Path Makers


 
InícioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Dimentional Adventures

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   Sab 11 Ago - 21:29

E que a história do capítulo 2, comece!

Episódio 4 Versão FireAlex: Linh... Estou sofrendo... Eu quero uma torta de morango! E eu volteeeei!

Dentro da cabana, o grupo está descansando, tendo sonhos meigos e doces para se recarregarem para a próxima aventura.

Alex: Zzzz... Tortas...

Galleom: Zzzz... Queijo...

Linh: Zzzz... Hã?

????: Linh... Socorro...

Linh: Quem é?

????: Linh... As gotas da chuva doem... Elas estão me matando...

Linh acorda assustada dizendo...

Alex: Zzzz... Suco de uva...

Linh: DENAS!!!

Galleom: Zzzz... Salsicha...

Linh vê que os outros ainda estão dormindo, mas, ela sentiu como se alguém tivesse em perigo! Alguém está sendo molhado ou tendo problemas pela grande chuva!

Alex: Zzzz... Eu sou um grande mestre de kung-fu... Toma isso, rocha enorme...Zzzz...

Linh: Gente! Acordem! Eu tenho uma mau pressentimento sobre o Braus... Ele não voltou para a casa! Vamos resgatá-lo!

Galleom: Zzzz... Eu eu sou um pirata mais temível dos sete mares, Arrr, marujos...

Linh: Afe! É sério! O Braus pode estar em perigo! O que acontece se os nossos irmãos e o Braus não sobreviverem a chuva?!
Acordem!

Galleom: Zzzz... Ótimo... Eu vou pegar todas as minhas coisas... Zzzz...

Alex: Zzzz... Não temos tempo, meu caro Eddy... Sua alabarda e a sua lasanha já são bastantes... Zzzz...

Linh: “Suspiro”... Não tenho escolha, não é...? Oh, Alex ~♥

Alex: Zzzz... Quem é a voz doce de alguém...? Olá...?

Linh: Err... Eu sou uma linda princesa, do reino dos cogumelos... (Hihihi...)

Alex: Zzzz... Oh, minha alteza... Como está você...? Você parece tão bonita...

Linh: Err... Hihihi, obrigada, Alex... Mas, se você abrir seus olhos, eu tenho uma surpresa muito agradável para você... Eu fiz um delicioso bolo de dois andares...

Alex: É sério?! Deixa-me ver!

Mas, o Alex só vê a Linh com os braços cruzados... Pelo menos, Alex acordou...

Alex: Linh! Isso não foi legal! Você me acordou de um sonho bom!

Linh: Desculpa Alex, mas, isso foi necessário... Enquanto o ninja...

Galleom: Zzzz... Aqui está a alabarda, mestre Harkanian... Zzzz...

Linh dá um soco no Galleom!

Galleom: Ai! Porque fez isso, Linh?!

Linh: Isso foi necessário! Eu preciso da ajuda de vocês dois, eu sinto que algumas pessoas estão em perigo!

Alex: Mas, no dia de chuva? Isso não é meio perigoso?

Linh: Eu não importo com a minha segurança, enquanto eu sinto alguém em perigo! Alex! Galleom! Vocês estão comigo?!

Alex: Linh... Eu não sei desenhar uma coisa para proteger a gente da chuva...

Galleom: Mas, como vamos sair de casa em primeiro lugar, hein, gênia?

Linh: Fácil. Vou estalar os dedos e... Criação de gelo! Casco de tartaruga!

Com o resto de água do bebedouro, Linh reforma o resto de água para virar um casco de gelo!

Alex: Ah claro, você sabe a magia de gelo...

Linh: Vamos indo?

O trio sai de casa, não antes de o Alex trancar as janelas e a porta de casa e guarda-las no bolso... Com o casco de gelo, Linh protege o grupo das gotas de chuva! Mas, só ela pode segurar o gelo dela sem derreter e sofrer queimaduras de mão. A chuva forte
ainda dura e a planície está literalmente molhada.

Depois disso, no campo simples...

Alex: Uau... Esse gelo é bem mais forte que eu imaginei...

Linh: Eu sei criar uns gelos bem fortes! Mas, eu só posso usar no meu próprio gelo... Gostou, garoto verde?

Alex: Demais!

Galleom: Bem legal, para um nome tosco...

Linh: Se você fizer mais um comentário tosco, eu vou te chutar para fora do casco e deixar na chuva até você morrer.

Alex: Linh! Nem pense nisso!

Galleom: Tudo bem, Alex... Eu acostumei com gente chata como ela...

Linh joga o Galleom para fora do casco!

Galleom: Ai! Ai! A chuva dói! A CHUVA DÓI! AAAAAH!!!

Alex: Galleom! Copiar Habilidade!

Rapidamente, Alex pincela a Linh! Alex aprende criação de gelo!

Alex: E... Criação de gelo! Casca de tartaruga!

E Alex rapidamente cria um segundo casco de gelo para salvar o Galleom da chuva!

Galleom: Obrigado, irmão!

Alex: Só te salvei porque eu preciso da ajuda de todo mundo, incluindo você.

Linh: Pronto, você já deu uma ajuda, agora podemos continuar andando?

O resto continua andando na chuva enquanto procuram alguém possivelmente em perigo, até...

????: Linh? É você?

Linh: Denas?! É você mesmo?!

????: Sim... Sou eu... As gotas da chuva doem... Socorro...

Alex: Espera aí! Tem alguma coisa errada nesta história!

Galleom: É mesmo! Nós ainda não comemos café da manhã!

Linh: Não... Você não é Denas!!!

Alex: Você é... Galleom!

Galleom: Mas, eu estou aqui…

Alex: Não é você, o outro Galleom do mal da minha fic!

O misterioso revela sua identidade! Ele se mostra como um jovem homem que tem um terno preto, um lenço preto na cabeça, cabelo azul, olhos vermelhos cor-de-sangue e um sorriso exagerado e sádico.

Galleom: Vocês realmente me pegaram na disfarce mas, não importa...

Garfield: Mas o que?! Se ele está aqui, então, quem sou eu?! Eu sei que eu não sou Garfield!

Galleom: Provavelmente, você é uma piada malfeita de mim... Meu nome é Galleom! O maior ninja azul do mundo dos Dimentios! E eu troquei o seu nome, Garfield!

Alex: O que te traz aqui, “Galleom”?

Galleom: Não é óbvio, Alex Kirbo? Sabe quem te fez dormir, pensando que você foi para o Elibe pela segunda vez? Quem atraiu todos vocês até esta dimensão? Quem deixou a bruxa malvada para maltratar bastante a sua pulga vermelha, sei lá o nome dele?

Alex: Gh! Não pode ser!

Galleom: E também quem invocou o espírito vingador para matar o seu irmão Denas? Quem te atraiu até um certo espelho estranho?
E condenar o seu amigo para morrer durante a chuva pesada?

Linh: Não é possível... Foi...

Galleom: E Garfield, quem começou todo o problema “Dimentional”? Fui eu quem invocou a chuva, eu torturei todos os seus amigos, e eu criei portais para fazer isso. Eu comecei tudo isso!

Garfield: Ai, meu cérebro! Eu fiz tudo isso e ao mesmo tempo estou aqui?! Minha cabeça! ISSO DÓI! E eu não sou Garfield.

Alex: Não, Galleom. Foi ele quem deve ter começado todo o problema, mas, por quê?

Galleom: Não, seu tolo! O nome dele agora é Garfield! Eu tô vendo que você é bem mais tolo que imaginei, eu fiz isso pela diversão minha. Nossos amigos são bem menos imaginativos e só se importam com si mesmos... Eu vim aqui para ensinar todos vocês, uma
lição...

Garfield: Legal! Vai nos ensinar a dançar tango? Ou ao menos devolver o meu nome?

Galleom: Er... não, Garfield.

Linh: Vai nos ensinar a como fazer nossos inimigos gritarem como uma garotinha?

Galleom: Quase isso.

Alex: Vai fazer todos nós a sentir o gosto da dor e morte!

Galleom: É realmente muito bom usar o seu cérebro de ervilha por uma coisa, não é, Alex?! “Galleom saca suas facas.” Preparem-se para sofrer bastante! O que eu, o primeiro e único, que o tio Galleom oferecerá para vocês, pirralhos!

Batalha começa!

Alex: O quê? A gente não fez pazes, Galleom?!

Galleom: Isso só foi na sua cabeça! IÁ!

Linh: Cuidado, Alex!

Garfield: Eu não vou deixar ninguém machucar os meus amigos! Nem o ladrão de nomes que roubou o meu nome e trocou para o mais tosco ainda!

O Galleom e o Garfield se colidem com as suas adagas!

Galleom: Nada mau para uma piada malfeita de mim...

Alex: Você ainda não viu nada! Criação de gelo! Lança de gelo!

Garfield: Ah é! Você ainda tem a habilidade da Linh!

Alex tenta criar uma lança de gelo! Mas, fez uma ESPADA de gelo no lugar!

Linh: Não é isso, Alex! Para fazer uma lança de gelo, é assim, ó! Criação de gelo! Lança de gelo!

Agora, A Linh realmente fez a LANÇA de gelo! Os dois jogam suas armas congeladas até no Galleom! Mas, ele desvia e usa o Garfield
como um escudo e acerta ele!

Garfield: GAH! Isso dói muito! E bem gelado ao mesmo tempo...

Alex: GAH! Desculpa, Galleom! Entre no meu casco de gelo, rápido!

Galleom: Huhuhu... Patéticos... Eu vou mostrar uma magia de gelo bem melhor do que vocês... Kunais geladas!

E os blocos de gelo com formatos de facas saem nas mãos do Galleom! E joga até no casco de gelo do Alex e da Linh! E quebra!

Alex: Você só fez umas facas de gelo enquanto a gente fez umas armas bem mais grandes!

Galleom: Verdade... Mas, eu criei umas facas bem fortes, resistentes e muito mais densos que as suas armas.

Linh: Grrr... MALDITO NINJA! Vai se esconder em algum lugar!

Alex: Como... Como é que a chuva não está te machucando?! Ai!

Galleom: É ótimo eu ser um ninja de elemento de água, não é, Alex?

Linh: Verdade! AI! As gotas doem! ELAS DOEM MUITO!!!

Garfield: Agora sabe como eu sinto, não é, Linh?

Alex: Mas, você também está pedindo para isso! Desenho mágico, TROVÃO!!!

Galleom: Eu não faria isso se eu fosse você, Alex Kirbo...

Então, Alex desenha o trovão e joga até o Galleom! Mas, uma medalha estranha brilha e reflete o trovão! Eletrocutando o Alex!

Alex: AAAAAAAAAH! ISSO DÓI!!!

Garfield: Alex! E pode parar de me mostrar um nome tosco?!

Alex perde a habilidade da Linh! E a habilidade some!

Linh: Mas, como?! Ele refletiu seu raio fazendo nada!

Galleom: Bem, advinha!

Alex: Essa medalhinha... É a medalha Franklin!

Galleom: E o seu cérebro de ervilha funciona mais uma vez! Incrível! Mas, não tão impressionante quanto isso: Vejam! Artes ninjas: Jutsu explosão de água!!!

Reunindo as gotas da grande chuva, Galleom cria uma esfera de água e joga até o grupo do Alex!

Linh: Ah, não! Você não vai fazer isso! Fimbuveltr!

Com toda a sua força, Linh cria um torre de gelo para proteger a explosão de água do Galleom e proteger o Alex o mesmo tempo! Sim, você não leu errado, ela não protegeu o Garfield, mas, parou o golpe.

Garfield: Nossa! Aposto que isso faria o maior sorvete do mundo!

Galleom: Verdade... Mas, posso fazer isso também, ó! Chidori!

Nas mãos do Galleom, aparece uma bola de eletricidade! E por causa da medalha Franklin, Galleom joga a bola até o grupo! Mas, o
Garfield reflete a bola com a sua adaga! E acerta o bloco enorme de gelo!

Garfield: Não!

Alex: Você aprendeu bastante desde que ficou fora, hein, Galleom?

Galleom: E você não aprendeu nada, preguiçoso! Meu chidori é bem mais eficiente que o seu desenho de menininha!

Linh: Grrrr! Não zombe das mulheres, seu maldito ninja!

Galleom: Então, por que não vire uma garota boazinha e caia antes dos seus amigos? Desaparecer!

Puf! Galleom some!

Linh: Hã? Ele desistiu?

Alex: Não... Ele está preparando o seu golpe!

Galleom aparece atrás da Linh, segura e aperta o pescoço da Linh e dá uma surra nela!

Garfield: Ele não é um ninja! Ele é um monstro terrível! Ele machuca também as mulheres e a gente inocente!

Galleom: Se o “monstro terrível” significa o ser mais poderoso do mundo, então, eu sou um dos piores monstros da vida, Garfield!

Garfield: Grrrr! MEU NOME É NÃO É GARFIELD! É GALLEOM! TROQUE ISSO, AGORA!

Galleom: Só se me derrotar, seu clone fracassado.

Alex: Devolva o nome do meu amigo, Galleom!

Galleom: Você não me ouviu direito, pirralho?! Só se vocês me derrotarem!

Alex: Galleom, você pode me emprestar a sua habilidade, esgueirar de novo?

Garfield: Se você conseguir ensinar este malvado uma lição, tudo bem!

Alex usa o seu pincel e encosta no Garfield! Alex pega a habilidade do Garfield!

Garfield: Poxa vida, até o narrador me chama do nome errado!

Alex: Esgueirar!

Galleom: Vai tentar fazer um ataque surpresa? Não vai adiantar nada, você sabe disso.

Alex reaparece para resgatar a Linh!

Linh: Alex... Cof... Cof...

Alex: Você está salva, Linh... Eu vou levar todos nós até na segurança...

Galleom: Não se eu puder evitar, fracassados!

Garfield: Não vai machucar o meu amigo, seu valentão!

Os dois se colidem com as suas adagas, de novo!

Galleom: Você não sabe como desistir, não, Garfield?

Garfield: E você não sabe como parar de implicar a gente, não é vilão?!

Alex: Dá-lhe, Galleom!

Linh: Garfield... Cof... Não... Galleom… Por favor…

Galleom: Vocês pirralhos são bem mais fracotes que eu imaginei, mas também, é por causa da chuva, não é?

Alex tira a habilidade do Garfield e pincela nas costas do Galleom! Alex aprende: Dança das folhas cortantes!

Galleom: Gah! Isso foi golpe sujo!

Alex: Como a sua boca e os seus golpes! Estilo vento, Jutsu dança das folhas cortantes!

Com toda a sua energia, Alex arranca algumas folhas das gramas e de uma árvore, e joga até no Galleom! Mas, a chuva acabou!

Galleom: Ahá! Hora perfeita! Estilo fogo! Jutsu bola de fogo!

Alex: O quê?! Esqueci que ele sabia este golpe também!

Galleom não só queima as folhas do Alex, mas, fortalece o fogo por causa do vento, e queima o grupo todo com força total! O time Alex foi derrotado...

Linh: Argh! Por que você...

Galleom: Porque vocês são todos fracos. O poder da amizade torna alguém mais forte? Há! Reunindo um monte de fracassados para jogarem suas vidas fora para ajudar os outros? Isso sim é uma grande idiotice!

Alex: Galleom... Urgh...

Galleom: Eu tenho uma dica para vocês, seus fracassados: Trabalho em equipe é uma piada horrível! O verdadeiro jeito de ganhar o poder é pelo ódio, obter tudo sozinho. Várias pessoas que fizeram esforço para torturar os outros, ganharam. Para os vencedores, eles governam tudo! Não existe liberdade ou amanhã para os perdedores! Quando tiver o seu ódio no meu nível, me encontre de
novo, para lutar até a morte, Alex Kirbo.

Garfield: Espera... Enquanto o meu...

Galleom joga o grupo do Alex na próxima cidade antes de desaparecer! O grupo cai na cidade de Emerald!

Linh: Argh... Cof... Ele...

Garfield: Eu... Sou... Realmente este cara cruel...? Alex... Me desculpa... Me desculpa mesmo por tudo que o meu primo fez...

Alex: Não... A culpa foi minha. Você sempre vai ser o melhor Galleom que o meu inimigo que se considera o Galleom... Recuperei o
seu nome, Galleom.

Galleom: Obrigado, Alex... Obrigado por me tratar bem...

Alex: Oh deus, a gente está morrendo... Braus... Me perdoa... Eu não consegui proteger todos nós...

Linh: Alex... Snif... Eu sou realmente esta fraca... Cof...

Alex: Não, Linh... O Galleom que trapaceou... Nós até que esforçamos bem...

Linh: Para um bando de fracassados?

Alex: Não, Linh... Vamos tentar voltar para a nossa cabana... Cof...

O Grupo está no reino de Emerald. É notável pela beleza natural. Várias pessoas e os animais são amigos e vivem juntos com harmonia, apesar de tiver algumas cabanas construídas. Aparece uma garota com um vestido verde e com cabelo marrom com tranças e preocupada com o resto do grupo!

Garota: Oh deus! Vocês três estão com um problema! Eu vou tentar levar todos vocês até a minha casa!

Alex: Não precisa, dona...

Com o resto da torta de morango, Alex come a torta e se recupera um pouco!

Alex: Eu vou carregar o garoto enquanto você carrega a menina, certo?

Garota: Er... Certo!

Durante o caminho até a casa da garota...

Galleom: Alex... Por que você não comeu a torta durante a batalha?

Alex: O outro Galleom pegaria a torta e comeria ela. Ela só conseguiria salvar um de nós enquanto os outros dois morreriam.

Galleom: Entendo... Economizou a torta por emergência, mas, eu não acho que foi uma boa ideia, Alex...

Alex: Mas, eu não entendi uma coisa na história...

Galleom: O quê?

Alex: Aquele Galleom parecia muito mais cruel que os meus amigos imaginavam ele... Eu sempre pensava que o Galleom era um cara cruel, enquanto na verdade, ele só era chato comigo... Mas, se ele machucou vocês dois também, então, só pode ter alguma coisa errada na história...

Garota: Então, você foi afetado pela ilusão da sua memória.

Linh: Cof... Como?

Garota: Assim que vocês se recuperarem na minha casa, eu posso explicar tudo.

E acabou! Se vocês não gostaram do episódio, me desculpa, mas, o capítulo vai continuar! O tio Had do Eusine vai dar mais detalhes sobre a ilusão se não entenderam o que a garota disse.

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"


Última edição por Firealex em Sex 1 Mar - 21:22, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   Seg 13 Ago - 21:13

Capítulo II
Episódio IV: A volta de Kub, e a fúria do cocolé!

EDDY: Certo... o que vamos fazer?

ERIC: Boa pergunta, o melhor que temos a fazer é andar por aí, procurando o que fazer...

PADEIRO: Vamos procurar uma padaria, eu tenho que reestocar o meu trigo, faz tempo que eu comprei meu último suprimento!

EDDY: Ok, então va...

Nesse momento Eddy leva um soco e cai no chão.

EDDY: Agh! Você!

????: Huhuhaha, você já até reconhece a minha entrada triunfal!

EDDY: Maldito Kub!

ERIC: Quem é esse cara?

Eddy se levanta

EDDY: É um desgraçado, um assassino cruel, ele matou parentes de um cara muito amigo meu, além de ficar me importunando sempre, ele era fácil de derrotar antes, mas ele começou a se dedicar muito aos treinos, e ultimamente ele está mais difícil de derrotar.

KUB: Huhuhaha, acho que assassino cruel não combina comigo, apenas assassino está melhor... huhuhaha

PADEIRO: Massa explosiva!

O padeiro joga a massa nas costas de Kub, ela explode e causa queimaduras de terceiro grau nele!

ERIC: Por quê fez isso?!Ele ainda nem atacou a gente!

PADEIRO: Atacou sim, ele deu um soco na cara do Eddy!

ERIC: Tem razão, agora, vamos descer a lenha nesse cara!

KUB: Ugh, seu padeiro imbecil! Pode denegrir a minha imagem, mas não meu lindo corpo, o tratamento pra isso vai ser uma fortuna, e quem vai pagar é você!

Então Kub fica invisível, e dois segundos depois, já está nas costas do padeiro, e o apunhala, e causa um sangramento sério, mas não acerta em nenhum órgão vital.

PADEIRO: AAARRGHH!!!

KUB: EU DISSE QUE VOCÊ TERIA QUE PAGAR, NEM QUE SEJA COM SUA DOR!

Então Kub está prestes a apunhalá-lo denovo, apesar de Eddy e Eric estarem correndo em direção à eles, eles não conseguiriam chegar a tempo, até que...

????: COCOLÉ RAAAGEEE!!!!! f5

Então, algo que parece uma mistura de coco com picolé voou em direção à Kub e o acertou em cheio na testa.

KUB: UGH! MEU CÉREBRO!! QUEIMA!!!

EDDY: O que foi isso? f6

????: Seu maldito, nunca mais roube meu dinheiro!

KUB: Você vai me pagar pelo tratamento neurológico depois!

????: Eu sei lá o que é isso, e como vou pagar se você roubou minha grana?

ERIC: Multi-Clones das sombras!

Eric mandou todos os seus clones para espancarem Kub, estranhamente, ele nem se quer respondia ao espancamento, mas sofria com os hematomas, até que... ele desapareceu.

EDDY: Cuidado Eric!

ERIC: Barreira de lama!

E Kub acerta a barreira.

KUB: Droga!

E fica invísivel outra vez e pouco depois atira três shurikens em direção à Eric, e duas acertam no braço esquerdo dele.

ERIC: ARGH!

EDDY: Maldito! Super Arroto!

Kub é lançado para trás e bate em um poste.

KUB: MALDITO! JÁ BASTA DE TRATAMENTOS POR HOJE, AGORA MORRA!

Kub lança uma rajada de vinte shurikens em uma velocidade incrível, Eddy defende quase todas, mas três acertam-no em cheio, duas nas pernas e uma no ombro.

EDDY: AARRGHH!!!

KUB: Huhuhaha, agora com vocês incapacitados posso mat...


????: SUPER COCOLÉ!!!!

Então a mesma coisa que esse ser misterioso havia jogado em Kub, agora ele joga apenas um, que parece ser imensamente mais poderoso e ao acertar Kub, ele... faz Kub entrar em... coma? Bem, pelo menos é o que parecia.

Então pouco depois, o Padeiro se levanta.

PADEIRO: Ugh, ainda bem que tinha massa pra fazer bandagens de trigo...

E ele dá as bandagens à Eddy e Eric, que depois de se recuperarem um pouco da dor, botam as bandagens e se levantam, mas Eddy ainda andava com uma certa dificuldade...

EDDY: Esse desgraçado... merecia morrer, mas talvez dessa vez ele aprenda...

ERIC: A propósito, quem é você?

Eric pergunta apontando ao ser que tinha jogado as coisas que pareciam se chamar cocolés.

????: Eu sou Tailândia, inventor do cocolé!

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Imagem do Tailândia cedida pelo Eusine

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mr.Galleom
The Gah One
The Gah One
avatar

. : Quase um fantasma
Mensagens : 886
Sanidade : 4

MensagemAssunto: Episódio 5: Separados   Ter 21 Ago - 18:26

http://www.youtube.com/watch?v=PmuoAR2ce3o
- Huf... Huf... Como ele corre...

- Ele? Não sei nada daquela pessoa, não que estar encapuzado ajude, mas agora notei, ele é bem... Baixinho. Ele até corre bem pra um baixinho...

- Huf... Huf... Afe, agora não dá mais pra alcançar... Huf...

- Atrás de você~

- Hã? Ei! Como Você foi parar aí? Volta aqui!

- Hehe!

- Peguei! Por que você fugiu, ein? Tira um pouco o capuz que quero ver seu rosto...

- Eu... Só queria... Me divertir um pouco...

- O quê? Você é...? Marcus! Que bom que te encontrei! Sabe onde estamos?

- Como assim? Nós estamos na sala de casa...

http://www.youtube.com/watch?v=uTRohcxcez4

- Hã? Como viemos parar aqui? Estávamos em um lugar muito escuro, e...

- Você devia só estar sonhando

- Sonhando, é?

- Então, Randy? Você vai fazer aquele bolo pro meu aniversário? Sabe, aquele que eu adoro?

- Você quer dizer, aquele com o leite da vaca azul?

- Esse mesmo!

- Ah, você sabe o quanto é chato achar aquela vaca na cidade, não é?

- Ah, vai, por favor~

- Hehe, tudo bem, eu vou, mas só porque é seu aniversário!

- Va... Vai mesmo? Obrigadão, Randy! ♥

- Hehe... Hum? Tem alguém batendo na porta... Quem é?...

- Vai ver quem é Randy...

- Tá bom, tá bom... Já estou indo! Pode parar de bater na porta!

- Hã? Derek, o que está fazendo aqui?

http://www.youtube.com/watch?v=IqL_sHXlHHs

- O que estou fazendo aqui? O que mais eu estaria fazendo aqui, no esgoto? Eu vim parar esse problema!

- Mas aquele monstro é muito forte! Não tem como você lutar sozinho!

- Forte? Você é que um fraco! Tch. Você me irrita. Eu vou enfrentar aquela coisa. Sozinho. Nem pense em me seguir.

- Ei! Volte aqui!

- Não posso deixar você passar daqui.

http://www.youtube.com/watch?v=38OdhL2QdDU

- Hã? Ocean? E agora vim parar agora no Shopping Star?

- Se você passar daqui, todo esse meu poder vai ir embora. O meu poder me permite fazer o que eu quiser, quando eu quiser. Não posso deixar você passar.

- Acorda, Ocean! Você não está sendo você mesma! Está sendo afetada por toda essa... Coisa!

- Por que não aceita a verdade? Eu sou assim, e você não pode mudar isso.

- Grr... Acho que não tenho nenhuma outra escolha... Vou ter de derrotar você!

- Ha. Acha que pode me derrotar? Pode vir.

- Eu vou! Hã, er... Dançar? O que estou fazendo no baile da escola?

http://www.youtube.com/watch?v=3QuLujMKYOo

- Oi filhinho ♥!

- Mãe? O que está fazendo aqui?

- Eu trouxe bolinhos para você ♥! Do jeitinho que você gosta!

- Bolinhos? Nossa! Eles parecem bons mesmo! Parece até um... Um...

...

...

Randy - !!!

Parecendo um pouco abalado, Randy então acorda.

Randy - Arf, arf... Que sonho estranho... Uaaaaaaaah... Está escuro... Eu deveria abrir as cortinas.

Então, Randy se levanta, abre as cortinas e abre as janelas. Luz do sol poente penetra o quarto, fazendo com que todo o quarto ficasse iluminado com uma luz estranhamente laranja.

http://www.youtube.com/watch?v=CSdNxXGUaRU

Randy - Que estranho... É um pouco estranho acordar e parecer que já é tão tarde...

Randy - Ah sim! Cadê a Shinpi e o Silver? Eles devem ter acordado antes de mim e saído. Que irritante. Mas pelo menos eles não me acordaram. Acho que isso seria pior...

Randy sai do quarto, estranha a falta de fechaduras nas portas, depois desce as escadas.

Em baixo... Loran estava comendo.

Loran - Olhe só quem acordou! Dormiu bem, dorminhoco?

Randy - Hã, sim, obrigado...

Loran - Seus amigos acordaram faz algum tempo e foram dar uma volta

Randy - Imaginava. Vou dar uma volta depois também, por enquanto... Tem alguma coisa pra comer?

Loran - Ah, sim! Temos hoje suco de laranja e pão de cenoura!

Randy olha para a comida e parece um pouco afetado pelo excesso de simplicidade dela.

Randy - Hm... Parece... Bem...

Então a porta se abre e então uma mulher com cabelos laranjas, sardas no rosto, olhos esverdeados, um avental branco sobre um vestido amarelo e com uma cesta de bolinhos em mãos entra na sala.

http://www.youtube.com/watch?v=ffDiJhSbKXI

??? - Olá ♥ bom dia pra todos!! ♥♥

Loran - Bom dia, Maya! Vejo que trouxe bolinhos!

Maya - Eu trouxe mesmo, mas não são pra você! São todos para o Randy ♥

Loran - Eu não disse nada...

Randy - Para mim? Mas eu nem te...

Maya - Isso mesmo! Eu fiz eles só pra você ♥ Eu fiz do jeitinho que você gosta! Olhe só~

Randy - Hã? Esse cheiro...

Randy - (Lembro desse cheiro... Ele apareceu no meu sonho, logo antes de eu acordar...)

Maya - O que foi, não gostou?

Randy - Nã, não, o cheiro é muito bom! São bolinhos de avelã, não é? Eu adoro esse tipo de bolinho~

Maya - Obrigada~ E tudo graças às suas aulas de cozinhar!

Randy - (Eu dei aulas pra ela?)

Maya - Além disso, um futuro mestre cozinheiro como não merece comer aquela comidinha simples como café da manhã~

Loran - Ei, eu estou aqui, sabia?

Randy - Er, como você sabia do meu... Sonho de ser mestre cozinheiro, e do tipo de bolinho que gosto?

Maya - Hã? oras, nós nos conhecemos desde a infância bobinho~ Seria muito estranho se eu não soubesse do que você gosta depois de todo esse tempo...

Randy - (Ah, certo, aquela história que o Alloy contou...)

Randy - Então... Não preciso pagar nada pelos bolinhos?

Maya - É claro que não! E se quiser mais é só ir na padaria que eu faço mais!

Loran - E eu? Eu ganho bolinhos?

Randy - Obrigado! E... Onde é a padaria de novo?

Maya - Hã? Não me diga que esqueceu... A padaria é aqui do lado~ somos vizinhos, esqueceu?

Randy - Ah sim! Como pude me esquecer? haha...

Maya - Bem, estarei na padaria! Tenho que ajudar meus pais com os pães de hoje! Tchaaau!

Maya sai de casa correndo, parecendo bem feliz, tropeça do nada enquanto corre para a padaria, grita um "Eu estou bem!" e entra para na padaria.

Loran - Não sei como você conseguiu ensinar aquela desastrada a cozinhar...

Randy - Acredite, nem eu sei.

Loran - Então, divide os bolinhos comigo?

Randy - Hm... Nah. Ela fez os bolinhos pra mim, e você deveria fazer um regime. Tchau!

Randy sai rapidamente de cena.

Loran - Mas eu não- Grr...

Lá fora...

http://www.youtube.com/watch?v=CAoetniKiSM

Randy - Hehe... Hã? Não é que tem mesmo uma padaria aqui do lado mesmo? Estranho... Eu teria notado uma padaria se tivesse uma lá, e tenho quase certeza de que a rua não era assim... Então as coisas realmente mudam tanto, como o Alloy disse...

Orange - Oooi! Vejo que acordou, dorminhoco...

Randy - Orange Guy?

Orange - O Loran disse que ele tinha prometido mostrar a fazenda de abóboras, e que eu deveria mostrar pra você...

Randy - Ah é! Eu tinha me esquecido! Mas... Porque não é ele quem vai me levar?

Orange - Pff... Ele nunca tem tempo pra fazer nada. Sempre faz os outros fazerem as coisas dele. Sem contar que é uma caminhada considerável até lá. Além disso, Alloy está mostrando o lugar pra sua amiga. Sabe? Aquela de cabelo branco...

-----------------------------

Silver - EU NÃO SOU MULHER!

Garoto - Mas você se parece tanto...

Garota - Parece mesmo!

-----------------------------

Randy - Amiga? Haha... Isso que dizer que a Shinpi está em outro lugar?

Orange - Pff, ela decidiu explorar a cidade sozinha.

Randy - Entendo...

Orange e Randy começam a andar, Orange vai na frente enquanto Randy come alguns bolinhos pouco atrás. Randy até oferece uns bolinhos para Orange, mas ele não aceita.

No caminho, Randy é cumprimentado por algumas pessoas, que também aparentavam conhecer Randy há muito tempo...

Randy acena, confuso, mas continua seguindo Orange e comendo bolinhos...

-----------------------------

Silver - Fiquem vocês sabendo que eu não sou mulher!

Alloy - Calma aí... Haha

Um garoto, o com cabelo despenteado magenta e uma camisa simples rosa, das três crianças se aproxima

Garoto - É, calma aí, tio... A gente só perguntou se você sabia onde a velha mansão fica...

Silver - Quem manda me chamar de "tia"?

Alloy - Então... Sprit, porque vocês querem saber da velha mansão?

Sprit - É que ouvimos dizer coisas legais sobre a mansão! Não é, Yukie?

Um garoto loiro com pentedado de tijela, um casaco laranja com um capuz(ainda que não estivesse usando o capuz) e as mãos no bolso do casaco, dá um passo um pouco relutante à frente.

Yukie - Ah, é... Nós ouvimos falar... Das Sete Maravilhas de Tangelo! Dizem que a mansão é uma delas... E que tem algum tesouro dentro dela!

A garota de longos cabelos azuis, chapéu tricotado verde e um vestido verde acompanha os amigos.

Azelia - Então nós resolvemos investigar isso!

Alloy - Sete Maravilhas, é?

Sprit - Ahã! Dizem que elas podem fazer um monte de coias legais, aí a gente resolveu investigar!

Yukie - Vamos ver... Tem um rumor que fala de um trem fantasma, um que diz que faz aparecer um clone de você, umas escadas sinistras... Ah! E um que dizem que faz você ir embora da cidade!

Silver - !! Ir embora da cidade?

Yukie - Sim...

Sprit - Eu iria adorar explorar um pouco do mundo lá de fora, haha...

Yukie - Bem, eu iria preferir ficar aqui na cidade... Sabe, com os nossos pais e tudo mais...

Sprit - Ah, Yukie, onde está seu senso de aventura?

Azelia - Eu também acho que seria melhor ficar aqui. Lá fora não é um lugar seguro, sem contar que não tem como você se protejer da chuva por ali!

Sprit - Ah, de qualquer forma, eu iria voltar logo mesmo...

Silver - Bem, eu não faço ideia dessas coisas, mas acho que vou querer ajudar vocês a procurar.

Alloy - Mas Silver, provavelmente são apenas rumores...

Silver - Vale a pena tentar.

Alloy - Tudo bem, mas não garanto nada. Eu sei onde a mansão está.

Sprit - Sabe mesmo?

Azelia - Eu disse que era uma ideia melhor nós perguntarmos ás pessoas.

Yukie - Você ficou correndo na frente que nem louco...

Sprit - Ah, foi só uma corridinha de nada. Mas tio Alloy, vai nos levar?

Alloy - Tudo bem. Eu estava levando o Silver pra conhecer a cidade, mas acho qe vamos direto para a mansão.

Três crianças - LEGAL!

Alloy - Tudo, vamos lá!

Três crianças - Sim, senhor!

Os cinco vão então em direção à misteriosa mansão abandonada...

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   Qui 23 Ago - 20:48

Dimentional Adventure

Episódio 5 – Green Hill Zone

O trio havia parado de andar. Após algumas horas, haviam chegado em um conjunto de colinas. Sem árvores ou arbustos, apenas possuía uma grama incrivelmente verde. Sim, a coisa mais notável era como aquela grama era perfeitamente verde.

Eusine: Incrível... Estão sentindo isso?

Rodolfo: Só sei que estou sentindo uma vontade incrível... de correr.

Woody: Estranho, eu também.

Os três se entreolharam.

Woody: Vamos?

Eusine: Vamos!

http://www.youtube.com/watch?v=ybtaBRKZXro

E todos começaram a correr! Saltando e apostando corrida, o grupo não conseguia deixar de se sentir incrível apenas pelo prazer de poder correr naquele local tão verde. Que sensação incrível!

Um monstro surgiu na frente deles, e por algum motivo Eusine teve a ideia de mata-lo com um pulo na cabeça. Foi incrivelmente efetivo. O grupo ainda continuou a corrida até chegar em um lago.

Woody: Eu... to cansado... vamos parar...

Rodolfo: Que corrida boa!

Eusine: Bem revigorante! Não, Woody?

Woody: Bom... mas não to... em forma...

Eusine: Entendo. Vamos dar um descanso. Eu vou tentar de novo.

Woody: Hãn?

Eusine senta a beira do lago e põe uma flecha na sua frente, começando a se concentrar. Logo, a flecha tremeu, tremeu... E parou. Suando, Eusine abriu os olhos e recolheu a flecha.

Eusine: Argh, não consigo mesmo! Desisto, isso é impossível para mim! f2

Woody: Como você fez isso?

Eusine: Eu aprendi com o Silver. Digo, o cara no meu sonho. É como se a memória tivesse se tornado minha depois que eu a bebi... Parece que eu absorvi ela. Mas minha magia não é boa o bastante.

Woody: Magia?

Eusine: Eu consigo disparar uma flecha de gelo e uma de fogo, mas não coisas muito mais fortes que isso...

Woody: Hum... Ele parecia conhecer a tecnologia daquela cidade, mas usa uma arma antiga e usa esse termo velho... De que tipo de dimensão esse cara veio?

De repente, um clarão azul passa rapidamente por eles. Tão rápido que passa por cima da água e destrói um robô aleatório logo depois.

Eusine: Aquilo... Era um ouriço azul?

Rodolfo: f6

Woody: Sem comentários...

???: Ei, vocês ai!

*Stop the music*

Os três se levantam rapidamente e se viram para encarar o desconhecido que havia surgido perante a eles. Parecia um lagarto de pé, com a diferença que as suas escamas eram completamente rosa. Tinha um cabelo roxo e um olho amarelo de lagarto. A sua roupa era mais gasta, suja e esfarrapada do que a da maioria dos mendigos.

???: Me chamo Draniley, prazer em conhece-los. Bem vindos a minha loja!

Eusine: Loja?

Rodolfo: Você parece um calango gigante!

Draniley: Bom, não exatamente aqui, seus caramujos! E sim dentro desse buraco simpático aqui do meu lado.

Eusine: Ah! Nem tinha notado!

Draniley: Entrem! Vão gostar dos artigos que eu tenho para lhes vender!

Woody: Eu...

Eusine: Qual o problema? Vamos!

Woody: Ok... Isso não me soa bem...

Eles entram no buraco e descem por uma pequena escada de madeira. Avançam um pouco, notando... um lugar vazio. Draniley aparece por trás de Eusine, retira uma faca do bolso e avança...

Mas Eusine segura a mão de Draniley, antes mesmo que pudesse tocar nas suas costas. Eusine se vira sorrindo.

Eusine: Opa! Cuidado com a sua faca! Ela quase cai em mim.

Draniley: Hehe, eu escorreguei...

Draniley rapidamente saca outra faca, mas dessa vez dirige o golpe diretamente ao coração de Eusine!

Woody: Cuidado!

Um raio sai da coleira de Woody e atinge a mão de Draniley, atirando uma das facas para longe!

Eusine: Woody, que grosso! Precisava atirar para longe a faca do vendedor? Se não queria comprar, não precisava ser grosso...

Woody: Tolo, não vê que isso é uma armadilha? Ele não é vendedor coisa nenhuma, e ele iria te esfaquear sim!

Rodolfo: Você é muito desconfiado!

Draniley: Argh! Vocês dois são uns caramujos! Eu ia sim assaltar vocês, e dai?

Eusine: Você ia... tocar no meu dinheiro! Agora irá ver só uma coisa!

Rodolfo: Vamos lutar? Legal!

Eusine: Deixe comigo! Ele feriu minha honra... e minha carteira!

Rodolfo: Mas eu quero...

Eusine: A próxima luta é sua!

Woody: Loucos...

Draniley: Há! Vão ser batalhas 1 x 1? Assalto fácil!

Eusine: Bom, vamos começar?

Eusine saca o seu arco.

Draniley: Claro. Mas antes, por que não apertamos as mãos? Questão de respeito e de honra.

Eusine: Claro! Boa luta para você! f2

Draniley: Igualmente... Lightning!

Um jorro de eletricidade sai do braço de Draniley, rapidamente atingindo Eusine. A força do impacto foi tanta que o arqueiro foi atirado ao outro lado do caverna.

Draniley: Hahaha, foi fácil! Não tem como um caramujo como você me vencer!

Woody: Eusine!

Eusine: Acalmem-se, isso não foi nada! Quero dizer, foi um bom golpe, mas nada demais. E por que você fica nos chamando de caramujos o tempo todo? Que coisa chata! f3

Draniley: Também não sei porque, caramujo.

Eusine: Ta... Agora, vou acabar com você! Pena que essa luta vai ser rápida... Se fosse ao ar livre seria mais interessante...

Draniley: Vai acabar comigo? Há! Shock!

Draniley fica coberto de eletricidade!

Draniley: Quero ver você me acertar agora! É só se aproximar de mim para você ficar chocado!

Rodolfo: Que hora terrível para um trocadilho...

Eusine: Er... Se não percebeu, minha arma é o arco e flecha, não preciso me aproximar. E nesse espaço pequeno, é como se você fosse um alvo grande e feioso.

Draniley: Er... droga.

Eusine atira uma flecha, que segue diretamente em direção ao coração de Draniley. Ele se abaixa, mas pouco adianta. A flecha se abre formando uma rede, que cobre Draniley e o prende.

Draniley: Malditos!

Woody: Boa! Agora, vamos o fazer responder algumas perguntinhas...

Os três o carregam para fora, prontos para o interrogatório. O ouriço azul passa novamente, dessa vez olhando para os 4. Acaba se distraindo e tropeça, caindo no lago.

Woody: Diga, você é desse lugar?

Draniley: Me solta!

Woody: Só depois de você responder a umas simples perguntas.

Draniley: Me obrigue.

Woody: Não vamos obriga-lo a nada. Se você não responder, vamos procurar uma pessoa que saiba... E vamos deixar a rede de presente pra você.

Draniley: Caramujo! Tudo bem. Eu não sou desse lugar, claro. Sou de Emerald.

Woody: Onde fica isso?

Draniley: Nunca ouviu falar? É a maior cidade deste mundo. É lá que vive o Grande Rei.

Woody: Entendo... E o que você sabe sobre a chuva que teve ontem?

Draniley: Que teve ontem? Ela tem todos os dias! Como vocês podem não saber? Eu só sei que ela cai todo dia... e que machuca muito.

Woody: Hum... O que você sabe sobre dimensões paralelas?

Draniley: Quê?! Eu sou um ladrão miserável, não sei disso não!

Woody: Certo, deveria imaginar...

Rodolfo: Ei! Minha vez, minha vez! Agora eu pergunto! Por que você parece um calango gigante?

Draniley: Eu sou da raça Argonian, seu insensível!

Rodolfo: Que maneiro! E qual o seu nome? Digo, o verdadeiro!

Draniley: Você, caramujo, percebeu! Me chamo Neylizard.

Woody: Como... como sabia?

Rodolfo: Isso tem cara de nome toscamente inventado. Mas tenho minhas duvidas se Neylizard é melhor...

Neylizard: Não vão me soltar?

Woody: Certo... Eusine, se abaixe.

Eusine se abaixa, e Woody fala algo em seu ouvido.

Eusine: Você é meio cruel... Mas tudo bem.

Eusine solta Neylizard.

Neylizard: Estou livre! Estou... epa, e essas cordas nas mãos?

Woody: Precisamos de mais um favorzinho. Queremos que você nos leve até Emerald.

Neylizard: Eu, voltar pra lá?! Querem me matar?!

Woody: Acho que só precisamos que você nos leve até a entrada, não precisa entrar lá. Quero que você vá porque não acreditaria em nenhuma coordenada que você daria.

Neylizard: Tsc... Acho que depois disso vou virar camelô...

E juntos, o quarteto partia para Emerald!

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Forasteiro Solitario
Top membro
Top membro
avatar

. : Nunca terminei nada
Mensagens : 429
Sanidade : 1

MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   Qui 23 Ago - 22:43

Dimentional Adventures:
Capítulo II: Chuva Pesada
Episódio IV: Vítimas da Chuva




Conforme amanhece, Ranshi acorda.

Ranshi: Uaa... Que sono bom... Mas ao mesmo tempo, que estranho o Denas não ter me acordado! f6

Ranshi sai de sua cabana e começa a gritar:

Ranshi: HEY DENAS!!

Ela olhou os seus arredores, mas não encontrou nenhum sinal do Denas, então ela teve uma idéia e foi até a cabana dele.

Ranshi: AHA! VOCÊ TAVA ERA DORMINDO NÉ SEU... Hã?

Denas não estava na sua cabana, mas a sua mochila estava lá.

Ranshi vai até a mochila do Denas e tira um pacote de biscoitos de lá, então ela abre o pacote e começa a comer os biscoitos.

Ranshi: (Por que ele iria sair desse jeito? Sem falar nada e ainda deixando suas coisas para trás... Talvez tenha acontecido algo ruim!)

Depois de comer os biscoitos, Ranshi sai da cabana do Denas e leva a mochila dele até a sua cabana. Mas no meio do caminho começa a chuviscar...

Ranshi: Hã? Ai!

Ranshi sente sua pele ardendo quando a gota da chuva tocou na nela. Então olha para os céus e vê uma imensa nuvem negra se formando.

Ranshi: Xiii... É melhor eu ficar na minha cabana até essa chuva passar...

Então ele entra na sua cabana e fica lá até que a chuva passe.
Dentro da cabana ela podia escutar o barulho da chuva, que aparentemente havia engrossado bastante.

Ranshi: (Para onde aquele garoto poderia ter ido? Sem avisar e sem nem levar suas coisas!? Isso ta muito estranho.)

Pouco tempo depois, Bob acorda e imediatamente corre até a "porta" da cabana e começa a latir.
Ranshi olha para Bob enquanto se perguntava por que ele estava latindo desse jeito. Sem encontrar a resposta, Ranshi só pode olhar e esperar a chuva passar...

Enquanto isso, um cavaleiro estava andando pela floresta, a armadura e o capacete qual estava usando, o protegia da chuva. Ele andava dando passos largos e examinando todos os arredores, como se estivesse procurando algo.

Cavaleiro: Quem é aquele ali no chão?

Ele se aproxima de Denas.

Cavaleiro: Pela princesa! Todo esse sangue, todos esses ferimentos e essa expressão pálida! Este garoto teve um destino terrível!

O cavaleiro coloca sua mão no peito de Denas e pôde sentir que ele ainda respirava.

Cavaleiro: Como a vida é... Procurando por um curandeiro e encontro uma pessoa ferido em um estado muito mais grave.

O cavaleiro carrega Denas.

Cavaleiro: Garoto, eu não vou deixar você morrer.

E ele sai correndo o mais rápido que pôde.

De volta á Ranshi e o Bob...

Ranshi: (Parece que a chuva parou.)

Ranshi estende seu braço para fora da cabana, ela não sente nenhuma gota de chuva caindo no seu braço.

Ranshi: (É, parou sim.)

Ranshi pega a mochila de Denas e sai da cabana com o Bob seguindo ela.

Ranshi sai do acampamento que já pertenceu aos hinux e começa a procurar por rastros do Denas.
Ela sai correndo gritando:

Ranshi: DENAS! DENAS!!

Bob: Au!

Ela continua correndo e gritando por um tempo, até que ela escuta uma voz.

???: Desculpe-me, não vou poder brincar hoje.

Ranshi: Quem está aí?!

???: Sinto muito, ultimamente a chuva têm deixado muitas pessoas feridas. Só vim aqui para coletar algumas ervas para auxiliar no tratamento dos feridos.

Bob: Au!

Bob sai correndo em uma determinada direção.

Ranshi: Onde você está indo Bob?

Ranshi segue Bob, até que ele para diante de um homem que tinha pêlo branco em toda a sua cara, com excessão nos olhos.

???: O que foi amiguinho? Você se perdeu nessa floresta?

O homem acaricia Bob ao falar isto.

Ranshi: Você é aquela voz de antes!

???: Oh, então era você? Achava que era um dos espíritos da floresta.

???: Sim, esta floresta é habitada por espíritos. Durante o dia, apenas espíritos bons. Durante a noite, espíritos malignos. A propósito o que voce está fazendo aqui, menina?

Ranshi: Estou procurando um amigo, ele se chama Denas.

???: Denas? Oh, então você estava era procurando o seu amigo... O meu nome é Danas, mas às vezes os espíritos erram meu nome, por isso achava que você era um espírito me chamando.

Ranshi: Então... Você o viu? Sabe onde ele está?

Danas: Sinto em dizer, não encontrei nenhuma pessoa na floresta além de você. Sei que ele é seu amigo e você não vai querer deixa-lo para trás, mas quando anoitecer, saia da floresta imediatamente, mesmo que não o tenha encontrado.

Ranshi: Não se preocupe! Se algum espírito aparecer, eu irei corta-lo com a minha espada!

Danas: Exceto que como eles são espíritos, sua espada passaria direto por eles. Aqui de noite é perigoso de verdade, não queira fazer um teste. Agora se me der licensa, tenho que cuidar dos meus pacientes.

Danas vai embora

Enquanto isso, em algum lugar da floresta...

???: Então Wallace, você conseguiu encontrar... Quem é esse que você ta carregando?

Wallace: Desculpe-me senhorita Lyndis, mas eu não podia deixar este garoto morrer!

Sain: Por que você tinha logo que trazer um rapaz? Não dava pra ser uma garota bonita?

Kent: SAIN! Onde está sua honra?!

Wallace: Mas e quanto a senhorita Florina? Ela caiu de uma altura de uns 5 metros, Tinha que cair uma chuva dessas logo quando ela estava voando com o pegasus?

Lyndis: Os vulnerarys aliviaram a dor um pouco, mas a perna dela ainda está quebrada.

Kent: Nossa! Olha só o tamanho desses cortes! Eles não foram causadas só pela chuva, alguém fez isso a ele.

Wallace: Ele precisa de tratamento médico imediato, Lyndis, sobraram alguns vulnerarys?

Lyndis: Florina, vamos aplicar os vulnerarys que sobraram neste garoto, ele precisa deles. Ok?

Florina: T-tudo bem Lyn...

Lyndis: Sain, você poderia vasculhar e ver se acha um curandeiro ou rastros de civilização.

Kent: Snhorita Lyndis, deixe-me ir no lugar dele, ele provavelmente vai se perder na floresta.

Sain: f3

Lyndis: Tem razão... Kent, vá no lugar dele e se apresse!

Kent: Sim senhora.

Kent monta em seu cavalo e vai embora.

De volta à Ranshi...

Ranshi continuava andando procurando pelo Denas, sem nenhum sucesso em achar sequer um rastro dele.

Ranshi: Afe, quer saber? Eu acho que vou deixar ele pra trás e tomar meu rumo.

Então Ranshi lembrou que ela não sabe que lugar é esse e nem como sair dessa floresta.

Ranshi: Droga, parece que eu não tenho escolha... Voltando a busca...

Bob: Au!

Ranshi e Bob continuaram andando por alguns minutos, até que encontraram um homem de cabelos alaranjados, armadura vermelha montado em um cavalo.

Cavaleiro: Oh! Finalmente alguém por aqui! Mas você me parece familiar...

Ranshi: Você também me parece familiar... Ei, você não é um daqueles cavaleiros da Lyndis?

Cavaleiro: E você não é aquela espadachim que estava com o senhor Alex? Qual era o seu nome mesmo?

Ranshi: Ranshi. E qual o seu?

Cavaleiro: Eu me chamo Kent.

Ranshi: Kent, por acaso você viu um garoto de cabelo preto usando roupas pretas e um chachecol vermelho?

Kent: Sim.

Ranshi: Mesmo?! Onde ele está?

Kent: Wallace encontrou um garoto que se encaixa na sua descrição, ele estava bastante ferido e desacordado.

Ranshi: O que aconteceu com ele?

Kent: Nós não sabemos exatamente o que aconteceu, aparentemente a chuva causou alguns ferimentos nele, mas ele possui um cortes que são grandes demais para terem sido causados pela chuva sozinha.

Ranshi: Você pode me levar até ele?

Kent: Claro, mas eu preciso encontrar um curandeiro ou um médico para cuidar dele e da senhorita Florina.

Ranshi: Mais cedo eu me deparei com um senhor que parecia ser um médico.

Kent: Mesmo?! Então venha comigo!

Kent conduz Ranshi até uma parte da floresta em que havia um tunel, eles entram no tunel e lá estavam Lyn, Sain, Wallace, Florina e Denas.

Lyndis: Kent, você achou algum curandeiro?

Kent: Não senhorita Lyndis, mas a senhorita Ranshi encontrou um e irá nos levar até ele!

Lyndis: Mesmo? Hm... Ranshi, você não estava na equipe do Alex na última vez que nos encontramos?

Ranshi: Estava sim. A propósito, este é mesmo o Denas!

Ranshi começa a balançar Denas enquanto fala.

Ranshi: DENAS! POR QUE VOCÊ SAIU SEM DAR NENHUM AVISO?!?

Wallace: Vai com calma! Ele está desacordado e gravemente ferido!

Kent: Então o nome dele é Denas...

Lindys: Ranshi, precisamos que você nos guie até o médico que você encontrou. A perna da minha amiga e a vida do seu amigo vão depender disso.

Ranshi: Entendido! Todos me sigam!

Depois de colocarem a Florina em cima de um cavalo e Denas em cima de outro, Ranshi começou a guiar a Lyn e seus subordinados até onde ele encontrou o médico.

Ranshi: (Pensando bem, as feridas deles realmente são grandes demais para terem sido causadas só pela chuva, quem será quem fez isso com ele?)

==============================================================================

Esse provavelmente vai ser meu último post, não só aqui na área de fan fics, mas em todo o fórum Dimentio!
Talvez nos encontramos novamente, talvez não.
Caso não nos encontramos novamente, adeus. Foi um prazer conhecer todos vocês.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jellyboy
Membro
Membro
avatar

. : thing
Mensagens : 261
Sanidade : 3

MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   Qui 23 Ago - 23:07

Esse ep saiu meio curto devido às fortes causas de bullying pressões que vocês me causaram, e por causa disso saiu curto e sem nenhum humor. que muito provavelmente são seus critérios de boa fic... f3

----------------------------

Episódio 4 - Momentos de ação e resultados da chuva.

Depois de entrar em uma floresta em preto e branco, os 3 aleatórios acham uma caverna e se abrigam da chuva...

Ja era de manhã, a luz invadia a caverna, clareando tudo.

Daniel acordou, tendo dificuldade de levantar porque estava com um pouco de sono.

Daniel: ... , essa noite foi longa, esse chão estava muito duro...

Feitinilda: Não me diga!

Feitinilda estava se levantando antes de Daniel olhar para ela

Feitinilda: Eu ja dormi tantas vezes em um local duro que eu ja estou acostumada (Porque eu tinha que testar aquela macumba na cama?)

Lerah: Eu também ja estou acostumada...

Lerah estava sentada no chão, depois ela se levanta e se espreguiça.

Feitinilda: Tiveram uma boa noite de sono? f6

Lerah: Claro...

Danie: Nem tanto...

Feitinilda: Podia ser pior, mas pelo menos encontramos uma espécie de abrigo. f6

Feitinilda se vira para olhar como estava o exterior, e teve uma surpresa.

Feitinilda: Gente! Venham aqui!

Daniel e Lerah andaram e ficaram parados ao lado de Feitinilda para ver como estava o exterior

O lugar, depois da chuva, estava bem acabado: algumas árvores estavam destroçadas e derrubadas, a chuva havia criado várias poças pela floresta, e naquele momento da manhã, a floresta estava com uma pequena neblina

Lerah: Nossa... f6

Feitinilda: Isso poderia ter acabado com a gente... D=D

Daniel agora estava totalmente feliz por ter dormido no chão dentro da caverna.

Feitinilda: Agora sabemos oque a chuva pode fazer... mas e agora? Oque iremos fazer?

Daniel olhou para a direção das poças, confuso em o que fazer naquele momento, viu a sombra de algo, não poderia falar que aquilo era uma pessoa porque estava muito longe. (poderia ser um robô-pirata-zumbi!)

Aquilo estava se aproximando, ja dava para perceber que aquilo era uma pessoa, um homem.

Quando passava do lado das poças, a água se transformava em espadas e machados, na poça mais próxima dos 3 aleatórios, a água se tranforma em um rádio.

O homem toca o rádio com o pé, e o rádio começa a tocar uma música

http://www.youtube.com/watch?v=aRRSiuqZzxQ

?????: He he he he... Parece uma manhã de natal...

Daniel: ...! É o Christian Brutal Sniper!

Feitinilda: ... Não conheço.

Daniel: Muito cuidado com ele, ele pode ser muito perigoso com as espadas e machados...

Lerah: Pode dar mais informações obre ele? f3

Daniel: Bem... ele gosta de ... f6

Christian: Eu vou matar todos vocês, seus miseráveis!

Christian age rapidamente, ele pega um machado gigante que estava do seu lado e o levantou, como se aquilo não tivesse peso.

Christian: E isso...É uma faca!

Christian avança até Daniel e ataca! Mas Daniel desvia e Christian acaba acertando uma grande árvore, onde o machado fica cravado.

Christian: Seus malditos!

Feitinilda: Nossa... Como ele é rápido!

Daniel: Não podemos vacilar nessa luta, ou seremos mortos

Daniel, Feitinilda e Lerah ficam preparados para o ataque de Christian, que logo conseguiu retirar o machado.

Christian: Maldito!

Christian se preparou, e cortou a árvore ao meio com muita facilidade, correndo em uma alta velocidade, ele avança até Daniel para tentar desferir um golpe com o machado gigante

Daniel: o.O f5!! Lança-chamas.

Daniel abre um pequeno compartimento em seu martelo, e dele começa a sair chamas para tentar ferir Christian

Christian: FOGO! FOGO! FOGO! f5

Mesmo Christian pegando fogo, ele continua avançado rapidamente, Daniel não tinha mais gás metano(que ele pega de um lugar misterioso) para lançar chamas, e por causa disso, tentava acertar golpes com o martelo,
Christian, estava perto de Daniel e ao tentar ataca-lo com o machado, ele é parado por uma barreira.

Lerah: Urgh! Que força bruta!

Logo a barreira se quebrou, Daniel e Lerah caem para trás, Christian olha pra Feitinilda que estava conjurando a magia explosiva, ao ela lançar a magia sobre ele, Christian coloca o machado na frente do rosto, e o machado explode, fazendo-o despedaçar e dando uma chance para Daniel se levantar

Daniel sucessivamente se recupera e consegue quebrar algumas espadas e machados com uma série de golpes, mas então Christian fica enfurecido, e pega 2 espadas para atacar Daniel

Daniel: Opa! Isso é trapaça! f5

Daniel começa a perder a batalha, até que Christian consegue derrubar-lo, e então ele coloca uma de suas espadas sobre o pescoço de Daniel, quando estava prestes a mata-lo, Daniel usa multi-misseis explode!

Daniel e Christian são arrastados por alguns metros pela explosão

Lerah e Feitinilda correm até Daniel

Lerah: Você se feriu.

Daniel: Meu martelo explodiu... eu me feri por dentro f4

Lerah começa a curar Daniel por alguns segundos

Daniel: Eu ja estou melhor, vamos sair daqui!

Daniel olha pra Christian, ele ja estava de pé, e ele estava preparado para atirar uma flecha com o seu arco

Lerah: Vamos sair daqui logo, antes que ele atinja um flecha em nosso joelho!

o time consegue fugir pela floresta, Christian atira a flecha, mas acaba acertando uma árvore, que por sua vez, acaba rachando e cai

Christian: Ah, miseravel

----------------

Christian Brutal Sniper:

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mr.Galleom
The Gah One
The Gah One
avatar

. : Quase um fantasma
Mensagens : 886
Sanidade : 4

MensagemAssunto: Interdimensão A - Ode para Orange Guy   Sex 24 Ago - 12:15

Interdimensão A - Ode para Orange Guy

Num telhado de uma casa, uma misteriosa garota estava sentada, observando a cidade.

A garota era Shinpi. Repentinamente, ela observa uma pessoa saindo de um dos prédios.

Shinpi - Hm? Aquela é a garota estranha dos bolinhos que estava esperando pelo Randy? Ela a cesta dela desapareceu. Deve ter dado pro Randy.

Pouco depois, Randy sai da mesma casa.

Shinpi - Hehe, a cesta de bolinhos está com ele...

Shinpi - Já sei! Vou ver o que aquela coisa do Orange faz!

A garota desce do prédio com uma alta destreza, pulando dos lugares altos para os mais baixos, de pouco em pouco, eventualmente chegando ao solo.

Shinpi entra na casa do chefe da cidade, que estava comendo raivosamente a comida e sobe sem ser notada.

(Shinpi - Ainda comendo? Não é à toa que é tão gordo)

Shinpi chega no quarto em que tinha dormido e olha para o estranho gramafone na mesa.

Shinpi - Haha, dependendo do que isso fizer, talvez possa até vender por um bom preço!

Shinpi chega perto do gramafone, o observa cuidadosamente, tentando descobrir algo sobre o gramafone.

Shinpi - Como é que essa coisa funciona?

Mexendo aleatoriamente no dispositivo, Shinpi acaba apertando um botão!

Uma música estranha começa a tocar.

♪Orange Guy, Orange Guy,♪

♪Esse é um Ode para Orange Guy,♪

♪Tem um grande gênio e um ótimo cabelo,♪

♪Todas as garotas amam ele♪

♪Porque ele é o Orange Guy!♪

♪Orange Guy, Orange Guy,♪

♪Esse é um Ode para Orange Guy,♪

♪Quem é melhor do que o Apple Guy?♪

♪Orange Guy! Orange Guy!♪

♪Quem é melhor do que você?♪

♪Orange Guy! Orange Guy!♪

♪Ele é um cara legaaaaaal♪

♪Ele não cheira maaaaaaal♪

♪Sua beleza é mortaaaaaal♪

♪Para a cidade é vitaaaaaal♪

♪Ele é o cara com cabelo laranja♪

♪e óculos OH! OH! OH!♪

♪Orange Guy, Orange Guy♪

♪Esse é um Ode para Orange Guy♪

-Orange Guy-

*Vrrrr*

-Orange Guy-

*Vrrrr*

-Orange Guy-

*boing*

-Orange Gu-

*BOOOOOOOM*

O gramafone explode em pedacinhos!

Shinpi dá um passinhos para trás, depois foge da sala!

« siggy »


Última edição por Mr.Galleom em Ter 20 Ago - 21:44, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: As Aventuras Dimentionais estrelando, Galleom!   Dom 2 Set - 18:48

Capítulo 2 Episódio 5: As aventuras de Emerald! Alex fez uma boa escolha?

Na casa de uma aldeã...

Alex: O quê?! O Galleom que enfrentamos era só uma ilusão?!

Garota: É possível... Vocês não poderiam ficar queimados, chocados e cortados ao mesmo tempo só por causa da chuva, e parece que o seu amigo ninja também foi a vítima do ataque. Então, só podia ser o ataque do ilusão...

Galleom: Ufa... Então, eu já posso me considerar um defacto, verdadeiro Galleom...

Linh: Mesmo assim, cof... Aquele falso ninja, cof... Era mais forte, cof! Que nós... Cof! Três juntos... COF!

Garota: Melhor você não se esforçar, menina! Os seus ferimentos são muito graves! Garoto verde, muito obrigada por poupar um pouco de energia para o meu trabalho...

Alex: De nada... Mas, ainda preciso de medicamentos!

Garota: Bem... Eu só tenho ervas o bastante para recuperar uma pessoa... Só vou puder tratar uma pessoa por vez... Não acho que vou conseguir salvar os outros dois...

Linh: Cof... Me... Cof... ajuda... Tia...

Alex: Eu preciso de ajuda... Cof...

Galleom: Moça...

Garota: Lá vai... Acho melhor eu dar a erva para o garoto verde...

Linh: Cof... Alex... Ajude a gente...

Alex: Tudo bem... Galleom! Vem cá!

Galleom: Sim?

Alex coloca todas as ervas que recebeu na boca do Galleom!

Galleom: ARGHSAIYUFOLBHRCUOYGALRMBVOAYSDFKNSHIAB! Mas o que?!

Linh: Hã?!

Garota: Garoto verde...!

Galleom se recupera completamente!

Linh: Alex! Cof!

Galleom: Alex...?! Mas, por quê?!

Alex: Percebi que a culpa foi toda minha... Aquele ilusão atacou e quase matou a gente, porque, sentia alguém invocou na minha cabeça... E ele controlou para impedir que a gente saia deste mundo... Me desculpa...

Galleom: Eu já aceitei a desculpa! E eu agradeço do que você me fez...

Garota: Bem... Você que decide...

Linh: Alex... Cof... Mas, você deveria ter tomado as ervas... cof...

Alex: Galleom... Tenho uma proposta para você... arf... arf...

Galleom: Sim...? Qual?

Alex: Vou precisar que você arrume as ervas o mais rápido possível... Você sabe como pegar as ervas e fugir da encrenca sem problemas, não sabe?

Galleom: Sim...? Mesmo assim, por quê me curou?

Alex: Você também não sabe nenhuma magia de cura... Você não conseguiria sobreviver aos ferimentos...

Linh: Mas, eu podia curar ele...

Garota: Não pode. Estes tipos de ferimentos não podem serem curados facilmente. Tem que ser tratado de uma maneira mais especial.

Galleom: Urgh... Tudo bem... Alex, pode contar comigo! Eu e a menina vamos vamos pegar as ervas e salvá-los! Não vai se decepcionar!

Alex: Ótimo... Linh! Use o seu tratamento de gelo em si mesma...

Linh: Cof... Ah é! Eu ainda posso me curar! Vou cuidar de mim e do Alex... Não vai cometer besteiras até pegar todas as ervas!

Galleom: Vai parar de me maltratar se eu conseguir as ervas?

Linh: Eu vou pensar no assunto... Cof...

Galleom: Então, qual é o seu nome?

Garota: Pode me chamar de Tia. Então, vamos, Galleom?

Alex: Lembre-se Galleom... Se você meter em alguma encrenca, você vai encontrar inimigos que podem te envenenar. Não hesite em usar o antídoto...

Galleom: Tá, tá. Entendi o recado.

Tia e Galleom saem da cabana e vão para o vilarejo Emerald!

Galleom: Nossa! Que vilarejo bonito! Será que vendem salsichas e queijos ou cachorros quentes aqui?

Tia: Não acho, mas, vendem ervas e antídotos aqui.

Galleom: Ha! Isso vai ser moleza! Compraremos um montão de ervas e antídotos, curaremos os meus amigos e sairemos daqui!

Tia: Não tão rápido, Galleom. Depois que entrou na cidade de Emerald, você não pode sair daqui tão facilmente.

Galleom: Mas o meu amigo sabe uma magia de teletransporte e... Ah é, eu tirei a habilidade dele.

Tia: SÉRIO?! Seu amigo pode sair da cidade?!

Galleom: Não exatamente, ele primeiro precisa copiar a habilidade de um certo gatuno para ele poder levar todos nós para fora da cidade quando quiser.

Tia: Legal... Achei que eu ficaria presa aqui para sempre... Mas, ainda não resolve o problema da barreira...

Galleom: Sim? Qual é o problema, Tia?

Tia: Aparentemente, NINGUÉM é desta dimensão. Mas, eles sempre agem como se tivessem vivido aqui...

Galleom: Isso explica porque tem essas pessoas com camisas da cidade, que acho que combinam mais para a metrópole...

Tia: Exato. E parece que existe por algum motivo, toda vez que a GRANDE chuva chegasse, sempre mudam umas partes da cidade... É meio confuso na primeira vez, mas, você se acostuma logo.

Galleom: Como aquela praia junto com aquela montanha de ski juntos?

Tia: Exato. Bem vindo a dimensão central.

Galleom: Como sabe de tudo isso?! Você é alguma bruxa ou algo assim?!

Tia: Não exatamente... Eu só sou uma curandeira... Aparentemente, eu sofria uma dor de cabeça na primeira vez que eu cheguei aqui... Quando eu melhorei a minha cabeça, percebi que eu estava presa nesta cidade, ou melhor, TODO MUNDO estava preso na cidade! Nada disso era real. Só as pobres mentes daquelas pessoas e dos animais pensam como se estivessem presos pelas suas próprias fantasias... Pensam que estão vivendo aqui como se sempre viviam aqui!

Galleom: Nossa... Então, é melhor a gente pegar as ervas e curar logo o Alex!

Tia: Não esqueça da Linh.

Galleom: Ah claro, aquela maga chata e reclamona... Venha! Suba nas minhas costas!

Tia: Ok...

Galleom carrega a Tia e pula com depressa até chegar a loja mais próxima!

Tia: Bom dia, aqui é a floricultura?

Dono da loja: Não, aqui é a loja de eletrônicos. Abrimos recentemente. Por enquanto, vendemos sapatos e meteoritos aqui. Quer comprar?

Galleom: Não, obrigado.

Tia: Galleom, pule na esquina para a esquerda!

Galleom: Xá comigo!

O Galleom pula mais alto que puder até bater a sua cabeça em um passarinho voando por aí!

Galleom: Ai... Minha cabeça!

Tia: Ai! Cuidado! Não bata neste pote! Cuidado com a árvore! Olha o buraco! Não se distraia com esta bananeira! Socorro! QUERO DESCER!!!

Galleom: Afe, você é reclamona também...

Tia: Mas você também é um péssimo motorista! Olha quanta confusão você fez neste vilarejo!

Várias pessoas estavam reclamando sobre a bagunça da vila! Galleom bateu a cara dele na maioria das paredes, destruiu alguns potes no caminho, assustou os trabalhadores e arruinou algumas mercadorias das lojas.

Tia: Idiota! Acho que o garoto verde fez uma escolha horrível!

Galleom: Jeez... Me desculpa! Mas, finalmente chegamos nesta floricultura, não?

Tia dá uma tapa no rosto do Galleom, antes de descer nas costas do Galleom!

Galleom: AI! Por que fez isso?!

Tia: Essa por ter quase me matado de susto e ter bagunçado uma boa parte do vilarejo.

Os dois entram numa loja de floricultura.

Dono da loja: Ah! Minha cliente preferida! Bom dia, tia! Que tipo de erva você deseja comprar hoje?

Tia: Hoje, eu desejo comprar mais ervas de calmante da dor e Aloes.

Dono da loja: É pra já! E virá de boa qualidade, senhorita Tia!

Galleom: Como é que ele te reconhece, Tia?!

Tia: Apesar de eu ficar presa nesta cidade, eu sempre vou na loja dele tantas vezes que ele gostou de mim.

Dono da loja: Aqui está! Só custam 50 moedas!

Galleom: Moleza! Aqui es... Oh, oh! Aquele maldito clone meu roubou as moedas!

Tia: Relaxa! Deixa que eu mesma pague isso!

Dono da loja: Obrigado pelas compras! Tenha um bom dia, senhorita!

Tia: Obrigada!

Galleom: Beleza!

Tia: Tô vendo que você não aprendeu muito os modos de educação. Sua família não te ensinou a ser educado?

Dono da loja: Hahaha... É assim mesmo, Tia! Sempre lidei com uns pestinhas mesmo...

Tia e Galleom saem da loja!

Galleom: BELEZA! Agora é voltar para a sua cabana e rápido!

Tia: Tá legal, mas, vamos voltar em PÉ, ouviu, Galleom?!

Galleom: Hunf...

No meio do caminho, um robô gigante aparece do nada!

Galleom: GAH! O QUE É ISSO?!

Tia: Um robô? Nunca vi isso de verdade aqui...

Robô gigante: EU SOU O ROBÔ PERFEITO G-0113M. PELAS ORDENS DO MR. GALLEOM, VIM AQUI PARA DESTRUIR ALEX KIRBO. IDENTIFIQUE-SE.

Galleom: Hum...

1. Eu sou o Galleom!

2. Eu sou o Alex!

3. Eu gosto de salsichas, quiejos e cachorros quentes!

Tia: É óbvio! Escolha a primeira opção!

Galleom: Posso te chamar de Gollem? Seu nome é difícil de pronunciar...

G-0113M: O CODENOME É G-0113M! SE NÃO RESPONDER, TEREI QUE DESTRUIR VOCÊ.

Galleom: Então tá! Hahaha! Seria iditoice se eu escolhesse a opção 2...

G-0113M: ALERTA! ALERTA! ALVO ALEX KIRBO FOI ENCONTRADO! INICIAR MODO DE BATALHA!

Tia: E você é o cara mais idiota que já encontrei! Vou voltar para a cabana!

Galleom: ESPERA!

G-0113M: LANÇAR MISSEÍS!

Tia: AH! Ele é perigoso!!!

G-0113M lança misseis! Mas, o Galleom pega a Tia e a mercadoria e foge do golpe!

Tia: Ufa... Obrigada, Galleom... Mas, era para você ter escolhido a primeira opção! Por que você mentiu para ele?!

Galleom: Ele ouviu errado do que eu disse... Ops...

Tia: Minha cabana está mais próxima daqui! Segure-o até eu voltar!

Galleom: Certo!

Tia foge da luta!

Galleom: Tá legal, monstro feioso... Quer um pouco de Galleom? Vem me pegar!

G-0113M: INICIAR SISTEMAS DE COPIAÇÃO!

Galleom: Lá vem ele!

G-0113M Levanta os seus braços e cai uma figura do Randy! G-0113M copia um garoto chamado Randy!

Galleom: Mas o quê?! Oh, oh!

G-0113M: SISTEMAS DE COPIAÇÃO COMPLETO! INICIAR MODO DE BATALHA! ATIVAR GOLPE COPIADO: PSI GELO β!

Galleom: GAAAAH!!! Demais! GAAAAAH!!!

G-0113M joga uma magia cúbica e joga até no Galleom! Como que o golpe era lento, Galleom foge! Mas, ele criou um bloco de gelo depois!

Galleom: Nossa! Parece até a magia de gelo da Linh!

G-0113M: ALVO FUGIU DO ATAQUE! MAS, NÃO VAI DESVIAR ESTA! ATIVAR GOLPE COPIADO: PSI TROVÃO α!

Galleom: Agora vem o golpe do Alex!

G-0113M cria um raio que voa até o céu!

Galleom: Errou? HAHAHA!!! VOCÊ ERROU, SEU RUIM DE MIRA!

Mas, um raio cai no Galleom!

Galleom: Ai! Isso doi!

G-0113M: ALVO ACERTADO, MAS, AINDA SOBREVIVE... ATIVAR GOLPE COPIADO: PSI FOGO β!

Galleom: Eu não sou o Alex! EU SOU GALLEOM!!!

G-0113M cria uma linha de fogo! Mas, o Galleom tenta se esconder atrás do cubo de gelo que o G-0113M criou! Fugiu do golpe, mas, o PSI Fogo derreteu o gelo!

Galleom: Grr... Não vou ficar fugindo disso para sempre! Yoyo-riken!

G-0113M: RESISTÊNCIA É INÚTIL. VIDA LONGA AO DIMENTIO E MR.GALLEOM.

Galleom joga o seu yoyo-riken! Mas, o G-0113M voa em cima do Shuriken! Galleom puxa o seu shuriken de volta, acertando as costas do G-0113M! Mesmo assim, o robô recebe pouco dano!

G-0113M: RESISTÊNCIA É INÚTIL. VIDA LONGA AO DIMENTIO E MR.GALLEOM.

Galleom: Grr... Não tá me vendo, seu besta?! EU SOU GALLEOM! Pare de me atacar, por favor!

G-0113M: É INÚTIL TENTAR ME ENGANAR, VOCÊ SE IDENTIFICOU COMO ALEX KIRBO.

Galleom: Olha, me desculpa! Eu falei errado!

G-0113M: TARDE DEMAIS PARA SE DESCULPAR, ALEX KIRBO! MISSEIS!

De novo, G-0113M joga os seus misseis! Mas, Galleom desvia de novo!

Galleom: Ha! Eu já desviei uma vez! Não adianta tentar me pegar com o mesmo golpe!

G-0113M: NÃO CONTE COM A SORTE, ALEX KIRBO. ATIVAR GOLPE COPIADO: PSI CINESIS!

Galleom: Oh, droga...

G-0113M replica o PSI Cinesis! O robô guia os misseis até o Galleom!

Galleom: Droga! Vou fugir daqui! Ou será que...

Os misseis guiam o Galleom! Mas, o Galleom tenta fazer os misseis acertarem a árvore!

G-0113M: IDÉIA REPROVADA, ALEX KIRBO.

Galleom: Meu nome é Galleom!

Os misseís desviam as árvores e continua seguindo o Galleom.

Galleom: Hmm... Parece que toda vez que o robô usa sua magia copiada, ele parece ficar um pouco cansado... Será que eu...

Os misseís continuam seguindo o Galleom! Galleom guia os misseis até o G-0113M!

G-0113M: VOCÊ NÃO VAI ENGANAR O ROBÔ PERFEITO G-0113M, ALEX KIRBO! ATIVAR GOLPE COPIADO: PSI GELO β!

Galleom: Eu não vou te enganar uma ova! Você quem vai se enganar!

Então, o Galleom faz uma cambalhota, fazendo que o Psi gelo β congele os misseís, cancelando o golpe, e ele rola até chegar ao cristal na cabeça do G-0113M!

G-0113M: ALERTA! ALEX KIRBO ESTÁ NA FRENTE! ALERTA!

Galleom: Eu vou te lembrar mais uma vez, sua sucata velha: eu sou Galleom! Precisão!

G-0113M: ALERTA! ALEX KIRBO ESTÁ NA...

Galleom perfura o cristal na cabeça do G-0113M com a sua adaga!

G-0113M: BZZZZT!!! DANO CRÍTICO! BZZZZZT!!! ATIVAR GOLPE COPIADO: COMBINAR PSI! FOGO E TROVÃO β!

Galleom: O QUÊ?! Ele pode misturar suas magias?!

Só o Randy pode, mas, como que o robô está copiando ele, G-0113M cria trovões flamejantes e joga no Galleom! Galleom desvia uma, mas, a outra iria cair no vilarejo!!!

Galleom: Oh não!

Linh: Criação de gelo: Fimbultvr!

Alex: Copiar habilidade: Barreira de gelo!

Linh e Alex criam uma barreita de gelo e bloqueia o segundo trovão flamejante do G-0113M!

Galleom: Alex! Linh! São vocês mesmos?!

Linh: Ufa... foi bem a tempo!

Alex: Olá, Galleom! Chegamos a tempo?

Tia: Eu já recuperei eles, mas, eles não poderão te ajudar diretamente, Galleom.

Galleom: Sem problemas! Estou quase acabando a batalha!

G-0113M: ESTOU VENDO... MAIS TRÊS ALEX KIRBOS... ROBÔ ESTÁ CONFUSO... ROBÔ DESTRUIR TODOS OS ALEXS!

Alex: Ei! Esse robô tem algum problema?

Galleom: Não... Ele teve seu cristal danificado... Eu vou cuidar dele! Esta batalha é minha!!!

Linh: Boa sorte!

Galleom: Hã? Sei não... O que está acontecendo comigo? Já sei! Estilo vento! Jutsu dança das folhas cortantes!

G-0113M: ATIVAR GO-OLPE CO-OPIADO: PSI CINESIS: FOGO, GELO E TROVÃO Ω!

Galleom arranca todas as folhas restantes que não foram queimadas ou congeladas e joga até o G-0113M! Galleom fatia o robô em pedacinhos antes do robô usar o seu golpe (na verdade, do Randy) supremo.

G-0113M: BZZZZT... MISSÃO DE ANIQUILAR ALEX KIRBO: FALHADO... BZZZZZT...

O robô G-0113M explode! Vitória!

Galleom: Vitória! Yeah!

Tia: Parabéns, Galleom! Mas, você também destruiu uma certa parte florestal...

Galleom: Ah, sem drama! Eu e o robô só destruímos as gramas! As árvores e o vilarejo estão salvos, não?

Alex: Acredito que a grama também era muito importante...

Linh: Pelo menos, você finalmente fez uma coisa certa! Vamos descansar, aonde?

Alex: Que tal irmos para a praia, para a gente comemorar a vitória do Galleom? Ouvi que a praia apareceu de repente junto com aquela montanha de Ski!

Todos: Viva!

EPILOGO

Linh: Alex?

Alex: Sim?

Tia: Queremos conversar com você.

Alex: Qual é o problema?

Linh: Eu e a Tia estavamos conversando sobre uma coisa, e percebemos uma coisa bem melhor...

Alex: Qual?

Tia: Achamos melhor que você tire o Galleom do grupo.

Alex: Por que?!

Linh: O Galleom só fez muitas besteiras até agora. Nem o próprio autor de acordo com ele, gosta do Galleom.

Alex: Mas, aquele Galleom é muito mais legal! Apesar de ser meio bobo, ele não fez muita coisa ruim...

Linh: Ele me chamou de idiota, roubou o dinheiro dos outros, tirou a sua habilidade poderosa e prática, e roubou os nossos tempos do episódio. Ah! E não vamos começar com esta história daquele Anti-Galleom.

Tia: Ele bagunçou a vila e também atraiu o robô gigante que potencialmente pode destruir a vila.

Alex: Sobre o Galleom do mal, que tal chamar o nome bem pior para ele? Godofredo de agora em diante?

Linh: Este nome é horrível! Eu adorei! Mas, mesmo assim, aquele ninja não fez muita coisa legal para a gente.

Alex: Ah, deêm ele uma chance! Ele pode ter cometido uns erros terríveis, mas, pelo menos ele também salvou as nossas vidas e deixa a história bem engraçada!

Tia: Linh, eu também não conheci ele direito, dê ele uma chance...

Linh: Hunf, tudo bem, Alex... Vocês decidem... Agora, vamos relaxar na praia...

E fim do episódio 5! Vejo vocês no episódio 6!

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   Sex 14 Set - 19:35

Episódio V- O Réptil Gigante

Ah! Finalmente, a luz da inspiração me iluminou! Mas não a da criatividade...
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
EDDY: Ceeeerrto... e o que é o cocolé?

TAILÂNDIA: É uma mistura de coco com picolé!

EDDY: Não seria picolé de coco?

TAILÂNDIA: Jamais! Isso faria sentido!

EDDY: Ok então...

ERIC: Epa... o que é aquilo ali... CUIDADO!

De repente, um arranha-céu estava prestes a cair em cima do grupo, então logo todos se afastaram da possível área de impacto do prédio, quando caiu no chão fez um estrondo absurdamente alto, e uma onda de choque o suficiente para fazer com que todos ao redor fossem empurrados e caíssem no chão.

ERIC: Agh! O que causou isso?

PADEIRO: Acho que foi aquilo...

Então, perante as cinzas daquele prédio aparece o...

EDDY: GODZILLA?!

ERIC: O que você sabe sobre ele?

EDDY: Bem, eu sei que ele é um réptil gigante que gosta de destruir cidades.

ERIC: Perfeito, tudo que nós precisamos saber...

PADEIRO: E... como vamos derrotar esse pãotário gigante?

Tailândia fica paralisado por alguns segundos e depois volta si

EDDY: Ah, os efeitos das piadas... nossos cérebros já se acostumaram com isso... mas não foi muito legal.

TAILÂNDIA: Que nada! São os marcianos do planeta Vegeta que controlam meu cérebro por meio de um chip!

ERIC: Ceeerto... tive uma idéia! É totalmente insensata e suicida, mas é uma idéia.

EDDY/PADEIRO: Qual?

ERIC: Vamos subir pela cauda dele!

EDDY: Mas isso seria perigoso pra caramba... adorei.

Então, eles esperaram o Godzilla virar de costas para eles, para poderem subir pela cauda.Após alguma espera, eles conseguiram que o réptil gigante ficasse de costas para eles, e assim tentaram subir, é claro que não foi muito fácil, o monstro balançava a cauda loucamente, sentindo aquelas cócegas na cauda.

EDDY: Tive uma ideia!

Eddy então pega sua alabarda e finca-a na cauda do monstro, causando uma dor imensa.

EDDY: Façam o mesmo, alguma hora ele vai agonizar tanto que vai perder o equilíbrio!

Então, Eric, que não tinha nehuma arma, fez multi-clones das sombras e mandou todos espancarem a mesma parte da cauda, o monstro estava sentindo, o que para nós seriam como se 100 abelhas picassem ao menos 5 vezes o mesmo lugar, Tailândia sacou sua espada e começou a estocar e cortar furiosamente a cauda dele, e o padeiro fez algo que parecia uma bomba atômica de trigo, e jogou, foi o suficiente para o bicho perder a cauda (e muito sangue) e, como Eddy previu, caiu agonizando de dor, felizmente ele caiu em uma rodovia larga e não causou tanto dano às casas ao redor.

ERIC: Agora, ataquem a cabeça!

O grupo foi correndo atacar a cabeça, e digamos que, não foi uma cena muito bonita, tripas e sangue voando para todos os lados, e uma cabeça de réptil gigante decepada.

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mr.Galleom
The Gah One
The Gah One
avatar

. : Quase um fantasma
Mensagens : 886
Sanidade : 4

MensagemAssunto: Episódio 6 - Maravilhas   Seg 17 Set - 19:22

Episódio 6 - Maravilhas

http://www.youtube.com/watch?v=CSdNxXGUaRU

Silver, Alloy, Sprit, Azelia e Yukie caminham por Tangelo, indo em direção à uma mansão que dizem que contém a chave para a saída da cidade.

Azelia - Ei, senhor Alloy! É verdade que exista uma coisa que faça a gente sair da cidade? Minha mãe sempre diz que não tem como sair...

Alloy - Quem sabe? De qualquer forma não há motivos para sairmos da cidade, não é?

Azelia - Eu sei, mas...

Sprit - Ei, tio Alloy! Ainda falta muito? É muito chato ficar só andando e andando e andando...

Alloy - Bem, ainda falta bastante para chegarmos.

Sprit - Ahh, que chato! Ei, Yukie, Você lembra de alguma outra Maravilha de Tangelo? Uma que esteja mais perto.

Yukie - Hum... Deixa eu ver... Tem a Escada Mágica!

Sprit - Parece legal! Onde é?

Yukie - Se não me engano, é na rua Sequoia!

Alloy - Sequoia, é? Fica mais ou menos no caminho, querem ir lá?

Sprit - Isso! Sim, vamos lá!

Silver - É uma boa ideia ficarmos desviando do caminho?

Alloy - Haha, deixe eles se divertirem, além do mais, o Sprit pode ser irritante quando está entediado.

Silver - *suspiro* está bem, vamos lá...

Alloy - Certo, então vamos virar à direita bem ali...

-----------------------------

Randy - Hm... *engole bolinho* então... Orange?

Orange - Sim?

Randy - Tem alguma forma de se sair da cidade?

Orange - Hã? Não, quem está aqui na cidade não pode sair.

Orange - Se bem que eu pensei que era isso senso comum, mas é verdade, vocês são novatos na cidade, não é?

Randy - Mas tem essa barreira, vocês nunca tentaram fazer nada quanto à ela? Aquele cara, o Alloy parece ser bem poderoso, quem sabe ele pode fazer alguma coisa?

Orange - Há! Aquele convencido não conseguiria nunca quebrar a barreira! Ele pode posar como um todo-poderoso, mas fique sabendo que eu sou bem mais forte do que ele!!

Randy - Hã... Ceeeeerto...

Orange - Ah, me desculpe, eu me empolguei um pouco, mas enfim, eu tentei quebrar a barreira, mas todos os meus esforços foram inúteis.

Randy - E ninguém mais da cidade tenta sair?

Orange - As pessoas da cidade estão acomodadas na cidade, estão bem, com todos os recursos necessários, então ninguém se interessa em sair. Não são amibciosas como eu.

Randy - Ceeeerto...

-----------------------------

http://www.youtube.com/watch?v=eZ8LtJlzvyU

Alloy - Aqui estamos! Rua Sequoia!

Yukie - Hm... Acho que vi a foto desse lugar... Acho que é por aqui...

Yukie anda devagar, observando os detalhes da rua, então acaba chegando em uma escada, com corrimões dos dois lados, que leva à uma praça redonda.

Yukie - Aqui! É igualzinho à foto!

Azelia - Oh! Legal, parabéns, Yukie!

Yukie - Hehe...

Sprit - Então, o que essa escada tem de demais?

Yukie - Bem, de acordo com o que me disseram, dizem que se nós contarmos os degraus de cima pra baixo, vamos contar um número diferente se contarmos de baixo pra cima!

Sprit - É mesmo? Vamos lá!

Silver - É sério? *suspiro*

Azelia, Yuzie e Sprit vão à beira do topo da escada.

Azelia - Vamos lá, nós três juntos!

Os três - Um! Dois! Três!

-----------------------------

Randy - Só sobraram três bolinhos, que pena, esses bolinhos são realmente bons, vou guardar esses para depois...

Randy - !!

Orange - Bem, aqui estamos! A fazenda de abóboras de Tangelo!

Randy - Noooossa! Quem diria que teria um lugar como esse dentro da cidade, que incrível!

Randy e Orange chegaram numa grande fazenda de abóboras. Era um imenso lugar, onde podia se ver abóboras até a vista não podia alcançar. Haviam também algumas árvores espalhadas aleatoriamente pela fazenda, que se destacavam por ser grandes, em contraste às abóboras.

A luz laranja do Sol fazia a visão ainda mais incrível, com as abóboras refletindo a luz do Sol.

A fazenda, porém, estava estranhamente rodeada por prédios. Assim que acabava a plantação, haviam esses prédios, de forma que daria para alcançar abóboras das janelas dos prédios

Randy - Essas abóboras são bem incríveis!

Randy dá uns tapas de leve numa abóbora próxima

Randy - Parecem ser abóboras de alta qualidade, e são bem grandes! Bem, a maioria delas, pelo menos.

Orange - Você parece ser bem contemplativo, não é? Eu não me interesso por esse tipo de coisa.

Randy - Uma pena não aproveitar as abóboras...

Orange - Bem, durante o festival da colheita, nós fazemos esculturas com as abóboras, eu costumo fazer esculturas de mim mesmo, não há forma melhor de contemplar, não acha?

Randy - (Que desperdício...)

-----------------------------

Os três - Trinta e um... Trinta e dois... Trinta e três!

Sprit - Você tem certeza de que é essa a escada?

Yukie - Absoluta!

Azelia - Mas deu a mesma coisa quando contamos de cima pra baixo!

Yukie - Bem... Talvez a gente tenha contado errado...

Azelia - Então vamos lá! Vamos contar tudo de novo!

Yukie e Sprit - Certo!

Os três - Um... Dois... Três...

Silver - *suspiro*

Alloy - Veja pelo lado bom... Eles parecem estar se divertindo!

-----------------------------

Hã? O que é aquilo?

Uma grande máquina que mais parecia um aspirador de pó gigante, ao longe, suga algumas abóboras com um grande tubo.

Orange - Ah? Aquilo é o "Grande Robô Pegador e Atirador de Abóboras do Grande Orange", fui eu quem fiz!

Randy - Percebe-se...

Orange - Ele pega as abóboras e as leva para um outro robô, o "Grande Robô Carregador e Entregador de Abobóras do Orange" (eu também fiz esse!), e esse robô as entrega para as pessoas da cidade. Impressionante, não é?

Randy - Esses nomes... Foram você quem escolheu, não é?

Orange - Como adivinhou?

Randy - ...

-----------------------------

Os três - Trinta e dois... Trinta e três!

Azelia - Deu na mesma...

Sprit - Que chato...

Yukie - Mas foi o que me disseram...

Alloy - Provavelmente a pessoa quje começou esse boato deve simplismente ter contado errado

Sprit - Que tédio, podemos ir ver outra coisa agora?

Yukie - Bem, tem o "Beco da Duplicação", deveria estar num beco da rua Juazeiro. Dizem que se você for pra ele, você vai ser duplicado!

Sprit - Mesmo? Parece ser divertido ter outro de mim pra brincar!

Alloy - Juazeiro? Fica perto daqui!

Azelia - Pode os levar para lá, senhor Alloy?

Alloy - Claro! Vamos lá!

Alloy leva as crianças à uma rua dois quarteirões dali. Silver acompanha atrás, mas sem muitas esperanças de que irá encontrar o meio de se sair da cidade.

Yukie - Ah, é aqui mesmo! Vamos ver... Aquele beco! Vamos lá!

O grupo vai para o beco que Yukie tinha apontado. Era um beco um tanto escuro, quando se comparado ao resto da cidade, ainda que estranhamente laranja, com muito entulho espalhado.

Sprit - E agora? Deveria acontecer alguma coisa?

Yukie - Bem... Disseram que a pessoa tinha andado até o fundo, e olhado pra direita, quando ele se viu duplicado!

Sprit - Legal! Vamos lá!

Azelia - Tudo bem... Com calma...

Os três andam em direção ao fundo... Então eles olham para direita! Revelando...

Sprit - Um espelho? Ahhh, que tédio.

Alloy - Haha, a pessoa deve ter olhado o próprio reflexo e achado que tinha sido duplicado;

Azelia - Faz sentido...

Yukie - Ah, acho que deveríamos ir agora pra mansão!

Sprit - É, aqui é um tédio.

Alloy - Haha, tudo bem...

-----------------------------

Randy - Bem, enfim, acha que eu posso levar uma abóbora? Acho que posso fazer umas receitas incríveis com essas abóboras!

Orange - Mesmo? Eu não sou tão fã de comida como o chefe da cidade, mas enfim. Você pode pegar uma! As abóboras são para todas as pessoas. (Ainda que eu tenha colocado meu nome em algumas)

Randy - Hã, tudo bem, vou pegar aquela ali!

Randy pega uma abóbora pequena, provavelmente a única que ele consegueria carregar.

Randy - Aaaaaqui!

Randy - Prontinho!

Mas então, o Robô Sugador do Orange repentinamente ficou rodando e fazendo barulhos estranhos!

Randy - O que é isso?

Orange - Sei lá...

Randy - Mas não foi você quem fez aquilo??

O Robô treme um pouco... E atira uma abóbora em Randy!

http://www.youtube.com/watch?v=hCjtZ2u_1i4

Randy - Ahh!

Randy desvia da abóbora, mas deixa cair a abóbora dele no chão!

Randy - Que ótimo, mais máquinas loucas. Como se as de Ninestar não fossem o suficiente.

O robô atira mais outra abóbora!

Orange desvia da abóbora.

Orange - Por, por que está nos atacando?

Randy - Não tenho certeza, mas me dê cobertura, vou preparar para atacar!

Randy - Orange?

Orange (saindo de fininho)- Er... Aguente um pouco! Eu volto já com meu Laranja-bô!

Randy - Mas... *facepalm*

-----------------------------

http://www.youtube.com/watch?v=iPPIyV7o5uM

Alloy - Estamos quase chegando! Basta passarmos por esse pequeno bosque, que chegamos!

Alloy - Hã?

Alloy coloca a mão direita, aparentemente com um comunicador, na orelha.

Alloy - Já estou indo!

Silver - O que foi isso?

Alloy - Um ataque de monstros! Tenho que ir!

Sprit - Legal! Podemos ir?

Azelia - Mas assim, não daria tempo pra vermos a mansão hoje...

Yukie - Mas também não podemos ir lá sem um adulto!

Alloy *correndo na direção oposta à do bosque* - Não se preocupem! Silver vai cuidar de vocês!

Os três olham para Silver, estranhando ele.

Sprit - Ele parece bem fraco. (e mulher também)

Silver - *suspiro* acho que não tem outro jeito... (e eu não sou mulher)

O grupo anda através do bosque...

Yukie - Ah sim! Esse bosque! Cuidado com as árvores! Dizem que se você bater forte o suficiente em uma delas, um monstro aparece! (o que é ruim, quando se está sem o tio Alloy...)

Sprit - Ah é? Legal!

Sprit para um pouco e fica olhando algumas das árvores.

Silver e as crianças passam do bosque, encontram uma grande grade! A grande está trancada com um cadeado estranhamente grande, e atrás dela, dá para se ver uma grande mansão.

Silver - Hm... Parece bem trancado...

Yukie - Eu imagino o tamanho da chave pra abrir isso... Deve ser ENORME!

Azelia - É verdade... Ei, esperaí. Cadê o Sprit?

Sprit - Heyaaaa! *BAM*

Sprit se joga numa árvore do bosque! Azelia e Yukie vão atrás de Sprit!

Sprit - Aiai... Essa doeu...

Yukie - Ei, o que está fazendo? Assim você pode chamar o monstro!

Sprit - Ah, e daí? Eu posso me bem virar sozinho. E isso é só provavelmente um boato também mesmo... (E fazer isso é divertido)

Sprit se levanta e se joga numa numa outra árvore!

Azelia - Pare com isso! Você está agindo como um idiota!

Sprit - *BAM* Uff. Nada aqui també- Woaaah!

Sprit começa à flutuar!

Azelia - O, o que está fazendo? Desça já aqui!

Sprit - Nã, não consigo! Tem, uma, coisa, norjenta, me, segurando!

Yukie - Se, será o monstro da lenda? *glup* Ahhhhh!

Azelia e Yukie vão correndo e gritando em direção de Silver!

-----------------------------

Randy - Psi Fogo Alpha!

Randy cria o símbolo do Psi fogo alpha !

O robô atira uma abóbora! O Psi fogo atinge a abóbora, e a abóbora explode no meio do ar!

Randy - Afe, quem diria que abóboras seriam uma boa defesa?

O robô atira mais duas abóboras! Randy usa psi fogo alpha novamente! Ele acerta uma das abóboras, que explode no ar! A outra abóbora acerta uma árvore próxima, fazendo com que um galho grosso e resistente caísse.

Randy - Hum... Isso vai ter de dar.

Randy corre e pega rapidamente o galho!

Randy - Eu preciso de uma arma mesmo.

-----------------------------

Silver - Sprit!

Sprit - Ajuda!

Silver encontra Sprit, mas quando eles chegam perto, o monstro invisível aparentemente foge em direção da mansão!

Silver - Você não vai fugir de mim!

Silver persegue o monstro, indo aos portões trancados, mas quando Silver chega, Azelia e Yukie também estão flutuando!

Azelia/Yukie - Ahhh!

De repente, a coisa que fez as crianças flutuarem começa a ficar visível! Um lagarto gigante aparece! Ele segura as Azelia e Yukie com seus braços e Sprit com a língua!

http://www.youtube.com/watch?v=6b7FLER8udo

Silver - Um Camaleão Oculto? Como não senti a presença dele antes?

Os olhos do Camaleão se viram para Silver... E ele lança esferas arco-íris com seus olhos! As esferas de energia vão em direção de Silver!

Silver invoca duas espadas, e as usa para defender das esferas de energia!

O camaleão começa a ficar invisível de novo!

Silver - Ah, você não vai não!

Silver invoca mais uma espada e as lança! Ele acerta os braços e a língua, libertando as crianças!

Silver - Fujam!

Azelia, Yukie e Sprit fogem em direção da floresta!

Silver - Agora é só entre nós dois...

-----------------------------

Randy corre em direção do robô-aspirador!

o robô atira consecutivamente três abóboras, mas Randy desvia delas por pouco!

Randy - Psi gelo gamma!

Randy cria o símbolo do Psi gelo gamma! O robô fica congelado!

Randy pula para bater no tubo! Randy acerta em cheio!

-----------------------------

O camaleão lança mais esferas de energia, mas Silver defende!

O camaleão aproveita, e fica invisível!

Silver - Não pense que consegue se esconder!

Silver se concentra... E consegue localizar a energia do camaleão!

Silver lança quatro espadas em direção ao camaleão!

-----------------------------

Randy - Só mais um pouco...!

Mas, de repente, o robô começa a ficar vermelho! Ele está se super-aquecendo! O robô descongela!

Randy - Se descongelou? Vamos ver se posso congelar de novo. Psi ge-

O robô interrompe Randy lançando várias abóboras em direção ao céu!

Randy - O quê? Ahhh!

-----------------------------

http://www.youtube.com/watch?v=3vgs32zo9Mg

O camaleão é acertado pelas quatro espadas! O camaleão parece estar com raiva!

O camaleão fica visível de novo e lança mais esferas de energia!

Silver - Você não se cansa de usar isso?

Silver defende do ataque com as quatro espadas!

O camaleão se aproveita, e lança sua língua nas espadas! O camaleão come as espadas!

-----------------------------

Randy foge do robô e da chuva de abóboras!

Randy - Isso até parece um Psi StarStorm... Com abóboras!

Randy fica seguro! O robô parece com raiva... E começa a girar descontroladamente em direção à Randy!

Randy - Muito bem... Psi Trovão Beta!

Randy Cria o símbolo do Psi Trovão... Mas o ataque erra, acertando abóboras inocentes!

-----------------------------

Silver - Ei! Minhas espadas!

Silver invoca as três espadas restantes, e as lança ao camaleão!

O camaleão desvia, e lança duas esferas de energia em Silver! As esferas de energia vão em direção aos lados de Silver!

Silver defende usando duas espadas, e o camaleão lança a língua ao mesmo tempo!

Silver defende com a terceira espada restante, mas o camaleão come ela!

-----------------------------

O robô continua seguindo Randy e rodando!

Randy usa psi gelo novamente, mas não tem nenhum efeito!

O robô para de girar! Ele se vira para Randy e prepara-se para atirar mais abóboras!

Randy - Lá vem mais...!

O robô assopra! Mas nenhuma abóbora sai... O estoque de abóboras acabou!

-----------------------------

Silver - Só mais duas espadas...! Melhor partir para o ataque!

Silver corre em direção ao camaleão, e lança as duas espadas! As espadas atingem o camaleão!

O camaleão revida, usando um golpe com o rabo no Silver, derrubando ele!

O camaleão usa sua língua novamente, e Silver defende usando suas espadas!

O camaleão come as duas espadas restantes!

-----------------------------

Randy - ...Parece que agora é minha chance! Psi fogo gamma!

Randy cria um símbolo de psi fogo maior, e a explosão acerta o robô em cheio!

Randy corre em direção ao robô, para bater com o bastão!

O robô treme aleatoriamente um pouco, mas se recupera! O robô começa a engolir tudo que vê pela frente!

O robô tenta sugar Randy com uma grande força!

-----------------------------

Silver se levanta com dificuldade.

Silver - Ugh... Não queria fazer isso, mas não tenho outra escolha! Vou ter de usar minha última espada!

O camaleão prepara para outro ataque...!

...

-----------------------------

Randy - Ahhhh! Muito... Forte!

Randy tenta se segurar em uma árvore, mas a ventania é forte demais!

O robô continua a tentar sugar!

...

|||||||||||||||||||||||||||||

-Vento de Prata!

|||||||||||||||||||||||||||||

Uma grande ventania acerta o camaleão gigante! O camaleão é cortado e ele desaparece no ar!

-----------------------------

Uma grande ventania acerta o robô atirador de abóboras! O robô é cortado e ele explode completamente!

|||||||||||||||||||||||||||||

Shinpi - E então? Sentiu minha falta?

|||||||||||||||||||||||||||||

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Capítulo 6: Um dia negro de Emerald, parte 1   Seg 24 Set - 19:42

As Aventuras Dimentionais Versão FireAlex!

Capítulo 2 Episódio 6: Um dia negro de Emerald! Parte 1!

Depois de relaxarem na praia de Emerald...

Galleom: Ah... A praia foi bem relaxante! Deu para esquiar e fazer castelos de areia ao mesmo tempo!

Alex: Eu sei! E era possivel a gente criar algumas esculturas de areia como obstáculos enquanto a gente esquiava! Isso foi divertido! Mas, doeu ao mesmo tempo...

Linh: Gostei mais do calor do sol! Com a minha escultura do gelo, até eu que fiquei popular entre um monte de gente na praia! É bom eu ser uma estrela, mesmo por um dia...

Tia: Também, quem não ficaria com calor com um dia quente como este? Eu também gostei da praia! Pena que não teve muitas algas hoje... Sabia que eu quase não conseguia ver você, quando você entra na água, Alex?

Alex: É mesmo! Talvez porque, o meu cabelo e o mar são verdes?

Tia: Hahaha! É verdade...

Galleom: Eu gostei mais quando estavam vendendo CACHORRO QUENTE durante a praia! Parecia uma homenagem ao ouriço azul, mas, ele estava muito gostoso, apesar de ser meio picante...

Alex: Eu também, mas, não é chamado de CHILI DOG por nada, Galleom.

Linh: Ah... Já estamos de volta com força total! Cabeças leves, descansados, energia cheia outra vez e com os nossos estoques cheios de novo!

Alex: Vamos encontrar o Glade para pudermos sair do Emerald, primeiro!

Guarda 1: Com licença, você é o Galleom?

Galleom: Sim, sou eu! O que você quer, meu amigo?

Guarda 1: GUARDAS! Encontrei o ninja malvado! Prendam-no!

Galleom: O QUÊ?! Aquele maldito ninja...

Alex: Ei, ei, ei, ei! O que está acontecendo?!

Guarda 2: Nós geralmente somos pacíficos, mas, este ninja cruel causou uns GRANDES problemas na nossa grande cidade de Emerald! Ataques furtivos, terrorismo, maltra-tando todo mundo e até invocou um ROBÔ gigante para destruir a cidade e este tal de Alex Kirbo. E achei que aquele balofo vermelho chamado Robotnik, era problemático, mas, recentemente, aquele ninja azul chega a ser pior que ele!

Guarda 1: Ei! Você vai com a gente, seu pilantra!

Galleom: Ei! Eu sou o cara errado! Me deixem em paz! EU SOU O CARA ERRADO!!!

Os guardas puxam o Galleom!

Galleom: ALEX!!! SOCORRO!!!

Alex: Ei! Deixem ele em paz!

Tia: É! Apesar de ele ser meio bobo, ele não fez nada disso!

Linh: Tem certeza? Olhe o episódio passado!

Tia: É... Tem razão... Mas, ele não maltratou ninguém!

Linh: E o episódio mais ante...

Alex: Linh! Você quer ajudar o Galleom ou não?!

Linh: Mas, é verdade!

Alex dá uma tapa para a Linh!

Linh: Ai! Por que você fez isso?!

Alex: Galleom está em apuros, enquanto você fica ajudando os guardas?! Assim a gente não vai voltar para a casa, nunca!!! O que podemos fazer para pagar o que o ninja azul fez para vocês, oh, grandes e poderosos guerreiros de Emerald?

Guarda 1: Er... Obrigado, Garoto verde... Como posso dizer... Normalmente, lei é lei. Iriamos executar este ninja cruel, mas, recentemente, chegou umas ervas lendárias que recentemente chegou em Emerald. Se chamam de “hortepimenta”. Por enquanto, só nascem aqui em emerald.

Tia: Hortepimenta? Eu não me lembro de ter uma na minha casa.

Guarda 1: É porque, é uma erva que nasceu recentemente.

Alex: Se eu pegar a erva, você libertaria o Galleom?

Guarda 1: Claro. Mas, é uma jornada perigosa e a vida do seu ninja depende desta erva. Até o peste pagar toda a sua dívida, vocês não poderão explorar o resto de Emerald!

Alex: Ok... Deixa com a gente, seu guarda...

Galleom: Alex! Preciso de ajuda...

Alex: Não se preocupa! Vamos te tirar desta enrrascada, Galleom!

Linh: Eu vou ficar aqui.

Alex: Grrr... Você é egoísta, Linh!

Linh: Eu vou procurar o Glade e tentar pegar um pedaço de roupa para você, Alex!

Tia: Eu vou com o Alex. Vou ver se a erva está mesmo naquela caverna.

Alex: Obrigado, Tia!

E assim, começamos uma saga entre o Alex e a Linh. Alex e Tia vão procurar as ervas para ajudar libertar o Galleom e a Linh vai procurar o Glade, para pegar um pedaço dele para o Alex copiar e voltarem para a casa. De agora em diante, Haverá uma separação entre os dois até os dois completarem os seus objetivos.

Galleom: Mamãe... Se eu sair daqui vivo, eu prometo parar de roubar coisas...

No lado do Alex...

Alex: Arf... Esse caminho é muito longo...

Tia: É assim mesmo, Alex... Sempre vai haver desafios para impedir o nosso progresso...

Alex: Esta floresta é bem assustadora... Espero que não aconteça de mau para a gente...

Tia: Eu acostumei com este lugar, então, sem problemas!

Uma aranha verde pega o Alex de costas!

Alex: AAAAH! Uma coisa me pegou!

Tia: Calma, Alex! Não se mexa muito!

A aranha pica o Alex!

Alex: IAU! ISSO DÓI!!! Desenho mágico: TROVÃO!!!

Desenhando o trovão, Alex eletrocuta uma aranha nas costas dele! A aranha desmaia! Mas, o Alex fica envenenado!

Alex: Sabia... Existem mesmo monstros que envenenam... Urgh...

Tia: Nossa... Você ficou mais verde que antes! Vou te ajudar, espera aí!

Com a bolsa da Tia, ela joga uma erva medicinal no Alex! Alex se livra do veneno!

Alex: Ufa... Obrigado, Tia!

Tia: De nada! Ei, Alex?

Alex: Sim?

Tia: Como conseguiu este pincel? Nunca vi um assim...

Alex: Vamos dizer que foi uma longa história, Tia... Ainda temos um longo caminho pela frente! Vou tomar cuidado para não gastar muito as suas ervas...

Tia: Tudo bem! Se for necessário, não tem problemas!

No lado da Linh...

Linh: Ufa... Sem esse ninja azul, tudo parece mais silencioso... E sem o Alex, finalmente estou livre da choradeira! Por enquanto! Vou ver o que estão vendendo!

Um cara de cartola roxa passa da Linh!

Linh: Não é possível! Glade?! Ei! Você! Estou aqui! Vem cá!

Glade: Ora, ora! Se não é um dos amigos do Alex Kirbo! O que te traz aqui, senhorita?

Linh: Não me chame assim! Meu nome é Linh!

Glade: Ah lembrei! Você era uma daquelas vitímas desse ninja cruel que estão falando. Bem que eu notei que a cidade estava agindo estranha até eu ouvir esse ninja azul. Como vai o Alex Kirbo e o seu amigo ninja azul?

Linh: Não é da sua conta! Eu estou mais forte que antes!

Glade: Tem certeza mesmo? Eu ouvi algum cara da chuva derrotar uns três garotos idiotas e jogar aqui em Emerald. Nós só nos conhecemos aqui por coincidência.

Linh: Eu vim aqui para derrotar você. É só o que você precisa ouvir.

Glade: Ah, por favor. Se você perdeu de um ninja azul da chuva, então por que você acha que pode vencer de mim? Se me der licencinha, eu vou tentar ‘’pegar’’ as coisas dos outros, senhorita Linh.

Linh: Nunca! Você nunca vai passar de mim!

Glade: Então, chega de ser bonzinho. Prepare-se para cair, sua flor do Inverno.

No lado do Alex...

Alex: Arf... Finalmente... Parece ser o lugar certo...

Tia: É... Essa plantinha? Conseguimos! Vamos libertar o seu amigo e dar o fora daqui! Essa caverna é meio perigosa...

Alex: Relaxa! É só o escuro! Colheremos duas ervas e damos fora daqui, Tia!

Depois de coletar dois pedaços da erva...

Alex: Ha! Até que não foi tão mau assim... Achei que iria ser mais difícil...

Tia: E os bichinhos venenosos que gostam de picar em você?

Alex: Tirando eles, claro...

????: Não tão rápido! Encontramos você, Alex Kirbo!!!

Alex: Hein? Quem disse isso?

Anti-Alex: Olá de novo, outro eu!

Tia: Estou vendo... Outro você?! Primeiro um robô gigante, agora você?!

Alex: Não, Tia! Ele é o meu clone malvado! Ele veio aqui para nos aniquilar!

Anti-Alex: E eu não vim aqui sozinho desta vez! Eu trouxe MEU super poderoso parceiro! Contemplem! O Robô Perfeito G-0113M 2000!

Tia: AH NÃO! Você de novo não!

G-0113M: ERRADO, HUMANA. EU SOU O ROBÔ PERFEITO G-0113M, MAS, NÃO AQUELA VERSÃO 1.0 QUE O GAROTO VERDE DESTRUIU. VOCÊ DERROTOU AQUELE DEFEITUOSO ANTES, MAS, NÃO VAI PASSAR DE MIM, ALEX KIRBO!

Alex: Er... Como assim?

G-0113M: EPISÓDIO PASSADO, VOCÊ USOU AQUELE ATAQUE DE FOLHAS PARA CORTAR ELE...

Alex: Ah! Aquele era o Galleom! Você estava enfrentando contra o seu criador! Como ousa, seu burro?

Anti-Alex: Eu o reprogramei. Enquanto ele pensar que eu sou o Galleom, ele vai me ajudar a destruir você e me tornar o verdadeiro... Você!

Alex: Obrigado a me dar a dica, seu burro. É só eu corrigir ele que ele para de incomodar a gente.

Anti-Alex: Tem certeza? Robô! Começar o sistema de cópia, imediatamente!

G-0113M: AFIRMATIVO, MESTRE GALLEOM!

Caem umas imagens da Shinpi e do Silver no Anti-Alex e Robô Perfeito G-0113M 2000! Anti-Alex imita Shinpi e Robô Perfeito G-0113M 2000 imita Silver!

Tia: Oh não... Lá vamos nós de novo...

Alex: Relaxa! Eu vou conseguir derrotar estes dois! Se esconda!

Anti-Alex: Você vai sentir a brisa da morte do vento de prata, Alex!

G-0113M: DEPOIS VAI SER FATIADO PELAS MINHAS ESPADAS FLUTUANTES!

Tia: Alex... Tome cuidado! Não quero te resgatar enquanto estes dois estiverem em pé!

Alex: Deixa comigo!

De volta para a Linh...

Linh: Criação de gelo! Lança de gelo!!!

Glade anda calmamente até a Linh!

Linh: Não me subestime! Perfurar!

Mas, Glade pega a lança da Linh com uma só a mão!

Glade: É só isso?

Linh: Te peguei!

A lança de gelo prende a mão do Glade!

Glade: Argh! Golpe sujo! Odeio golpes sujos!

Linh: Tirar o pincel da mão do meu amigo e jogar na lata de lixo também não foi legal.

Glade: Você... O que acha de eu teletransportar, então?!

Linh: Oh, oh... Esqueci que ele pode fazer isso...

Glade se teletransporta em todos os lugares possível entre o Emerald, tentando fazer a Linh largar a lança dela e jogar longe daqui!

Linh: Urgh... Vou ficar enjoada... Mas, não vou desistir de você!!!

E de volta ao Alex...

G-0113M: ATIVAR GOLPE COPIADO: CRIAÇÃO DE QUATRO ESPADAS!!!

Anti-Alex: E isto é uma faca!

Alex: Desenho mágico: Trovão!

Desenhando o trovão, Alex joga até o Anti-Alex! Mas, a espada do robô protege! E Anti-Alex joga uma faca! Mas, o Alex reflete a faca!

Alex: (Ok, Alex... Mantenha a calma... É só eu checar os golpes de cada um... Posso ganhar uma informação sobre eles... SCAN!!!)

Detectado! Anti-Alex e G-0113M mandam informações e... O quê?! Parece bem diferente que antes!

Alex: O Anti-eu está copiando... Quem é essa menina?! O nome dela é Shinpi Tekina... Ela usa espada, facas, bumerangue e uma magia de vento cortante! Não sei se eu considero o leque também... É super-rápida também! E o robô também está copiando outra menina chamada Silver! Ela sabe criar espadas flutuantes e jogar para mim!

G-0113M: ERRADO. SILVER É O SEXO MASCULINO. JOGAR ESPADAS.

Anti-Alex: Isto é o bumerangue!

Alex: Lá vêm eles! Com essas imagens femininas!

Tia: AAAH!

Alex usa o seu pincel para pular alto! Mas, G-0113M (Silver) joga uma espada para impedir Alex e Anti-Alex (Shinpi) joga um bumerangue! Alex recebe uma tacada de bumerangue e cortes em sequência!

Anti-Alex: Que fracasso...

Alex: ARGH! Seus trapaceiros! Espera! Eu aprendi a fraqueza! Shinpi é fraca contra lentidão e eletricidade! Silver tem um corpo frágil! Mas, o robô cobriu essa fraqueza com este corpo metálico... Anti-Alex tem a mesma resistência que o meu, que é a eletricidade... E eu não sei como controlar o tempo... Droga! Não adianta usar o desenho do trovão! Isso vai ser duro!

Anti-Alex: É o seu fim, garoto verde!!!

G-0113M: RESISTÊNCIA É INÚTIL, VIDA LONGA AO MR.GALLEOM E DIMENTIO!

Oh, oh! Alex, Linh e Tia parecem estar em apuros! Sem ajuda de gente forte, o grupo todo parecem estar com problemas! Como a dupla vai sair vivo? Será que o Galleom vai ser liberado? Será que eu vou comer um taco feito de burritos? Descubra isso em... (Hey, Alex) As Aventuras dimentionais, versão FireAlex! (Meu deus! Eu criei uns monstros terríveis para o Alex!)

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   Ter 25 Set - 17:08

Comentários do episódio e extras do FireAlex:

Afe, me desculpem por dividir o episódio em duas/três partes, é que eu não tenho muita imaginação e nem tempo para fazer tudo, mas, o que foi feito, foi feito.

Eu gostaria de dar umas informações para as pessoas que ainda ficaram surpresos sobre a minha escolha dos vilões, de primeira aparição, costumes, até os golpes.

Aqui estão os vilões secundários do Time Alex! Em ordem de aparição do Crossover.

- Glade

Informação: Um "Fantasma" ladrão que possui uma habilidade rara de teletransporte. Apesar de se declarar que "veio" de Yellonde, ele na verdade é do mundo real como o Alex e os outros. Personagem original do crossover.

Personalidade: É geralmente educado, mas, também costuma roubar coisas para os menos prevenidos. Gosta de vestir com terno e chapéu roxo e "classy".

Habilidades:

+ Teletransporte: O motivo principal de porque, ele é conhecido como o "fantasma" ladrão. Ele anda em uma velocidade SUPER rápida, que até pode ignorar a barreira dos outros mundos, mas, ele não pode exatamente voltar do mundo dele com esta habilidade.

+ Cetro "classy": É mais usado para deixar mais "bonito", mas, ele também pode usar como uma espada.

+ Corte de karatê: Apesar de não parecer, ele também pode atacar de perto com as mãos, mas, ele prefere mais usar o seu cetro, quando ele batalhar.

+ Roubar: Ele pode roubar itens com quase sem barulho. Tem chances de falhar.

- Ilusão Galleom (Hey,Alex!)

Informação: Apareceu primeiramente em Hey,Alex! e Contos de elibe (Dica: Ele apareceu no lugar que você menos esperava!) Alex aparentemente, declarava que ele fosse um inimigo mortal para ele.

Personalidade: Arrogante, chato para caramba, gosta de maltratar o Alex na hora que ele quiser e mandar em todo mundo. Ele se declara que é o "verdadeiro" Galleom, que a "cópia barata" dele. (Aquele que o Mr.Galleom postou.)

Habilidades:

+ Adagas de gelo: Como a Linh, Galleom cria um cubo de gelo, e usa como adagas. Eles quebram ao tocar em alguma coisa, mas, é a única coisa que o Galleom sabe fazer.

+ Bola de fogo: Ele assopra uma bola enorme de fogo. Tem chances de queimar o seu inimigo.

+ Explosão de água: Só pode usar este golpe enquanto ele estiver perto de um lago, ou durante a chuva. Reúne várias gotas para virar uma esfera de água e joga nos inimigos. Causa um dano explosivo, que até destrói uma barreira. Também permite que o Galleom fosse imune contra a GRANDE chuva.

+ Chidori: Galleom forma eletricidade com a sua mão e corre em grande velocidade contra o seu inimigo.

+ Dança das folhas cortantes: Precisa estiver em uma floresta ou nos campos cheias de árvores e gramas. Arranca um monte de folhas e usa como projéteis para cortar a área ao redor dele.

-Robô Perfeito G-0113M:

Informação: Se declara que foi criado pelo Galleom para destruir o Alex, mas, parece que na verdade, outra pessoa fez e Galleom tomou ele... Ele é o personagem original de crossover. Ele é gigante para caramba! As boas notícias, é que ele é muito lento ao mover. Más notícias? As armas dele são gigantes também.

Personalidade: Supostamente, "leal" ao Galleom. Mas, os mecânicos espertos podem reprogramar ele para ele ser leal com outra pessoa. Mesmo assim, ele não deixa de ser perigoso.

Habilidades:

+ Foguete: Para compensar a falta de velocidade dele, o robô pode pular alto.

+ Lançar missíeis: Auto-explicativo.

+ Scan: O robô detecta os seus inimigos. Checando mais as fraquezas deles e quanto eles estão saudáveis.

+ Copiar habilidade: A habilidade mais marcante do robô. Ele pode copiar de qualquer pessoa e o estilo de luta dela, quase perfeito. Machuca bastante e é grande, mas, a velocidade do robô é muito lento para ser eficiente. (Incluindo os ataques mais rápidos, como da Shinpi, então para ele, força é mais necessário.)

- Anti-Alex:

Informações: O clone malvado de outra dimensão do Alex Kirbo. Antagonista principal de Retorno de contos de Elibe. Ele basicamente é o Alex, exceto mais malvado... E idiota. Costuma carregar um cachecol vermelho-sangue, por algum motivo.

Personalidade: Arrogante, egoísta, gosta de trapacear, gosta de se declarar que é o clone "supremo" e muito burro. Ele realmente pode aprender muitas habilidades, mas, ele não tem muitos amigos. (Por que será, hein?)

Habilidades:

+ Trovão negro: Equivalente ao desenho do trovão do Alex Kirbo. Apenas preto e sombrio.

+ Desenho negro: Clone de tinta: O clone faz exatamente que o Anti-Alex faz, menos copiar habilidades.

+ Clone de tinta kamikaze: O clone de tinta se explode, causando problemas para a pessoa que estiver perto do clone de tinta.

+ Copiar habilidade: Como o Alex, ele também pode copiar habilidades, mas felizmente, ele não sabe usar todo o potencial da pessoa copiada dele. Mesmo assim, ele consegue enganar direitinho todo mundo.

Se forem colocar estes vilões nas suas fics, lembrem-se de seguir as regras, ok?

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mr.Galleom
The Gah One
The Gah One
avatar

. : Quase um fantasma
Mensagens : 886
Sanidade : 4

MensagemAssunto: Interdimensão B - Crédulo   Qui 27 Set - 20:23

Interdimensão B - Crédulo

Andando pela cidade de Tangelo... Shinpi procura por coisas para ganhar dinheiro.

Shinpi - O que fazer agora...? Essa cidade é muito estranha, mas não vejo muitas coisas pra fazer dinheiro... (sem templos perigosos com tesouros perdidos)

Como sempre, Tangelo estava com um belo tom laranja.

Observando a paisagem, procurando por coisas que são possivelmente lucrativas, Shinpi anda por aí...

Shinpi - *suspiro* Laranjas, abóboras e cenouras, até parece que as pessoas daqui não têm nennhum tesouro sagrado...

Shinpi - Se bem que considerando o quanto essa cidade é suspeita, provavelmente deve ter... Mas onde...?

Continuando a andar, Shinpi acaba chegando em uma grande praça.

Era uma praça circular, com chão de pedra e uma árvore no centro.

Ao redor da árvore tinham algumas cadeiras para se sentar, mas o que sentava nas cadeiras eram apenas as folhas caídas da árvore.

Estranhamente, porém, haviam alguns montes de feno amarrados no meio caminho em alguns locais da praça, e eles tinham estranhamente alvos colocados neles.

Shinpi - Uau... Esse lugar é bem grande (e até que é bonito)... Ah! Parece perfeito para treinar aqui! Tem até uns montinhos de feno para eu cortar!

Shinpi - Muito bem! Vamos ver... O que treinar primeiro...?

Ela dá uma volta pelo parque, e acaba decidindo por treinar o uso do bumerangue.

Shinpi pega a bolsa... Mas não encontra nenhuma arma dentro dela!

Shinpi - O quê??? O que aconteceu com minhas armas??? Ahhh! Elas desapareceram!

Shinpi - Mas como...? Eu tomei tanto cuidado... Nem mesmo Randy ou Silver poderiam ter me roubado... Maldita dimensão! Roubando as armas de mim...

Shinpi - Maldita dimensão alternativa ladra de armas!

Shinpi - Alcalme-se... talvez tenha deixado cair por aqui...

Ela dá uma volta pelo parque, mas não encontra nada...

Shinpi - Ugh... Não encontro elas... Bumerangues deveriam voltar para os seus donos...

??? - Você falou... Bumerangue?

Shinpi - Hã?

Um cara se aproxima! Era um homem levemente gordo, com uma jaqueta abotoada verde, com uma calça e chapéu igualmente verdes para combinar. Ele também usava uma gravata borboleta laranja, que combinada aos óculos quadrados e ao sorriso, dava um ar de simpático.

????? - Olá, boa tarte!

????? - Meu nome é Price Credulo!

Shinpi - Você tem um bumerangue?

Price - Mas é claro, senhorita! Eu viajo por todos os lugares, procurando por raridades e vendendo para pessoas por preços ultrajentes!

Shinpi - Você deveria mesmo falar esse tipo de coisa para seus clientes?

Price - Ah! Aqui está, senhorita! O bumerangue meteoro! Esta belezinha acertará seus inimigos como se fosse um meteoro! Ela foi forjada por um dos melhores ferreiros de Orchid, com um meteoro de verdade!

Shinpi - Essa coisinha roxa? Hm... Não é meu, mas deve dar. Eu dou dez moedas por isso.

Price - Eu acho que não! Cinquenta moedas, nada menos! (talvez mais)

Shinpi - Mas, é tudo o que eu tenho!

Price - E porque seria meu problema, senhorita? Que tipo de vendedor você acha que eu sou?

Shinpi - Ugh... O que fazer agora...?

Price - Bem, se não vai comprar, eu vou indo.

Shinpi - Não! Er... Eu preciso mesmo desse bumerangue porque... Porque...

Shinpi - Eu preciso porque eu preciso sustentar minha família! Preciso de um bumerangue para er... Ganhar o prêmio da Convenção Anual dos Adoradores de Bumerangues!

Price - O... O que tem de errado com sua família?

Shinpi - Meu er, pai é um grande gordo que não faz nada! Um irmão meu faz o trabalho da minha mãe, como cozinhar, já que ela fugiu de casa e o meu outro irmão é um fracote que mais parece uma menininha!

Shinpi - (Afe, que mentira péssima, apesar de não ser exatamente mentira)

Price - Isso, isso é...

Shinpi - (Ele nunca vai cair nessa)

Price - Tão horrível! *sniff* *sniff*

Price - Toma! Pode ficar com o bumerangue, senhorita! Só me prometa que vai se dar bem na competição! *sniff* *sniff*

Shinpi - (!!!)

Shinpi ganha o Bumerangue Meteoro!

Price - Onde vai ser mesmo a competição, pobrezinha?

Shinpi - Vai ser na rua... Er...

*Um cara carregando uma abóbora passa*

Shinpi - ... Abóbora?

Price - Rua Abóbora, certo! Te vejo lá, senhorita!

Price sai de cena!

Shinpi - Hehe... Ganhei na loteria, que manda o Price ser tão... Crédulo? Haha...

Shinpi - Um? O que é isso...?

Shinpi - Parece... Uma luta! Hm... Vou lá ver, não vai custar nada mesmo...

Shinpi corre em direção da luta!

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   Sex 28 Set - 19:38

Dimentional Adventure

Episódio 6 – Arena (Parte 1)

Woody: Então... Essa é Emerald?

Neylizard: Não, é a casa da minha avó.

Rodolfo: Que casa enorme!

Woody: Isso foi uma ironia! Eusine, dê um tapa nele.

Neylizard: Você recebe ordens de um cão?

Eusine: Er... sim.

Eusine estapeia Neylizard.

Woody: Agora solte ele.

Rodolfo: Já? Pensei que ele iria ficar como nosso mascote...

Woody: Nunca imaginaria um mascote mais feio que esse. O objetivo era só fazer com que ele nos trouxesse até Emerald, lembra? Até que foi rápido.

Eusine solta Neylizard, que dá dois passos vacilantes para trás.

Woody: Pode ir agora.

Neylizard se vira e começa a andar pelo caminho de volta, olhando as vezes para trás, mas os heróis mal estavam ligando para o pobre Argonian. Passaram pelo portão da cidade e começaram a explorar.

Neylizard: Hum... tive uma ideia...

----------------------------------------

Estavam em Emerald agora! Uma cidade enorme, com feiras e mercadores por todos os lados, os três precisavam se espremer para conseguir passar pelo meio daquele bando de pessoas suadas, apressadas e carregando montes de peixe ou repolhos.

Pela brisa marinha e pelos diversos peixes (que eles nem sabiam que existiam) deduziram que era uma cidade costeira. Sem saber a principio para onde ir, acabaram decidindo ir até o castelo. Melhor do que procurar aleatoriamente alguém que acreditasse que eles eram de outra dimensão e que poderia ajudar.

O castelo era enorme e visto de qualquer canto da cidade, pela sua posição privilegiada era preciso apenas olhara para cima e em direção do centro da cidade. Era feito de pedras verdes que cegavam quem olhava por mais de 4 segundos.

Chegaram no castelo, mas logo nas escadas, antes de se quer alcançarem as portas duplas de madeira, foram parados por dois guardas. Olhando para os visitantes com um olhar estranho, o primeiro deles falou:

Guarda1: Auto! Têm permissão para entrar no castelo?

Woody: Não, mas temos um assunto de importância a falar com o Rei.

Guarda1: Há! É o que todos dizem!

Eusine: Mas é verdade!

Guarda2: É o que todos dizem depois de dizerem o que todos dizem!

Guarda1: Essa foi boa! Toca aqui!

Os dois se jogam contra o outro, dando uma barrigada.

Eusine: ...

Woody: E como vocês sugerem que consigamos a permissão para falar com o Rei?

Guarda1: Vire rico!

Guarda2: Ou se case com o príncipe!

Guarda1: Toca aqui!

Os dois dão outra barrigada.

Guarda2: Haha, foi boa... Agora é sério, tirando esses modos ai, vocês podem tentar a sorte na Arena. Hoje mesmo vai haver um torneio lá, o último guerreiro a ficar de pé ganha um jantar com a família real!

Eusine: Parece uma boa oportunidade! Vamos?

Em pouco tempo e com as coordenadas dos guardas, chegaram à Arena de Emerald. Enorme, devia ter capacidade para milhares de pessoas. Viram pessoas subindo as escadas para pegar seus lugares na arquibancada e pessoas armadas seguindo por um túnel.

Eusine: Acho que temos que seguir por esse caminho ai.

Woody: Eu não vou.

Eusine: Por que não? Medo?

Woody: Não é medo, é que o meu estilo de luta não combina com uma Arena como essa.

Eusine: Que desculpa de noob... Rodolfo, somos só nós dois!

Rodolfo: Nem pensar! Você prometeu que as próximas lutas seriam minhas!

Eusine: A próxima luta! E você vai lutar...

Rodolfo: Mas vou lutar tanto quando você! Quero ter lutas só para mim!

Eusine: Mas...

Rodolfo: Me deixe ir sozinho, Capeta!

Eusine: ... Tudo bem...

Rodolfo: Yeah!

Eusine: Esse grito é meu! Você ainda não tem intimidade o bastante para poder falar meu “Yeah!”! f3

Woody: Pare de reclamar de tudo, é melhor irmos logo.

E assim, Rodolfo, com um sorriso no rosto, entrou dentro da Arena pelo corredor ao mesmo tempo que Eusine e Woody entravam pelas escadas e iam até as arquibancadas. Enquanto procuravam um lugar, Eusine comprou dois pacotes de pipoca para si mesmo e um pedaço de frango para Woody, que não quis.

Estranhamente, o homem obeso sentado na frente de Eusine usava uma camisa de Super Saiya-jin e uma peruca loira enquanto comia arroz.

Woody: Isso parece bastante com o Coliseu Romano...

Eusine: Shhh! Vai começar!

Uma voz começou a ecoar pela Arena. A voz do Rei. Olhando ao redor, Woody logo encontrou o Rei sentado em uma posição privilegiada, onde poderia ver as lutas do melhor ângulo. Estava cercado de uma dúzia de guardas. Falava por meio de um grande megafone verde-esmeralda.

Rei: Bem-vindos todos a Arena de Emerald! Hoje teremos como atração o evento Duelo Obrigatório e Rotatório! Ou apenas DOR, para encurtar! Lembrando que o vencedor será dado um jantar com o Rei e comigo! Ohohoh, isso foi uma piada!

Alguns puxa-sacos, imbecis e corajosos ousaram rir. Mas pelo silêncio constrangedor geral que teve na Arena, o Rei achou que seria melhor repetir, caso os súditos não tivessem escutado.

Rei: Um jantar com o Rei e comigo! Ohohoh, isso foi uma piada! Eu sou o Rei... então deveria ter dito apenas uma coisa, entendem? Piada?

A maioria dos súditos decidiu rir. O Rei percebeu que o público era do tipo simplório, não do tipo que entenderia piadas geniais como aquela no momento em que fossem contadas.

Rei: Que dê inicio ao DOR, com a apertura da primeira porta! Lembrando que apenas um pode ficar no final!

Um portão se abriu, e dezenas de guerreiros saíram, usando suas armaduras sujas. A maioria dos lutadores não era de uma origem nobre, e suas armaduras eram velhas, surradas e até mesmo enferrujadas. Alguns usavam até mesmo de armas improvisadas, como simples cabos de vassoura.

Gordo: Vai Gokan, vai! Isso! Agora quebra aquele outro! Haha, aquele outro agora! Incrível! Vai Gokan, vai!

Mal a batalha do primeiro grupo havia começado e já dava para perceber o participante que o gordo sentado na frente de Eusine estava torcendo. Um cara grande, com um cabelo imenso e um cavanhaque estiloso, atacava a tudo e a todos com sua enorme espada de duas mãos, tão grande que chegava ao tamanho do dobro do usuário. Nas suas costas dava para se ver, na parte de trás da armadura, escrito “Gokan!!”.

As batalhas não duraram muito tempo. Com golpes para todos os lados, Gokan derrubou todos em poucos minutos, levando a plateia ao delírio. Se quer foi machucado e, se foi, não pareceu sentir.

Gordo: Ele ganhou, ele ganhou! Goukan, você é o maior!

Woody: Até parece que ele escutou daqui...

O gordo se virou, com um olhar furioso no rosto.

Gordo: O que foi que você disse, magrelo?

Eusine: Eu? Não disse nada, foi o cachorro!

Woody: Não fui... quero dizer... Au!

Gordo: Ele não fala!

Eusine: Então você deve ta ouvindo coisas.

Gordo: Sei...

Ele se virou e voltou a sentar-se no mesmo lugar, atolando seu enorme traseiro no espaço normalmente dedicado para duas pessoas.

Eusine: Cuidado com o que fala!

Woody: Do que está falando? Afinal, eu não sei falar.

A segunda porta se abriu, logo após Gokan e os derrotados saírem pelo mesmo caminho que vieram. Novamente, Rodolfo não saiu com o grande grupo de lutadores que lotou a parte central Arena. Dessa vez, quem ganhou foi uma figura encapuzada, desconhecida por todas, que ia rapidamente de pessoa em pessoa de um modo imperceptível e as derrubava com uma arma escondida debaixo da manga.

Gordo: Gokan vai ganhar fácil desse fracassado.

A terceira porta se abriu logo depois. Novamente, Rodolfo não estava no meio dos lutadores. Dessa vez, o vencedor foi uma arqueira. Ela atirava tão rápido que derrubava todos os guerreiros antes que eles pudessem ter a chance de puxar a espada.

Eusine: Eu... tenho de conhecer essa garota...

Gordo: A Robina? Há! Ela é muita areia para o seu caminhãozinho, ela rejeitou até mesmo a mim! Imagine a você!

Eusine: ...

A quarta e última porta se abriu depois que os participantes flechados no joelho conseguiram se locomovem para fora. A porta se abriu e os participantes entraram. No fim da fila, o cabelo ruivo de Rodolfo era facilmente visto no meio de todos os capacetes. O gordo se virou para Eusine.

Gordo: Você não vai torcer para ninguém?

Eusine: Estou torcendo agora! Para aquele de cabelo ruivo, segurando a espada.

Gordo: Aquele idiota que ta segurando a espada ao contrário?

Eusine: Esse mesmo!

Gordo: Há! Acha mesmo que ele vai ganhar? Mesmo que ele vença essa luta, ele nunca ganhará do Gokan!

Eusine: Veremos.

O gordo volta para sua posição inicial.

Woody: E então... o Rodolfo luta bem?

Eusine: Não faço ideia.

Na arena, Rodolfo sorria para todos que passavam se esfaqueando e fatiando. Ninguém olhava para ele ou sequer mandava um olhar ameaçador de consideração com ele.

Rodolfo: Hey! Alguém luta comigo!

Um homem com um sorriso sínico se aproximou com uma faca na mão. Avançou sorrindo, logo desabando derrotado. Rodolfo simplesmente deu uma estocada na altura do umbigo.

Rodolfo: Vamos, eu quero luta! Venham me pegar!

Revoltados ou simplesmente com vontade de espancar alguém, os lutadores começaram a cercar Rodolfo, atacando por todos os lados. Pouco foi efetivo contra o idiota, que simplesmente ficou golpeando os adversários, sempre mantando um sorriso no rosto. Em pouco tempo, os inimigos de Rodolfo estavam derrotados miseravelmente e jogados no chão.

Eusine: Há! Ele ganhou!

Woody: Ele é bom!

Gordo: Mas ele não vai ganhar do Gokan!

O gordo encara Woody de um jeito estranho, que apenas os gordos conseguem fazer. O megafone do Rei foi acionado novamente junto com um chiado, e o Rei voltou a se pronunciar.

Rei: Que batalhas emocionantes acabaram de acontecer por aqui! Como finalista temos 4 grandes guerreiros e, pela primeira vez, temos uma mulher! Sei que todos vocês já conhecem Gokan e Robina, heróis municipais, então apresentação para os dois seria algo apenas para desperdiçar o tempo. Mas temos também dois estreantes! Um deles nem se quer apresentou seu nome, portanto chamaremos de misterioso do capuz! Já o segundo é Rodolfo Crazyson, da Cidade Onde Você Começa! Vamos aplaudir aos quatro participantes!

Os quatro entraram na arena, fazendo a plateia gritar e aplaudir. Gokan e Robina foram os únicos que receberam apoio da multidão, entraram sorrindo e acenando para as pessoas que assistiam.

Gokan: Aqui nos encontramos novamente, Robina!

Robina: Gokan... Agora terminaremos a nossa disputa...

Rona se vira para Rodolfo e Gokan para o Misterioso do Capuz!

Robina: Assim que acabar com esse fracote!

Gokan: Digo o mesmo!

A batalha começou! Gokan atacou com sua enorme espada, mas o Misterioso se desviou com um movimento rápido! Antes que Gokan pudesse levantar sua espada, o Misterioso sacou uma faca e atingiu o braço do adversário!

Gokan: Há! Achoa que isso me afeta?

Novamente brandiu sua espada, dessa vez em um golpe lateral, fazendo o Misterioso se abaixar para se esquivar. Levantou-se com um salto e esfaqueou o pulso esquerdo de Gokan. Com a lâmina da faca enfiada no pulso do adversário, o homem Misterioso continuou a fazer pressão.

Gokan: Não é nada!

Agora furioso, se livrou do homem e da faca e continuou a atacar. Dessa vez, tentou acelerar seus golpes para não deixar nenhuma brecha, mas o oponente era bem mais ágil e rápido. Pulou no peito de Gokan enquanto o homem tentava dar continuidade ao seu combo.

???: Shock!

Descargas elétricas percorreram o corpo de Gokan, fazendo-o se contorcer como uma lagartixa com cãibra! Logo depois ele caiu no chão, desmaiado.

----------------------------------------

Gordo: Gokan perdeu! Para um aleatório!

Woody: Disse que ele não era grande coisa...

Gordo: QUÊ?!

Eusine: Er... o meu amigo vai vencer!

Gordo: Veremos! Ninguém derrota o Misterioso do Capuz! É o meu lutador preferido!

----------------------------------------


Robina atirou uma flecha, mas Rodolfo a defendeu, girando sua espada. Mais duas flechas foram disparadas, mas Rodolfo parou todas.

Rodolfo: É só isso? Posso continuar assim pra sempre! Bom, ao menos até me dar fome...

Robina: Ele tem a confiança e pensamento como o de uma pessoa que participou de diversas lutas... Mas no fim deve ser um lutador troglodita, como todos os outros. Diga-me, quanto é 4 + 5?

Rodolfo: Hãn? Espere um pouco...

Rodolfo guarda sua espada e começa a contar nos dedos!

Robina: Eu sabia!

Robina atirou, mirando o ombro de Rodolfo! A flecha voou em um arco perfeito em caminho de seu alvo imóvel, voando linearmente mal sentindo o ar ao seu redor...

... e foi segurada por Rodolfo. Rodolfo a pegou pelo lado e a quebrou apertando a mão.

Rodolfo: Fez eu perder a conta! Vou recomeçar... Um, dois...

Robina: Ma-mais... como?!

Rodolfo: Nove! A resposta é nove!

Robina: Como você pegou a minha flecha?!

Rodolfo: Foi fácil, e você nem é uma arqueira tão boa assim. Meu amigo Eusine é bem melhor e, apesar de eu não ter lutado com ele nunca, aprendi algumas coisas com ele e...

Interrompendo a fala, Robina atira uma flecha! Rodolfo reflete com sua espada!

Rodolfo: Flecha no joelho? Que golpe velho... Desculpe, mas vou ter de acabar com você.

Rodolfo a atinge na cabeça com o lado chato da espada, jogando-a ao chão!

Robina: Desisto, desisto, você venceu!

Rodolfo se virou para trás, vendo o Misterioso terminar com Gokan.

???: E então, só nos resta nós dois... hehe... Rodolfo, não?

Rodolfo: Sim, sou seu! E ai, tiu Misterioso! Acho que eu reconheço sua voz...

???: Não reconhece não.

Rodolfo: Não?

???: Não mesmo.

Rodolfo: Ah, tudo bem então.

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: A hora do pesadelo vai continuar   Dom 30 Set - 20:46

As Aventuras Dimentionais Versão FireAlex!

Capítulo 2 Episódio 7: Um dia negro do Emerald, a hora do pesadelo vai continuar! Parte 2!

No lado do Alex...

(-Nota, se as suas caixas do som estiverem funcionando, sugiro que toque os links que aparecerem, vai dar um bom clima.

-Nota 2: Eusine, eu chamei de "vila", porque, o grupo estava em uma parte do vilarejo. Serve como uma parte da cidade de Emerald, ao lado do reino.)

http://www.youtube.com/watch?v=QZynnMwZvwg

Alex: Argh... Como pode vocês dois trabalharem juntos? Você não prefere fazer tudo sozinho, Anti-eu?

Anti-Alex: Sim, mas, ele é uma grande arma! Ele obedece só a mim! Isso não é demais? Robô Perfeito G-0113M! Iniciar o seu programa de golpe supremo!

G-0113M: AFIRMATIVO, MESTRE! ATIVAR GOLPE COPIADO: FURACÃO DE ESPADAS!

Anti-Alex: E esta é a minha espada! Oh, oh...

O furacão de espadas suga a espada do Anti-Alex, junto com o resto das espadas do G-0113M! Como que o Anti-Alex e o robô são parceiros, Anti-Alex é imune contra o ataque do robô! Alex e Tia ficam surpresos!

Tia: Ai... Isso realmente deve doer bastante, não é?

Alex: Eu sei, mas, eles vão jogar pesado agora! Fuja daí! Saia da caverna enquanto eu paro eles, Tia!

Tia: Certo!

Anti-Alex: Heheh, O nosso alvo é você, Alex Kirbo! Vento de prata!!!

O tornado de espadas, virou um tornado! E avança até o Alex!

Alex: Oh, não!!! Vou tentar afastar isto de você, Tia!

Tia: Tome cuidado, Alex!

Alex corre feito condenado, enquanto foge do furacão cortante! Alex pula em cima de uma rocha gigante, mas, o furacão fatiou a rocha em pedacinhos, apesar de ter deixado três espadas caírem do chão, amassadas!

Anti-Alex: HAHAHA! Isso é inútil! INÚTIL! Por outro lado, estou ficando zonzo, Oooh...

Alex: Hm! Eu tive uma idéia!

Pensando rápido, Alex atrai o tornado até a próxima rocha gigante! O tornado fatia de novo a rocha gigante, sem problemas, mas, com mais três espadas amassadas e inúteis no chão!

G-0113M: JÁ ENTENDI! GAROTO VERDE QUER CANCELAR O GOLPE! NÃO SE EU IMPEDIR! LANÇAR MISSEÍS!

Alex: Haha, estes, eu posso parar! Desenho mágico: Trovão!

Desenhando um trovão, Alex joga eletricidade e joga até os misseís do robô! Os misseís se explodem no ar!

Alex: Só mais esta rocha! Calma!

Com a terceira rocha, Alex passa da rocha e o tornado destrói a rocha, amassando as últimas três espadas! Deixando o Anti-Alex caído no chão, altamente zonzo, com vontade de vomitar!

Anti-Alex: Oh... Parecia uma ótima idéia na primeira hora... Ohhh...

Alex: Só parecia. Depois que o plano é descoberto e parado, já perde a prática, Anti-eu! Copiar!

O pincel encosta no Anti-Alex! Alex rouba todos os golpes do Anti-Alex! Alex agora possui todos os golpes da Shinpi!

Alex: O quê?! Eu queria copiar de você, Aw... Pelo menos, você perdeu a habilidade...

Anti-Alex: Grrr! Você... vai... Pagar... Oh... Minha cabeça...

G-0113M: MESTRE! AS ESPADAS FORAM DESTUÍDAS! O QUE EU DEVO FAZER?

Alex: Er... Eu encontrei o Alex Kirbo! Esmague ele com um dos seus pés!

Anti-Alex: Oh... não... ele... é... o... Alex... Espera aí...

G-0113M esmaga o Anti-Alex com um dos seus pés! Squish!

Alex: Heh!

Tia: Alex! Meus parabéns! Você venceu!

Alex: Tia, do que está falando?! A luta ainda não acabou! Falei para você fugir daqui!

Tia: Mas... Enquanto você? Não posso deixar você morrer aqui!

Alex(Shinpi): Tia, confie em mim, e só assiste a luta. Eu posso vencer.

Tia: Tudo bem, Alex... Tome cuidado...

Anti-Alex: GRRR! Sua pilhas de sucata traíra! Você está matando o seu mestre!

G-0113M: SÓ ESTOU FAZENDO O MEU TRABALHO, ALEX KIRBO!

Anti-Alex pincela o G-0113M! Anti-Alex agora pega a habilidade do Silver!

Alex: Robô! Ordeno que leve a menina para um lugar seguro! Esta batalha vai ser dura!

G-0113M: AFIRMATIVO, MESTRE!

Tia: Cuidado, Alex!

G-0113M pega a Tia e sai da caverna!

Anti-Alex(Silver): Grrr... Primeiro, você não deixou eu dominar você nos seus sonhos e depois você tomou o posse no meu robô leal?! Vou ter que aniquilar você, Alex Kirbo!

Alex(Shinpi): Anti-Alex! Eu quero que me escute! Eu aprendi a crescer, importar com os meus amigos, já parei para pensar que...

Anti-Alex(Silver): CALA A SUA BOCA, SUA MENINA VERDE!!! Desenho negro: DÉCIMA ESPADA!!!

Alex(Shinpi): "Suspiro..." Tem gente que não aprende mesmo...

Anti-Alex cria uma espada enorme de vidro e joga até o Alex! Mas, Alex esquiva o golpe e dá um soco na cara do Anti-Alex, cancelando o golpe e deixando a espada de vidro cair!

Alex(Shinpi): Você devia deixar as "Damas" falarem até o fim, Anti-Alex... Eu tive alguns amigos que tiveram uns problemas bem piores que você...

Anti-Alex(Silver): Hahaha! Você se considerou que É uma menininha, Alex Kirbo!!!

Alex(Shinpi): Pode me chamar do que quiser, Anti-eu, mas nada vai me impedir de terminar a conversa. Sabe como eu consegui criar mais amigos que você, Anti-eu?

Anti-Alex(Silver): Sendo uma grande "heroína" da história, "Shinpi Tekina"? Hihihi...

Alex(Shinpi): Não. É prestar atenção nos problemas dos outros. Tentar ajudar todo mundo que precisar. Ser bonzinho, legal e engraçado para todas as pessoas que encontrar. Este é a chave principal para criar uma grande amizade, ao menos o que eu acho...

Anti-Alex(Silver): Blergh... Esta fala foi muita melosa, Alex...

Shinpi(Alex): É por isso que você nunca arrumou amigos, Anti-eu! E este é o seu fim! Sabe o meu leque? Eu vou usar ele.

Anti-Alex(Silver): Oh, oh...

A próxima cena será tão violenta, mas, tão violenta que vamos passar para o lado da Linh!

Linh: Argh... Se isso continuar, eu vou ficar enjoada...

Glade: Você não desiste, hein, Senhorita Linh?! Parece que eu vou ter que apelar pelo suicído!

Linh: NÃÃÃÃO!!! Criação de gelo: Fimbultvr!!!

Com a magia de gelo mais forte dela, Linh consegue congelar o Glade completamente!

http://www.youtube.com/watch?v=3SyM8oThJvk

Linh: Consegui...? Isso! Eu sou demais! Peguei o "fantasma" ladrão! Eu sou demais! Ahã! Ahã! Agora, Eu vou levar a escultura para a casa! Alex vai ficar orgulhoso de mim!

????: EEEEEI, Linh! Chegamos!!!

Linh: Hã? Alex! Tia! Heeeeeey, ALEX!!!

O G-0113M Está carregando vários baús de tesouros e ervas, junto com o Alex e a Tia! Tia, segurando a peruca do Silver, estava abraçando carinhosamente o Alex ao perceber que o Alex venceu a luta!

Tia: Oi, Linh! Como vai você?

Alex(Shinpi): Você está bem, Linh? O Glade foi difícil para você, não?

Linh: Sim! Eu estou muito bem, muito obrigada! E... Alex? É você mesmo? Você parece... Tão... Masculino... e Feminino ao mesmo tempo... E o que aconteceu com o Silver?

Alex(Shinpi): Heh, parece que este é o segundo efeito de copiar uma habilidade... Eu explico tudo, depois de resgatar o Galleom...

Depois de pagar o que o Galleom "fez" para o vilarejo, Alex copia o Glade congelado e deixa ele escapar depois da prisão de gelo, Glade vai parar de atacar o time Alex por um ou dois episódios por causa da generosidade do Alex. O grupo todo se reúne lá na cabana da Tia!

http://www.youtube.com/watch?v=s5_ahuBs6PU

Galleom: Ah sim! Liberdade... Doce liberdade... Eu tô com saudades do ar puro! Ah sim!

Linh: Alex... Então, você é realmente humano? Você conseguiu derrotar dois inimigos super poderosos sem ajuda de ninguém a não ser o seu pincel e a inteligência!

Alex: Eu sou sim, Linh! É o pincel que faz todo o meu trabalho! E sem ele, eu já viraria picadinho sem ele!

Tia: Ei, Alex! Pode se transformar nesse vento-de-prata de novo? Por mim, por favooor?

Linh: É Alex! Nunca vi você de Vento-de-prata!

Galleom: Quero alguma coisa para compensar umas horas de cadeia! Vamos, Alex!

Alex: "Suspiro..." Ok... Mas, não contem para ningúem, entenderam? Copiar!

O pincel toca no chapéu de aventureira! Alex copia a habilidade da Shinpi!

Tia: AAAAAH! Que lindo! Quero abraçar ele!

Linh: Uau... Você realmente parece demais! Quero lutar contra você!

Galleom: Essas roupas... São muito confortáveis para você, Alex Tekina...

Alex(Shinpi): Eu sou Alex Kirbo, Galleom! Por isso que eu não gosto de copiar muito as habilidades das mulheres...

Clic! Uma pessoa tira foto do Alex com a roupa da Shinpi!

Alex(Shinpi): Argh! O que acontceu?!

????: Olá de novo, Alex Kirbo!!!

Alex(Shinpi): Ah! Seu maldito ninja! Devolva esta câmera, agora!!!

Galleom: Olá de novo, seu Galleom do Mal! Ou devemos dizer... Godofredo!

Godofredo: Hey,Al... Espera! Era para EU ser o Galleom! Seus malditos!!!

Linh: Hahaha! Demos um nome mais horrível! Se deu mal, seu ninja malvado!

Tia: Então, você é esse "Galleom malvado" que maltratou o Alex, Galleom e a Linh, não é?

Galleodio: Exato! E eu vou mudar de nome... Me chamem de agora em diante: Galleodio!

Alex: Argh! Este nome é pior ainda! O que você quer, Galleom... Ou sei lá o que você quer ser chamado?!

Galleodio: Vamos tocar uma nova tema minha?

http://www.youtube.com/watch?v=5b1RkMYCw1U

Galleodio: Melhorou. Eu tinha lido uma pedra enorme. Diz que a pessoa que conseguir atrair muita maldade e ódio, ele vai conseguir um poder muito maior pela cortesia de um rei dos demônios. Tinha um homem que conseguiu ter um grande poder, mas o coração dele era muito fraco para manter vivo... Ele avisou que "Qualquer um pode ser o rei dos demônios enquanto tiver muito ódio em qualquer hora e em qualquer lugar..."

Alex(Shinpi): Então?

Galleodio: Eu vou superar o legado dele... E ser o cara mais malvado e mais cruel da dimensão central... Para reviver o grande mestre das trevas mais antigo ainda: Dimentio!

Galleom: Seu... Malvado! Por que você quer todo este poder, seu idiota, maluco e feio que rouba a minha identidade?!

Galleodio: Sacrifícios são necessários para conseguir um final mais satisfador. Mal posso esperar para testar o novo poder meu, no time Alex... Eu vou conseguir muito ódio por sua causa, Alex Kirbo!!!

Alex(Shinpi): Então, acho melhor a gente batalhar longe da cidade, não queremos machucar ningúem.

Galleodio: Isso é você, Alex. Eu não tenho nenhum problema de machucar ninguém no meu caminho...

Linh: Ótimo! Vamos batalhar! Mas, só tem um pequeno problema...

Galleom: Sim, Qual é?

Linh: A parte 2 já acabou.

Alex: Então, o que acha da gente fazer algumas compras, antes da batalha final, gente?

Tia, Linh e Galleom: É... Pode ser... Tudo bem... Não parece ruim...

Galleodio: Está bem... Ficar falando com esta nova voz cansa muito... Então, no topo das planícies de Emerald, episódio 8, Time Alex?

Alex: Tudo bem, tchau, Galleodio!

Galleodio sai da área!

Tia: Ei, Alex...

Alex: Sim?

Tia: Depois de terminarem a batalhar, posso juntar no grupo de vocês?

Alex: É perigoso, então, não pode se descuidar.

Tia: Não se preocupe! Eu sei alguns golpes de karatê e consigo criar névoas venenosas e também cuidar das suas feridas com as minhas poções eu também sou alquimista além de ser herbalista.

Galleom: Bem vindo ao bordo, minha irmã, Tia!

http://www.youtube.com/watch?v=cWhFQfuAi0w

Tia junta ao time Alex!

E acabou! Fiquem ligados a parte final! Time Alex vs. Galleodio!

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 7 - Arena (Parte 2)   Qui 18 Out - 20:09

Creio que ninguém notou isso no update passado, mas o Neylizard usou a magia errada!

Eu fiz ele usar o “Lightning”, mas escrevi “Shock”... Bom, é só isso. f6

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Dimentional Adventure

Episódio 7 – Arena (Parte 2)

Sem perder tempo, a figura misteriosa saltou em cima de Rodolfo com sua adaga em mãos. Rodolfo conseguia se defender da maioria dos golpes, mas o oponente conseguiu o atingir com alguns golpes de raspão nos braços e pernas.

Rodolfo: Você é um oponente divertido! Mas eu quero ganhar!

Como o verdadeiro louco que é, Rodolfo começa a atacar e desferir golpes com uma velocidade incrível! Sem ter como se defender, o oponente começa a se afastar, com Rodolfo o seguindo.

???: Isso não vai dar em nada. Você só vai se cansar.

Rodolfo: Tem razão... Nesse caso... Meu nome é: RODOLFO!

Rodolfo grita seu nome! Sem saber como ou porque, o misterioso vacila e sente subitamente um medo do adversário! Quando se deu conta, a espada de Rodolfo vinha da direção do seu pescoço! Por sorte, se recuperou do atordoamento na hora e conseguiu se abaixa, mas a espada cortou o capuz que cobria seu rosto...

Rodolfo: Draniley!

Neylizard: É Neylizard!

Rodolfo: Então é realmente alguém que conheço! Quem diria...

Neylizard: Que pena que você não vai ter tempo de contar isso para seus amiguinhos!

Neylizard enfia sua faca no braço de Rodolfo, tirando logo depois!

Rodolfo: Argh! Isso foi trapaça, tiu! Doeu!

Neylizard: A dor que você está sentindo não é nada! Você pode não ter notado, mas em uma fração de segundos eu mergulhei a lâmina em um pote contendo veneno, escondido na minha roupa! Você não vai durar mais do que um minuto!

Rodolfo: Hum...

Rodolfo golpeia Neylizard no rosto com o lado chato da lâmina, jogando-o ao chão!

Rodolfo: Que foi, reage!

Ele se levanta com um salto.

Neylizard: O veneno não o preocupou nenhum pouco?!

Rodolfo: Não. Desculpe, mas não sou atingido por veneno e nem por doenças.

Neylizard: O que?! Como?!

Rodolfo: Sei lá como! Agora vamos continuar!

Neylizard: Você não é humano!

Rodolfo: Olha quem fala!

Neylizard: Cale-se! Lightning!

Uma rajada elétrica voa da mão esquerda de Neylizard e atinge o peito de Rodolfo! Ele cai no chão mais logo levanta com um salto, bem a tempo de se defender da adaga do oponente.

Rodolfo: Trapaceiro, eu não sei magias!

Neylizard: Obrigado pela dica! Lightning!

Disparou mais uma descarga elétrica e começou a dar passos para trás, se distanciando de Rodolfo.

Neylizard: Lightning! Lightning! Lightning! Lightning!

Rodolfo foi atingido pelo primeiro golpe, indo ao chão. Mal havia ficado de joelhos quando o segundo o atingiu, fazendo-o cair de costas no chão novamente. Conseguiu se levantar defendendo de um dos golpes com a espada, e desviando-se dos outros com certa dificuldade.

----------------------------------------

Gordo: Aquele baixinho é bem resistente!

Eusine: Realmente! Eu nunca esperaria tudo isso do Rodolfo... Pensei que era só um burro imbecil...

Woody: Pelo jeito ele nos vai ser mais útil do que pensávamos.

Gordo: Hã? Quem disse isso?

Eusine: Err... Seu distúrbio bipolar.

Gordo: De novo? Droga...

Eusine: Ei, qual seu nome?

Gordo: Heh, pra que saber? Meu nome é valioso demais para sair por ai gritando para qualquer magrelo que apareça!

Eusine: Magrelo?! Tudo bem então...

Gordo: Meu nome é Gordo Fritura de Souza, sou barqueiro e mecânico nas horas vagas!

Eusine: Tinha de falar a profissão? Meu nome é Eusine Letur, sou arqueiro. E esse cachorro se chama Woody.

Gordo: E isso lá é profissão?! E seu cachorrinho de estimação tem um nome terrível.

Antes que Woody pudesse reclamar veementemente com relação a ser chamado de “cachorrinho de estimação com um nome terrível”, sua atenção e a de todos da plateia se voltaram para o centro da Arena graças a um inexplicável acesso de risadas sofrido por Rodolfo.

----------------------------------------

Neylizard: Ta rindo do que, palhaço?

Rodolfo: Meu nome é Rodolfo! HAHAHAHA!

Neylizard: Hum... Acho que as descargas elétricas afetaram o seu cérebro e... mas o que-?!

Ainda rindo, Rodolfo havia saltado e dado um golpe vertical, mas Neylizard se desviou se jogando para o lado, fazendo a espada do oponente se cravar no chão. Rodolfo rapidamente a tirou e girou, acertando Neylizard no rosto com o lado chato da lâmina.

Neylizard: A risada era uma distração!

Rodolfo: Inteligente, não?

Neylizard: Não. E não adianta de nada, se você continuar me batendo com essa parte da espada.

Rodolfo: Qual o problema? Não queria acabar arrancando seus braços sem querer, você é um cara legal!

Neylizard: Eu sou um cara legal? Eu eletrocutei você diversas vezes nessa luta, além de ter de esfaqueado com veneno!

Rodolfo: Haha, a parte do veneno foi engraçada!

Neylizard: Você é sequer humano? Você sente dor? Você ao menos pensa?!

Rodolfo: Hum... Acho que sim. Ei, vamos continuar a luta?

Neylizard: Você ta apanhando e quer continuar? Seu HP está quase em zero!

Rodolfo: Ah, é verdade! Que bom que trouxe Coca-Cola comigo pra esses casos!

Neylizard: Hãn?!

Rodolfo tira o refrigerante do bolso (?) e bebe tudo de uma vez! Os machucados se curam completamente e Rodolfo não se sente mais cansado!

Rodolfo: Me sinto incrível! Vamos continuar a luta agora?

Neylizard: Claro que não, eu não sou burro! Adeus!

Do nada, Neylizard corre e foge da arena!

...

Lembrando-se que deveria parar com sua perplexidade e agir, o Rei puxou um megafone e falou:

Rei: Rodolfo Crazyson, você é o vencedor! Aguardo você no meu castelo para jantar hoje! Espero que compareça! E não esqueça de ir de Terno!

Saindo do estado de perplexidade, a plateia começa a aplaudir e a gritar retardatariamente!

Rodolfo: Terno? Será que isso é de comer?

----------------------------------------

Gordo: Os dois em que apostei perderam! Porcaria de luta... Depois dessa eu preciso de um pouco de Bacon...

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Mr.Galleom
The Gah One
The Gah One
avatar

. : Quase um fantasma
Mensagens : 886
Sanidade : 4

MensagemAssunto: Episódio 7 - Shinpi   Seg 29 Out - 18:54

Episódio 7 - Shinpi

http://www.youtube.com/watch?v=CSdNxXGUaRU

Orange - Preparem-se, porque o todo-poderoso Orange e seu Orangebô chegou!

...

Orange - Alguém? Oi?

________________

Randy - Então, obrigado pela ajuda, Shinpi!

Shinpi e Randy andavam pela cidade...

Shinpi - É, é, de nada, eu estava só passeando por aí quando ouvi uma luta, e resolvi ver o que era, eu vi você... Lutando e resolvi acabar com aquela máquina

Randy - Bem, obrigado de qualquer forma, acho que eu estaria dentro daquele aspirador de pó gigante agora...

Shinpi - Aspirador de pó?

Randy - Haha, deixa pra lá...

Shinpi - ...

Randy - Então, faz ideia de como voltar para a casa do Loran?

Shinpi - Acho que eu já vi o suficiente da cidade. Ela tem um formato estranho, mas tenho quase certeza de que estamos no caminho certo.

Randy - Ah, espero que sim, haha...

Algum tempo depois...

Randy - Ah, eu reconheço essas ruas! Estamos quase lá...

Shinpi - Hm, já dá pra ver a casa daqui, parece que o Silver acabou de chegar aqui também...

Randy - Ah é, ei espera um pouco, parece que tem alguém com ele... Parece...!

_______________

Sprit - Mas que moça estranha... O Silver tem amigos bem estranhos...

Azelia - Isso não é legal de se falar das pessoas!

Yukie - Mas o que você quis dizer com "estranha"?

Sprit - Bem, o Silver é um cara que parece uma mulher. A amiga dele é uma mulher que mais parece um cara!

Azelia - Você deveria mostrar a ele o seu cachorro, ele parece mais um gatinho!

Sprit - Eeei! Deixe o Abobrinha fora disso!

Yukie - Hehehe...

_______________

Silver - Woaa!

Silver tropeça... E cai!

Shinpi - Aqui em Tangelo dizem que quando você tropeça desse jeito é porque estão falando mal de você!

Shinpi - Provavelmente estão chamando você de garota em algum lugar...

Silver - Haha, muito engraçado.

Shinpi - Bem, se bem que você serviu mesmo de donzela em perigo com aquele camaleão gigante...

Silver - Até parece, eu definitivamente conseguiria derrotar aquele monstro sozinho!

Shinpi - É, eu vi sua incrível contra o camaleão gigante, você foi quase comido.

Silver - ... Detalhes.

Shinpi - Você é um mau perdedor, haha.

Silver - Que seja, ah, parece que já chegamos na casa do senhor Loran...

Silver - Olha só, o Randy também está voltando...

Silver - Espera um pouquinho... Tem alguém com ele... Parece, parece...!

_______________

Azelia - Uma pena que já está na hora de voltarmos pra casa...

Sprit - *suspiro* E também é uma pena que não conseguimos nada, todas aquelas Maravilhas de Tangelo acabaram não sendo nada...

Azelia - É, mas veja pelo lado bom, pelo menos não fomos clonados!

Yukie - É, hehe, eu odiaria ter outro de mim andando por aí...

Os três - Hahahaha!

_______________ (Nota: Shinpi 1 está ao lado de Randy, Shinpi 2 está ao lado de Shinpi)

http://www.youtube.com/watch?v=u2S2h24xuZI

Todos - O quê?!?

Shinpi 1 - Você! Impostora!

Randy - Ei, espere!

Shinpi 2 - Impostora? Você é quem é a impostora!

Silver - Não!

As Shinpis sacam suas espadas e colidem!

Shinpi 1 - Quem é você?

Shinpi 2 - Eu sou Shinpi! Quem é VOCÊ?

Randy - O que está acontecendo? Porque têm duas Shinpis aqui?

Silver - Será aquela "Maravilha de Tangelo"...?

Shinpi 1 - Não minta! Eu é quem sou Shinpi!

As Shinpis dão um passo para trás, então saltam mais para trás.

Shinpi 1&2 - Vento de prata!

As duas criam um vento prateado, e os dois ataques se colidem!

Shinpi 1 - Ugh, igualzinho ao meu vento de prata!

Os ventos de prata acabam jogando Silver e Randy alguns metros para longe!

As Shinpis também são empurradas, mas elas pisam nas paredes de prédios, 'enfrentando' a gravidade, sem serem derrubadas!

Assim que o vento enfraquece, as duas saltam uma em direção à outra!

Shinpi 1 - Corte...

Shinpi 2 - Crítico!

As duas Shinpis desaparecem!

Ouve-se um som agudo de espadas se colidindo, mas ainda sem ver nenhuma das duas!

Alguns momentos depois, as duas aparecem, sem nenhuma delas apresentarem feridas, no chão, poucos metros à frente de Randy e Silver, as duas ainda se encarando com um olhar penetrante.

Shinpi 2 - Ugh, mesma velocidade...

Shinpi 2 avança sobre Shinpi 1, dá um giro no sentido horário e dá um golpe horizontal em Shinpi 1, mas Shinpi 1 defende com sua espada, verticalmente!

As Shinpis recolhem um pouco suas espadas, e Shinpi 1 ataca verticalmente Shinpi 2, mas Shinpi 2 dá um salto para trás e desvia!

Shinpi 2 ataca novamente Shinpi 1, mas Shinpi 1 desvia saltando para o lado!

As duas se encaram um pouco e saltam para longe uma da outra

Shinpi 1 - Como uma impostora como você tem um estilo de luta tão parecido com o meu?

Shinpi 2 - Me diga você, sua impostota!

Shinpi 1&2 - Graaaaaah!

As Shinpis saltam uma em direção à outra de novo!

Randy&Silver - Parem!

Randy usa Psi Escudo e Silver invoca quatro espadas, protegendo uma Shinpi da outra!

Randy - Acalmem-se! Assim não dá para decidirmos quem é a verdadeira!

Silver - Não que seja fácil ecidir com elas paras assim...

Shinpi 1 - Fácil, vamos fazer uma luta até a morte! Quem vencer é a verdadeira!

Shinpi 2 - Ela é a impostora, mas nesse ponto eu concordo.

Silver - Acalmem-se deve haver alguma explicação lógica, vamos ver, alguma de vocês viu algum espelho?

Shinpi 2 - Está querendo dizer que uma de nós pode ser um vampiro?

Shinpi 1 - E ainda fica falando de 'explicação lógica'...

Silver - Não é bem isso...

Randy - Hm... Que irritante... Não consigo pensar em nenhum jeito de decidirmos quem é a verdadeira...

Shinpi 2 - Luta até a morte!

Randy - Não! Espere! Er... Que tal fazermos pergutas e respostas?

Silver - Que perguntas?

Randy - Não faço ideia, haha...

??? - Então é a minha deixa!

http://www.youtube.com/watch?v=iZ1M-NFAKTI

Randy - Hã?

[url="http://www.mariowiki.com/images/thumb/f/f1/WormGuy.PNG/508px-WormGuy.PNG]Parece, quase que do nada, um cara muito estranho, com pele ciana, grandes lábios laranjas, olhos amarelados, uma roupa magenta com um grande laço borboleta vermelho, um microfone na mão, e um chapéu azul com aparência de feliz[/url]

??? - Eu sou Apresêntor, o apresentador! E este aqui em cima é o Senhor Chapéu, o Chapéu!

Apresêntor - Isso, isso, bem melhor assim com meu nome!

Randy - Da onde você veio?

Apresêntor - Eu vim para sanar todas as suas dúvidas!

Randy - Isso não responde nada...

Apresêntor - Heyaaa!

De repente, todos vieram parar em um novo lugar estranho

Randy - Hã? Parece... Um Show de perguntas e respostas?

As Shinpis aparecem em cadeiras individuais, com um botão vermelho em cima de uma mesa em frente de cada uma delas.

Apresêntor - Agora, às perguntas!

Senhor Chapéu - Err... Não temos nenhuma pergunta...

Silver - Aquela coisa fala?

Apresêntor - Como não?

Senhor Chapéu - Bem, você iria fazer aquilo, lembra?

Apresêntor - Ah, sim! Como sou esquecido!

Shinpi 1 - Fazer o quê?!?

Shinpi 2 - E o que estamos fazendo aqui?

Apresêntor - Muito bem! Eu quero que você aí faça perguntas para mim!

Randy - Eu? Eu já disse que...

Apresêntor - Você não! Ele!

Silver - Eu? Bem... Que tal...

Apresêntor - Você também não! Estou falando dessa pessoa aí com cara de trouxa que está lendo essa fic!

Silver - O quê?

Apresêntor - Isso mesmo! Você aí! Quero que você vá para a seção de comentários e poste aí algumas perguntas para fazermos para as Shinpis!

Randy - Ele é maluco ou o quê?

Senhor Chapéu - Quer deixar ele falar? Estamos tentando quebrar a quarta parede por aqui! É bem trabalhoso, sabia?

Randy - Er, está bem...? (Quarta o quê?)

Apresêntor - E postem logo! O criador dessa parte da fic quer fazer a próxima parte episódio, e ele precisa de perguntas para fazer!

Apresêntor - Repetindo, quero que você aí faça perguntas para as Shinpis, para confirmarmos quem é a verdadeira!

« siggy »


Última edição por Mr.Galleom em Qua 31 Jul - 20:25, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   Seg 19 Nov - 10:15

Desculpem-me por me ausentar por tanto tempo, a luz da inspiração finalmente veio à mim!
Dessa vez um episódio maior que o normal!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Episódio VI!- A Vila, a maga e o pãódio!
ERIC: Phew! Aquilo foi rápido, mais rápido do que eu pensava... agora estamos cobertos de sangue!

EDDY: Haha! Estava mais do que na hora de uma batalha! Já estava sentindo falta de uma boa luta!

PADEIRO: Pãorrível! Aquele réptil feioso sujou minha massa de sangue!

O padeiro joga massa explosiva no corpo do godzilla, fazendo com que ainda mais sangue jorrasse por aí.

TAILÂNDIA: Droga! Meu carrinho de cocolé! Eu roubei ele com tanto esforço! Agora esse Godzilla fuleiro cai encima dele! f4

EDDY: Como assim roubou?

TAILÂNDIA: Bem, eu fui em uma loja de artigos aleatórios, lá tinha um carrinho, eu roubei ele, mas pra ninguém suspeitar eu deixei dinheiro no lugar, a atendente da loja parece não ter notado...

ERIC: Ceeerto... pra onde vamos agora?

EDDY: Bem, não gostei daqui, esse lugar é basicamente o meu mundo sumarizado em um só lugar, é justamente dessa chatisse de todo o dia que eu queria fugir, andar por aqui vai ser como andar por uma cidade grande.

ERIC: Entendo... não tenho nenhuma intenção de ficar aqui, um godzilla gigante não parece ser uma coisa muito legal.

PADEIRO/TAILÂNDIA: Ok!

ERIC: Ah, mas a chuva já acabou?

EDDY: Acho que sim, a cidade não está mais envolta naquele domo estranho.

ERIC: Ótimo, vamos sair daqui e achar abrigo antes da próxima chuva.

E lá se foram os aventureiros para mais uma viagem, sem idéia de onde estavam indo, mas como eu sou o narrador, eu sei de tudo, então posso dizer que eles foram em direção ao Sul.
A andança foi do amanhecer até o meio da tarde, quando avistaram uma pequena cidade, e como eles conheciam os efeitos que a chuva poderia provocar neles, planejaram em se hospedar na cidade.

EDDY: Parece uma boa cidadezinha para ficar.

ERIC: Parece ser pacata, e calma até demais.

Ao chegarem mais perto da cidadezinha, viam que as pessoas se escondiam em suas casas, em pouco tempo as ruas ficaram vazias.

EDDY: Por que eles estão se escondendo?

ERIC: Não sei, mas isso é bem suspeito...

Ao entrarem na vila viram a placa que dizia.

"Bem vindos à Vollen"

EDDY: Vollen? Que nome mais sem criatividade, quem é o imbecil que dá esses nomes?

ERIC: Também queria saber. f7

????: "Lanças de gelo!

EDDY: « What The Fish!?! » !

Várias lanças de gelo caem do céu, quase acertando-os, mas conseguiram desviar.

ERIC: O que foi isso?!

????: "Tempestade de raios! !"

Vários raios acertaram bem perto de onde eles estavam, quase matando-os

EDDY: De onde esses ataques estão vindo?!

ERIC: Ugh! Não sei, vou procurar a origem!

Eric sobe nos telhados das casas para identificar o usuário dessas magias, ele vê uma garota em um telhado com um cajado conjurando magias.

ERIC: Identifiquei o alvo! É uma garota, ela está no telhado de uma das casas dois quarteirões à esquerda de onde vocês estão, corram para lá!

Todos correram para a esquerda, menos o Tailândia, que foi pra direita.

EDDY: TAILÂNDIA! SEU COVARDE! VAI FUGIR?!

TAILÂNDIA: O quê? Hum? Aqui não é a esquerda?

ERIC: NÃO SEU IMBECIL, VOCÊ ESTÁ INDO PRO LADO ERRADO!

TAILÂNDIA: Ah, tá!

Tailândia foi pro lado esquerdo junto com eles.

EDDY: Ataquem ela! Mas não a matem, quero saber por que ela estava nos atacando!

O Padeiro joga a massa na cara da maga, que faz uma barreira com gelo e impede que seja atingida, mas a massa explode a barreira, a maga conjura uma bola de fogo e joga no padeiro, errando por pouco, Tailândia joga vários cocolés, mas ela faz uma barreira de fogo, enquanto os dois a destraíam, Eddy subia no telhado em que ela estava silenciosamente, e a nocauteou.

EDDY: É, consegui, ela parece bem forte, vamos perguntar onde fica a casa dela para alguém da cidade, e vamos tirá-la daqui.

Eddy a segurou nas costas e a levou para um pequeno monte de feno e a deixou ali, e disse para o Padeiro e Tailândia cuidarem dela, não que eles fossem os melhores para o trabalho, enquanto ele e Eric perguntavam pela cidade sobre quem era aquela garota.
Eles batteram de porta em porta, a maioria das casas ninguém respondia, mas em uma casa um homem respondeu.

????: Saiam daqui seus bandidos! Não vêem que nós não temos mais nada, já é a terceira vez nesse último quadrimestre! Como vamos ter mais coisas com vocês constantemente atacando-nos?

EDDY: Bandidos? O que raios vocês estão falando? Nós não somos bandidos coisa nenhuma!

????: Ah é? Quem mais adaria com alabardas, espadas, e... massas de pão explosivas por aí?

EDDY: Er... aventureiros...

????: Aventureiros? Ah... acho que você está certo... vou avisar a todos que vocês não são bandidos, mas fique sabendo que estamos armados! A propósito, o que vocês fizeram com a Astrid?

EDDY: Quem?

????: Aquela garota que estava atacando vocês.

EDDY: Ah, nós nocauteamos ela, não iria matá-la porque precisaria saber os motivos dela me atacar.

????: Entendo, onde ela está? Vamos levá-la para a ala médica.

EDDY: Tudo bem, vou levá-la pra lá.

????: Você consegue sozinho?

EDDY: Ah, claro! Ela é bem leve, eu consigo carregar bem mais que aquilo, todos nós conseguimos. Menos talvez o Tailândia...

????: Ok, tudo bem, vou direcionar vocês até os médicos da cidade, a propósito, meu nome é Kirke.

Kirke saiu de sua casa e eles foram pegar Astrid, ao chegarem lá, o impressionante era que ela ainda estava viva sob os cuidados do Padeiro/Tailândia.
Eles a levaram para a ala médica da cidade, era só uma pequena clínica, com algumas camas, e umas poucas enfermeiras e dois médicos, não parecia que eles tinham muito trabalho, até porque a vila era pequena, eles levaram Astrid para uma das camas e o médico perguntou o que havia acontecido.

EDDY: Bem, ela havia nos atacado quando entramos na vila, mas como não sabíamos por que, nós a nocauteamos.

MÉDICO: Entendo, ela tem ferimentos leves, vai acordar logo logo, não levou pancadas muito fortes.

ERIC: A propósito, o que ela estava fazendo tentando nos atacar?

KIRKE: Bem, ela chegou aqui há bastante tempo, e ela não tinha lugar para ficar, ela acabou ficando aqui, e como ela é uma maga, ela defendeu a cidade de alguns ataques bandidos, é bem fácil de matar os bandidos, já que a maioria são fracassados com armas grandes que nem se quer sabem usar.

EDDY: É por isso que o espadachim é mais importante que a espada.

ERIC: Verdade...

Astrid havia acabado de abrir os olhos.

ASTRID: Ugh... epa, KYAAA! Saiam daqui seus bandidos!

EDDY: Bandidos? Nós só te nocauteamos.

ASTRID: Seu imbecil! Poderia ter sido mais gentil!

EDDY: Óbvio que não! Como eu te nocautearia se eu não botasse um mínimo de força?

ASTRID: Mas vocês poderiam simplesmente terem falado que não eram bandidos!

EDDY: Mas você estava nos atacando! Além do mais, você estava nos atacando de longe.

ASTRID: Mesmo assim, você chegou perto o suficiente pra falar comigo.

EDDY: Ugh! Não importa, eu poupei sua vida e você nem agradece!

ASTRID: ENTÃO NÃO DEVERIA TER ME NOCAUTEADO!

ERIC: Calma, não vamos nos matar, nós acabamos de salvar ela e você já quer...

EDDY/ASTRID: CALA A BOCA!

ERIC: Ok... ok...

KIRKE: Bem, parece que eles não se deram muito bem...

PADEIRO: Nossa, isso é que eu chamo de pãódio a primeira vista!

ERIC: Enfim! Vamos ficar aqui pela noite, porque sair agora seria muito idiota, já está quase acabando o dia, e se ficássemos lá fora poderíamos morrer com a chuva.

KIRKE: Isso é verdade, mas como vocês são aventureiros, logicamente vocês não tem onde ficar, certo?

ERIC: Sim, é claro, nós não pedimos muita generosidade, só queremos um teto e quatro paredes...

KIRKE: Bem, eu vou deixar vocês usarem alguns colchões, travesseiros e cobertores da minha coleção de artigos pra dormir, e acho que a Astrid pode oferecer a casa dela para vocês, é bem espaçosa mas só tem um quarto

ASTRID: Ok, tudo bem com todos os outros, menos esse cretino aqui com a alabarda! Eu quero ele bem longe de mim!

EDDY: Ok, eu durmo onde for, desde que eu não vá ficar fora de uma casa.

KIRKE: Bem, minha casa não tem espaço para um colchão... mas meu armazém tem...

EDDY: Ah, tudo bem, já dormi em lugares bem piores.

Então foram logo se direcionando para seus respectivos lugares.
Algumas horas depois, quando a chuva já estava caindo, Eric perguntou à Astrid:

ERIC: Astrid, já pensou em sair daqui? Você é uma maga bem poderosa, com certeza você poderia ser útil, além do mais, você não é daqui, é?

ASTRID: Er... não, sou de Rune-Midgard, um outro mundo, vim parar aqui por acidente, eu iria abrir o portal para um lugar chamado Geffenia, mas acabei ferrando o ritual e vindo para cá...

ERIC: Entendo, ninguém do grupo que você achou que eram bandidos são desse mundo, aliás, eu duvido que qualquer um aqui seja desse mundo mesmo, esso é um lugar muito, muito estranho...

ASTRID: Concordo, algo não é bom sobre esta dimensão... eu me sinto observada aqui...

ERIC: Eu me senti assim recentemente também...

ASTRID: Agora... sobre sua proposta de sair daqui, eu quero sim sair, quero explorar, quero conhecer esse mundo, e provavelmente voltar a ele, mas não estou com nem um pouco de saudade de lá.

ERIC: Por quê? Você não quer reencontrar sua família, não quer revê-lo

ASTRID: Eu perdi meu parentes próximos e não tenho mais contato com os distantes, além de que meu mundo não é tão bom assim...

ERIC: Compreendo.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Astrid (Versão bem mais aproximada do que eu imaginei feita pelo FS, pq eu sou incompetente):


« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   Qui 22 Nov - 9:49

Episódio 7-A partida de Taurim.

No outro dia, acordaram quando a chuva já tinha acabado, e mesmo com Eddy dormindo em um armazém, ele dormiu bem, já que Kirke deu um colchão/travesseiro/cobertor bom para ele, e se encontraram no centro da cidade.

EDDY: E aí? Se divertiram ontem à noite? Hehehe...

Eddy, como sempre, leva um soco na cara.

ASTRID: SEU PERVERTIDO! É ÓBVIO QUE NÃO ACONTECEU NADA!

ERIC: É... talvez tenha sido interessante...

ASTRID: DO QUE VOCÊ ESTÁ FALANDO?!

ERIC: É brincadeira! Hehehe f2

Eric também leva um soco na cara.

PADEIRO: Hahaha! Se pãoderam!

ASTRID: Humpft! Vou ter que viajar com esse cretino do Eddy e esse louco do Tailândia!

EDDY: Cretino? Olha quem fala! Foi você que veio me xingando primeiro!

ASTRID: Mas eu estava certa! Você poderia ter apenas falado comigo!

EDDY: Mas é claro que não, você estava nos atacando! Como eu iria conseguir falar direito com todo aquele barulho?!

ERIC: Acalmen-se! Vocês estão voltando ao mesm....

ASTRID/EDDY: CALA A BOCA ERIC!

E a discussão continuou por mais alguns minutos, até que finalmente perceberam que isso não os levaria a lugar nenhum e relutantemente concordaram em parar de discutir, por enquanto.

ASTRID: Bem, primeiro eu vou perguntar ao Kirke se eles já tem condições de defender a vila sem mim.

KIRKE: Ah, era justamente sobre isso que eu iria falar!

TODOS: Whaaah!

KIRKE: Acalmem-se, eu sou meio ninja sabe?

ERIC: Meio ninja? Seeei...

KIRKE: Enfim, eu sei que a Astrid quer explorar o mundo já há algum tempo, mas ela não podia por estar comprometida com a defesa da cidade, agora com tropas treinadas, podemos subjugar os bárbaros facilmente, você já está livre para ir e vir.

ASTRID: Ótimo, agora finalmente posso explorar este mundo, sempre fiquei curiosa para saber o que tem neste mundo.

KIRKE: Mas se eu fosse você, não faria isso só.

ASTRID: Ah, você está dizendo para eu viajar com esse bando de loucos?

KIRKE: Você ficaria bem mais segura, apesar de que provavelmente você e o Eddy tentariam se matar enquanto o outro dorme, acho que é a melhor opção.

ASTRID: É, parece que vou ter que viajar com eles, não tenho muito problema com eles, mas aquele Eddy... ele é simplesmente um babaca sem tamanho!

EDDY: Eu estou bem aqui...

ASTRID: E DAÍ? VOCÊ JÁ SABE O QUE EU PENSO DE VOCÊ!

EDDY: Como não perceber? Principalmente com você gritando na minha cara mais alto que uma caixa de som no máximo!

ASTRID: Ugh! Você é um idiota sem tamanho.

EDDY: Eu sei! Idiota eu sou um dos maiores!

ASTRID: Pelo menos isso você sabe!

EDDY: Isso não significa que você também não seja!

Enquanto eles discutiam, Eric falou perto do Kirke.

ERIC: Bem, eu não sei se eles vão se matar ou se amar no final...

KIRKE: Penso a mesma coisa...

ASTRID: EU OUVI ISSO!!!!

ERIC: Er... o que você ouviu? Eu não falei nada de importante...

ASTRID: SEU IMBECIL!!!

Eric leva outro soco na cara.

EDDY: Agora você já sabe como me sinto...

ERIC: Ugh... acho que sim...
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ASTRID: Estou pronta!

Astrid levava uma mochila média nas costas, parecia bem cheia.

ERIC: O que você está levando aí? Comida?

ASTRID: É claro! Não sou idiota como vocês e não trago comida!

EDDY: Eu teria pego muita comida, mas eu não fazia ideia de que eu viria para outro mundo!

ERIC: A propósito, onde estão o Tailândia e o Padeiro?

KIRKE: Ah! Parece que eles foram vender seus produtos pela cidade! Eles talvez queiram ganhar alguma grana para a viagem.

ERIC: Ah, deixa que eu procuro eles, eu sou o mais ágil.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

EDDY: Pronto, estamos todos aqui, já podemos ir em nossa viagem explorar esse mundo, que é muito estranho por sinal... a propósito, vocês conseguiram alguma coisa vendendo os seus produtos por aí?

TAILÂNDIA: Todo mundo adorou o meu cocolé! Ganhei grana pra caramba!

PADEIRO: A Minha massa é muito massa! Ela é pãoliciosa! Todo mundo queria comprar, consegui uma boa grana!

Astrid, teve uma leve paralisia, mas achou que foi só uma sensação estranha.

EDDY: Bem, pelo menos se acabar a comida temos como repor, isso se acharmos um lugar para comprar...

ASTRID: É por isso que deveríamos partir logo.

EDDY: Bem, pela primeira vez tenho que concordar.

PADEIRO: Vamos logo, não quero ser pãoniquilado pela chuva!

Astrid teve outra paralisia, e provavelmente dano cerebral também.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

EDDY: Já são mais de 16:00, tenho certeza, olhe a direção do Sol,

ASTRID: Ui, temos um especialista aqui em exploração.

EDDY: Especialista eu não sou, eu aprendi isso com as minhas muitas viagens, isso acaba sendo útil.

ASTRID: Então você é já andou bastante por aí? Você não parece ter muita experiência, principalmente por parecer ser da minha idade.

EDDY: Bem, da última vez que eu me importei com minha idade, eu tinha 12 anos, mas digamos que isso foi há muito, muito, MUITO tempo atrás, então eu acho que eu devo ter uns 15, eu sempre estou ocupado demais salvando dimensões diferentes ou comendo ou filosofando, idade é uma coisa bem subjetiva sabe? Julgar as pessoas pela idade delas é como julgar um sanduíche pela propaganda, a idade pode te dar uma idéia do que esperar daquela pessoa, mas isso quase nunca funciona, pessoas são diferentes umas das outras, elas agem de maneiras diferentes e imprevisíveis, uma pessoa de doze anos pode ser mais independente que uma de vinte, tirar uma conclusão sobre uma pessoa com base na sua idade é uma grande idiotice, isso é julgar o livro pela capa.

ASTRID: Ah, quer dizer que você é um vagabundo mesmo? Você sai em aventuras por aí sem nenhuma obrigação e ainda fica vagabundeando mais filosofando.

EDDY: As pessoas insistem em dizer que eu sou um vagabundo por ser filósofo nas horas vagas, que não são muitas, como eu disse, é óbvio que eu tenho obrigações, EU SALVO DIMENSÕES INTEIRAS CACETE! ISSO NÃO É O RESPONSABILIDADE O SUFICIENTE?

ASTRID: Ha! Como se alguém fosse pedir ajuda de um cretino babaca como você.

ERIC: Ah, vocês não tem jeito mesmo, eu estou dizendo, vocês estão tentando se matar e se beijar ao mesmo tempo. ¬¬ =D

Eric leva um uppercut.

ASTRID: Ah! Ótimo, além de ter que aguentar esse imbecil do Eddy, vou ter que aguentar esse chato do Eric!

PADEIRO: Eu acho que seria melhor nos apressarmos, se não a chuva vai cair e vamos ser pãoniquilados!

EDDY: Você tem razão, precisamos procurar abrigo antes que a chuva caia, parece que não tem muita coisa por aqui, vamos ter que ficar em uma caverna.

Ironicamente, ao terminar de falar isso, Tailândia havia avistado uma caverna.

TAILÂNDIA: Ei! Olha lá uma caverna!

EDDY: Ah! Pelo menos você é um bom ouvinte...

ERIC: Nossa, ele é atento, mais atento do que eu esperava.

EDDY: Ei... pera aí, olha só! É o Taurim ali!

E era mesmo, ele estava sentado pensativo, ao redor de uma fogueira, com o que parecia ser uma ave assando, eles chegaram perto de Taurim.

TAURIM: Ah, olá! Eu não esperava que vocês fossem tão rápidos, achei que fossem ficar mais tempo em Amberya...

ERIC: Bem, nenhum de nós teve interesse em ficar lá, não parecia um lugar legal.

TAURIM: Eu também achei, tem uma sensação naquele lugar que faz parecer hostil, o ar de lá é pesado, muito mais pesado que os campos deste mundo, e aliás, quem são esses outros dois? O Eddy parece ter uma propensão a encontrar pessoas para ajudá-lo.

ASTRID: HAHAHA! Como um cretino como ele poderia ter alguém para ajudá-lo, ele é grosseiro e louco, além de vagabundo!

TAURIM: Ele é grosseiro e louco, mas vagabundo? Bem, digamos que quando ele não está salvando dimensões inteiras, ele está filosofando, treinando, ou, principalmente, comendo.
Falando em comida, sentem aí e podem comer essa ave que estou assando, não sei o que ela é, mas eu sei que fui caçar algumas e comi-as, todas eram deliciosas! Além do mais, falar de estômago cheio é mais fácil.

EDDY: Concordo!

Então Eddy pegou duas coxas da ave e começou a comer como se não houvesse amanhã, como ele sempre faz, grotescamente, e como os outros não tinham muita opção, eles comiam a ave como podiam, o Padeiro fez um sanduíche, Tailândia fez cocolé com frango e Eric comeu as asas do frango, não havia sobrado nada para Taurim nem Astrid.

ASTRID: Seus bárbaros! Não deixaram nada para nós dois!

EDDY: Hahaha! Você tem comida não tem?

ASTRID: Ora seu...

TAURIM: Acalme-se, eu cacei algumas aves menores, eu posso fazer aqui, não vai demorar.

ASTRID: Humpft! Tudo bem, eu espero, obrigada de qualquer maneira. Aliás, como vocês se conheceram?

TAURIM: Ah, eu conheci o Eddy enquanto eu viajava por dimensões, como eu sou semi-imortal, e eu não tenho objetivo nenhum na vida, eu fico viajando pelas dimensões ensinando jovens guerreiros, o Eddy foi um dos meus melhores alunos, principalmente por eu não ter que ensinar o básico sobre táticas de batalha, ele já conhecia muito sobre isso quando eu o encontrei, mas ainda não tinham sido aperfeiçoadas, e como ele e os companheiros dele teriam de salvar o mundo, bem, isso não é uma tarefa fácil, eu o treinei arduamente por duas semanas, por não haver mais tempo, mas ensinei tudo o que sabia para ele e seus companheiros, técnicas de combate, bloqueio, desvio, aparar golpes, piromancia e até um pouco de como lidar com a dor, posso dizer que o resultado foi bem satisfatório para todos.

ASTRID: Não acredito que esse otário foi um bom aluno, ele definitivamente não parece ser um aprendiz bom.

TAURIM: Aparências enganam.

ASTRID: Não estou falando isso da boca pra fora, estou falando pelo que vi.

TAURIM: E você conhece ele desde quando?

ASTRID: Desde... er... ontem.

TAURIM: Então, você não pode julgar ninguém assim tão rápido, você só conhece a parte superficial deles, um lado deles, o lado que eles escolhem mostrar.

ASTRID: É, você tem razão, mas não mudo minha opinião sobre esse cretino.

TAURIM: A opinião é sua, quem tem que se importar com ela é você.

EDDY: Er, mestre Taurim.

TAURIM: O quê?

EDDY: O que você pretende fazer agora?

TAURIM: Bem, sobre isso, eu acho que finalmente encontrei um objetivo em minha vida, descobrir os segredos dessa dimensão, essa dimensão é muito complexa, as coisas que acontecem aqui são muito, muito mais estranhas do que eu estou acostumado a ver, isso é muita coisa, você não tem ideia das bizarrices da minha dimensão, mas comparada a essa daqui parece um sanatório de tão louca e imprevisível que é, aliás, é sobre isso que eu queria conversar com você, algumas informações úteis para você, por isso eu esperei aqui.
Parece que esssas gotas de água contém as memórias de todos que atualmente estão e todos que já vieram para este mundo, eu bebi algumas gotas sem querer e isso me deu bastante informação, não recomendaria você fazer o mesmo.
E também, eu esperei você para me despedir por um bom tempo.

ASTRID: Mas, espere, como assim esperou aqui? E a chuva? E como você conseguiu beber gotas da chuva sem morrer

TAURIM: Essa chuva... ela parece destruir tudo, inundar tudo, queimar pessoas, arranhá-las, e algumas vezes até matá-las, mas eu não sou afetado por ela.

ASTRID: Como assim? Nunca vi ninguém que não é afetado por ela!

TAURIM: Bem, digamos que eu não sou afetado por ela não por ter alguma condição especial, e sim por minha resistência, foi o que eu disse, eu sou semi-imortal, por esse e mais outro motivo.

ASTRID: Mas como raios você ficou tão poderoso assim? A esse ponto?

TAURIM: Bem, morrer definitivamente não é uma experiência legal, imagine morrer 100 vezes, bem, eu provavelmente morri quase o dobro disso, eu provavelmente já morri mais vezes que qualquer ser existente.

ERIC: Co-co-como assim? Como alguém pode morrer tanto e ainda estar vivo?

TAURIM: Bem, eu fui amaldiçoado com o Selo Hollow, isso faz com que eu volte à vida, o problema é que eu volto sem pele, é absurdamente doloroso, de qualquer forma, isso pode não parecer uma maldição, o problema é que na situação na qual o meu mundo se encontrava, morrer parece uma bênção, eu já morri dos jeitos mais horríveis possíveis, ser cortado ao meio, esmagado, caindo de rochedos enquanto queimo, caindo de rochedos enquanto queimo, sangro e estão me abrindo ao meio com um machado, enfim, acho que vocês entenderam porque eu estou vivo e sou tão forte.

ERIC: Nossa, que coisas mais absurdas, seu mundo deve ser horrível.

TAURIM: Bem, ele já foi um mundo próspero, já foi, não é mais, e nunca mais será, aquele mundo está marcado para morrer, não há um pingo de esperança naquele mundo mais, devastado por monstros, mortos-vivos e dragões com caixas toráxicas expostas, eu não tenho desejo nenhum de voltar para aquele mundo maldito, apenas de lembrar do meu passado naquele lugar.

EDDY: Como assim seu passado?

TAURIM: Ah, eu ainda não lhe contei? Enfim, um dia eu acordei em uma cela de prisão, eu não me lembrava de nada nem de ninguém, só sei que eu estava com muita dor, eu olhei ao meu redor e encontrei a chave para a cela, quando eu fui pegar, percebi que eu estava sem pele, apenas tinha músculos expostos, doía muito, até que eu aprendi a conviver com aquela dor, no final meus músculos estavam tão fortes que eu nem se quer precisava mais de pele.

EDDY: Impressionante, com certeza você é admirável, aspiro ser algum dia tão poderoso quanto você.

TAURIM: Muito obrigado, mas acho que você não merece sofrer tanto quanto eu sofri, ninguém merece. Enfim! A ave está pronta Astrid, pode comer!

ASTRID: Finalmente! Estou morrendo de fome.

EDDY: Epa, cadê o Tailândia?

ERIC: Er... ele sumiu, e acho que não vamos encontrá-lo se procurarmos , isso aqui é uma planície, se estivéssemos em condições de procurá-lo, ele estaria pelo menos na linha do horizonte.

PADEIRO: Ele está pãodido
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ERIC: Essa caverna parece um lugar bom pra se ficar durante a noite.

TAURIM:Espero poder encontrá-los denovo, foi uma honra estar com vocês, são guerreiros promissores e poderia ensiná-los bastante, adeus Eddy, adeus Eric, adeus Padeiro e adeus Astrid.

EDDY: Por que você já vai embora?

TAURIM: Eu tenho um objetivo, e quero cumpri-lo, e o meu objetivo dessa vez, parece que vai levar uma vida inteira, então eu quero terminá-lo antes de morrer, afinal, eu não morro por outras causas, apenas idade, eu ainda tenho muito para viver, mas ainda tenho muito, muito, MUITO o que aprender sobre esta dimensão curiosa, tenho que prosseguir, pela primeira vez em muito tempo tenho um objetivo claro em minha mente, eu me desculpo, mas tenho que me retirar.

EDDY: Sem problemas mestre, eu agradeço muito mesmo por tudo o que você fez por mim, realmente espero poder encontrá-lo novamente, e ficarei bem curioso em saber o resultado da pesquisa sobre este mundo.

ERIC/PADEIRO: Nós tabém!

ASTRID: Foi interessante conhecer uma pessoa tão sábia, adeus.

TAURIM: Eu desejo boa sorte a vocês, principalmente ao casal.

ASTRID: Ora seu...

Astrid dá um soco na cara de Taurim.

TAURIM: Hahaha! Ainda bem que eu perdi a sensibilidade na cara.

Então Taurim começou a andar para fora da caverna em que eles estavam, enquanto a chuva caía, aquela figura desaparecia no horizonte. Ele foi embora como alguém que havia ganhado na vida, pois havia achado um motivo, um propósito para continuar vivendo, mesmo que um propósito pequeno, já era o suficiente para minimizar o vazio que havia dentro daquele homem enigimático.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Um barulho incomoda o Padeiro enquanto ele dorme.

Padeiro: Zzzz.. saiam daqui, meu pão não é gratis....zzz

Outro barulho acaba acordando ele.

PADEIRO: Arg. Mas o que foi esse barulho?

Ele foi investigar um pouco mais a fundo a caverna.

PADEIRO: O que será que foi aqul.... AAAAAARGGGHHH!!!

O padeiro sente uma dor imensa nas costas e acaba acordando os outros.

????: Hehehe, agora você morre.

« siggy »


Última edição por arrout em Seg 17 Dez - 13:16, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 8 – Na corte do Rei   Seg 26 Nov - 11:03

Dimentional Adventure

Episódio 8 – Na corte do Rei

Rei: Bem-vindos! Bem-vindo, er...

O Rei se virou e começou a cochichar com o secretário real, que estava ao seu lado. Após alguns segundos o Rei novamente se virou para o pequeno grupo, mas esqueceu de novo o que iria dizer, voltando-se mais uma vez para o secretário.

Rei: Bem-vindo, Rodolfo Crazyson! E vocês também, amigo e mascote!

Pelo rosto dos guardas aquele tipo de situação era comum. O Rei e o secretário agiam como se nada tivesse acontecido.

Eles se puseram em frente do Rei, que estava sentado em seu trono enorme, vários degraus acima. Do ângulo que estavam, o Rei quase parecia alto.

O Rei era um dos homens mais baixos que eles já haviam visto, talvez o mais baixo. Além de baixo, era tão gordo que a roupa quase não fechava mais sob sua barriga. O cabelo era loiro e enfiado embaixo de uma enorme coroa cujas pedras preciosas, que haviam em demasia, se revezavam entre ouro e esmeralda.

No momento em que os três amigos haviam chegado, testemunharam a patética cena que foi o Rei tentando subir seu próprio trono alto. Após várias tentativas, acabou desistindo e se deixando ajudar por dois guardas.

O secretário real estava em pé ao lado do trono, esperando para auxiliar o Rei em qualquer possível problema de memória que ele certamente teria. O secretário era alto e quase parecia um gigante enquanto ficava ao lado de seu Rei. Era quase careca, e o que restava de seu cabelo era completamente branco. Ele compensava a falta de cabelo no topo da cabeça com um bigode enorme, grande o bastante para cobrir a boca e boa parte do nariz.

Ambos usavam roupas verdes e douradas. O Rei usava um enorme casaco verde felpudo, com detalhes e botões em ouro. Usava uma esvoaçante capa verde com bordas em dourado. No centro da capa, havia o símbolo de Emerald, uma esmeralda verde em fundo dourado. Seu cinto era dourado e as calças minúsculas e apertadas eram verdes.

Já o secretário usava um terno verde formal que parecia vir de uma época equivalente a de Eusine, e parecia deslocado no meio de todo aquele cenário medieval em que estavam.

Eusine, Rodolfo e Woody se ajoelharam aos degraus diretamente embaixo do trono, de forma como alguns guardas na entrada haviam dito para eles fazerem, antes de entrarem no grande salão. Woody, que não conseguia ficar de joelhos, se sentou no chão.

Rei: Ho ho, podem se levantar! Deve ser um saco ficar ai! Que bom que trouxe-os, er...

Secretário: Crazyson.

Rei: Quero o nome dele, não sobrenome. Esse é o sobrenome, certo?

Secretário: O nome dele é Rodolfo.

Rei: Pois bem, Rodolfo! Foi bom você ter trazido um amigo e o mascote, assim o jantar vai ser um pouco mais emocionante. Digam, quais os seus nomes?

Eusine: Eusine Letur Quadragésimo Oitavo.

Rei: Ho ho, que nome chique! Você tem alguma descendência real ou coisa parecida?

Eusine: Acho que não. Na verdade, meus antepassados tiveram preguiça de pensar em outro nome.

Rei: Ho ho ho! Ho ho! Mas que rapaz engraçado!

O Rei quase caia da cadeira de tanto gargalhar em seu trono. Na verdade, ele literalmente quase caiu e o secretário precisou segura-lo e faze-lo voltar ao lugar antes que desse de cara no chão.

Eusine: Mas... é verdade. f6

Rei: Ho ho, certo, certo... E esse cachorrinho, quem é?

Woody: Meu nome é Woody River, e não sou um mascote, muito menos apenas um cachorrinho. Desculpe por isso, mas estamos conversando apenas futilidades, e eu gostaria de ter uma conversa séria com o senhor.

O grande salão ficou longos segundos em silêncio, até que o Rei o quebrou com uma sonora risada.

Rei: Ho! Que fofo, o bichinho achando que é gente! Já que ele quer comer, vamos logo! Venha, Totó!

Resmungando, Woody subiu os degraus com os outros. Atrás do trono havia uma grande mesa, onde estava sentado todo o resto da família real: A filha do Rei, que deu um educado “Boa-noite” para eles.

A princesa era linda, uma garota alta, esbelta e loira, usava um esvoaçante vestido verde e dourado, coberto de pedras preciosas brilhantes. Por um momento Eusine não conseguiu tirar os olhos da dama. Parou quando percebeu que devia estar com uma cara idiota, mas ficou tranquilo ao perceber que ele sempre tinha cara de idiota.

Os três se sentaram e aguardaram o Rei subir na sua cadeira com a ajuda de dois guardas, até que se lembrou de algo importante, se desequilibrou e caiu de costas no chão. Sua filha ficou vermelha quando os guardas e o secretário o ajudavam. Antes de novamente tentar subir no trono, se virou sorrindo para os convidados.

Rei: Esqueci completamente! Meu nome é:

Todos no salão fizeram silêncio, mas nenhum som saiu da boca do Rei. Quando o secretário percebeu a situação, rapidamente se abaixou para cochichar para o Rei. Novamente a filha ficava vermelha, dessa vez escondendo o rosto com as mãos.

Rei: Sou Sarem... Qual é mesmo meu sobrenome?

Secretário: O mesmo que o nome, majestade.

Sarem: Sarem Majestade!

Secretário: Não foi o que eu quis dizer, senhor...

Sarem: O que quis dizer então?

Princesa: O nome dele é Sarem Sarem.

A princesa havia se levantado e agora falava pelo pai. Fez um gesto para os guardas e eles voltaram à árdua tarefa de colocar o Rei na cadeira.

Princesa: Sou a filha única do Rei e, portanto, herdeira do trono. Chamo-me Salih Sarem. É uma honra estar aqui com vocês hoje. Por favor, sentem-se e...

Antes que pudesse terminar a frase, parou de falar no instante em que Eusine havia se aproximado e apertado a mão dela. Surpresa e levemente envergonhada, puxou rapidamente a mão. Os guardas que levantavam o Rei se viraram para Eusine e largaram Sarem, que novamente caiu de costas no chão, indo proteger a princesa.

Eusine: Que foi? De onde eu vim costumamos apertar a mão das pessoas quando nos apresentamos. Eu juro que lavei a mão! Aliás, sou Eusine Letur!

Salih sorriu e voltou a apertar a mão de Eusine. Depois, se virou e acenou para os guardas.

Salih: Está tudo bem, voltem a ajudar o meu pai. E prazer em conhece-lo. Aquele garoto ali atrás é o Rodolfo Crazyson, não é mesmo? A sua luta foi espetacular!

Rodolfo abre a boca para responder, mas...

Eusine: Claro que é, depois de ter me visto lutar ele acabou aprendendo algumas coisinhas.

Rodolfo: f6

Eusine: E esse é o Woody, líder do nosso grupo!

Salih: Oh, o líder do seu grupo é... hum...

Woody: Boa noite, senhorita. Obrigado por deixar esses humildes viajantes jantarem aqui com vossa presença. Por favor, gostaria de discutir com vossa majestade assuntos de enorme importância.

Salih: Oh, nossa! Um cachorro que fala... digo, prazer em conhece-lo. Mas não se esqueça de que quem é o Rei é meu pai.

Woody: Infelizmente, não tem como esquecer isso...

Todos se sentaram e esperaram pelo Rei. Após longos segundos, ele finalmente foi erguido e conseguiu se virar para ficar de frente para a mesa, com a barriga batendo na mesa e as costas encostadas na cadeira. Esticou os bracinhos e quase não conseguiu alcançar os talheres.

Sarem: Finalmente! Agora... COMECE O JANTAR!

Duas portas se abriram nas laterais do salão, uma em cada lado. Vários garçons trouxeram pratos cheios e foram colocando todos lado a lado na mesa. O banquete estava pronto, mas havia comida o bastante para que dezenas de pessoas comecem junto deles.

Salih: Papai, não é comida demais?

Sarem: Bobagem! Melhor ter comida demais e sobrar do que deixar nossos convidados com fome!

Salih: ...

Sarem: Espero que estejam com fome! Vão, comam a vontade!

E eles estavam com fome. Eusine e Rodolfo começaram a comer o mais rápido e loucamente quanto podiam, e achavam tudo uma delícia. Woody tinha de ficar de pé na cadeira para que a cabeça passasse da mesa, mas mesmo assim comia educadamente, usando talheres e guardanapo.

Eusine percebeu que princesa Salih olhava para eles com uma cara de espanto, e decidiu comer mais devagar. Depois de pensar mais um pouco acabou decidindo tentar usar os talheres também. Depois de não conseguir, resolveu olhar o grande salão onde estavam.

Quando se lembrava do lado de fora ficava levemente enjoado. As paredes do castelo eram todas verde esmeralda, como se alguém tivesse esfregado milhares de pedras preciosas na pedra até a cor sair. Todo aquele verde ficava enjoativo de se olhar depois de um tempo.

O castelo havia sido construído no topo de um morro, e podia ser visto de todos os cantos da cidade, graças ao tamanho e localização. Grande o bastante para deixar a Mansão Forever com inveja, não tinha nenhuma fortificação. O lugar era tão pacífico que o castelo não tinha muros, torres e os guardas ficavam apenas na entrada e acompanhando o Rei. A maioria dos militares da cidade ficava patrulhando a cidade ou dormindo no quartel.

Pelo menos o lado de dentro não era completamente verde. Apenas o teto e o tapete que cobria o chão, já que as paredes eram douradas. Nos fundos do salão e atrás da mesa, cortinas douradas cobriam enormes janelas.

Quando notou o quanto era chato ficar contemplando aquela beleza utópica, resolveu voltar a comer. Quando notou o quanto era chato comer da maneira correta, voltou a comer como se não houvesse amanhã.

Sarem: Ho ho, que bom que estão com fome! Aproveitem!

Salih: ... Diga-me, Rodolfo, onde aprendeu a lutar daquela forma?

Eusine: Ele vai dizer que não sabe.

Salih: Não sabe?

Eusine: Sim, ele me contou isso durante a nossa viagem. Aparentemente ele tem alguém na cidade que chama sempre de Mestre, e foi ele que deu a espada que o Rodolfo usa. Mas ele não lembra de nenhum treinamento. Ah sim, o pai dele era um grande espadachim.

Salih: Era? O que aconteceu com o pai?

Eusine: Que eu saiba, ele desapareceu sem motivo e sem deixar nada.

Salih: Entendo...

Woody: Por que não deixou o Rodolfo responder?

Eusine: O autor decidiu que ele não terá nenhuma fala nesse episódio.

Woody: Por quê?

Eusine: Eu sei lá, pergunta pra ele.

Salih: Então, Eusine, você disse que Rodolfo aprendeu algumas coisinhas com você, certo? Quer dizer que você também sabe lutar?

Eusine: Claro que sei! Há, não sabe quantas vezes eu já lutei com caras maus! Eu e meu parceiro, não é mesmo, Dino?

...

Woody: Er... quem?

Eusine: Eu esqueci, por um momento... Ele sempre anda comigo para todos os cantos, me sinto triste em pensar que agora ele está tendo que se virar sozinho... Por isso não penso muito nisso! f2 Mas espero que ele esteja bem lá na minha dimensão...

Subitamente, a princesa Salih se levanta e se apoia na mesa, surpresa e esperançosa.

Salih: Outra dimensão?! O que diz é verdade, vocês não são dessa dimensão?

Eusine: Er...

Woody: Como posso dizer isso... Sim.

Um enorme sorriso se abriu no rosto da princesa. Ela se levantou e andou até o lugar onde os três estavam. Certamente não queria que os guardas a escutassem. O pai, bocejando fazia sinal para que a filha voltasse a sentar ao seu lado.

Sarem: Venha, esqueça essa baboseira dimensional... Eu vou comer todo o...O que é isso?

Secretário: Isso é Peru, senhor.

Sarem: Vou comer todo o Peru senhor!

Chegou perto deles e se abaixou, ficando o mais perto possível de Eusine, que era o mais próximo. Por um momento, pensou na inveja que causaria em Eddy...

Salih: Eu posso confiar em vocês?

Woody: Claro que pode. Ganhamos o torneio e viemos aqui justamente para falar com a senhorita sobre isso.

Salih: Fala sério? Nossa, que bom! Olhem, não digam nada para o pessoal daqui, mas... Eu e meu pai também não somos dessa dimensão.

Eusine: Quê?!

Salih: Shh! Olhe, eu não sei o que aconteceu! Dormi no meu quarto na minha casa e acordei do meu quarto nesse castelo! Meu pai agiu como se nada tivesse acontecido e sempre tivesse morado aqui, nunca se quer acreditou no que eu contava para ele sobre onde viemos. Nós... nem se quer éramos ricos. Acho que o ganho súbito de dinheiro mexeu um pouco com meu pai, por isso ele deixou esse castelo tão espalhafatoso e cheio de pedras preciosas.

Rodolfo abriu a boca para perguntar algo...

Eusine: Nossa, e a quanto tempo você está aqui?

Salih: Eu... não sei. Parece-me que foram apenas poucos dias, mas... Acho que foram décadas. Não sei! Essa dimensão meche com a memória das pessoas de uma forma estranha...

Woody: Por isso que o seu pai é esquecido dessa forma?

Salih: Na verdade ele já era assim antes.

Woody: ...

Salih: Que bom que vieram aqui ajudar! Vão nos ajudar a sair dessa dimensão, não é?

Rodolfo: ...

Eusine: Er...

Woody: Na verdade... Esperávamos que vocês nos ajudassem.

Salih: Então acho que todos poderemos nos ajudar, no fim das contas. Eu acredito que sei como sair dessa dimensão.

Woody: Então por favor, diga logo!

Sarem: Ei, filha! Eu comi mesmo o... seja lá o que for! Haha!

Salih: Estamos agora no território de Emerald, obvio. Esse mundo é dividido em vários territórios e, no centro, existe uma floresta misteriosa. Acredito que a saída esteja nessa floresta misteriosa.

Woody: Por que diz isso?

Salih: Perguntei de vários aldeões e trabalhadores aqui do castelo. A maioria não se lembra de como apareceu, mas dos que se lembram... A maioria diz que surgiram na floresta e caminharam decididos até aqui. Poucos são os que apareceram do lado de fora da cidade ou aqui dentro.

Rodolfo: N...

Eusine: Nós surgimos em uma cidade. Então somos uma minoria?

Salih: Exatamente. Bom, como a maioria aparece na floresta, tenho uma pequena esperança de que possamos voltar por lá.

Woody: Entendo... Bom, como não temos absolutamente nenhuma pista, acredito que seja a melhor coisa a tentarmos.

Salih: Ótimo! Só não sei como iremos levar meu pai...

----------------------------------------

Sarem: Ei, quer ouvir uma piada?

Secretário: Na verdade não, senhor.

Sarem: Uma vez eu vi minhas...

----------------------------------------

Salih: Mas tem um pequeno probleminha...

Woody: O que é?

Salih: Não tem como sairmos da cidade. Tem uma estranha barreira cobrindo toda ela.

Eusine: Já passamos por isso! Na última vez, passamos por cima!

Salih: Não creio que isso seja possível... Ela é intransponível por cima e por baixo. Só tem um meio de sair...

Eusine: E qual é?

Salih: Dizem que, no fundo do mar Emerald existe um amuleto mágico. Mágico o bastante para quebrar a barreira que cobre a cidade.

Woody: Magia não existe, garota! E já tentamos atacar a barreira da última vez, não da certo. Não tem como um amuleto quebrá-la.

Salih: Ah... desculpe-me por ser boba...

Eusine se levanta.

Eusine: Você não está sendo boba! Esse cachorro é apenas um descrente, é claro que magia existe! E aposto que esse amuleto ai vai conseguir abrir uma passagem pela barreira!

Salih: Eusine... obrigada!

Woody: Tsc, não acredito nisso... Onde mesmo você disse que está esse amuleto?

Salih: Sigam-me!

Os quatro começaram a andar até os fundos da sala. O Rei tentou se virar, e só então percebeu que estava entalado. Havia engordado mais um pouco durante a janta e agora sua barriga o empurrava com mais força contra a cadeira. Os guardas se apressaram para tentar puxar a cadeira para trás.

Sarem: O que foi fazer ai atrás, filha?

Salih: Apenas olhar pela janela.

Sarem: Nós temos janela?

Salih afastou as cortinas douradas, mostrando aos três aventureiros a vista privilegiada que tinham da cidade. Pelo ângulo perfeito que o castelo havia sido construído, não havia nenhuma rua ou beco daquele lado da cidade que não pudesse ser visto. As pessoas eram pequenas daquela distância, e ninguém parecia notar que três pessoas e um cachorro as observavam de cima.

Sem tempo para observar a cidade em si, todos olharam mais adiante, para o mar de Emerald. A água era completamente verde! O mar era imenso, mas daquele local alto os quatro conseguiam ver que ele tinha um fim, uma fina camada de terra ao longe.

Salih: Em algum lugar do mar.

Woody: Em algum lugar?! Assim vamos demorar anos!

Salih: ...

Eusine: Não vamos nada! Amuletos mágicos como esse costumam ficar guardados em calabouços ou cavernas cheias de monstros. É só explorarmos a primeira caverna com entrada épica.

Woody: Que coisa ridícula!

Eusine: Ideia melhor?

Woody: ...

Salih: E então, vocês vão mesmo me ajudar? Por favor, vocês são os únicos que acreditam em mim e podem lutar! O Rodolfo, pelo menos, provou ser o melhor em Emerald.

Rodolfo: f2

Eusine: Claro que vamos ajudar! Não é, Woody?

Woody: Sim, sim, é claro. Afinal, o que mais podemos fazer?

Salih: Obrigada! Não posso expressar o quanto eu estou feliz!

Woody: Hum... [Por favor, vocês são os únicos que acreditam em mim e podem lutar!] Podem lutar? O que será que isso tem a ver com pegar algo no fundo do mar?

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.


Última edição por Eusine48 em Sab 26 Jan - 12:09, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   Seg 26 Nov - 20:07

Capítulo 2: As Aventuras Dimentionais Versão FireAlex.

Episódio 8: O Momento final parte 1: Os desafios do Galleodio!

Argh! Eu tinha tudo bonito e preparado, eu queria fazer uma grande fic para compensar o meu período de provas, mas, houve uma falta de luz... Esta falta de luz apagou todo o meu arquivo salvo... Parece que a sorte está contra mim... Enfim, desculpem se o episódio parece um pouco apressado, mas, eu fui forçado a fazer TUDO DE NOVO! Com vocês, a volta do FireAlex está aqui...

Alex: Nossa, para um dia de compra, parecia que levou um mês e duas faltas de energias...

Tia: Verdade, mas, o que vocês fizeram com estas 300 moedas que o Alex conseguiu?

Alex: Cada um de nós dividimos em três partes, então, todos nós ficamos com 100 moedas.

Galleom: Gastei tudinho com estes 10 globinhos de neve bonitinhos (50 moedas) e uma bazuca enorme (50 moedas) bem legal!

Linh: E eu falei um monte de vezes para este idiota que o ninja NÃO PODE USAR BAZUCA! Eu comprei este colar vermelho bonito, que me protege contra os ataques de fogo, então, vai ser perfeito contra o Galleodio! (30 Moedas) E este cachecol azul novo! Vai servir como o substituto do meu cachecol rasgado que o Galleodio destruiu... (20 moedas).

Alex: Enquanto eu comprei três pedaços de meteorito (60 Moedas) e pedi para um certo cara forjar e consertar o meu pincel.(20 moedas). Gastei o resto pelas tortinhas de morango(20 moedas no total).

Galleom: Parecem gostosos! Posso comer uma?

Alex: Não! Estas tortinhas é contra o Galleodio!

Galleom: Você vai jogar as tortinhas na cara dele?

Alex: É caso que eu esteja muito cansado! Preciso comer uma ou eu vou morrer!

Linh: Nada mal, mas, não se comparam com os meus 10 xaropes de mel (40 moedas) e uma bomba (10 moedas)! Vão ser útil contra o Galleodio!

Tia: Então, estão preparados? Depois que enfrentar-mos o Galleodio, não poderemos sair de Emerald até a gente derrotar ele!

Alex, Linh e Galleom: Siiim!

Tia: Então, vamos lá! Não mostrem piedade!

No topo da montanha de Emerald...

Alex: Nossa... Isso é incrível...

Galleom: Até eu fiquei surpreso como chegamos aqui rápido!

Tia: É que o Autor ficou de preguiça e decidiu pular logo a parte de onde chegamos o ponto do destino.

Linh: Ué? A gente não tinha prometido que iriamos encontrar o Galleodio? Ele deveria estar a qualquer hora aqui!

O grupo decepcionado, tenta descer a montanha, mas, uma ventania negra se assopra e chama a atenção do grupo! Aparece uma sombra e liga a caixa do som.



Galleodio: Desculpem a demora... Meu nome é o Galleodio, o rei dos demônios...

O grupo aproxima dele.

Galleodio: Bem vindos pela minha dimensão, eu convoquei vocês todos para me responderrem uma simples pergunta...

Galleom: Não podia simplesmente ter usado o telefone?

Galleodio: Não posso... Sua dimensão e a dimensão minha não se interconectam... Enfim... Talvez vocês possam serem os grandes heróis dos seus mundos, mas, o que a humanidade fizeram com vocês?

Alex: No começo... Eles tinham me maltratado e xingaram do meu cabelo, mas, eu criei amizades e me ajudaram a guiar e lembrar porque eu devo ser o herói.

Galleom: Er... Lembrei que eu sempre sofria o ataque dos valentões só porque eu era considerado burro e fraco...

Linh: Eu sempre fui rejeitada pelo meu clã Ares...

Tia: Gente...

Galleodio: Como eu suspeitei... Vocês estão batalhando para conseguir uma atenção dos seres insignificantes. Vocês lutam por quê? Para gostarem de você como é? Para ser aceita pelo clã Ares? Pela sua diversão e honra?

Alex: V-Você pode estar certo...

Linh: E daí?

Galleom: Er... Eu acho que sim...

Tia: Ei! Não me ignore!

Galleodio: Você é só uma humana inútil e insolente... Não merece minha atenção...

Tia: Ora, seu bruto!

Galleodio: Mas hoje, eu não estou interessado para enfrentar vocês...

Linh: Ei! Nós preparamos para um evento contra você! Como assim vai recusar enfrentar a gente?!

Galleodio: Eu tive uma idéia: Eu vou criar um jogo cheio de desafios! Se um de vocês três vencerem, vocês até vão ganhar um grande prêmio, pela minha cortesia, e todos vocês poderão me enfrentar!

Linh: Há! Isso parece fácil!

Galleodio: Huhuhu... Eu ainda não acabei, garotinha... Mas, se o meu maior guerreiro vencer estes desafios, vamos dizer que o destino terrível aguardará para esta dimensão toda... Vocês virarão meus escravos! Tem certeza que querem aceitar o meu desafio?

Galleom: Não temos medo do senhor! Manda ver!

Galleodio: Tudo bem... Rei Gollem!

Um robô do tamanho humano adulto voa até o Galleodio! E pousa perfeitamente!

Rei Gollem: O SEU ESCRAVO PERFEITO CHEGOU, MESTRE GALLEODIO! O QUE O SENHOR DESEJA?

Galleodio: Hoje, eu organizarei uma festa com os nossos convidados. Você pode enfrentar os seus oponentes?

Rei Gollem: AFIRMATIVO, MESTRE. TODOS QUE JOGAM OS SEUS EVENTOS TE SAÚDAM, MESTRE.

Linh: O quê? Este é o seu "maior guerreiro"? Hahaha! Achei que ele era maior que isso!

Tia: Linh, não subestime ele! Ele pode invocar pessoas estranhas e possuir elas para dar uma mãozinha para o evento! Mas, eu sei que isso vai ser moleza para vocês, não é, gente?!

Alex, Linh e Tia: Yeah!

Galleodio: Então... Que o campeonato do Odio começe! Nós temos os participantes!



Galleodio: Nesta posição, temos o garoto chorão, covarde e infame por causa das suas séries que carrega um pincel muito velho e tem o cabelo de grama, o primeiro e o único: Alex Kirbo!

Alex: Ei!

Galleodio: E depois, temos uma menina cabeça quente, a ovelha negra do clã Ares e a mestra de um elemento de gelo e lanceira, então é super resistente como um vidro, temos a Linh Ares!

Linh: Grunf! Espera só...

Galleodio: Aqui temos o ninja que é o pior tipo de desculpa do meu clone, idiota e fraco que nem parece que aguenta o seu peso e a única coisa boa dele é fugir bem para longe, o Galleom!

Galleom: Você também é o clone fracassado!

Galleodio: E no fim, mas, o mais importante, nós temos o poderoso e invencível que provavelmente vai conseguir derrotar um cara chamado "Chuck Norris" em uma batalha de verdade: o fiel, sem medo de nada e a criatura suprema: Robô Perfeito Gollem mk. 9999, ou se preferirem: Rei Gollem!

Rei Gollem: O SENHOR É PERFEITO E SUPREMO TAMBÉM, MESTRE GALLEODIO!

Tia: Ah, só o Robô recebe elogios? Isso é chato!

Galleodio: Estas são as regras: haverá uma batalha de nove rounds, O vencedor é quem marcar três pontos dos nove rounds! Eu decidirei os mini-jogos que vão testar bastante das suas forças, inteligências, agilidades e suas destrezas! Não vale usar seus ataques para atrapalhar os outros jogadores e a diversão é a intenção! Vamos começar o primeiro jogo!

* Mini-jogo 1: Peso Pesado.



Galleodio: Vamos começar os eventos agora! O primeiro evento é o levantamento de peso! A última pessoa que cair do peso enorme, irá vencer o jogo! Quem vai ser o vencedor? Todos vocês estão prontos?

Alex, Linh e Galleom: Siiiim!

Rei Gollem: AFIRMATIVO, SENHOR!

Galleodio: Então, que oficialmente começe os jogos do Odio!

Cai os pesos bem em cima de cada participante, mas Galleom não aguentou o peso e caiu... Galleom infelizmente foi desclassificado logo que o mini-jogo começou.

Galleom: Uf!

Tia: Pobre Galleom... Eu vou te curar depois!

Rei Gollem: ATIVAR COPIAÇÃO DE HABILIDADES!

Uma imagem cai do céu! Rei Gollem imita o Eddy Arroutson!

Linh: Ei! Isso vale?!

Galleodio: Apesar de ele tiver copiado, Gollem só tá usando para ajuda-lo a vencer o jogo, não atrapalhando vocês, então, é considerado como sim!

Linh: Maldito!

Alex: Urgh... Estes pesos são duros, mas, eu consigo aguentá-lo!

Galleodio: Hmmm... Parecem que estão sobrevivendo bem... Eu vou dificultar um pouco este desafio... Ventania negra!

Com a ventania negra, Galleodio espalha a ventania negra, balançando os três concorrentes! Os três perdem um pouco de equilíbrio!

Alex: Argh... Não acho que eu vou aguentar...

Linh: Alex! Aguenta!

Alex desmaia de cansaço! Alex perde o jogo!

Linh: Alex, não! Parece que é só você e eu, Robô!

Rei Gollem (Eddy): DERROTAR VOCÊ VAI SER QUE NEM COMER UMA LASANHA!

Linh: Hã? O que quer dizer com isso?

A segunda ventania negra assopra os concorrentes! Linh ficou tão distraída que deixou o seu peso cair! Fim de jogo!

Galleodio: E o vencedor é o Rei Gollem! Parabéns!

Rei Gollem (Eddy): EU SOU VENCEDOR! VENCEDORES SAÚDAM O GALLEODIO E OS ESPARTANOS!

Tia: Vocês três estão bem?!

Alex: Urgh... Precisamos de medicamento, e rápido...

Resultado: Alex - 0 / Linh - 0 / Galleom - 0 / Rei Gollem - 1

* Mini-jogo 2: Rápido no gatilho!



Galleodio: Neste jogo, vocês tem que acertarem o seu oponente com a sua pistola de rolha para vencer o jogo, mas, se vocês receberem o pênalti, vocês vão serem desclassificados, entenderam?

Alex: "Glup", sim!

Galleom: Tanto faz...

Linh: Vamos logo com isso...

Rei Gollem: AFIRMATIVO, SENHOR!

Galleodio: Alex vai enfrentar o Galleom e a Linh vai enfrentar o Rei Gollem!

Rei Gollem: ATIVAR SISTEMA DE COPIAÇÃO!

Uma imagem cai do céu! Rei Gollem imita o Eusine!

Galleodio: Poderão atirar em 3...

Linh impacientemente atira a sua pistola de rolha, enquanto o Galleodio protege o Rei Gollem!

Galleom: É para atirar agora? Tudo bem!

Alex: Não! Não faça is...

Galleom atira a sua pistola, só para o Galleodio impedir de novo que a pistola for atirado!

Galleodio: Eu avisei que não podiam atirar antes da hora! Linh e Galleom estão desclassificados por quebra de regra! Alex e Rei Gollem vão para o round final!

Linh e Galleom: O QUÊ?! NÃO MERECEMOS SEGUNDA CHANCE?!

Galleodio: Para que? Vocês trapacearem de novo? Vocês já tiveram suas chances e falharam! Agora podem dar licença que o Alex e o Rei Gollem estão em uma partida!

Linh e Galleom: Grrrrr!

Alex: "Glup"... Lá vou eu...

Rei Gollem (Eusine): VOCÊ NÃO TEM CHANCES CONTRA MIM, ALEX KIRBO! PREPARE-SE!

Galleodio: Poderão atirar em 3... 2... 1... Agora!

Alex e Rei Gollem atiram as suas pistolas! Como que o Eusine é o mais rápido e tem mais destreza que o Alex, Alex recebe o tiro!

Galleodio: E o vencedor é o invencível Rei Gollem, de novo!

Rei Gollem (Eusine): YEAH! O QUE FOI QUE EU DISSE? EU SOU PERFEITO!

Alex: Ooohh... Meu peito...

Resultado: Alex - 0 / Linh - 0 / Galleom - 0 / Rei Gollem - 2

* Reunião do time Alex!

Alex: Gente! Precisamos conversar!

Linh e Galleom: Que foi?

Alex: Se não fizermos nada, o Gollem vai vencer e a gente e esta dimensão vai estar dominada! O que faremos?!

Linh: É, mas não podemos fazer nada! O Gollem pode facilmente trapacear enquanto a gente tem uns problemas...

Galleom: Eu tive uma idéia, por que a gente não ataca o Gollem?

Alex: Não podemos, é contra as regras! Mas, eu tive uma idéia!

Linh e Galleom: Sim?

Alex: Cada um de nós podemos vencer dependendo do nosso estilo! Linh, você é forte, Galleom você é Ágil!

Linh: E você é inteligente! Você tem um plano, não tem?

Alex: Exato! Um de nós podemos tentar vencer a partida se tivermos vantagem enquanto os outros usam os brinquedos do Galleodio para ajudar o vencedor! Não importa quem é o vencedor, só importa que o Gollem deve cair, entenderam?

Galleom: Ah, certo!

Linh: Tudo bem! Eu espero que funcione...

Galleom: Então vamos, time?

Alex, Linh e Galleom: Yeah! Vamos!

* Mini-jogo 3 - A corrida do pinguim!



Galleodio: Muito bom, é bom todos vocês pensarem e agirem rápido, pois o Rei Gollem só precisa de mais uma partida para vencer o campeonato do Odio! Enquanto estão com uma túnica de um pinguim, vocês tem que chegarem até em um iglu e dar o peixe para os seus filhotes! O vencedor é quem chegar até o iglu!

Alex: Urgh... Me pareço ridículo com esta túnica de pinguim...

Linh: Aw, mas, vocês parecem bem adoráveis com esta roupa! Menos o Rei Gollem...

Galleom: Oba! Velocidade! Tá pra mim!

Rei Gollem: ATIVAR SISTEMA DE COPIAÇÃO!

Uma imagem cai do céu! Rei Gollem imita Denas Ares!

Galleodio: E que começem a corrida!

Todos os quatro participantes correm rápido! Galleom e Rei Gollem correm tão rápido que deixaram o Alex e a Linh atrás!

Alex: Linh! Eu tive uma ideia!

Linh: Mas, não podemos atrapalhar o robô!

Alex: Eu sei, mas, podemos tentar ajudar o Galleom! Me dá um empurrão!

Linh: Ah... Certo!

Alex: Manda ver!

Linh empurra o Alex, fazendo com que Alex escorregar-se até o Galleom!

Gallleom: Alex! O que você está fazendo?

Alex: Só tendo certeza que você vença!

Galleom: Manda ver, então!

Alex empurra Galleom! Galleom esquia tão rápido que passou de cima do Gollem!

Rei Gollem (Denas): VOCÊ NÃO VAI PASSAR DO REI GOLLEM!

Usando as duas espadas, Rei Gollem aumenta sua velocidade!

Galleom: Agilidade!

Com a sua velocidade extra, Galleom chega até o iglu e dá o peixe primeiro! Galleom vence a corrida!

Galleodio: E fim de jogo... Infelizmente, o vencedor é o Galleom...

Tia: Viva! Vocês conseguiram!

Galleom: Hehe! Até que esta fantasia ridícula tem suas utilidades!

Resultado: Alex - 0 / Linh - 0 / Galleom - 1 / Rei Gollem - 2

* Mini-jogo 4 - Destruição Doida!

Galleodio: Muito bom, a diferença está diminuindo, mas ainda vão ter que esforçar, se não quiserem cair! O próximo desafio é quebrar a estátua mais rápido que os outros concorrentes, usando o martelo! O primeiro concorrente que destruir o bloco de pedra, é o vencedor!



Aparece um bloco enorme para cada concorrente! Alex, Linh, Galleom e Rei Gollem vão ter que destruir a pedra antes que o outro destrua primeiro, mas, a Linh vai fazer isso, enquanto o Alex e o Galleom arrumam um jeito de distrair o robô!

Rei Gollem: ATIVAR SISTEMA DE COPIAÇÃO!

Ah, vocês já sabem do resto! Rei Gollem imita Daniel Kirbo!

Alex: Oh, oh! Daniel Kirbo sabe de alguns golpes para quebrar a torre antes da gente! Vamos ter que pensar rápido!

Galleom: Legal! Como é que nós vamos parar o robô e deixar a Linh vencer?

Alex: Hm... Ele imitou o Daniel? Eu tive uma ideia!

Galleom: Qual?

Alex corre até o Rei Gollem!

Rei Gollem (Daniel): NÃO OBSTRUA O MEU CAMINHO, GAROTO VERDE.

Alex: Sabe, eu estava pensando uma coisa, você sabia que o garoto que você copiou é considerado o mais fraco do mundo?

Rei Gollem (Daniel): SÉRIO? DE ACORDO COM OS MEUS DADOS, A FORÇA DO DANIEL KIRBO É 5000.

Alex: Sabe como ele conseguiu? Foi graças a este martelo. Ele nem conseguiria carregar uma pena sem ajuda a este martelo. A dieta do Daniel Kirbo é chocolate, então, só serviu para satisfazer o interesse dele, na verdade, piorou o desempenho dele.

Rei Gollem (Daniel): SÉRIO?

Alex: Sério, então, eu não acho que você vai conseguir quebrar esta estatua antes de mim e dos seus amigos, "caçulinha".

Rei Gollem (Daniel): COMO OUSA ME CHAMAR DE CAÇULINHA?! MARTELO DE FOGO!!!

Galleom: Alex!

Rei Gollem bate no Alex!

Galleodio: Esqueçi de controlar completamente a personalidade do robô, estou muito arrependido, mas, o Rei Gollem está desclassificado do round por atacar o participante, durante o campeonato!

Galleom: Boa, Alex! Sacrificou sua jogada para livrar do robô!

Alex: Ai... Não foi nada... Cof...

Tia: Vou te ajudar, calma aí, Alex!

Linh: Agora eu vou mostrar uma grande técnica do clã Ares! Toma isso, pedra gigante!

Galleom: Vai, Linh!

Linh pula até chegar no céu e desce como um meteoro para quebrar a pedra com um golpe!

Galleodio: Odeio dizer isso, mas, a vencedora é a Linh...

Galleom: Viva! Vai Linh!

Linh: Hehehe... Não foi nada... Você está bem, Alex?

Alex: Estou... Preparem-se para o próximo round!

Resultado: Alex - 0 / Linh - 1 / Galleom - 1 / Rei Gollem - 2

* Mini-jogo 5 - A contagem estranha!



Galleodio: Neste jogo, vocês terão que contar quantos episódios, desconsiderando os fillers e avisos que foram postados nesta fic, não tem truques, nem nada. Têm 30 segundos para contarem quantos episódios foram postados desde o primeiro até aqui.

Rei Gollem: ATIVAR SISTEMA DE COPIAÇÃO!

Ah, vocês já sabem! Rei Gollem imita Randy River!

Galleodio: Que começe a contagem!

Rei Gollem (Randy): FÁCIL! CONTANDO COM ESTE EPISÓDIO, FORAM POSTADAS 38 EPISÓDIOS!

Linh: Ei, Galleom!

Galleom: Sim?

Linh: Você sabia que a sabiá sabia assobiar?

Galleom: Eu sei! E sei também que o rato roeu a roupa do rei de roma!

Linh: E que a Aranha arranha a Jarra e não a Jarra que arranha a Aranha?

Galleom: E que teve só um prato de trigo para os três tigres tristes?

Linh: E que o pinto pinga o rosto pia e... Ack! Mordi minha língua!

Rei Gollem (Randy): AI! ISSO É MUITO CONFUSO...

Galleom: E que o gato pega o rato no meio do mato onde tem um lago cheio de pato!

Rei Gollem acidentalmente apertou o botão mais duas vezes por estar confuso!

Galleodio: E fim de jogo! Desde primeiro episódio até aqui, quantos contaram?

Resultado da contagem:

Alex - 38 vezes

Linh - 50 vezes

Galleom - 9999 vezes

Rei Gollem - 40 vezes

Galleodio: E a resposta é: 38... Infelizmente, o garoto verde ganhou...

Alex: Isso!

Linh e Galleom: Yeah! Vencemos!

Galleodio: Ainda não! Vocês só tem um ponto enquanto o Gollem tem 2 pontos! Ainda faltam mais quatro partidas antes de definirmos o vencedor! E não podemos esquecer que se o Rei Gollem vencer mais uma vez, estarão acabados!

Alex: Oh, é mesmo...

Resultado: Alex - 1 / Linh - 1 / Galleom - 1 / Rei Gollem - 2

Galleodio: Ah, que pena... O episódio acabou... Mas, no próximo episódio, definiremos o vencedor do campeonato! Quem vocês acham que devem vencer? O medroso do Alex? A Cabeça quente da Linh? O idiota do Galleom? Ou o grande e invencível Rei Gollem? Voltaremos este incrível e poderoso episódio depois de outras pessoas comentarem suas fics! Aguardem lá!

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"


Última edição por Firealex em Ter 29 Jan - 20:25, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 770
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 9 – Gordura Submarina   Qui 6 Dez - 10:41

Dimentional Adventure

Episódio 9 – Gordura Submarina

Quando Eusine havia prometido para a princesa que recuperaria o que quer que estivesse no fundo do mar, havia se esquecido de um pequeno detalhe.

Como fariam para chegar lá?

Em uma sociedade medieval comum, isso seria impossível. Mas é claro que o mundo onde estavam não tinha nada do que eles conheciam como “comum”. Por sorte, achariam algum submarino e, com mais sorte ainda, alguém disposto a empresta-lo.

E assim, os três se dirigiram para o porto da cidade assim que amanheceu. Nem o Rei nem a princesa deixariam que eles saíssem de noite, na eminência que a chuva caísse e os esmagasse. Assim, eles dormiram dentro do castelo, fizeram um rápido café da manhã e saíram. Nem Eusine nem Rodolfo haviam gostado daquilo.

Eusine: Por que temos que sair tão cedo?

Woody: Quanto mais rápido agirmos, mais rápido voltaremos ao nossos respectivos mundos. Vamos, andem mais rápido!

Rodolfo: Posso pelo menos pegar um sanduiche?

Woody: Não.

Rodolfo: f4

Chegaram ao porto após caminharem por quase uma hora. Seguiram por vários caminhos sinuosos que acabavam dando em locais inesperados. Apesar da maioria das ruas serem bem cuidadas, elas seguiam um padrão incerto e era fácil se perder naquela cidade.

Em determinado momento passaram por uma rua larga, cheia de comércio e quase totalmente destruída. Rachaduras nas paredes e no chão, janelas quebradas e mercadorias perdidas. As pessoas pareciam evitar aquela rua, deixando-a apenas para os vendedores do comércio, que esperavam esperançosamente que aparecessem clientes.

Eusine: O que será que aconteceu aqui?

Rodolfo: Parece que um robô gigante passou por aqui...

Woody: Verdade... Vamos andar mais rápido.

Eusine: O que foi, Woody? Ficou com medo?

Woody: Claro que não, eu só quero chegar mais rápido. Vocês andam devagar demais!

Eusine: Claro, nós não temos pressa.

Woody: Deveriam ter.

Tirando essa rua misteriosamente destruída, não encontraram nada de diferente no caminho até o porto. Mas o porto em si era algo diferente do que eles esperavam. Woody, especialmente, se impressionou mais do que os outros...

O porto tinha uma estrutura ótima. Havia locais determinados para os barcos estacionarem ao lado de um mecanismo de metal com uma manivela. Ao girar a manivela, subia da água uma porta de pedra atrás do barco, trancando-o entre o oceano e o porto. A alavanca podia ser trancada por uma chave, o que evitava que ela fosse usada por qualquer um. Certamente que várias pessoas seriam necessárias para levantar a pesada porta de pedra, mas valeria a pena pela segurança que exerceria.

O porto era grande, devia se estender por meio quilômetro à direita de onde estavam e meio quilômetro à esquerda. O mar verde era uma visão linda no fim das contas, apesar de fazer com que a água parecesse sempre suja. Mas não foi nenhum desses fatores que impressionou os nossos heróis. Tinha um pequeno problema no porto...

... não havia nenhum barco.

Woody: Como isso pode ser possível?!

Eusine: Uia, o pessoal daqui deve ser preguiçoso.

Rodolfo: Qual o problema?

Woody: Não tem nenhum barco, esse é o problema! E por quê? Espere, eu tenho que me acalmar... Mas é claro! Não tem como sair do território da cidade, então o povo não tem motivos para construir barcos. Mas deveria haver pelo menos alguns barcos pesqueiros...

Rodolfo: Tipo aquele ali?

Rodolfo apontou para uns cem metros à direita, onde uma pequena embarcação chegava ao porto. Naquela distância, era quase impossível de se notar.

Eusine: Que visão boa! Vamos lá!

Woody: É um mísero pescador, acha que ele vai ter um submarino?

Mas Eusine e Rodolfo já haviam começado a correr em direção do pescador. Chegaram lá rapidamente, mas o pescador se quer pareceu notar a presença deles. Desceu do barquinho carregando uma dezena de peixes pequenos dentro de um balde. Amarrou o barquinho no porto e nem se deu ao trabalho de fechar a porta de pedra.

Eusine: Ei, senhor! Você por algum acaso teria um submarino?

Pescador: Hãn? Eu não tenho esse negócio não, você deve tá me confundindo com o rapaz que trabalha por aqui.

Eusine: Um rapaz?

Pescador: É, um rapaz estranho que trabalha com esse submartelo que você falou. Ele geralmente fica mais pro fim, na oficina dele.

Eusine: Obrigado!

Pescador: Não foi nada...

Woody: Espere, antes de ir eu gostaria de perguntar umas coisinhas.

Pescador: Er... claro. Não é todo dia que um cachorro pergunta coisas de mim, mas tudo bem, eu acho.

Woody: Por que não tem mais ninguém aqui no porto, nem se quer barcos de pesca?

Pescador: Bom... Barcos grandes não servem para nada se não tem para onde ir, não concorda? Já os pescadores daqui são poucos por causa... bem... da preguiça.

Woody: ... entendo... Obrigado.

Pescador: Não foi nada...

Os três continuaram seguindo pelo porto, indo para a direita em relação o local onde entraram. Não foi difícil encontrar a tal oficina, já que ela era a única. Era feita de madeira e estava caindo aos pedaços. A pintura descascava, as janelas estavam rachadas e a placa em cima estava ilegível.

Eusine: “Of__i_a d_ G__d_”

Woody: O lugar está acabado, não deve ter mais ninguém ai.

Eusine: Pessimista como sempre! Vamos bater na porta.

Eles bateram e ouviram um som abafado de algo caindo do lado de dentro. Enquanto esperavam do lado de fora, escutaram alguém esbarrando em uma mesa e derrubando objetos pesados que haviam em cima, depois uma voz masculina xingando, passos apressados e, finalmente, a maçaneta girando.

???: O que vocês querem?! Espera ai... vocês!

Eusine: Obeso!

Gordo: Meu nome é Gordo! Obeso é sua avó! Veio aqui só para me zoar depois desse seu amigo loiro acabar com minhas apostas ontem? Muito engraçado, agora cai fora!

Eusine: Espera ai cara! Viemos aqui pedir ajuda delicadamente...

Gordo: Tá, fala logo então! Tem um X-Burger me esperando!

Eusine: Você tem um submarino, certo? Queríamos ele emprestado.

Gordo: HAHAHAHAH, TA BRINCANDO, NÃO TA?! Pera ai, você falou sério?! Nem morto eu vou emprestar minha obra prima para vocês, fracassados!

Gordo fecha a porta com força, ainda rindo.

Woody: E iriamos pagar...

Gordo abre a porta, sério.

Gordo: Pagar?

Woody: Sim, viemos preparados para pagar pelos seus serviços, claro.

Gordo: Ora, por que não disseram antes, amigos? Entrem, sintam-se a vontade!

O lado de dentro era tão bagunçado quanto o lado de fora. Com a diferença de que havia pedaços de comida espalhados por todo o lugar. Após desviaram de uma salsicha mal encarada em cima de um gato morto, continuaram seguindo Gordo pelo espaço imundo. Coisas jogadas no chão e móveis quebrados estavam por toda a parte, mas o dono não parecia ligar nenhum pouco para isso. Abriu uma porta do lado oposto do sala e apontou para dentro.

Gordo: Entrem, por favor.

Eusine entrou e imediatamente caiu espalhando água para todo o lado enquanto submergia subitamente. Enquanto afundava mais de um metro, pensava: “Será que a água ao redor era verde por ser do oceano ou por causa da sujeira de lá?”. Era melhor não saber a resposta. Subiu rapidamente e furioso.

Eusine: Obeso desgraçado!

Gordo: HAHAHA, DEVIA TER VISTO SUA CARA!!!

Rodolfo: HAHAHA, FOI HILÁRIO!

Eusine: NÃO APOIA ESSE MALDITO!

Woody: Tsc, tsc... isso vai reduzir um pouco o pagamento...

Gordo: E-ei! Eu só estava brincando! Trouxe vocês até o submarino, não estão vendo?

Para provar que o que tinha dito era verdade, apertou um interruptor, e uma lâmpada piscou fracamente no teto. Subitamente, Eusine se deu conta de que estava quase encostando as costas no pior submarino que já havia visto. Era tão imundo quanto tudo que estava na oficina do Gordo, e estava literalmente caindo aos pedaços. Sem falar que era do tamanho de um carro pequeno, eles iriam ficar um pouco apertados.

Gordo: E então, o que querem com essa beleza?

Woody: Você sabe dirigir?

Gordo: Claro.

Woody: Então precisaremos que dirija para nós. Queremos achar um amuleto no fundo do oceano.

Gordo: O que?! Isso é impossível!

Woody: O pagamento vai valer a pena... Se realmente encontrarmos, claro.

Gordo: Então vamos logo! Quanto mais cedo acharmos, mas cedo serei pago, certo?

Woody: Certo.

Gordo: Vamos! Todos a bordo!

Rodolfo: Eu fico na frente!

Woody: Não, eu fico na frente, ao lado do capitão.

Rodolfo: f4

Eusine: Tsc, pra mim tanto faz, desde que fique longe desse maldito...

Gordo: Eu ouvi isso!

Eusine: Ainda bem!

Os três entraram no submarino e fizeram uma careta. Ele fedia a peixe e parecia que não era lavado a anos... ou melhor, que nunca havia sido lavado. Além disso, agora Eusine estava fedendo graças ao banho forçado, e piorava o cheiro lá dentro. Gordo parecia não se importar. Tirou um pouco de macarrão de um bolso da calça e começou a comer com as mãos.

Gordo: Vapffos parfir!

Eusine: O que?!

Gordo liga o submarino com um botão e depois tira um controle do bolso, onde aperta outro botão. Imediatamente, uma parede em frente a eles começou a se abrir para o lado, abrindo-se para o Oceano. Gordo girou uma alavanca e eles foram para trás, se chocando com a parede.

Gordo: Opa! Direção errada!

Woody: Tsc, isso não vai acabar bem...

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Enquanto isso, no topo de um monte, algo observava tudo de longe, de forma impassível...

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.


Última edição por Eusine48 em Seg 17 Dez - 9:03, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   Dom 16 Dez - 12:19

Episódio 8-Desertora?

Eric: Qeum raios é você?!

????: Hehehe... a Astrid pode dizer pra você muito bem...

Astrid: Quem é você?

????: COMO VOCÊ NÃO SE LEMBRA DE MIM? SE ESQUECEU DA UNIÃO DE MIDGARD? HEIN? POR ACASO VOCÊ NÃO SE LEMBRA TRAIDORA?

Astrid: DESGRAÇADO! EU JÁ DISSE QUE NÃO QUERO NADA COM A UNIÃO MAIS! POR QUE VOCÊ FICA ME PERSEGUINDO?

????: EU VOU TE ENSINAR UMA LIÇÃO! PENA QUE VOCÊ NÃO VAI ESTAR VIVA PARA LEMBRAR!

Eddy: Mentir é feio.

????: O QUE VOCÊ SABE SOBRE A ASTRID? HEIN, GAROTO? ELA NÃO LHE FALOU SOBRE O QUE ACONTECEU EM RUNE-MIDGARD, FALOU?

Eddy: Não me importo sobre o passado dela, por mais que eu a odeie, ela é uma companheira de viagens, não deixo meus companheiros morrerem!

????: Ora! Vou lhe ensinar uma lição!

O homem misterioso desaparece.

Eric: Ele com certeza ainda está aqui, só está esperando a melhor hora para atacar, não abaixem a guarda.

????: Tocaia!

Estacas de madeira começam a sair do chão e vão em direção à Eddy, que desvia por pouco.

Eddy: Droga! Precisamos saber onde ele está!

Esse homem misterioso reaparece em um canto escuro da caverna.

????: HAHAHA! Boa sorte com isso, nunca me pegaram nem uma vez, como um bando de tolos como vocês pretendem me achar?

Padeiro: Assim!

O Padeiro joga farinha de trigo em cima desse cara, que fica todo sujo de trigo.

????: Desgraçado!

Ele tenta ficar mais uma vez invisível, mas não consegue, a farinha de trigo o expunha.

Eric: Parece que agora nós temos a vantagem, quatro contra um.

????: HAHAHA! Eu tenho a vantagem!

Ele de repente começa a correr em uma velocidade incrível em direção à Eddy, que prepara-se para o contra-ataque, mas sem que perceba, uma lâmina o acerta, Eddy tenta se defender novamente, consegue defender um, mas a lâmina da outra mão o acerta, bloqueia novamente, mas continua recebendo golpes de outras direções...

Eric: Clones das Sombras!

Eric e os clones atacam o homem misterioso, interrompendo seus ataques e permitindo que Eddy se recupere um pouco, ele recebera ataques nas peranas e na barriga, eram superficias, mas sangravam.

Eric: Eddy! Fique na retaguarda! Eu e o Padeiro cuidamos desse cara!

Eddy: Eu ainda posso lutar, ele mal conseguiu me machucar! Aguento muito mais que isso!

Eric: Ele é muito mais rápido que você! Eu consigo acomapanhar os movimentos dele!

????: Não faz diferença! Todos irão morrer mesmo! Lâminas Destruidoras!

O homem misterioso tenta atacar Eric múltiplas vezes, Eric desvia e ele corre em direção à Eric para atacá-lo.

Eric: Barreira de lama!

O homem bateu em cheio na barreira, e ao se recuperar da batida, começou a atacar a barreira para ela se dissipar, a lama ia se espalhando pela caverna à medida que a barreira se dissipava, até que podia-se passar pela lama, o homem preparou-se para investir denovo.

Eric: Funeral de lama!

A lama dissipada da barreira de repente se juntava ao redor dos pés do homem que estava os atacando, impedindo ele de se mover, quanto mais tentava sair de lá, mais lama se agrupava nas pernas dele.

????: Desgraçado!

Eric: Agora não há como sair!

Ele tentava árduamente sair de lá, mas não conseguia, Eric mantinha o jutsu firme.
Eddy se levanta e vai em direção à ele.

Eddy: Quem é você e o que você quer com a Astrid?

????: NUNCA VOU FALAR PARA VOCÊ!

Astrid: Mas eu falo, ele é Jauffer, um membro da minha antiga guilda em Rune-Midgard, a União de Midgard, eu saí pois não aguentava mais a Guerra do Emperium, ela já durava mais de dez anos, e nunca houve um ganhador, me juntei à eles quando ainda era pequena, uma maga comum, eu saí de lá há pouco tempo, todos aceitaram, ninguém é obrigado a ficar na guilda, mas o Jauffer nunca aceitou, sempre achou que eu era uma desertora, ele disse que eu tinha ido embora quando mais precisavam do meu poder.

Jauffer: ISSO MESMO! VOCÊ É UMA DESERTORA!

Eddy: Cale a boca.

Jauffer: O QUE VOCÊ SABE, HEIN GAROTO? VOCÊ ACABOU DE CONHECÊ-LA, EU SEI DISSO!

Eddy: Não é obrigação de ninguém estar onde não quer estar, proibir a saída de alguém é um passo para a escravidão.

Jauffer: NÓS ESTÁVAMOS NO MEIO DE UMA GUERRA!

Astrid: Uma guerra sem fim e sem sentido.

Jauffer: MENTIRA!

Eddy: Você se arrepende do que você fez?

Jauffer: NEM UM PINGO!

Eddy: Muito bem.

Eddy pega sua alabarda, e aponta para o pescoço de Jauffer.

Eddy: Ainda não se arrepende?

Jauffer: NÃO! UM GAROTINHO COMO VOCÊ NUNCA TERIA CORAGEM DE MATAR ALGUÉM! VAMOS, TENTE!

Eddy: Como desejar.

Eddy decapita Jauffer.
Todos estavam chocados e amedrontados, nunca haviam visto Eddy tão sério e tão assustador.

Eric: Isso foi... assustador.

Eddy: Esse imbecil achou que poderia machucar e matar meus companheiros sem receber nenhuma punição, e não se arrependeu dos seus atos, um erro fatal, não tenho pena de quem é imbecil a esse ponto.

Todos voltaram a dormir.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Eric: Nossa... você estava completamente assustador ontem.

Eddy: A pior coisa que alguém pode fazer é tentar machucar um companheiro meu.

Astrid: Eu... tenho que agradecê-lo... mesmo você tendo acabado de me conhecer, já salvou minha vida, por mais que ambos se odeiem.

Eddy: De nada, mas meu ódio por você é muito diferente desses fracassados.

Eric: É o que dizem, o amor e o ódio andam juntos. f2

Eddy/Astrid: CALE A BOCA!

Astrid dá um uppercut em Eric.

Eric: Como estão os seus machucados e os do Padeiro?

Padeiro: Ah! Eu fiz umas bandagens com a massa! Minha massa é espãotacular!

Eddy: Já me recuperei! Podemos ir andando já.

Eric: Mas pra que lado vamos?

Eddy: Nós viemos do lado direito dessa caverna, certo?

Eric: É, acho que sim.

Eddy: Então vamos para o lado esquerdo. f2

Eric: Parece a melhor idéia...


Fim do capítulo 2

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mr.Galleom
The Gah One
The Gah One
avatar

. : Quase um fantasma
Mensagens : 886
Sanidade : 4

MensagemAssunto: Episódio 8 - Hora do Show: Essa é Minha Shinpi!   Seg 24 Dez - 15:02

Episódio 8 - Hora do Show: Essa é Minha Shinpi!



Apresêntor - Desculpe pela demora! Agora vamos à primeira pergunta!

Shinpi 1 - Hã? Odeio esse negócio de show de perguntas...

Apresêntor - *Aham!* Como estava dizendo, a primeira pergunta, viiinda de Alex!

Alex escreveu:
Qual é a sua comida favorita?

Shinpi 2 - Alex, não sei porque, mas o nome parece familiar...

Shinpi 1 - Hm... Não tenho muita coisa que eu realmente gosto, mas se eu tivesse de escolher algo, escolheria tangerina.

Shinpi 2 - Eu também não tenho uma comida que eu adoro, mas eu ficaria com morangos.

Randy - ... Que comidas mais sem graça...

Apresêntor - Muito bem! A segunda pergunta de Alex!

Alex escreveu:
Você tem algum tipo de hobby?

Shinpi 1 - Oh, sim, eu leio livros de cozinha, tentando aprender a cozinhar.

Shinpi 2 - Oh, eu tenho! Eu afio minhas armas no meu tempo livre

Silver - Pensando bem, acho que vi a Shinpi afiando a espada dela...

Apresêntor - Interessante! Agora para a próxima pergunta! Desta de "Arrout"!

Arrout escreveu:
Onde você encontrou primeiro o Randy/Silver?

Shinpi 2 - "Arrout" que nome mais estúpido!

Shinpi 1 - Isso lá um nome?

Senhor Chapéu - Respondam a pergunta, por favor?

Shinpi 1 - *Aham* Enfim, eu encontrei o Randy e o Silver fora de Tangelo! Num campo aberto estranho, com um caminho que me levou até essa cidade laranja!

Shinpi 2 - Bem, eu encontrei primeiro o Randy num campo estranho, depois de andar um pouco no caminho para Tangelo, me encontrei com o Silver!

Randy - ... Isso não ajudou muito.

Silver - Hm... A segunda Shinpi descreveu com mais detalhes...

Shinpi 1 - Ah, é, pois eu tam-

Senhor Chapéu - Nah, nah, nah! Você já respondeu a pergunta! Sem mudar a resposta!

Apresêntor - Certo, para a próxima pergunta, ainda de "Arrout"...

Arrout escreveu:
O que você mais procura?

Shinpi 2 - O Legado do Vento de Prata, é claro! Vou usá-lo para acabar com os bandidos que estão no meu vilarejo!

Shinpi 1 - Você também? Acho que era de se esperar. Eu também pretendo achar o Legado do Vento de Prata, mas vou usá-lo para conseguir mais tesouros!

Randy - Isso também não ajudou muito...

Apresêntor - Agora, a primeira pergunta de "Eusine"!

Eusine escreveu:
Como você aprendeu a lutar?

Shinpi 1 - "Eusine"? Não sei porque, mas isso me parece ser um nome de um trouxa...

Shinpi 2 - Odeio dizer isso, mas concordo.

Shinpi 1 - Enfim, meu pai me ensinou os básicos da luta.

Shinpi 2 - Por mais que meu pai tenha me ajudado, muito das lutas, aprendi sozinha.

Randy - Hm... As duas respostas são bem parecidas...

Apresêntor - Agora, a segunda pergunta de Eusine!

Eusine escreveu:
Qual o seu gosto musical?

Shinpi 1 - Também não tenho música favorita... Mas acho que escolheria música clássica?

Shinpi 2 - Ainda que eu não tenha música favorita, acho que eu gosto de Jazz?

Silver - Desta vez concordo, isso não ajuda muito, até porque não ouvimos nenhuma música desde quando chegamos nesse universo...

Apresêntor - Agora, a terceira pergunta e última pergunta de Eusine!

Apresêntor - ...

Randy - O que foi?

Apresêntor - Olhe você mesmo.

Eusine escreveu:
Banana?

Todos - ...

Shinpi 1 - ... Definitivamente um trouxa.

Shinpi 2 - ... Sim.

Apresêntor - *Aham*, enfim. Agora votem em qual Shinpi vocês acham que é a verdadeira! Será a número 1 ou a número 2?

Shinpi 2 - Me chamar de número 2 parece uma péssima ideia.

Randy - Hm... Estou em dúvida, mas acho que vou votar na número 1!

Silver - É definitivamente a número 2!

Randy - O quê?

Apresêntor - Hm... Parece que temos um empate!

Randy - O que vamos fazer agora?

Apresêntor - Bem, é óbvio! Vamos fazer os leitores votarem!

Randy - Leitores do quê?

Shinpi 1 - Espera um pouco!

Senhor Chapéu - Algum problema?

Shinpi 1 - Isso quer dizer que aquele trouxa vai votar em uma de nós?

Senhor Chapéu - Possivelmente sim.

Shinpi 2 - ... Espero que vote em você.

Shinpi 1 - O QUÊ?

Apresêntor - Hahaha! Muito bom ver o espírito de vocês duas!

Apresêntor - Mas enfim, vocês aí que estão lendo esta fic! Votem em uma das duas nos comentários!

Apresêntos - Veja qual é a Shinpi verdadeira no próximo episódio de "Essa é Minha Shinpi!"!!! Até lá pessoal!

Silver - "Essa é Minha Shinpi!"? Da onde ele tirou isso?

« siggy »


Última edição por Mr.Galleom em Qua 31 Jul - 20:26, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 493
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   Seg 31 Dez - 23:24

Ah, parece que chegou! Feliz ano novo, pessoal! Para comemorar o ano novo, eu vou acabar com este capítulo de um modo espetacular!

Capitúlo 2: As aventuras Dimentionais versão FireAlex

Episódio 9: O momento final parte 2: Um final cheio de Ódio e pesadelos!

Galleodio: ZZZ... O quê? Já voltamos? Ah sim! Bem vindos de volta ao campeonato de ódio! Aqui é o seu apresentador preferido, Galleodio! Na última partida... Ah esquece! Vocês podem ler o capítulo passado! Vamos ao desafio 6!

Desafio 6: 10 para vitória!

Galleodio: Este jogo é simples, cada um de vocês vão pegar uma das doze cartas para ganhar pontos! O vencedor é quem alcançar ou passar do número titular! Só a deusa da sorte podem ajudar vocês deste jogo!

Alex: Tudo bem...

Linh: Certo...

Galleom: "Glup"... Eu estou com medo...

Rei Gollem: AFIRMATIVO, MESTRE!

Rodada 1!

Galleom: Legal! Eu peguei a carta 3!

Alex: Parabéns!

Galleom ganha 3 pontos!

Linh: Eu peguei... Rivais 2? O que isso quer dizer?

Todos menos a Linh ganham 2 pontos!

Linh: Oh, droga...

Rei Gollem: MINHA VEZ! ESTA É A CARTA DO VENCEDOR!

Carta do vencedor oferece um ponto para a pessoa quem estiver na liderança! Galleom ganha 1 ponto!

Alex: Minha vez! Er... Carta dos rivais 2? Oh, oh!

Linh, Galleom e Rei Gollem ganham 2 pontos!

Alex tem 2 pontos

Linh tem 2 pontos

Galleom tem 8 pontos

Rei Gollem tem 4 pontos

Rodada 2!

Galleom: Há! Acho que eu vou vencer fácil neste jogo! Carta 1? Essa não...

Linh: Ih, que azar...

Galleom ganha 1 ponto!

Linh: Minha vez! Esta é a carta 2!

Alex: Nada mau...

Linh ganha 2 pontos!

Rei Gollem: ESTA É A CARTA DO PERDEDOR!

A carta do perdedor levanta a pessoa que estiver em ultimo! Alex ganha 3 pontos!

Alex: Legal! Passei do Gollem! Minha vez! Esta é a carta de todos? O que isso quer dizer?

Todo mundo ganha um ponto!

Alex tem 5 pontos

Linh tem 4 pontos

Galleom tem 10 pontos!

Rei Gollem tem 4 pontos

Galleodio: Hunf, sorte de principiante... Fim de jogo! O vencedor é o Galleom...

Galleom: Quem mandou você escolher um desafio de sorte, hã? Hahahaha! Obrigado, Alex!

Alex: De nada! Mas não abaixe a guarda, ainda!

Alex - 1 /Linh - 1 /Galleom - 2 /Rei Gollem - 2

Desafio 7: O Desafio da sorte!



Galleodio: Hoje é o dia de sorte para vocês! Finalmente um perdedor pode ter sua chance de sorrir, porque o PERDEDOR do desafio vai ganhar 1 ponto! Eu repito: O PERDEDOR do desafio vai ganhar 1 ponto! A primeira pessoa a fracassar o desafio é o vencedor! Este é o desafio de desviar do avalanche! A última pessoa que morrer no avalanche, vence o desafio, mas lembrem-se: O perdedor é o vencedor!

Alex: Ai minha cabeça...

Linh: Isso faz sentido?

Galleom: O perdedor é o vencedor? Isso me deu um dor de cabeça...

Rei Gollem: REI GOLLEM DEVE PERDER O JOGO? É CONTRA A PROGRAMAÇÃO DO REI GOLLEM...

Galleodio: Hahaha! Parece que estão confusos! Muito bom! Que começe o desafio!

Galleom: Alex...?

Alex: Sim?

Galleom: Acho que este é o adeus...

Alex: Por que...? Você não vai...

Galleom: Se for para salvar a cidade de emerald e vencer o desafio, tenho que aceitar...

Alex: Galleom... Não precisa fazer isso...

Galleodio: Se ele desejar vencer o desafio, sacrifícios são necessários...

Linh: Snif... Você vai...?

Rei Gollem: NÃO VAI SER NECESSÁRIO SACRIFICAR, EU VOU ME JOGAR.

Galleom: Não se eu morrer primeiro!

Rei Gollem e Galleom correm até o Avalanche! Crunch!

Galleodio: E o vencedor... É o Galleom!

Tia: Snif... Galleom!

Alex: Galleom! Galleom!!! GALLEOM!!!

Linh: Eu vou sentir a falta dele, snifff...

Rei Gollem: EU SOU DECEPÇÃO! EU NÃO PERDI O DESAFIO! EU SOU DECEPÇÃO!

Galleodio: Mas, você é inteligente mesmo, Gollem! Você me decepcionou! Se exploda!

Rei Gollem recebeu a explosão pelo Galleodio!

Alex: Gasp... Você destruiu o seu parceiro favorito?!

Galleodio: Se falhou de cumprir a minha ordem, quer dizer que agora é só uma pilha de sucata velha. Ele não tem emoções, então, ele é só um brinquedo inútil.

Alex: Galleodio...!

Galleodio: Inúteis como o seu ratinho elétrico, que nem servia para ligar a minha lâmpada, sua amiga passarinha azul que as espécies dela é uma desculpa tosca para o dragão e aquela bolinha cor de rosa que comia meu almoço! Eles morreram pelas minhas mãos!

Alex: Meus amigos?! Você destruiu eles?!

Galleodio: Pelo menos, a sua amiga passarinha serviu como um frango assado, e o ratinho elétrico serviu como um recarregador de baterias, mas sim... Eu destruí eles. Eles sofreram o mesmo destino que o seu amigo gorduchinho vermelho e aquele idealista que carrega duas espadas... E os seus amigos que eles estavam andando juntos... Eles morreram... Pelas mãos do Galleodio!

Linh: Galleodio... Seu monstro! Meus tios tem razão, pois todos os ninjas são malvados!

Alex: Não Linh, só ele é malvadão aqui.

Tia: E-Eu não estou com medo de você!

Galleodio: Agora... Observem o meu grande espetáculo... O grande final do Galleom, ou melhor, Galleodio! Vou ensinar a dimensão central a ouvir, o que é Ódio... Preparem-se para conhecer os seus fins cruéis e misericórdias! Cadê o meu rádio? Achei!

A batalha começa! O começo do fim!



Galleodio mistura com todos os pedaços do Rei Gollem que ele criou e virou uma armadura negra!

Alex: Preparem-se! É a batalha mais difícil que vamos enfrentar!

Galleodio: Contemplem! A minha criação suprema! Eu posso copiar todos os golpes do mundo! Sem erros e sem nada! Vocês não tem chance nenhuma!

Tia: Ah é? Me mostra!

Galleodio: Tudo bem... Manda ver!

Pegando uma massa do pão, Galleodio enrola a Tia e joga ela ao penhasco!

Tia: AAAAAH! Socorro! Hm... Essa massa do pão é gostosinha...

Alex: Tia!

Galleodio: Não se preocupem... Vocês e os seus amigos vão se reencontrarem no um mundo dos mortos... PSI Trovão Ω!

O céu fica escuro e quatro raios voam até no céu!

Linh: Errou? HÁ! Você errou!

Galleodio: Você acha, é? Criar quatro espadas!

As quatro espadas voam até o Galleodio!

Linh: Mas o quê?! Esta é a habilidade do Silver!

As espadas do Galleodio se eletrificam ao máximo por causa do PSI Trovão Ω! E cria uma corrente elétrica!

Galleodio: É inútil escapar! Desistam!

Alex: Linh!

Linh: Argh! Barreira de gelo!

Mesmo com a barreira de gelo, a barreira só protegeu dos raios antes de se explodirem e a Linh foi cortada pelas espadas flutuantes do (Silver) Galleodio!

Galleodio: E ainda tenho mais! Sabe as suas namoradas, Lyndis, Ranshi e Sakuya Tekina?

Alex: Elas não são minhas namoradas! Quem é Sakuya?

Galleodio: Aquela que você conheceu nos sonhos, ela parece te amar muito por querer tentar te matar.

Alex: Deixa de besteira! Minhas amigas de verdade nunca me cortariam ao meio! E eu nem conheço essa garota!

Galleodio: Mas enfim, eu aprendi um golpe super poderoso que não só supera suas namoradas, mas que vira o seu ponto fraco! Exato, Alex Kirbo! Eu sei o seu ponto fraco!

Alex: É mesmo? Eu não sou tão fraco assim! Eu já devo ter uma defesa superior ao longo dos tempos!

Galleodio: É sério? Manda ver então! Arte ninja: Jutsu da tempestade das sombras!!!

As nuvens ficam mais sombrias e negras e chove água ácida, imitando a grande chuva!

Linh: Argh! É a grande chuva, de novo!

Alex: AAAAH! Isso dói! Mas não é só a minha fraqueza não!

Galleodio: Relaxa! Só foi a primeira parte! Vento de prata!!!

Com a ventania forte e a chuva negra, Alex é empurrado longe e recebe a chuva como se fosse atacado por um monte de facas!

Alex: AAAH! Isso dói!

Galleodio: E o melhor de tudo: Estas pessoas que eu copiei possuem fraquezas que eu aprendi e cubri, então eu posso usar os golpes sem ter medo de tiver as fraquezas penetradas! O nome de uma das minhas vítimas e a sua juíza da morte é: Sakuya Tekina!

E a chuva também causa sujeira e destrói a maioria da parte florestal de emerald, significando que a tempestade negra é tão mortal quanto a grande chuva!

Alex: Não seu idiota, o nome dela é Shinpi! Foi o que eu li no scan em alguns dias atrás... E isso não é o meu ponto fraco! Você só aprendeu a fortalecer o seu golpe! Desen... Ai!

Linh: Alex! O que foi?!

Alex: Eu me sinto muito cansado de repente! O que está acontecendo comigo?!

Galleodio: E os seus golpes só funcionam melhor se estiver em um lugar seco, não é? Seu pincel é inútil sem o seu choque elétrico enquanto eu tenho a medalha Franklin! Este é o seu dia de morte, Alex Kirbo!

Alex: Argh!

Linh: Seu monstro!

Alex copia uma aranha na montanha!

Galleodio: Que piadinha de mau gosto...

Alex: Desenho mágico: Teia de aranha!

Ao copiar uma aranha, Alex joga uma teia de aranha com o seu pincel e cobre o Galleodio, mas o Galleodio usa uma das suas espadas e se liberta!

Galleodio: Eu já cansei de brincar, se é só isso que vocês podem me oferecer, então estou mais que desapontado! Corte crítico supremo!

Linh: Oh não!

Galleodio e as suas espadas desaparecem! E reaparecem na frente da Linh e corta ela brutalmente!

Alex: Argh! Ele é muito forte!

Galleodio: Vocês são realmente uma decepção... Eu esperava que vocês podiam me dar um desafio maior, mas adeus...

????: Não tão rápido!

Alex: Hã? Quem disse isso?!

Anti-Alex: Se tem alguém que vai dominar o mundo e derrotar o Alex, sou eu!

Alex: Anti-Eu?!

Linh: Ai... Eu... Eu estou vendo dois de você, Alex?

Galleodio: Hunf, saia do meu caminho, inseto.

Anti-Alex: Nunca! O mundo é só meu!

Galleodio joga o seu yo-yoriken e cobre o corpo do Anti-Alex e eletrifica ele com o seu punho elétrico, conhecido como Chidori!

Anti-Alex: AAAAH!

Galleodio depois puxa a sua corda com o Anti-Alex e espanca ele com o seu leque de papel até ele quase morrer e joga fora!

Alex: Anti-Alex? Por que? Por que você veio me salvar?



Anti-Alex: Como o seu clone oposto, é o meu dever de tentar agir negativamente de tudo que você gosta, eu detestar tortas, eu ser antipático com os meus amigos e tudo mais, eu sempre fui desprezado e odiado por eu ser um garoto fraco e chato, na minha dimensão de anti-mundo...

Galleodio: Blá, blá, blá... Vocês e suas conversas melosas...

Anti-Alex: Então eu aceitei o meu destino de tornar o monstro mais cruel do mundo... Posso continuar a ser odiado, mas pelo menos vão me respeitar...

Alex: Anti-eu...

Linh: Ah... Esta história está cada vez mais triste... Eu quero chorar...

Anti-Alex: Amigos...? No meu mundo de onde eu vivia, Eu jamais tive alguém assim... É só um mundo de pessoas depressivas, ninguém respeitava ninguém, todo mundo vivendo na escuridão... É o meu destino... Era o seu destino também até você criar uma amizade com muitas pessoas... Eusine, Daniel, Ranshi... Você tem amigos que realmente amam e respeitam você, enquanto eu... Cof...

Alex: Anti-eu...!

Anti-Alex: Mas eu descobri o melhor jeito de derrotar o vilão aí... Pegue o meu pincel...

Alex: Por que?! Isso seria um roubo!!!

Anti-Alex: Eu não mais importo com isso, já que estou morrendo... Argh... Eu estou muito fraco para continuar... Talvez eu não possa ser mais tão generoso na minha próxima vida... Pegue rápido, Alex Kirbo!

Alex: Snif... Anti-eu...!

Galleodio: Blergh... Odeio estas conversas melosas... Vou destruir logo o seu anti-clone, Alex!

Anti-Alex: Adeus eu, seja o melhor Alex do mundo...!

Alex ganhou o pincel negro! E o Galleodio destruiu o Anti-Alex!



Alex: Snif... Gente...

Linh: Alex...

Alex come a torta de morango e dá a cara no Galleodio!

Galleodio: Que bom que você comeu a torta, pois eu não precisarei ouvir os seus choros, Alex Kirbo!

Alex: Galleodio... Eu não tenho mais pena e nem piedade de você... Você destruiu a metade da minha infância, você usou as imagens dos meus amigos e das outras pessoas para o mal, e você destruiu as vidas de milhares de pessoas inocentes! Com a força dos meus amigos, a inteligência dos meus pincéis e a minha coragem que sobrou da raiva... Eu vou te esmagar, aqui e agora!

Galleodio: Então não estava usando toda a sua força desde o início? Então me mostre as suas garras! Eu vou cortar elas e toda a sua esperança falsa!

Alex: Galleom... Pikachu... Altaria... Kirby... Anti-eu... Lyn... Ranshi... Daniel! Me dêem todas as suas forças!

Linh: Sua coragem me inspirou, Alex! Vamos acabar com este vilão de uma vez por todas! Eu também quero vingar pelo meu irmão Denas!

Galleodio: PSI Tornado Ω!

Alex: Há! Parece que os meus desenhos estão funcionando de novo! Desenho mágico e negro...

Linh: Criação de gelo...

Alex e Linh: Fimbulvtr!

Com a combinação de gelo de Alex e Linh, Os dois param o tornado gigante do Galleodio e acertam ele!

Galleodio: Hunf! Idéia inteligente, mas não pensem que eu sou limitado apenas com Randy, Sakuya e Silver! Chuva de Flechas bombas!

Alex: Lá vem ele!

Galleodio lança um monte de flechas bombas no céu!

Linh: É sério?! Barreira de gelo!

Galleodio: E Super-Arroto!

Por algum motivo estranho, Galleodio arrota com toda a sua força com as suas flechas bombas!

Alex: Desenho mágico: Duas árvores! E Desenho negro: Dança das folhas cortantes!

Linh: Galleom... Que saudades de você...

Alex desenha duas árvores recheadas de folhas e arranca as folhas até o Galleodio, cancelando as flechas e a ventania bate o arroto!

Galleodio: Vocês até que estão indo bem melhor que antes, mas eu cansei de brincar, Estilo água, Jutsu...

????: Yo-Yoriken!

Um shuriken com corda segura um dos braços do Galleodio!

????: Então o que acha de segurar isso?! Chidori!

Uma figura misteriosa soca o Galleodio com o seu punho elétrico!

Linh: Oh, nosso herói! Quem é você, oh meu grande herói?

Galleom: Meu nome é Galleom!

Alex: Galleom!!! Você está vivo!

Linh: Galleom?! Mas como?!

Galleom: Parece que o prêmio do Galleodio foram os dois jutsus extras. Eu fiquei tão forte como um super-homem e aprendi dois jutsus!

Alex: Legal! Que bom ter você de volta!

Galleom: Quando eu entrei num avalanche, eu tinha sonhado que você me ajudou a puxar de volta, mas convenientemente usou o seu cachecol vermelho para me salvar...

Alex: Ah, de nada! Mas eu acho que era o meu clone...

Galleom: Ah, eu também quero ter inimigos bem amigáveis! Vamos acabar com esta história triste!

Alex e Linh: Vamos!

Galleodio: Eu estou cansado de ouvir a conversa melosa... Chidori!!!

Mas por algum motivo, Galleodio se eletrifica e se machuca!

Galleodio: O quê?! Mas como eu me machuquei?!

Galleom: Olha só o que eu tenho na mão, hehehe!

Galleodio: Hã, mas o quê?!

Galleom segura a medalha de Franklin do Galleodio!

Galleodio: Eu odeio este gatuno...

????: Ei! Não esqueçam de mim!

Alex: Quem é?!

Braus: Lembram de mim, gente?

Alex: Braus!

Braus: Tinha uma mulher que estava caindo nesta montanha coberta de pão, então eu peguei ela e tirei ela do pão então ela me avisou sobre vocês. É bom ver todos vocês crescidos de novo.

Alex: Nos ajuda derrotar este lorde malvado, Braus!

Braus: Não sei do que está havendo, mas eu vou!



Galleodio: Hunf, e a cavalaria chegou... Então, eu vou avançar na minha forma suprema... Puro Odium!

Braus: Argh! O que está havendo?!

Galleodio tem a sua única asa crescendo e crescendo, até ele virar um deus de uma asa!

Galleom: Ah, eu também quero ter essa asa gigante!

Alex: Prestem atenção na luta!

Galleodio: Conheçam os seus fins! PSI Cinsesis: Vento de prata, Super-arroto e Jutsu explosão de água!!!

A combinação do Galleodio lançou para todo o grupo do Alex!

Braus: Argh! O que tinha acontecido enquanto eu estava fora?!

Linh: Longa história resumida: Ele é o ninja malvado que quer dominar o mundo e destruir a gente.

Galleom: Que também rouba as personalidades dos outros, incluindo a minha.

Alex: E graças a magia negra de Ódio, Ele ficou tão obsecado pelo poder que virou maníaco que quer destruir o mundo.

Braus: Então tá! Eu vou enfraquecer ele enquanto vocês carregam os seus melhores golpes!

Alex: Calma aí, Braus! Ele pode também fazer mesma coisa com você!

Braus: Eu não vou virar uma peça descartável, pois eu tenho você como um parceiro, Alex.

Alex: Tudo bem... Manda ver!

Braus: Técnica secreta do clã Amir!

Galleodio: Eu já estou cansado de ouvir a baboseira de vocês, morram!

Braus vai por tudo até o Galleodio, mas o Galleodio se protege com a sua espada!

Alex: Todos nós também estamos cansados de você, Galleodio! (Pikachu, Altaria, Kirby, Lyn, Ranshi, Dani, Galleom, Linh, Braus e todos... Obrigado por me cuidarem, sempre terem gostado de mim e me apoiarem mesmo nos meus piores episódios... Vocês me ensinaram o que é tomar coragem e o que é ser um herói. Me dêem todas as suas forças!)

Galleom: Yo-yoriken!

Linh: Criação de gelo: Lança de gelo!

Alex: Desenho mágico: A espada encantada: Excalibur! E Desenho negro: Foice do seifador!

Galleom salva Braus dos golpes seguintes ao pegar ele, Linh congela os pés do Galleodio e Alex fatia o Galleodio com a sua foice e o  Excalibur!

Alex: Sabe o que é ser melhor que ser o mais forte do mundo? É ter os melhores amigos fortes do mundo!

Galleodio: AAAAH! ODEIO FINAIS FELIZES!!! AAAAAALEX!!!

Uma fumaça negra sai do corpo do Galleodio e a chuva sombria acabou! Alex e seus amigos venceram a luta!



Alex: Vencemos? Vencemos!!!

Galleom, Linh e Braus: Vivaaaa!

Galleodio: Argh... Eu perdi a minha voz sombria, mas eu ainda posso acabar com vocês!!!

Tia: Não tão rápido, Galleodio!

Alex: Tia! Você está viva!

Tia: Alex, obrigada! Foi graças a este homem quem me salvou da queda, o Braus!

Um monte de soldados pega o Galleodio!

Galleodio: Alex Kirbo... Eu vou voltar... Enquanto tiver o ódio nos corações humanos, qualquer um vai poder virar o rei dos demônios e virá me vingar! Eu voltarei!!!

Alex: Então, se vier um demônio que destruirá o mundo e possivelmente a gente, nós vamos pará-lo.

Soldado 1: Você está na cana para sempre, demônio!

Galleodio: Podem marcar as minhas palavras, crianças... Eu voltarei!!!

Soldado 2: Vocês fizeram um ótimo trabalho, crianças, e Galleom, me desculpa pelo erro!

Galleom: Há! Sem problemas!

Os soldados puxam o Galleodio enquanto ele gritava que vai voltar e o nome de uns caras chamados Eusine, Denas, Eddy e Daniel!



Alex: Ufa... Finalmente acabou...

As florestas que foram contaminados pela chuva vão voltar a se florescerem, vários animais vão voltar as suas casas, felizes e vivos, e as gotas negras se dissolvem até deixarem de existir, Enfim, a floresta foi salva graças ao time Alex.

Galleom: Ah, eu adoro finais felizes...

O time Alex vai até a casa da Tia, relaxando e divertindo por alguns dias até se prepararem para sair para as suas aventuras.

Tia: Ah, vocês vão embora? Foi um prazer ficar com vocês.

Alex: É bom, mas a gente vai tentar pegar um certo artefato que possivelmente levaria a gente de volta para as nossas casas.

Tia: Tudo bem... Só uma última coisa... Eu e a Linh conversamos...

Galleom: Qual?

Tia e Linh beijam o Galleom!

Tia: Espero que vocês fiquem felizes, de todos os amigos que eu andei, vocês foram um dos melhores...

Linh: Galleom, eu vou tentar cuidar melhor de você de agora em diante, você mostrou uma bela disposição de coragem!

Galleom: Dohohohoh...

Tonto por causa dos beijinhos, Galleom se escorrega até as ladeiras! Alex, Braus, Linh e Tia se assustam! Não se preocupem! Galleom está bem! E o grupo ficou feliz para sempre, mas as aventuras não acabam por aqui!

Braus: Bem, foi ótimo ficar com todos vocês também, mas eu vou sair e tentar encontrar mais pistas, adeus, gente!

Alex: Tchau!

Linh: Se cuida!

Tia: Tchau, Braus...

Galleom: Até mais, amigo!

O grupo vai tentar procurar os garotos chamados Daniel Kirbo e Denas Ares! Obrigado por lerem esta fic... Foi bom conhecerem vocês e...

Um ser misterioso apareceu no morro!

????: Esperem! Ainda não acabou! Estes garotos, principalmente dos que tem os pincéis nas mãos dele, são muito improessionantes. Conseguiram acabar o meu grande defeito, além de ficarem mais fortes. Eles parecem bem interessantes de brincar um pouco, huhuhu...

FIM! Do capítulo 2!

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"


Última edição por Firealex em Ter 19 Nov - 22:58, editado 5 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Dimentional Adventures   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Dimentional Adventures
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Fórum One Piece Sea Adventures
» Lançado "Bill Ball Adventures 1.0".
» Adventures in Space
» Código do jogo adventure quest worlds
» Xbox 360 Slim + Kinect + Jogo Kinect Adventures = R$799,00; CURITIBA RETIRA EM MAOS!!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Path Makers :: Off Topic :: Histórias Historásticas-
Ir para: