas garrafas de suco de uva e o bumerangue, ela se sente mais leve desde que ela não precisa carregar toda a bolsa dela! Ela corre até o templo!

Shinpi: Vou explorar só o primeiro andar do templo, checarei primeiro o lugar antes de tentar pegar o tesouro.

Templo de prata (Finalmente!)

Shinpi: Certo... Quais armadilhas esperam por este lugar?

Os morcegos voam e caem até a Shinpi! Shinpi prepara a sua nova arma, o bumerangue e joga!

Shinpi: O quê? Só porque eu não gosto do bumerangue, não quer dizer que ela é inútil.

O primeiro morcego é nocauteado! Shinpi desta vez abaixa a cabeça dela para voar até o segundo morcego!

Shinpi: Ha! Você não me pegou!

Mas, o bumerangue bate a cabeça dela de novo.

Shinpi: Ah! Mas, naquela ladrazinha você obedece, não é?!

Os outros morcegos tentam atacar ela como se fossem um enxame de abelhas.

Shinpi: Grunf! É isso! Tomem isso!

Pegando a sua espada, Shinpi faz um corte giratório que corta e derrota muitos morcegos!

Shinpi: Até a minha espada faz um trabalho melhor que você, seu bumerangue estúpido!

Então, depois de reclamar sobre o seu bumerangue e fugindo de um monte de morcegos, Shinpi finalmente chega até o centro do templo!

Shinpi: Dá próxima vez, eu vou usar as facas! Onde eu estou?

É a sala principal do templo! Shinpi fica impressionada com o lugar! Ela então nota uma placa de pedra no meio. Ela então pega uma tocha e coloca a luz na placa! Shinpi tenta ler a placa e vê com muito cuidado...

Em um ano de 19XX...

Em uma época de guerras...

O reino Platinum estava com sérios problemas...

As pessoas do reino Platinum eram um povo pacífico, esforçados, preservam um dos metais mais preciosos do mundo: Platina e calmos. Eles eram um povo pacífico que apesar de possuir um metal precioso, eles sempre cuidavam como se fossem um bebê deles. Até que as pessoas gananciosas e os desesperados pelos fundos de guerra tentaram de tudo para tirar o platino para vender a platina por interesse deles. provavelmente para guerras, ganância, violência e mais.

Mas, existia uma pessoa bem especial entre eles. Ele ajudou as pessoas do clã dele, ensinou as crianças a magia dele para se protegerem da guerra e manter as pessoas do reino Platinum felizes e calmos. Em troca, as pessoas do reino agradecem e amam ele... Bem demais para um desgosto de alguns inimigos do clã.

Um dia, os inimigos da guerra descobriram o local e tentaram roubar as platinas em que o reino cultivou. O herói, enfurecido, usou a sua magia de vento para expulsar os inimigos e levar o clã para a segurança... em um custo de vida dele. As pessoas, entristecidas e agradecidas por tudo que o herói fez, decidiram criar um memorial dele, ficarem mais sérias e um pergaminho dele para caso que esquecerem como invocar a magia, conhecida, como um grande presente chamado: Legado do vento de prata.

Shinpi: E o nome do herói é...

Mercenário: Ora, ora! Se não é uma pessoa que também está atrás do legado do vento de prata!

Shinpi: Quem é você, e o que você quer aqui?!

Mercenário: Bom... Você não precisa saber do meu nome! Você já vai morrer pelo meu martelo mesmo!

Shinpi: Você não é do tipo que tem paciência... Bem, eu também não! Prepare-se!

Largo: Qualquer um que estiver no caminho do Sozin, será esmagado pelo grande Largo!

Shinpi bate a sua testa e saca a sua espada.

Largo: Que foi? Você não gostou do nome?

Shinpi: Não foi tão ruim, mas, você não só mencionou o seu nome, mas, você também revelou o nome do seu chefe! Não acha que fez uma pequena besteira?

Largo: Nem tanto! Você vai morrer aqui!

Shinpi: Prepare-se então, seu valentão!

Batalha começa! Shinpi tenta cortar o Largo, mas, Largo se protege o ataque com a sua maça gigante, deixando a sua espada voando, e joga Shinpi até a parede!

Shinpi: Ai... Que força!

Largo: Hunf... Isso vai acabar logo... Morra!

Shinpi: Hunf! Não cante a sua vitória ainda! Toma isso!

Enquanto Largo gira a sua maça, Shinpi joga umas facas até ele! Mas, a maça é resistente! Pois protegeu o Largo do golpe e não interrompeu ele!

Shinpi: Droga! Droga! Afe, não tenho escolha desta vez... Bumerangue...

Desta vez, Shinpi joga o seu bumerangue! E de novo o Largo reflete o bumerangue!

Largo: Hahaha! Que patética! Essa bebêzinha vai morrer pela minha maça!

Mas, o bumerangue voa até a cabeça dele e bate! Largo ficou tonto!

Shinpi: Agora é a minha chance!

Bebendo um suco de uva, Shinpi corre até recuperar sua espada e usa a espada para derrubar o Largo!

Largo: Urgh!

Shinpi: Você não vai me derrotar! Bumerangue!

Mas, com a sua mão, Ele pega a Shinpi, usa a sua maça para se levantar e faz ela bater na cara na parede!

Largo: Hunf! Sua pulginha! Últimas palavras antes de eu esmagar você?!

Shinpi: Cuidado com o bumerangue.

Largo: Cuidado com o bumerangue? Que última fala mais...

O bumerangue volta, atordoando de novo o Largo! Shinpi desarma ele e prende o Largo com uma corda!

Shinpi: Eu avisei.

Largo: Urgh! Me deixa sair daqui!!!

Shinpi: Nah... Pensei em deixá-lo aqui, no escuro e virar comida pelos morcegos é um castigo bem melhor para você.

Largo: É sério! Me deixa eu sair! Socorro!!!

Shinpi: Você me chamou de pulginha e tentou me matar. Por que eu te ajudaria?

Largo: É porque, eu posso te contar tudo sobre o meu mestre Sozin e eu pararei de te atacar.

Shinpi: É sério?

Largo: Sim, eu estou sendo sincero!

Shinpi: Fale primeiro do seu mestre!

Largo: Eu só sei que ele é super rico e também está atrás do tesouro...

Shinpi: Hm... Não me convenceu.

Largo: Tá legal! Me desculpa! Me desculpa! Eu prometo não te machucar mais!

Shinpi: Hunf... Tudo bem, seu chorão...

Usando a sua faca, Shinpi corta a corda, só para ele apertar o pescoço dela!

Shinpi: URGH! Mas, o quê?!

Largo: Hahahaha! Você achou que eu estava falaando sério? Você abaixou a sua guarda!

Shinpi: Argh! Eu não sabia que você iria quebrar a sua promessa tão rápido!

Largo: Você deveria saber que o grande Largo gosta de lutar sujo! Agora, é o seu fim, menina!

Mas, aparece um morcego e morde a cabeça do Largo!

Largo: AI! UM MORCEGO MORDEU A MINHA CABEÇA! TIRA ELE DE MIM!!!

Com a dor, Largo solta a Shinpi!

Shinpi: Grrrr! Você me deixou com raiva! Eu não vou deixar viver por causa disso!

Então, Shinpi desaparece e reaparece dando um corte enorme para o Largo!

Largo: AAAAAH! SENHOR SOZIIIIIN!

Depois de que o morcego sai na cabeça dele, Largo Explode!

Shinpi: Hm? Senhor Sozin? Esse cara não parece nada legal... O que importa, é que eu vou poder finalmente acabar de ler esta pedra.

Para o clã esconder o seu maior tesouro, eles esconderam 4 chaves para protegerem o seu legado do vento de prata. Tentar abrir o portão de outro jeito só resultará em falhas. O portão aguenta até uma bomba nuclear.

Shinpi: Parece que as minhas aventuras só estão começando... Então eu vou ter que procurar estas quatro chaves!

Walkie Talkie: É sério?! Preciso de quatro chaves para abrir o portão?!

Shinpi: O quê?

O Walkie talkie do Largo estava ligado o tempo todo!

Shinpi: Oh, droga! Aposto que isso comunicava com este tal de Sozin! Tenho que destruir isso logo!

Sacando a sua faca, Shinpi joga até o Walkie Talkie!

Shinpi: Agora, eu vou sair do templo...

Mas, mais morceguinhos aparecem!

Shinpi: Hunf, vocês são muito chatos! Toma essa!

Mais uma vez, Shinpi joga o seu bumerangue! Acertando morcegos, morcegos e mais um morceguinho! E bate na cabeça dela de novo!

Shinpi: Ai! Isso tá perdendo a graça!

Epilogo

Walkie Talkie: Para conseguir bzzzt... quatro chaves... Bzzzt.... Oh não! Bzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzt...

Sozin: Ahã... Parece que precisarei então coletar estas quatro chaves... A caçada está ficando mais interesante... Huhuhu...

Acabou! Me desculpem por falta de updates...

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   Sab 8 Set - 19:31

Barracos? escreveu:
...ela vê um monte de barracos gritando sobre comprar as frutas...

Barracos gritam?! o.O f5 Que eu saiba, quem grita é a pessoa que está dentro...

Por que tinham moedas em cima da árvore? Ah é, pelo menos motivo que a grama ou monstros tem... ou seja, não tem explicação que faça sentido f6

E o pessoal que construiu o templo para defender o Legado do Vento de Prata foi bem precavido! Protege até de bombas nucleares! Aposto que Sozin seria capaz de comprar uma mega-super bomba pra explodir a porta e poder entrar...

E tudo bem você ter demorado a postar update! Foi maior do que normalmente é, além de que legal! Continue assim! f2

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Problemas! E me desculpe...   Sex 2 Nov - 12:32

Onde estavamos? Ah sim!

Shinpi: Ah... Que dia lindo! Você quer mais chá, Sra. Pluma?

Ah... Shinpi está brincando de casinha com a sua bonequinha... O que você está fazendo?

Shinpi: AH! Voltamos logo na história? Caham! Eu ainda devo...

Não! Estou aqui para fazer um anúncio! Me desculpem por eu não comentar muito, é que agora estou tendo de volta muita escola e a coisa piorou bastante... Não tenho mais a semana e nem o SÁBADO livre... Significa que o update vai ser muito mais demorado... Mais principalmente por causa das provas e o ENEM! É... Eu odeio a minha vida... Por outro lado, este é o meu último ano da escola! Não é a toa de porque vou ter uma semana quase inteira puxada! Mesmo assim, eu vou compensar dando mais informações sobre a história ala "O show do gaara" sobre a história em geral e a personagem em si. Ai vai as perguntas!

Shinpi: Ah, o show de perguntas? Eu detesto isso...

Bem, é o único jeito de você compensar sobre... um ou dois meses atrasados, Shinpi!

Shinpi: Tá legal! Manda umas perguntas! Só não gaste muito o meu tempo!

Pergunta 1: Como você conseguiu o pinguim de pelúcia, Pluma?

Shinpi: Bem, é o meu primeiro presente de aniversário quando eu era uma criança. Meu pai e minha mãe provavelmente compraram ela. Apesar de ser meio velhinha, eu a amo de coração...

Pergunta 2: Por que você prefere não mostrar muito a sua identidade verdadeira?

Shinpi: Eu não tinha mostrado isso no prólogo? Eu vivia em uma vila pacífica, que foi invadida pelos bandidos preconceituosos. Eles não respeitam as crianças e mulheres. E eu sou uma menina. Precisava disfarçar para se misturar entre os valentões. Não foi uma escolha minha, no começo.

Pergunta 3: "Preconceito sobre as crianças e mulheres"?

Shinpi: Exato. E eu acho isso muito chato. É o pensamento maluco de um homem no dia de hoje. Claro que ainda existem "anjinhos" e "princesinhas", nos dias de hoje, mas eles esqueçem que as crianças e mulheres podem também mostrarem suas garras. Este é um dos maiores erros da gente. Imagine se eu tentar ajudar um homem e ele saber que eu sou uma mulher. Ele com certeza recusaria e eu não teria como prosseguir a minha aventura.

Pergunta 4: O que você planeja fazer com o legado depois de uma aventura?

Shinpi: Conseguindo o legado? Pensei em tirar os bandidos fora da minha casa e talvez da vila com a "magia" do tesouro. E pegar mais dinheiro e tesouros no caminho.

Pergunta 5: Você não tem nenhum hobby ou algo assim?

Shinpi: Oh sim, eu tenho! Leio livros de cozinha, tentando aprender a cozinhar, eu faço exercícios de corrida, afio minhas armas, brinco com a minha bonequinha e vejo novidades com as outras pessoas. Mas, estas partes são geralmente cortadas, porque não tem nada a ver sobre a minha aventura.

Agora, vamos variar um pouco! Vai basear em séries Hey,Alex! e o crossover de aventuras dimentionais!

Shinpi: Oh, tenha santa paciência... Manda ver!

Pergunta 6: O que você acha do Alex e das suas séries?

Shinpi: Alex? Eu acho que ele é bem legal, mas eu acho que ele é muito novo para se preocupar com as coisas sérias. E as piadas dele são muito estranhas, ás vezes.

Pergunta 7: Qual é o seu personagem favorito de Dimentio Makers?

Shinpi: Favoritos? Eu não sou exatamente fã de ninguém, mas, Alex parece bem esforçado e interessante, Eusine é bem estranho, mas, ele também é legal e muito engraçado, Denas, eu não conheço muito ele, mas, ele parece ser legal. Só não gostei do Galleom, porque ele é muito trapaceiro e malvado. Daniel e Eddy parecem muito criancinhas e não muito amigáveis... Sem ofensas.

Pergunta 8: De acordo com o crossover, você tem umas armas personalizadas de que são facas de arremesso, uma espada, um bumerangue, um leque de papel e a magia do vento de prata. Como conseguiu eles?

Shinpi: Ah! Acredito que para eu ser qualificada, alguém avançou o meu progresso o bastante para eu puder acompanhar os outros concorrentes. As primeiras três armas, vocês já sabem, mas, o leque é o mistério... Talvez para aumentar ainda mais a minha velocidade? E provavelmente eu consegui aprender um pouco de magia de vento, durante a minha aventura. Eu baseei o meu estilo de luta pelo vento de prata.

Pergunta 9: Quando você vai casar?

Shinpi: Eu não tenho interesse em namorar e casar... Ainda. Próxima questão!

Pergunta 10: Em um episódio de um crossover, você enfrenta o seu clone! Seus amigos estão muito confusos sobre o que devem fazer! Você pode fazer algumas perguntas?

Shinpi: Geralmente, eu realmente tentaria cortar o meu clone, mas, já que querem resolver do jeito pacífico... É bom fazer umas perguntas simples no começo. baseando algumas perguntas aqui e depois uma teste de dor. O clone com certeza vai resistir mais.

Bem é só isso! Obrigado por responder, Shinpi!

Shinpi: Sem problemas! E se me der licença, eu vou procurar a primeira chave! Hum... Uma maçã!

Pegando um bumerangue, Shinpi joga o bumerangue para pegar a maçã! Mas, o bumerangue bae a cara dela com a maçã!

Shinpi: Ai! Bumerangue estúpido!

E acabou! Podem mandar mais perguntas se poderem! Prometo que vou tentar cpostar o mais rápido possível!

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Problemas! E me desculpe...   Sex 2 Nov - 12:33

Ops! Eu fiz o double post! Alguem pode apagar isso? Desculpem!

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"


Última edição por Firealex em Qui 13 Dez - 23:08, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   Dom 4 Nov - 10:00

Yeah! Desculpe a demora pra comentar, foi culpa da maldita e fracassada conexão da internet...

Que bom que resolveu postar algo aqui! O último ep foi dia 6 de Setembro, então realmente já faz quase 2 meses sem update! Bom, não posso lhe culpar, já que vc continua no crossover escrevendo ativamente...

Ah, essas perguntas são para o Gah, que pediu mais informações sobre a Shinpi, não é? Mesmo assim, até que são interessantes...

PS: Alex, boa sorte nas provas e, principalmente, no Enem.

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   Qui 13 Dez - 23:31

Ahhh... me sinto muito aliviado... Muita coisa já passou de mim, então, acho que estou livre de fazer um update...

Eu percebi um problema sobre mim: Parece que eu não sei criar uma fic que não seja engraçada ou ridícula! E o Legado do vento de prata não é uma fic muito engraçada... Então eu pensei... O que eu posso escrever para a fic e para a Shinpi? Eu perguntei para o Morto Solitário e o Galleom, parece que o Galleom conseguiu criar cenas cômicas para a Shinpi e manter o personagem dela! É só eu criar alguns momentos certos que a fic ficará interessante! Ok... ao episódio 3!

Prólogo do capítulo 3...

Sozin: Apesar da idiotice do meu mercenário por me revelar, ele também foi útil por descobrir o segrado do portão... É fácil! Recrutarei uns homens mais atléticos para pegar as quatro chaves o mais rápido possível e uns demolidores para tentar destruir o portão! Eu quero o legado do vento de prata só para mim!

Ok, agora para o Capítulo 3!

Capítulo 3: A procura das quatro chaves! O templo clichê num deserto Sahara!

Shinpi: De acordo com este mapa, a chave mais próxima fica no... Ah, maldito titulo! Você estragou a surpresa! Bem, o tempo que eu estou reclamando é o tempo que a minha família está em perigo! É bom eu correr!

Fugindo de um monte de escorpiões venenosos, cactos, abutres e as miragens das lasanhas, Shinpi chega até o templo!

Shinpi: Ufa... Até que foi muito fácil! Tá na hora de eu ver o templo!

Mas, o templo é uma miragem! Quando Shinpi encosta o templo, a imagem do templo some!

Shinpi: Afe... Só pode ser brincadeira...

E aí, um tornado de areia leva Shinpi para longe!

Shinpi: AAAAAH! Estou sendo sugada! Pelo menos ficou um pouco mais refrescante...

Convenientemente, Shinpi cai em uma das rochas!

Shinpi: Ai... Isso doeu... Onde estou?

Tem uma medalha em cima da outra rocha!

Shinpi: Uma medalha? O que deve ser aquilo?

Boing! Shinpi pula até na outra rocha!

Shinpi: Esta medalha é bonita... Acho que algum mercador vai dar um bom preço por ela... O que está escrito nela?

Está escrito: A medalha da sorte!

Shinpi: Mas parece uma medalha muito fraca, eu vou ficar com ela, talvez pode me dar sorte ao encontrar as quatro chaves, hehe...

Boing! Shinpi desce cuidadosamente da rocha!

Shinpi: Agora, eu devo tomar muito cuidado... Pode ser que um dos lacaios do Sozin... Eu acho, pegue primeiro a chave!

Um oásis de verdade aparece no caminho! Shinpi pula de alegria e corre até o oásis! Ela toma um pouco de água e vê que deixa umas árvores de limoeiros ali! Shinpi pula e coleta alguns limões e limas antes de continuar a procura!

Shinpi: Legal! Limões e limas! Não são muito gostosos, mas vão me ajudar a sustentar mais um pouco no deserto!

E a sorte acontece mais uma vez! Shinpi vê uma vila no meio do deserto! Feliz, ela corre com a sua velocidade extrema até o deserto, depois de desviar dos escorpiões, cactos e mais miragens da lasanha do deserto!

Shinpi: Ah sim, parece que a minha sorte está mudando! Será que é por causa desta medalha? Naaah...

Vila de Sahara!

Shinpi: Ok... Maioria das pessoas parecem meio suspeitos... É bom eu tomar muito cuidado...

Maioria das pessoas, apesar de viverem em um deserto com um sol escaldante e não tiverem muito lucro, elas são pessoas muito felizes, o que deixa um pouco de alívio, pois as últimas vezes que Shinpi foi, Eram mais... Secos que as pessoas de Sahara. Shinpi procura a pessoa que sabe alguma história sobre um dos templos.

Shinpi: Bom dia, senhores! Alguns de vocês sabem algumas teorias sobre o templo?

Homem 1: Não sei, mas eu sei onde eu estou!

Homem 2: Eu gostava mais quando tinha casinos no bares no deserto Sahara... Espera! Não tem casinos aqui?! Então eu me enganei!

Homem 3: Eu acho que eu tenho uma amnésia e deja-vu ao mesmo tempo...

Depois de procurar mais pessoas falando aleatoriamente, Shinpi finalmente encontra a pessoa certa!

Shinpi: Arf... Você sabe alguma história sobre o templo?

Homem 10: Bem vindos ao deserto Sahara! Podemos não ter muita coisa, mas aqui é um bom lugar para tomar o sol! Espera, aqui é o deserto... Então, esqueça o que eu disse, tá bom?

Shinpi: Acho melhor eu voltar ao trabalho antes de voltar ao deserto...

Um homem misterioso fala com a Shinpi!

Homem misterioso: Bom dia, MINHA jovem. Você disse... Templo?

Shinpi: Sim, qual é?

Homem misterioso: Eu conheço um homem nesta cidade que possa contar tudo sobre o templo...

Shinpi: Legal! Onde ele fica?

Homem misterioso: Primeiro, você tem que mostrar que é uma boa amiga, ao me der um belo presente, aquele homem é muito rígido!

Shinpi: Certo... Que tal esta medalha?

Homem misterioso: Bonitinha, mas é inútil! Eu não tenho um estoque muito bom de comida, então, acho melhor me passar a comida.

Shinpi: Bem, eu tenho esta lima que está surpreendentemente fresco no deserto.

Homem misterioso: Ela é bem fresquinha, mas não é exatamente o meu presente preferido... Eu vou ficar com ele mesmo assim...

Shinpi: Então este limão serve?

Homem misterioso: Hm! Esta comida é deliciosa! É a minha favorita! Muito obrigado, menina boazinha!

Shinpi: Er... De nada? E como sabe a minha identidade verdadeira?

Homem misterioso: Porque aqui no deserto Sahara, Várias mulheres aqui se cobrem todas ou quase todas aqui no deserto. Não querem ser escravas de ninguém e nem vestirem aquelas roupas embaraçosas, então, se cobriam e agiam como homens.

Shinpi: (Eu sei como se sentem, meninas...) Obrigada, mas como eu posso chegar até aquele homem, meu senhor?

Homem misterioso: Você deve comprar estes seguintes itens: Cogumelo seco e a mola de tontura, neste exato ordem! E depois dizer a senha: Verde, apenas Verde! Eu repito: Verde, apenas Verde!

Shinpi: Er... É sério?

Homem misterioso: Se desejar falar com o meu amigo sábio, é bom seguir a dica, menina.

Shinpi: Muito obrigada, senhor!

Homem misterioso: De nada, melhor amiga.

Shinpi vai para a loja de Sahara.

Vendedor: Bom dia! O que você deseja comprar?

Shinpi: Eu gostaria de comprar cogumelo seco e a mola de tontura, por favor.

Vendedor: Er... Custam 10 moedas no total, 2 pelo cogumelo e 8 pela mola da tontura.

Shinpi: Aqui está.

Vendedor: Er... Você comprou estes itens? Qual é a sua cor favorita?

Shinpi: Er... Qual é a opção mesmo? Ah, sim! Verde!

Vendedor: É sério? Pode repetir o seu cor favorito, de novo? Eu não entendi...

Shinpi: Verde, apenas verde.

Vendedor: Então, você está qualificada para falar com o sábio do Sahara. Ele está no topo da cidade!

Depois de subir os prédios...

Sábio: Bem vinda, minha cara Shinpi Tekina. Estou vendo que você descobriu a senha para me ver, não é?

Shinpi: Ei... Como você sabe o meu nome?

Sábio: Um lojista que percebeu você decifrar a senha pegou o seu nome. Estou vendo que você procura informações sobre o templo Sahara, não é?

Shinpi: Bem, as pessoas da vila não devem te chamar de "Sábio" por nada. Exatamente, senhor.

Sábio: Este templo, mesmo que você esforçe, procurar no mapa com todo o cuidado, não exatamente existe nos mapas. Você precisa de uma pedra rara chamada: Rubi Rubuloso.

Shinpi: Onde devo encontrar esta pedra rara, senhor?

Sábio: Para os meus melhores amigos, Eu sempre tenho uma destas pedras sagradas guardado. Tome.

Shinpi: V-Você! Você é aquele homem!

Sábio: Exato, minha amiga. Como que eu disse antes, aqui neste deserto, existem uns bandidos perigosos e traiçoeiros, que devem procurar o tesouro pelos interesses egoístas. Até as mulheres mais bonitas tem os seus próprios espinhos. Mas você parece uma pessoa muito caridosa, importar com todo mundo e tem um objetivo de salvar a sua preciosa família, estou certo?

Shinpi: Obrigada, grande sábio de Sahara! Pode me passar a pedra, por favor?

Sábio: Só quero te dar uma condição, minha jovem Shinpi.

Shinpi: Qual?

Sábio: O templo de Sahara é um local muito perigoso. Existe um faraó chamado Tuntanramon, ele nunca perdoará para as pessoas que explorarem o templo. Ele jogará uma maldição para as pessoas que não tiverem muito cuidado. Quero que se for possível, acabe com a maldição dele.

Shinpi: Tudo bem! Como você sabe de tudo isso?

Sábio: Eu aprendi tudo isso quando eu era um menino jovem, como você. Várias pessoas que se declaravam ser os "meus amigos" Pegaram a pedra só pelos interesses egoístas e acabaram nunca mais voltando naquele templo. Por causa disso, eu fiquei mais rígido de decidir quem eu devo realmente confiar.

Shinpi: Muito obrigada, senhor. Acho que eu devo ir. E se divirta com o seu limão!

Sábio: Boa sorte para você também, Shinpi Tekina, e obrigado.

Antes de partir para a procura do templo, Shinpi faz umas compras. O rubi rubuloso brilha cada vez que ela aproxima do templo, até que ela vê... Um pedestal! Shinpi coloca a pedra no buraco do pedestal! E cabe como uma luva!

Shinpi: Então... Não acontece nada?

E aí, o templo treme como se acontece um terremoto! Até Shinpi caiu e ficou surpresa sobre o templo subir do nada!

Shinpi: Nossa! Isso não se vê todo dia...

Mas determinada, Shinpi entra no templo e tenta explorar o lugar.

Shinpi: É como o templo do vento de prata... É escura e longa, mas não vai me impedir...

Uma múmia aparece do nada e solta o seu hálito ruim na Shinpi! Shinpi fica envenenada!

Shinpi: Ack... Cheiro horrível... Cof...

Voz do Tutanramon: Aqueles que desejam roubar o meu tesouro, só estarão encurtando a sua vida... Vão embora, ou vão enfrentar a maldição do Faraó!

Shinpi: Eu não tenho medo de você... Cof... Onde foi que eu deixei o meu limão... Cof...

Enquanto anda, Shinpi enfrenta mais morcegos, múmias, aranhas e ilusões de jacas para tentarem impedir o progresso dela!

Shinpi: Argh... Estou me sentindo mal... Achei!

Pegando uma coisa na bolsa, Shinpi chupa um limão e se livra do veneno!

Shinpi: Ah... Não é tanto, mas me aliviou um pouco do veneno... Bem que o sábio me avisou sobre estas "maldições" do tutan... Sei lá.

Voz do Tutanramon: Tolos... Persistência é inútil... Aqueles que vão continuar a prosseguir este templo, nunca mais verão a luz do sol...

Shinpi: Nossa... Isso está cada vez mais clichê... É bom eu pegar a primeira chave, antes que a onda do clichê piore mais!

Uma pedra gigante vai rolando até a Shinpi! Ela corre rápido como um vento para despistar a rocha!

Shinpi: Argh... Esta pedra enorme de novo? É bem comum para um templo, mas podiam fazer uma coisa mais original...

Durante a corrida, Shinpi também recebe um ataque de armadilhas, que involvem flechas voando do nada, névoa venenosa, lasers do calor e umas cascas de banana!

Shinpi: Ah, obrigada! Melhorou um pouco...

Primeiro, Shinpi desvia das flechas, depois prende sua respiração para passar da névoa venenosa, ela desvia dos lasers de calor!

Shinpi: Há! Não parece ser tão mal assim...

Mas Shinpi se escorrega em uma das cascas de banana e cai em um buraco!

Shinpi: Droga, esqueçi desta armadilha... AAAAAAH!

Ela cai em um local escuro! Mas ela lembra da espada dela! Shinpi pega sua espada e enfia em uma parede e cai devagarinho, enquanto sai umas faíscas... E desce com segurança!

Shinpi: Ufa... Esta foi por pouco...

Mas o chapéu dela pega fogo!

Shinpi: Ah! Meu chapéu está queimando! Socorro!

Voz do Tutanramon: O grande faraó já avisou! Resistência é inútil! O grande faraó pede que saiam agora, ou uma maldição cairá em vocês...

Shinpi: Ai! Ai! Ai! Meu chapéu!

Umas múmias aparecem do nada e quando tocaram no chapéu da Shinpi, eles queimaram e correram em direções malucas até encontrarem a tocha e acenderam a tocha antes de virarem pó!

Shinpi: Eu não vou perguntar como, pelo menos o meu chapéu parou de pegar fogo e tenho agora a tocha! Vou continuar o caminho...

Depois de uma caminhada, Shinpi finalmente vê um portão enorme na frente dela!

Shinpi: Hmm... Um portão enorme em alguma sala... O que isso quer dizer...?

Voz do Tutanramon: Eita, como você é insistente, er, quero dizer... Tudo bem... Se você deseja continuar o seu caminho para pegar o meu maior tesouro, sua ação vai ser punida pela toda a sua vida... Este é o seu último aviso, para todos que deserajem a me desafiar...

Shinpi: Eu não tenho medo de você, seu valentão! Pegarei a chave e acabarei com toda a sua maldição! Legal, essa rimou!

Rindo um pouco, Shinpi se prossegue e entra em um portão!

Voz do Tutanramon: Tudo bem... Eu tinha avisado um monte de vezes... Teve sorte de fugir das minhas armadilhas... Mas, o castigo supremo será trazido pelo o grande e o único: Tutanramon I...

Shinpi: Nossa... Como você está gordo...

Tutanramon: É isso que dá por eu não exercitar muito, pois os meus inimigos geralmente morrem nas armadilhas, múmias e meus maldições, mas tanto faz... Vocês que ousa roubar o meu tesouro, vai pagar pelo seu próprio erro... Preparem-se mortais!

Shinpi: Tecnicamente, você pode falar só mortal, pois só tem eu aqui.

Tutanramon: Silêncio! Não tem direito de corrigir o que o grande Tutanramon diz, mortais! Agora eu vou invocar o meu monstro, o meu escravo favorito e a minha criação suprema... Contemplem!

Shinpi: Lá vem ele!

Tutanramon: Ifstasaliagiablablah! Ifstasaliagiablablah! Oh grande demônio que dorme pelo seu berço de areias escaldantes, o seu criador pede a sua ajuda... Escute a minha chamada e pune as pessoas que não acreditam o Tutanramon!

Shinpi: Este monstro é... ESTE MONSTRO É...

Aparece uma bola de ferro com correntes e dentes bem afiados!

Shinpi: Você está falando sério? Esta bola de ferro é a sua criatura poderosa? Ela parece mais fofinha que perigosa...

Tutanramon: Você não pode subestimar o seu juiz! Ele vai julgar a sua patética vida! Meu grande demônio... Atacar!

Bola de ferro: GRAAAAAAAAAUH!

Shinpi joga algumas facas, mas a bola de ferro come elas!

Tutanramon: É inútil... O grande demônio é imune contra tudo... Você só pode aceitar a sua derrota...

Shinpi: Ele parece que está com muita fome... Ele comeu as minhas facas sem se prejudicar...

O demônio bola de ferro corre até a Shinpi!

Shinpi: E esta coisa é rápida como eu!

Tutanramon: É inútil resistir, mortal... Desista!

Bola de ferro: RRRRRAUR!

Shinpi: Ai!

Por pouco, Shinpi desvia o golpe do Demônio e o demônio bate na parede, causando o tremor na área!

Tutanramon: Cuidado, meu senhor! Se continuar chacoalhando, eu posso cair!

Shinpi: Opa! É sério? Obrigada pela dica, idiota! Ei, seu cachorrão! Vem me pegar!

Bola de ferro: RRRRAUGH!

Mais uma vez, Shinpi desvia do golpe e a bola de ferro bate na parede!

Tutanramon: Parece que o mortal quer me fazer derrubar do meu trono... Não se eu puder impedir! Invocar chamas do caos!

Puxando uma corda, Tutanramon faz umas tochas caírem no campo de batalha, Fazendo uma boa parte da área pegar fogo! A bola de ferro é imune contra chamas, mas Shinpi tem problemas ao locomover!

Shinpi: Essa não! Eu não posso mais simplesmente mover todo lado! O que eu faço?

Um item cai na bolsa da Shinpi! É a mola da tontura!

Shinpi: Ah claro! Mas é tudo ou nada... Mola da tontura!

A mola pula na frente da Shinpi e faz um circulo giratório que fica na frente da bola de ferro! A bola de ferro fica confusa!

Tutanramon: Ah não! O que você fez com o meu demônio?

Shinpi: Parece que o meu juiz ainda vai pensar sobre me julgar sobre a minha morte, Tutanra... Sei lá!

A bola de ferro ficou tão tonta que perdeu a orientação dela que começou balançar a área toda, deixando o Tutanramon cair do trono dele em um chão quente!

Tutanramon: Ai! Ai! Ai! Deveria ter feito mais exercícios enquanto eu fazia máquinas... Er, quero dizer: Bola de ferro! Destrua os intrusos!

Shinpi: Agora é a minha chance! Prepare-se seu demônio!

Bola de ferro: Bark! Bark! Bark!

Shinpi saca a sua espada e corta continuamente o Tutanramon! E empurra em uma das chamas que ele deixou!

Tutanramon: Isso não vai ficar assim! Eu vou...

A bola de ferro esmaga o Tutanramon e volta para o seu túmulo!

Shinpi: Isto que eu chamo de justiça irônica... Hehehe! Oh? O que é isso?

Um tablete, uns sacos de dinheiro e uma das quatro chaves está nesta sala! E com o ar-condicionado e uma sala dentro!

Shinpi: Então este Tutanramon não existia! Deve ser mais um outro ladrão que criou todo esse problema só para ficar com todo lucro que ele tem! Mas, aquela invenção dele derrotou ele, e como que só eu saí viva, eu venci!

Era na verdade, uma sala de máquinas!

Tutanramon: Droga... Você descobriu o meu segredo! Mas eu não vou deixar você escapar viva!

A roupa de faraó queimou e virou pó! Revelando na verdade ser um mecânico bandido chamado Trevor!

Shinpi: E o que vai fazer agora, hein? Você não tem mais os seus brinquedos para me impedir e os seus dias de maldição terminaram!

Trevor: Grrr! Não preciso mais das minhas máquinas para acabar com você!

Shinpi: Ei! Você parece estar com fome! Você quer o meu cogumelo? Ele vai te deixar forte!

Trevor: Hmmm... Sim, obrigado, moça!

Shinpi dá o cogumelo seco para o Trevor! Trevor come só para se sentir engasgado!

Trevor: Ack! Que gosto horrível! Blargh!

Enquanto o Trevor fica com um gosto horrível na boca, Shinpi amarra ele com a sua corda do Brian!

Shinpi: Vocês homens realmente devem fazer mais exercícios! Serem derrotados por causa da falta de prática leva em situações mais embaraçosas!

Trevor: Maldito!

Shinpi pega a chave! Shinpi ganha a Chave de Rubi Rubuloso!

Depois de comunicar com a polícia sobre ela ter pegado o bandido, Shinpi olha o tablete, continuando uma parte da história!

Mas nem sempre o grande herói foi um grande guerreiro... Ele começou a sua vida como um simples camponês vivendo a sua vida no clã Platinum. Cultivando plantas e metais de Platinum como todos do seu clã. Só que um certo fato fez que ele aceitasse o seu destino terrível... Ele perdeu toda a sua coisa amada... Sua casa, sua família e o pior de tudo, seus melhores amigos. Ele decidiu que tentaria parar a guerra de qualquer custo. Assim, começou a aventura de resgatar a sua honra...

Shinpi: Ah, que história triste... Mas eu ainda não sei o nome do guerreiro! Porcaria!

Policial: Vocês estão aqui? Eu vou tirar vocês daqui!

Os policiais tiram a Shinpi e o Trevor foram retirados do templo! Trevor foi preso por causar um transtorno na cidade de Sahara, criar histórias falsas sobre o grande "Tutanramon" e assassinato de pessoas no templo.

Shinpi: Bem, o policial ficou com o dinheiro, mas pelo menos, eu ganhei uma das quatro chaves e esta medalhinha bonita! É bom eu voltar logo para o hotel antes que escureça! Ufa...

Depois de pegar uma das quatro chaves elementais, Shinpi comemora a sua vitória depois de umas confusões e doideiras no deserto Sahara! Mas as aventuras do legado do vento de prata ainda não acabaram! O que será que a Shinpi vai fazer depois?

Acabou o episódio da Shinpi! Mas ainda tem o Epílogo!

Sozin: Algumas notícias?

Mercenário: Tenho boas e más notícias: as más é que uma das quatro chaves foram tomadas por outra pessoa e ainda não destruímos o portão! Mas a boa notícia é que um de nós conseguimos a outra chave!

Sozin: Bom trabalho sobre pegar uma das quatro chaves, mas tente também eliminar essa pessoa com uma das quatro chaves, entendeu?

Mercenário: Sim, senhor!

Sozin: Se eu não posso tocar nas minhas mãos no legado do vento de prata, ninguém também pode!

E acabou o episódio! Acabaram minhas aulas e as provas, mas, não acabou o legado do vento de prata! Fiquem ligados e me mandem mais dicas de como melhorar esta fic, para torna-la tão famosa quanto a volta dos contos de elibe!

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   Seg 24 Dez - 12:07

Primeiramente, desculpe pela demora em ler/comentar o ep... *Dá um soco no próprio rosto*

Ep legal! E eu reconheço esse lugar... É muito parecido com Dry Dry Desert, que aparece no Paper Mario! Com a diferença, é claro, de que lá não existem ilusões de lasanha nem de jaca do nome... Mas foi legal mesmo assim! E você adicionou mais comédia para a Shinpi, achei isso bom.

O sábio pegou o nome da Shinpi! Ela deve tomar mais cuidado onde deixa o nome... Ah! E achei que o sábio talvez tenha confiado facilmente, pensei que ele faria mais um teste de confiança, mas ok... E achei hilário a Shinpi se despedindo falando para o cara "Aproveitar o Limão!" f2

Até mesmo o Tutan alguma coisa e a bola de ferro são do Paper Mario... Mas a batalha foi bem legal! E tem uma coisa:

Citação :
Tutanramon: É inútil resistir, mortal... Desista!

Haha, Tutanramon se deixou corrigir pela Shinpi, apesar do que tinha dito antes! Que burro...

E como a Shinpi sabia que o bandido se chamava Trevor?

O ep ficou legal, mas me pareceu em alguns pontos que vc escreveu às pressas... A história em alguns pontos foi contada meio que rápida demais e vc cometeu vários erros de português! A maioria em pontuação basica e em concordância nominal e temporal... Tente ter mais atenção na próxima, ok?

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   Seg 24 Dez - 12:43

Jeez, parece que esta fic não está tendo muito sucesso...

Obrigado por gostar da fic, realmente baseei um pouco do Paper Mario, como uma tentativa de colorir um pouco mais o legado do vento de prata. Acho que foi um sucesso.

O Sábio é realmente um homem inteligente, mas, não foi o bastante para perceber a verdade...

Bem, para provar que o Tutanramon é mentira, Ele fez algumas falas que combinaria a um ser humano, ele tem uma sala de máquinas ao invés de um cofre, ele acha que seria ridículo se continuar falando em plural e o nome verdadeiro dele revelou a ser o Trevor, por causa da história. Mas ele foi um faraó bem convincente, não?

Ops! Realmente eu fiz alguns escorregões, não é? Desculpa, eu queria evitar isso... Eu acho que é isso que dá por eu botar o meu computador em inglês, isso não vai repetir no próximo capítulo.

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Estou preocupado...   Dom 10 Fev - 22:52

Anúncio de FireAlex!

Shinpi: Olá, garotos de Dimentio makers!

Alex: Er... Shinpi? Agora é o Path Makers...

Shinpi: Nossa, eu ando muito desatualizada... O que está acontecendo aqui?

Alex: Eu sei como se sente, eu sofri alguns probleminhas desde a minha primeira entrada como o membro de Dimentios...

Shinpi: Mas enfim, eu, Alex e o autor estamos andando preocupados sobre a história de Dimen... Path Makers, estou certa? Já que o autor está agindo mais na crossfic que a minha história...

Alex: Então, nós conversamos sobre os nossos problemas... E pensamos direito uma coisa!

Shinpi: Exato! Pensamos algo sobre eu e o Alex juntarmos para fazer uma aventura! Apesar da minha fic ser razoavelmente boa, admito que ela anda meio... Insossa.

Alex: Não só esta fic, mas o comic andam meio desatualizados, causando problemas para a gente.

Shinpi: Então decidimos fazer uma escolha: Vamos tentar recomeçar as nossas histórias, juntos!

Alex: Isso! Incluindo tirar várias referencias copiadas e desnecessárias dos outros (menos as nossas próprias histórias), criar uma história nova, e renovar piadas! Tudo ao estilo Alex e Vento de prata!

Shinpi: Mas você não é o garoto que copia, Alex?

Alex: Não este tipo de copiar, Shinpi... Onde estamos mesmo? Ah sim! O vento de prata pode servir como um filler para o Hey, Alex! Dando um presente legal para quem acabar o filler...

Shinpi: Oh não... Significa que eu não vou ser mais a heroína principal?!

Alex: Relaxa! Você vai ter o papel principal, Shinpi! Só espero que você agrade todos!

Shinpi: Ufa... Eu prometo! Prometo que eu não vou ser nenhuma menina chata, princesa e médica estereotípica choradeira, fraca, e bagunceira! Foi legal na primeira vez, mas agora é muito triste...

Alex: É, eu também não gosto muito das garotas "perfeitinhas"! Passado triste, ter um dom de fazer todos o garotos amarem elas, destrói tudo por um golpe, conseguir um namorado perfeito , e ter um corpo perfeito ou algo assim? Me poupe!

Shinpi: Alex, ninguém é perfeito, mas aquele tipo de garotinha não é nada verdadeiro.

Alex: Eu sei, mas infelizmente é verdade... Vamos tentar acertar as contas e tornamos os seus melhores amigos!

Shinpi: Bem, que tal uma garota calma, perigosa, mas gentil e um lado da "professora" por dentro como a sua primeira amiga?

Alex: Boa ideia! Claro que vamos colocar alguns defeitos, entre nós... Não queremos ser invencíveis pela história toda, nem serem totalmente fracassados, não é?

Shinpi: É claro!

Alex: Então estamos combinados, certo?

Shinpi: Vamos não só refazer as nossas histórias, mas reviver e fortalecer os Dimen... Path Makers juntos, certo?

Alex: Vai ser muito duro, considerando que o autor perdeu o tempo livre, mas vamos tentar!

Shinpi: Alex... Eu ouvi um poema, é uma poema que eu gostei bastante dela. "Acredite em si mesmo e o seu potencial que é a chave do seu sucesso". Se esforçamos e tiver uma boa causa, obtemos sucesso um dia.

Alex: Vamos então criar o nosso lugar para internet, Shinpi?

Shinpi: Sempre estaremos aos nossos lados, Alex.

Alex e Shinpi dão as suas mãos um ao outro.

Shinpi: Mas isso quer dizer que esta fic e o comic serão temporariamente cancelados...

Alex: Mas poderão comentar e continuar a fic quanto quiserem!

Shinpi: Então... Desculpa por eu não ter agido muito e espero que o Galleom continue o meu legado...

Alex: Até mais, Pathianos! (Eu prefiro Dimentio Makers...)

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O Legado do vento de prata   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Legado do vento de prata
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [EPS]Damask Frames-Stock Vector
» [Tutorial] Blend Effect no Illustrator
» seguro de acidentes pessoais. qual escolher??
» MC Tutorial Simples - Arkanoid - Pedra de prata
» Nova Atualização Tocomsat Duplo Antigo md prata HD .data 07/07/2014.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Path Makers :: Off Topic :: Histórias Historásticas-
Ir para: