Path Makers


 
InícioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 A Ilha Sagrada de Lhandor!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 774
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 08 – O começo de uma amizade de espécies diferentes!   Qui 17 Mar - 17:26

FAN FIC TIME!!! D=D

Vocês devem ta irritados comigo...

Sempre digo que vou fazer update nas terças-feiras, mas raramente posto nesse dia... Oooooooopa...

Então só o que eu posso fazer é pedir desculpas! f2

Mas enfim... O episódio de hoje é um em que só vão aparecer os personagens que n apareceram agora, desde o naufrágio... (dando destaque em José) Oooooooopa...

Ah! E esse ep não ficou pequeno! Muito pelo contrario... YEAH!!!

Espero que gostem...

UPDATE!!!!

-----------------------------------------------------------------------------------------------
A Ilha sagrada de Lhandor

Episódio 08 – O começo de uma amizade de espécies diferentes!

Algumas horas após o naufrágio, José havia acordado. Estava dentro de um lugar que ele reconheceu como a parte de baixo de um barco, parecido com o que ele mesmo estava antes de um monstro aparecer e o destruir.

Mas o lugar não era o mesmo barco. O barco em que ele estava agora estava lotado de pessoas. E todas estavam deitadas apertadas naquele espaço como ele. Tentou se levantar, mas acabou descobrindo que suas pernas estavam amarradas. Seus braços também.

Depois de se mexer um pouco, conseguiu ficar de joelhos e olhar em volta. E ele percebeu que as pessoas ao seu redor não eram realmente pessoas, e sim elfos. Elfos de vários tamanhos e sexos estavam amarrados e presos naquele local.

Quando José estava de joelhos e observando ao redor, ele notou um homem na frente de uma passagem. O homem sorriu cinicamente para ele.

José: Que lugar é esse?

Homem: Hehe, você não se tocou ainda? Somos piratas e a tripulação do homem que vocês chamam de Mago Negro.

José: E o que você quer com a gente?

Homem: Você não percebe, idiota? Vocês elfos vão ser vendidos como escravos! Todos estão em perfeita forma física, então vamos ganhar muito dinheiro!

José se irritou e ficou novamente deitado, mas agora lutando contra as cordas que amarravam suas mãos...

Elfo: Pare com isso. Mesmo que consiga se libertar, não poderemos todos sair daqui...

José: E por que não?

Elfo: Não tem como passarmos escondidos e fugirmos. Eles vigiam todas as saídas e existem vários guardas do lado de fora. Mas, se você ficar mais confortável, eu te ajudo a desamarrar as cordas.

José percebeu que ele estava totalmente livre. Olhando atentamente ao redor, percebeu que os outros também. Ele também notou que vários estavam acordados, mas fingiam dormir.

José: Mas... Podemos lutar ao invés de fugir!

O elfo estremeceu.

Elfo: Pensei... que você podia ser um elfo como eu. Desculpe por não perceber que era humano.

José: Tudo bem. Mas por que não lutamos e saímos a força desse lugar? Devemos ser o dobro do número de piratas!

Elfos: Nós não gostamos de lutar.

José: Mas por quê? Lutar pode ser necessário para salvar vidas! Os elfos tem até mais habilidades que os humanos! Acho até mesmo que poderiam ter vencido a guerra que houve nos tempos antigos.

Elfos: Mas nós não queríamos guerrear. Não queríamos tirar sangue. Não queríamos...

José: O que?

Elfos: Não queríamos nos tornar humanos.

José Maria se paralisou.

José: Co-como assim... ?

Elfo: Desculpe se estou sendo muito sincero com você, mas... achamos os humanos seres desprezíveis. Vocês matam, destroem e derramam sangue apenas por coisas que chamam de “riquezas”. E, o pior de tudo, é que vocês são capazes de matar a própria espécie.

José ainda estava paralisado.

Elfo: E tem mais outra coisa! Se os humanos tivessem chegado para nós e perguntado se poderíamos dividir nossas riquezas com o mundo, responderíamos que sim. Até mesmo se essa tripulação com o Mago Negro tivesse simplesmente pedido pelas coisas ao invés de sair prendendo os elfos, daríamos com prazer as jóias e pedras preciosas.

O elfo parecia emocionado por tudo que ele dissera ao humano. Foi como se toda a espécie dele pudesse ter finalmente desabafado com os humanos, explicando que desde aquela época eles ainda não sabiam o motivo da guerra que os homens iniciaram. Os elfos ali presentes e que tinham escutado só não choravam por que não produziam lagrimas.

Já José chorava. Chorava sentindo a tristeza que os elfos tiveram que sofrer. E chorava também como que representando que os humanos estavam arrependidos pelo que fizeram.

José: Eu... Me senti mau com o que você disse. E é por isso que eu vou me levantar e fugir daqui.

Elfo: Como você vai fazer isso?

José: Lutando contra os outros da minha raça.

Elfo: ...

José: Mas eu vou fazer isso para ajudar uma espécie indefesa e que foi escravizada sem nem saber o motivo. Vou fazer isso por que esses homens se tornaram criaturas que matam apenas por dinheiro. Vou fazer isso pela espécie humana e pelos elfos! Eu prometo que agora vou lutar para proteger essas duas espécies!

E dessa vez, todos os presentes no local ficaram realmente emocionados. O problema era que o homem que cuidava do local tinha notado também. E José só foi notar quando um machado de duas mãos estava descendo em sua direção. Com um reflexo rápido, rolou para o lado e depois se impulsionou, ficando em pé.

Homem: Acha que vai conseguir fácil?

O homem rapidamente girou o machado e atacou José, que desviou com facilidade. O machado ficou preso na parede. José aproveitou a chance e atingiu o oponente com um soco no rosto, que o atirou até o outro lado da sala, onde caiu inconsciente.

José: Vou agora mesmo iniciar minha fuga e derrubando o maior número de homens possível. Se quiserem me acompanhar, venham.

Todos os elfos se levantaram.

E assim começou a fuga pelo navio. José seguia em frente liderando o grupo e passando por diversos piratas mercenários. Ele derrubava-os com facilidade, sem nem usar seus jutsus de lama. A primeira vez que usou foi quando chegou em um corredor que se dividia em 2. Dos dois lados vinham piratas. Ele simplesmente usou a lama para fechar um dos caminhos e seguiu pelo outro, enquanto derrubava inimigos.

Até que eles encontraram uma escada e subiram para o convés do navio, ainda derrubando os piratas que conseguia. Ainda corriam como desesperados em direção à lateral do navio, onde iriam saltar para a praia. Estavam quase chegando, quando ouviram uma voz as suas costas.

Fhenton: Mais um passo, e a Shuriken atravessa sua garganta.

José se vira para encarar que fez a ameaça. A pessoa que falou era Fhenton, e estava segurando uma enorme shuriken prateada.

Fhenton: A fuga acaba aqui e agora. E eu sei que você está liderando tudo isso. Desista agora, e não se machuca.

Ele nem mesmo pensou em desistir. Em situações normais ele até poderia ter medo com o que aquele ninja misterioso pudesse fazer e hesitasse. Mas naquele momento ele tinha a promessa que havia feito com os elfos. Ele não iria desistir deles.

José: Nunca.

Então Fhenton atirou sua shuriken. José estava pronto para criar um enorme escudo de lama, mas nem se quer precisou. E isso por que a Shuriken e abaixo dela havia sido congelado.

Lilian havia acabado de saltar no convés do navio. Fhenton agora estava praticamente espumando de raiva.

José: Se renda agora e não sairá machucado.

Fhenton não iria se render, mesmo que em desvantagem. E dessa vez ele não subestimaria o adversário. Mas ele escutou uma voz atrás de si. E essa voz foi que impediu ele de continuar.

Sem que o oponente reagisse agressivamente, José disse para o grupo élfico para saltar do navio. No lado de fora, Lilian já havia derrotado os piratas. O grupo desceu para a praia e corria em direção as florestas élficas.

Fhenton: Por que... Você me pediu para parar?

???: Eu quero enfrentar esses. Você já teve sua chance.

Fhenton: Tudo bem. Mas você vai ver que eles são bons. E você e seu irmão vão ter que prestar desculpas ao Mago Negro e aguentar as consequências.

???: Você também vai ter de fazer isso hoje.

Fhenton: Isso não vem ao caso! Agora, lute contra aqueles ninjas e não decepcione nosso grupo, Joe.

Joe: Francamente, Fhenton! Eu conheço você ah tanto tempo e você ainda me confundo com o Cloe!

Fhenton: Desculpe, Cloe...

Joe: Brincadeira, eu sou o Joe! f2

Fhenton: Bem... Boa sorte contra os ninjas de qualquer forma. f6

E Joe iniciou sua perseguição a José e Lilian.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Ao mesmo tempo em que José iniciava sua fuga, Astroguinaldo andava pela floresta sozinho. Durante algumas horas, havia sido atacado várias vezes, mas escapava dos piratas com facilidade. Mas mesmo assim ainda havia conseguido alguns machucados.

Até que ele percebe um movimento na mata próxima a onde ele estava andando. Ele imediatamente preparou-se para fazer algum Jutsu, se necessário. A coisa que estava se mexendo se jogou contra ele! E essa coisa era Jane.

Com Jane saltando em cima de Astroguinaldo caiu no chão. O problema era que estava caminhando próximo a um barranco. Os dois caíram e desceram rolando até que bateram em uma árvore.

Astroguinaldo: Argh... Essa doeu... ui

Jane: Pare de reclamar! Você ainda ta em cima de mim!

Astroguinaldo: Foi mal...

Os dois se levantam se sentindo doloridos.

???: Olha só, mais que sorte! Encontrei o que estava procurando!

Eles se viram para ver quem havia falado com eles.

???: Eu sou Cloe, general de Mago Negro. E vocês devem ser os humanos que meu mestre quer mortos.

Astroguinaldo: Acho que somos sim...

Cloe: Ótimo. Então se preparem para morrer!

Cloe avançou com sua espada, prestes a atacar.

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou! YEAH!!!

Com um pouco de suspense...

Espero que tenham gostado...

Joe e Cloe:

PS: Obrigado pelo presente, Alex! f2

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Forasteiro Solitario
Top membro
Top membro
avatar

. : Nunca terminei nada
Mensagens : 429
Sanidade : 1

MensagemAssunto: Re: A Ilha Sagrada de Lhandor!   Qui 17 Mar - 17:59

Pensei k o ep seria + longo f3

E cade o Hawkeye?

Enfim... Nada mal...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jellyboy
Membro
Membro
avatar

. : thing
Mensagens : 261
Sanidade : 3

MensagemAssunto: Re: A Ilha Sagrada de Lhandor!   Qui 17 Mar - 18:06

Ep legal! YEAH!!!

"agora será que o Astroguinaldo e Jane vão vencer? Vejam no proximo episódio de A Ilha Sagrada de Lhandor!"

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: A Ilha Sagrada de Lhandor!   Qui 17 Mar - 20:22

brilho
asdorei

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 774
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio 09 - A batalha contra os gêmeos do mau   Ter 22 Mar - 15:47

FAN FIC TIME! bleah

Oi povo! f2 Feliz terça-feira! E hoje tem update da minha fic! YEAH!!!

Um episódio continuação do último, dando destaque ainda nos personagens que ainda não tinham aparecido na fic.

E agora... Eu tenho um aviso importante para dar! A fic está chegando ao fim... f4

E só faltam alguns episódios para acabar a coisa! YEAH!!! Por isso eu vou fazer a mesma pergunta que fiz na temporada anterior: Vocês preferem episódios separados ou um episódio gigantesco?

Respondam-me D=D! E rápido... The REALLY Evil Smil

Agora... É hora... do update na fic! f5

-----------------------------------------------------------------------------------------------
A ilha sagrada de Lhandor

Episódio 09 - A batalha contra os gêmeos do mau

José e Lilian haviam acabado de chegar à floresta, finalizando a liberação de todos os elfos. Ficaram na entrada da floresta esperando e se certificando de que todos chegariam com segurança. Enquanto passavam, os elfos falavam palavras de agradecimento para os humanos.

O elfo que José havia feito amizade e conversado dentro do navio pirata havia ficado para trás com os humanos. Quando todos os elfos entraram na floresta, ele veio falar com José.

Elfo: Humano... Obrigado por tudo que fez pela nação élfica. Seremos eternamente gratos a você. E também à sua amiga.

Lilian: Obrigada. f2

José: Não foi nada... Só fiz o que deveria ser feito.

Lilian: Você deve estar se sentindo heróico agora.

José: E estou! f2

Elfo: Eu... queria oferecer uma coisa a você. Como um símbolo de agradecimento que todos esses elfos têm com vocês.

O elfo entregou uma caixa de madeira, com vários detalhes feitos de um material que parecia com ouro. Ele abre a caixa e mostra o que tem dento.

José: São... Luvas?

Eram luvas feitas com um tecido firme, macio e confortável. Na parte de cima havia uma placa com o mesmo material que parecia ouro.

Elfo: Sim. Mas não são luvas normais... Elas são feitas de um material místico, que é indestrutível.

José: Legal...

Elfo: Mas não foi por isso que dei para você! Ela tem uma habilidade que pode ajudá-los na batalha contra o Mago Negro. Ele está escondido em um templo nosso, dedicado aos deuses. O templo é como um extenso labirinto cheio de armadilhas. Mas, enquanto você usa essas luvas, você saberá o caminho que deve seguir.

José: Obrigado. Eu devo colocá-las agora?

Elfo: Pode usar elas a vontade, se quiser. Por elas serem indestrutíveis, vão agüentar bem. Boa sorte na sua jornada, humano.

O senhor elfo se virou para ir embora.

José: Espere. Você podia me chamar pelo meu nome! Eu me chamo José Maria.

Elfo: Hum... Tinha esquecido que os humanos tinham mania de serem lembrados pelos outros... Pois bem, eu sou Shengos.

Lilian: E eu sou Lilian.

Shengos: Bem... Então adeus, José e Lilian.

Ele novamente se vira para ir embora.

Lilian: Que bom que ele nos deu essas luvas! Isso vai nos poupar de muito trabalho quando chegarmos lá.

José: Isso se chegarmos lá. E isso se os outros estiverem bem...

Lilian: Pare de ser pessimista! É claro que eles estão bem!

José: Espero que tenha razão...

???: Aposto que todos estão mortos.

Eles se viram e encontram Joe, o general do Mago Negro.

Joe: Eu sou Joe, um dos generais de Mago Negro.

José: Por que você acha que eles estão mortos?

Joe: Por que somos 8 generais. Eu duvido que seus amigos tenham sobrevivido a eles.

Lilian: Somo 10 pessoas. E todos são ótimos guerreiros.

(Nota: José não contou com Edward e Den, já que ele não tem como saber deles.)

Joe: Sério? Pensei que éramos mais que vocês... f6 Mas isso não importa. Por que eu vou acabar com vocês dois aqui e agora!

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Um golpe foi defendido. Depois outro. Mas acabou sendo atingido pelo terceiro, e lançado em direção de uma enorme árvore.

Astroguinaldo estava usando uma espada comum de 1 mão. Cloe usava uma espada de 1 mão extremamente larga, o que aumentava sua vantagem, já que ele podia começar a atacar antes dos seus oponentes e em uma distância maior.

Cloe: Há! Vocês nem são tão fortes quanto eu pensei! E vocês ainda acham que podem vencer o meu mestre?

Jane: Ele pode não ser bom. Mas eu sou.

Cloe: Há! O homem não tem capacidade de lutar e uma garota bem para ajudá-lo? Que ridículo!

Jane salta em Cloe com seu machado atacando furiosamente. Ele defende todos os golpes.

Jane: Nunca me subestime! f5

Ela novamente salta e o ataca com todas as forças. Ele consegue defender, mas ela não desiste e continua pressionando com o mesmo golpe. Para ajudar, ela cospe no olho direito de Cloe.

Cloe: Sua maldita...

Cloe acaba distraído e Jane consegue o que queria, e atinge o lado esquerdo do oponente.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

José e Joe estavam travando um duelo de espadas. Joe usava a mesma espada do irmão, e José usava uma espada feita de lama, que ele acabou de criar. José estava mais no ataque, pressionando o oponente a ir para trás a cada momento, para evitar outro golpe.

E ele estava fazendo isso até que Joe se esbarra com alguém as suas costas.

Cloe: Joe? Você por aqui? f2

José / Jane: O que? Mais outro dele?

Lilian: Espera ai... Astroguinaldo e Jane?

Astroguinaldo: Lilian e José?

Joe / Cloe: Ferrou.

José: Eu não sei exatamente o que ta acontecendo... Mas sei que agora vocês estão em desvantagem! Tem mais dois do nosso lado agora!

Cloe: Já lutamos contra um número maior de pessoas várias vezes! bleah

Joe: Pode crer! bleah

Astroguinaldo: Mas vocês me deixaram confuso! Vocês são duas pessoas diferentes ou são uma pessoa só?

Cloe: Somos irmãos gêmeos. E trabalhamos para o Mago.

Joe: E agora vocês estão ferrados! Lutamos muito melhor quando juntos do que lutamos quando separados.

Cloe: E agora... Vamos mostrar nossas habilidades secretas!

Joe: Técnica de vento!

Cloe: Técnica de terra!

A espada de Joe começa a brilhar uma luz verde. A de Cloe fica com uma luz marrom escura. Joe aponta para José e uma rajada de vento o lança para longe. Cloe entra debaixo da terra.

José: Argh...

José começa a se levantar, mas nota que Joe estava na sua frente. Ele desfere um golpe e José se defende com dificuldade. Joe começa uma sequência de golpe. Agora era José que recuava a cada ataque.

Joe: Juntos, somos os melhores dos generais! Os mais fortes!

Joe quebra a espada de José. Depois o atinge com um golpe de baixo para cima, que o atingiu da cintura até o ombro direito e o atirou para longe, até cair nos pés de Lilian, que gritou.

Lilian: Você... ta bem?

José: Não... Mas não precisa se preocupar... Se preocupe com a luta.

Joe avançava com rapidez em sua direção.

Lilian, agindo por impulso, usou um Jutsu de gelo e congelou a espada enorme de Joe, junto com parte do braço.

Joe: O que? Minha espada! O que você fez!

No inicio Lilian não percebeu. Mas olhou mais um pouco e entendeu.

Jane estava atenta olhando para todos os lados. Mas Cloe nunca aparecia desde que havia misteriosamente entrado na terra. Até que, de repente, ele aparece embaixo dela e quase a atinge com a espada.

Cloe: Conseguiu se defender por pouco, ein? Mas você vai se defender disso?

Várias pedras se erguem ao redor de Cloe. Ele aponta a espada para Jane e as pedras saem voando em direção dela. Jane defende-se da maioria, mas uma pedra acaba atingindo seu tornozelo com força e ela caiu.

Cloe aparece por trás e ergue a sua espada, pronto para dar o golpe final. Mas então, A espada e as mãos dele foram congeladas por Lilian.

Cloe: O que?

Lilian: O seu poder está na espada. É só fazer alguma coisa com ela e vocês perdem os poderes.

Cloe olhou e percebeu seu irmão tentando quebrar o gelo batendo em uma pedra. E não dava certo.

Astroguinaldo: Quer dizer que agora eles não tem poderes?

Lilian: Isso.

Astroguinaldo: Ótimo. Hehe... Agora vocês vão pagar!

Cloe: Você... Não bateria em alguém que não pode se defender, não é?

Astroguinaldo: Ta maluco? É claro que sim! f5

Então Astroguinaldo amarrou os dois irmãos do mau (batendo neles um pouco antes) e depois atirou suas espadas no oceano. E então, eles seguiram viagem. Decidiram que iriam até o templo, achando ou não seus companheiros.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Epílogo: Depois de alguns dias de caminhada, os 4 acabaram chegando no templo. No templo sagrado que agora era usado como esconderijo de um Mago das trevas.

José: Que pena... que não encontramos os outros.

Lilian: Ainda acho que eles podem estar vivos...

José: talvez estejam. Mas temos que ir agora. Ou ele vai conseguir realizar o seu tal objetivo maligno.

O grupo da um passo em direção do templo. Mas antes, Astroguinaldo é atingido com uma pedra na parte de trás da cabeça. Ele se vira e olha para a mata atrás dele.

Astroguinaldo: Alan?

Ele sai correndo em direção do que ele pensou que era seu irmão. O grupo seguia ele, quase se perdendo as vezes, correndo na mata. Correram por poucos minutos, até que chegaram em uma clareira.

E todos os seus companheiros estavam lá.

E todos eles comemoraram a sorte de ter sobrevivido ao naufrágio e derrotado os generais de seu inimigo. Agora só faltava mais um passo. No dia seguinte eles iriam invadir e cumprir seu objetivo. Eles iriam derrotar o Mago e liberar o povo élfico!

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou... f2

Espero que tenham gostado...

PS: O Hawkeye só aparece de novo no ultimo episódio... The Evil Smile

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Jellyboy
Membro
Membro
avatar

. : thing
Mensagens : 261
Sanidade : 3

MensagemAssunto: Re: A Ilha Sagrada de Lhandor!   Ter 22 Mar - 16:01

Episodio legal!

vou querer um ep gigantesco,

e eu queria que o Hawkeye aparece agora(no prox)


« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: A Ilha Sagrada de Lhandor!   Ter 22 Mar - 19:44

Super cool f2

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Forasteiro Solitario
Top membro
Top membro
avatar

. : Nunca terminei nada
Mensagens : 429
Sanidade : 1

MensagemAssunto: Re: A Ilha Sagrada de Lhandor!   Ter 22 Mar - 19:54

Eu não acho que eles encontraram o resto do grupo...

Acho que eles cairam na armadilha daquela monstro que que matar o Sorow...

Mas a Jane não era uma clandestina no barco?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 496
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: A Ilha Sagrada de Lhandor!   Ter 22 Mar - 20:58

Dever... De... Casa... e... PROVAS! f4

Acabou? f6 Ah sim!

Você tá começando ser mais famoso que
as minhas duas fics, Eusine...

Mas, não quer dizer que eu vou perder!
Por outro lado, bela fic você trouxe!

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 774
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Episódio final - A invasão ao templo e a ultima batalha   Qui 5 Maio - 16:27

Last Fan fic time! (por enquanto!)

É isso ai gente! Como vocês pediram, aqui está o episódio gigantesco final! Desculpe pela demora, mas pelo menos eu expliquei o motivo antes...

Eu quero agradecer a todos os fãns dessa joça por terem me apoiado até o fim! Obrigado a todos! f2

Agora, curtam o episódio final dessa fic!

-----------------------------------------------------------------------------------------------
A Ilha sagrada de Lhandor!

Episódio final - A invasão ao templo e a ultima batalha

Eric: Finalmente chegamos aqui. Vencemos todos os generais do Mago Negro, e agora estamos prontos para entrar no templo e derrotá-lo! Alguém tem alguma coisa contra entrarmos agora?

Ninguém disse nada. Todos estavam prontos para a luta. Até mesmo os elfos Den e Edward. Philip ia andando e tremendo de medo. Lentamente, todos foram subindo os degraus até chegarem a escada do Templo que o Mago estava escondido.

Eric: José, você vai à frente por causa das luvas que ganhou...

José: Claro.

Com José Maria a frente do grupo, eles avançam um pouco para dentro do Templo. Depois de poucos minutos, encontram uma bifurcação.

Sorow: Pra onde vamos agora?

José: Hum... Eu... acho que devemos dobrar a esquerda.

Eric: Você acha? f6

José: Eu acho...

Eric: Ta bom... Então vamos.

E então, eles continuaram seguindo o caminho por onde José achava certo. Coincidência ou não, eles não haviam encontrado nenhuma armadilha por enquanto.

Até que eles acabaram encontrando uma pessoa no fim do corredor. Usava uma armadura dourada e uma espada de 1 mão. Tinha o cabelo espetado penteado para cima.

???: Vocês chegaram longe, mas não vão passar daqui.

Axel: E quem é você?

???: Bem, eu sou...

Exel: Nem precisa perguntar, Axel! Ta na cara que é mais um dos generais desse maldito Mago. Falando nisso, ninguém sabe o nome dele? Ficar falando Mago ou Mago Negro já ta começando a irritar.

???: Ela tem razão. Eu sou um general, e meu nome é Frods. E o meu mestre só irá falar o nome dele se ele achar que vocês merecem. Nós sabemos o nome dele, mas ele não nos permite sair falando por ai.

Eric: Que cara estranho...

Astroguinaldo: Também acho! Pra que o cara quer esconder tanto o nome dele? Eu nunca esconderia meu nome...

Alan: Mas você escondeu quando entrou naquele torneio! f6

Astroguinaldo: Isso é outra coisa...

Frods: Calados! Estão na frente de 1 vilão e ficam discutindo essas coisas idiotas? Deviam estar preocupados em como vão passar daqui.

Astroguinaldo: E pra que nos preocupar em passar aqui? Passamos por vários lugares sem dificuldades...

Frods: Eu sei disso, mas aqui terão uma dificuldade. Terão que lutar comigo para passar!

Eric: Só isso?

Frods: Só isso? Como assim? f6

Axel: Enfrentamos vários generais como você na ilha... Você não irá nos impedir facilmente...

Frods: Mas eu falei que sou o 3° mais poderoso dos generais?

Eric: Grande coisa... Bem, alguém vai ficar lutando contra você enquanto avançamos.

Frods: O que? Nada disso? Só passa daqui se me derrotar antes!

Sorow: E o que você vai fazer se tentarmos passar por você?

Frods: Bom... Eu...

Sorow: Somos 12 pessoas. Duvido que você consiga derrotar a todos nós.

Frods: Ta, ta bom! Mas eu tenho que lutar contra alguém!

Alan: Eu luto com você! bleah Podem continuar sem mim. Depois eu acho vocês! f2

O grupo sem o Alan continua seu caminho. Alguns desejam boa sorte a Alan enquanto passa por ele. Eles dobram na primeira a direita e continuam andando para chegar ao seu objetivo...

Frods: Hehe... Pronto para perder?

Alan: Eu não vou perder. Você que vai.

Frods: É o que veremos.

Frods começa tentando um ataque com a espada. Alan defende e contra-ataca. Frods defende e ataca de novo. Alan atinge a espada de Frods com força e lança o oponente para a parede. Alan tenta um ataque e Frods se esquiva, prendendo a espada de Alan na parede.

Aproveitando a chance, Frods ataca com a espada na direção da cintura de Alan. A armadura defendeu bem, mas Frods continuou pressionando a espada para entrar mais profundamente. Alan arranca sua espada com fúria e ataca seu oponente, com a espada automaticamente pegando fogo.

Frods: Ah, você já quer começar a lutar sério? Muito bem então, vamos começar.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

E então, o grupo de heróis continuou seguindo o caminho em direção ao desafio final. Passavam por corredores e mais corredores, por um tempo que pareceu várias horas. Não sabiam quanto tempo haviam estado no local, por falta da luz do Sol.

Den havia explicado que todos os tesouros que os elfos tinham e encontravam, mas que não eram usados, eram depositados bem no fundo, como que um presente para os deuses.

Depois de um tempo, José resolveu perguntar uma coisa sobre as pinturas nas paredes dos corredores.

José: Por que a maioria das imagens na parede são de animais?

Den: Por que esses são os nossos Deuses. Acreditamos que todos os seres vivos são semelhantes aos Deuses.

Sorow: As culturas humanas acham que o ser humano é semelhante ao Criador.

Den: Os seres humanos sempre têm necessidade de serem especiais, e de pensar que nascem com um propósito para a vida. Nós acreditados que todos os animais são frutos de Deuses diferentes, e todos têm função vital importante para a vida na terra. E também acreditamos que o Criador e os Deuses são diferentes, e não a mesma coisa.

Axel: Então... Todos os seres significam alguma coisa para vocês?

Den: Sim. Por exemplo: As borboletas significam esperança e...

???: Que interessante isso...

Uma garota havia aparecido na frente deles. Tinha um cabelo castanho comprido e um machado gigante que carregava facilmente, como se fosse um brinquedo.

???: Olá. Vocês devem ser os enviados para salvar a ilha dos elfos. Sou Karin, a 2° general mais forte do Mago.

Sorow: Imagino que você vai tentar nos derrotar antes de chegar no seu mestre, não é?

Karin: Eu não vou tentar derrotar vocês. Eu vou derrotar vocês.

Sorow: Você é uma garota bem confiante, se pensa que pode contra todos aqui.

Karin: Melhor não me subestimar, garoto.

José: Ele tem razão. Somos um grupo de elite enviado para derrotar o seu mestre. Acha que não conseguimos nem derrotar os inferiores a ele?

Lilian: Meio exagerado...

Karin: Então eu preciso derrotar alguém aqui. Fico feliz em matar pelo menos alguém do grupo.

Exel: Então eu fico.

Lilian: O Axel fica também.

Axel: O que? Por que?

Lilian: Você não lembra do que o Eric disse que acontece com ela? Na ultima vez ela virou um monstro!

Axel: Ah, então é por isso... Ta bom, eu fico também...

Karin: Imaginei. Vão precisar de dois para me derrotar mesmo.

Exel: Eu consigo cuidar disso sozinha...

Eric: Sabemos disso. Mas é melhor ele ficar aqui só pra ter certeza! f2

E eles foram embora.

Lilian: Argh... Só por que eu sou uma garota todos pensam que sou fraca...

Karin: Sei como é.

Axel: Na verdade não é por esse motivo que...

Karin: Cale-se, garoto. Deixe as mulheres resolverem o assunto em paz. Ou melhor, em luta!

Exel: Tudo bem. Quando você quiser, eu estou pronta!

Karin: Então vai ser agora mesmo!

Karin avança brandindo seu machado enorme e ataca Exel, que se desvia. Exel reage e a atinge com um ataque elétrico. Karin para um pouco assustada com o golpe elétrico mas logo se recupera e volta a atacar Exel.

Ataca com o machado diretamente Exel, mas ela consegue desviar. Sem dar chances de revidar Karin continua a atacar. No terceiro golpe, Exel consegue segurar o braço de Karin que segurava o machado. Então, Exel estende seu braço pronta para atingir um soco eletrificado em sua oponente, quando, rapidamente, Karin a atinge com uma cotovelada no meio do rosto e a manda para longe.

Sem descanso, a general avança em Exel, antes que ela pudesse se levantar. Mas Axel se põe na frente antes de alcançar Exel.

Axel: Esqueceu que eu também sou seu oponente?

Axel disparou uma rajada elétrica em Karin, que desviou surpresa. Se levantando rápido, Karin tenta um golpe que teria decepado a cabeça de Axel. Isso se ele não tivesse se abaixado na ultima hora. Axel se levanta rápido e atinge um ataque elétrico no peito de Karin, causando uma pequena explosão e fazendo a garota ir ao chão.

Karin se levanta tirando o cabelo da frente do rosto e olhando para os oponentes com ódio.

Karin: Então, os dois têm poderes elétricos? Que saco...

Axel: Então você pensou que seria fácil! Então se prepare para nos encarar! f5

Exel: Você parece bem confiante...

Karin: Seu... Eu vou acabar com você e provar que as garotas são melhores!

Exel: E eu?

Karin: Eu vou derrotar você e provar que EU sou uma garota melhor que você!

Exel / Axel: É o que veremos!

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Tempos depois, o restante do grupo já estava cansado de andar, e alguns chegaram a pensar que estavam na verdade andando em círculos. Até que, finalmente, avistaram uma luz no final do corredor. Começaram a andar apressados, aonde eles imaginavam ser o fim e onde enfrentariam a batalha final.

E eles estavam certos. Era exatamente esse o local que estavam indo.

E eles chegaram ao local. Cristais azuis brilhavam no teto, com uma luminosidade tão intensa que parecia um Sol alienígena. E lá estava, no final da sala, num capuz negro cobrindo o corpo inteiro, menos o rosto, que tinha uma barba estranha. E estava comendo uma barra de chocolate.

Mago: Finalmente! Vocês finalmente chegaram! Passei as últimas horas ansioso aqui dentro!

Eric: Ansioso?

Mago: Sim! Não é todo dia em que tenho a oportunidade de ser desafiado! E aposto que meus generais estão tendo um trabalho lá trás. Quer um pouco de chocolate?

Eric: Não, obrigado...

Mago: Haha! Entendi, só por que eu sou o cara mal você acha que isso é envenenado ou coisa assim? Vai, pega um pedaço!

Sorow: Não viemos aqui para essa conversa idiota! Viemos aqui para derrotar e prender você.

Mago: Ah, vocês já querem lutar... Eu deveria ter imaginado alguma coisa assim. Mas tudo bem. Mas, antes da luta, querem me perguntar alguma coisa? Alguma coisa sobre o motivo de estar aqui?

José: Não precisa. Sabemos que você veio aqui por querer riquezas.

Mago: Interessante... Vocês não têm mesmo perguntas?

Lilian: Eu tenho.

Mago: Fale!

Lilian: Por que só te chamam de “Mago” ou “Mago Negro”? Você não tem nome não?

Mago: Tenho sim. Mas as pessoas abaixo do meu nível não têm o direito de saber nome de alguém tão glorioso como eu! Mas eu vou revelar para vocês. Meu nome é: Dakryu!

Astroguinaldo: Que nome estranho! ui

Eric: Que nome epicamente maligno...

Dakryu: Nenhuma pergunta? Nem mesmo o que eu fiz com seus amigos?

Den: C-como assim?

Dakryu: Ah! Agora lembrei! Vocês ainda não sabem! Que droga, estraguei um momento dramático. f4

Eric: O que você fez com quem?

Dakryu: Espere, eu vou mostrar!

Nesse momento, Dakryu aponta uma mão para a parede as suas costas. Elas começam a girar, e logo mostram dois elfos presos e acorrentados.

Eric: Capitão Hawkeye!

Edward: Den? ui

Todos: Den?!

Nesse momento, o falso Den vai até a frente do verdadeiro e arranca suas orelhas élficas.

Edward: Nossa! Esse disfarce é tão bom que eu nunca iria perceber que você era falso!

Den: Como assim nunca iria perceber? Meu cabelo é azul, seu idiota!

Edward: Epa... É verdade! Eu tinha esquecido!

Den: f7

Dakryu: Surpresos? Eu fiz esse cara vestir o disfarce para ajudar vocês a se encontrarem, mas ao mesmo tempo dando coordenadas secretas para os generais lutarem contra eles! Assim eu poderia testar vocês com os generais e depois encontrar vocês aqui, para a nossa batalha esperada!

Sorow: Espera ai! E aquele monstro gigante no meio da névoa, que eu vi antes?

Dakryu: Do que você está falando? Não sei o que é isso.

Sorow: Estranho...

Eric: Essa conversa ta me enjoando! Vamos lutar ou não?

Dakryu: Que pressa... Antes, eu quero que o líder de vocês lute contra meu general mais forte.

Eric: Por quê?

Dakryu: Vai ser divertido!

Nesse momento, um cara entra pelo mesmo lugar que eles entraram. Segurava um enorme martelo.

???: Sou Ken. O mais forte dos generais. Está preparado, líder?

Eric: Bem... Na verdade não temos líder...

Lilian: Como assim não temos? Foi você quem nos liderou!

Eric: Na verdade foi José, com as suas luvas mágicas...

José: Mas você coordenou tudo! Você sempre toma as decisões do grupo, alem de que você é provavelmente o mais forte. Você é o filho do Hokage.

Eric: Filho adotivo... E eu acho que o Sorow deveria ser o líder...

Sorow: Não sou muito bom em liderar.

Lilian: Você é o líder, Eric! Já decidimos!

Astroguinaldo: Eu não decidi nada...

Eric: Ta bom então... Eu sou o líder, eu enfrento o general.

Decidido, Eric se vira para encaram o general Ken. Os outros se viram para encarar o poderoso mago negro chamado Dakryu.

E, finalmente, a batalha final começa.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Eric salta e pega sua espada. Ken salta também e seu machado encontra a espada de Eric. Eles separam as armas e atacam novamente. Ken aproveita o tamanho e o peso do seu martelo e empurra a espada de Eric. Ele não consegue resistir ao martelo e desvia, saltando para o lado.

Eric imediatamente se levanta pronto para atacar novamente. Ele avança e cria 10 clones no mesmo instante. Então, os clones atacam Ken...

Mas então, uma explosão azul acontece, e os clones e o verdadeiro são mandados para longe. Os clones somem instantaneamente com a explosão. Eric se levanta e olha o seu adversário.

Ken estava parado segurando o martelo. Mas agora, uma aura de um fogo azul cobra todo o corpo e a arma dele.

Ken: Você não vai ser capaz de me vencer. Não com essa fraca técnica de clones.

Eric: Grr...

E Ken começa seu ataque a Eric.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Enquanto isso, Sorow saltava em Dakryu com seus machados duplos e atacando o Mago desarmado. Sorow parecia que iria acertar facilmente o Mago Negro, mas ele se desviou na última hora, fazendo os machados de Sorow ficarem presos no chão.

Sorow levanta seu rosto para encarar Dakryu, que sorria como se estivesse vendo uma criança brincando uma brincadeira idiota. Sorow imaginou que ele reagiria, mas ele simplesmente ficou ali, encarando ele.

Dakryu: O que estão esperando? Só esse seu amigo vai me enfrentar?

Com isso, José, Edward e Jane avançaram em Dakryu. Jane tentou um golpe lateral, mas ele desviou com facilidade, depois segurou a lateral do braço dela, e o torceu. Nesse momento, José avançou com um soco no rosto de Dakryu, porém, ele desviou com facilidade.

José não desistiu. Continuou com sua sequência de socos e chutes, mas ele simplesmente desviava sorrindo. Até que ele estende a mão e uma energia negra atinge José, o lançando a uma longa distancia. Edward entrou na frente do Mago e tentou o atingir com sua maça, mas ele segurou a maça e o atingiu com a energia negra, o fazendo cair por cima de Jane, que tentava atacar pelo outro lado novamente.

Sorow tentou novamente um ataque em Dakryu. Juntando os dois machados, ele tentou um golpe lateral, que o Mago desviou. Então, separou rapidamente os machados e tentou atacar com os dois separadamente. Dakryu atingiu os braços de Sorow antes que ele pudesse abaixar eles e executar o golpe. Dakryu estendeu a sua mão e lançou outra vez aquela energia negra.

Mas Sorow estava preparado. Rapidamente juntou os machados e os atirou para cima. Então, estendeu as mãos e usou seu poder para absorver a energia negra, assustando Dakryu. Então, os machados caíram na mão se Sorow, que passou a energia para os machados. Sem dar tempo para reação, Sorow o atingiu horizontalmente na altura do peito.

Em um momento. Sorow e Dakryu se encararam. Sorow com seu olhar e sorriso confiante, e Dakryu com o rosto assustado. Mas então, Dakryu começou a sorrir. O sorriso foi aumentando até que ele não aguentou mais e começou a rir.

Dakryu: Incrível! Incrível! Mesmo depois de serem testados pelos generais eu ainda duvidava que pudessem derramar algum sangue meu!

Nesse momento, ele toca seu novo ferimento, feito por Sorow.

Dakryu: Parece que vocês vão ser um bom desafio para min. Mas se preparem, por que agora eu vou lutar sério.

Uma onda de energia negra sai do corpo dele. E todos ali souberam que o poder dele iria ficar mais forte. Agora ia ficar mais difícil.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Alan e Frods se moviam muito rapidamente pelo corredor do templo. A lâmina de Alan pegando fogo, a de Frods brilhava com uma aura dourada. Sem dar nenhuma pausa, os dois continuavam se atacando. Na maioria das vezes um conseguia defender o ataque dos outros ou se esquivar, mas as vezes acabavam machucando o adversário.

Nesse momento, os dois oponentes estavam cansados e sangrando em diversas partes do corpo e o corredor estava coberto de cortes nas paredes, que aconteceram quando algum dos dois desviou de um ataque. E os dois continuaram a lutar. Cansados e machucados.

Mas nenhum deles queria parar.

Até que finalmente os dois pararam um minuto, sem fôlego para continuar lutando. Frods encara Alan e começa a sorrir.

Frods: Fazem... Muitos anos... Desde a última vez... que lutei assim...

Alan: Isso... foi um elogio?

Frods: Foi, foi sim. Eu nunca tenho... a oportunidade de lutar assim, com alguém do meu nível...

Alan: Eu nunca... me esforcei tanto em uma luta, como nessa... Mesmo em lutas mais importantes, ou com inimigos mais fortes...

Frods: Você parece que nem eu. Você está adorando a luta, não é? Sentindo a animação, se esforçando para superar seus limites... Até mesmo os machucados são divertidos. Eles fazem parte da luta.

Alan: Hum... É, talvez eu esteja gostando de lutar com você.

Frods: Pena que não poderemos fazer isso de novo...

Alan: E por quê?

Frods: Porque eu vou te matar, no final.

Alan: Há! Até parece! Não vai ser fácil me derrotar, muito menos me matar!

Frods: Eu vou ter que fazer isso. E farei agora. O meu mestre talvez esteja precisando de minha ajuda. Então, irei acabar logo com isso.

Alan: E como você pretende isso?

Frods: Você vai ver agora... A minha técnica secreta.

Nessa hora, Frods para de falar e fecha os seus olhos, se concentrando o máximo. Uma aura dourada cobre o corpo dele, assim como a que estava concentrada na sua espada. Alan se sente puxado pela energia do oponente, que aumentava a cada momento. Se esforçando para ficar no lugar, Alan começa a temer o ataque de Frods.

E então, o aumento de energia parou, e Frods estava simplesmente parado, de olhos fechados. Lentamente, ele abre os olhos e encara Alan. Mas dessa vez, seus olhos estavam completamente dourados. Ele abriu a boca e rugiu:

Frods: Golpe do Centauro!

Expulsando toda a energia do corpo, Frods se lança para frente, segurando sua espada na posição de ataque. O corpo coberto com a aura dourada de energia. Apesar da velocidade com que ele pulou em cima de Alan, num segundo Alan teve certeza que viu Frods em um corpo de Centauro.

Com um golpe, Alan é lançado em uma longa distância, em uma rajada de energia dourada gigantesca, e colide com a parede oposta do corredor, a destruindo.

Frods vai até oponente derrubado no chão coberto com a destruição da parede. E com pedras caídas do teto em cima dele. Não havia sinal de que ele estivesse vivo. Então, Frods se vira e começa a andar na direção oposta.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Enquanto isso, Axel e Exel lutavam contra Karin, que revelava ser uma oponente difícil. Os dois tentavam avançar sem serem cortados pelo enorme machado da garota. Apesar do enorme tamanho da arma, ela conseguia atacar com uma enorme facilidade, e ela não parecia muito cansada.

Mas Axel e Exel estavam muito cansados. E Karin não pode deixar de notar isso.

Karin: Eu pensei que vocês eram mais fortes. Mal conseguiram me tocar, depois que eu soube dos seus chatos poderes elétricos. Eu duvido que seus amigos idiotas possam vencer do meu mestre.

Axel: Eles vão conseguir! Eu sei que vão!

Karin: Cala a boca, garoto. Eu tava conversando com ela, seu idiota!

Dizendo isso, fez um golpe em Axel, que desviou assustado e desprevenido.

Karin: A que é um saco. Por que vocês não se deixam morrer logo? Eu me sujei bastante aqui, preciso tomar um bom banho. E correr me deixa suada, o que não é nada bom para o meu cabelo.

Exel: Eu concordo.

Axel: Concorda? f6

Karin: Claro que concorda! Você não entenderia essas coisas de garota.

Exel: Esse seu cabelo é mesmo muito lindo! Como você consegue manter ele tão lindo e estiloso desse jeito mesmo numa luta?

Karin: Anos de prática.

Exel: Eu queria saber o que você faz! Nesses dias na selva, me cabelo se encheu de galhos de árvore...

Karin: Ah, eu sei como é. É só você...

Axel: Elas vão ficar falando dessas coisas numa hora como essas? Eu não sabia que a Exel era assim...

Axel recebe um chute.

Axel: Ai! O que foi que eu...

E então ele percebeu. Era tudo um plano de Exel para que ele acabasse com Karin enquanto ela não estivesse olhando!

E então, Axel começa a andar silenciosamente, e fica atrás de Karin. Ele prepara um ataque e elétrico e salta em cima da general!

Mas Karin foi mais rápida. Usando a lateral do machado, ela se virou com um giro e arremessou Axel para a parede. Ele bateu na parede e caiu de cara no chão.

Karin: Garoto idiota! Vocês, malditos, subestimam as garotas! Agora você vai ver só!

Exel: Não! Não faça isso!

Karin se vira e acerta Exel com a lateral do machado também.

Karin: E eu sei que isso era um plano seu! E eu pensei que poderia acreditar em uma garota como você. Parece que me enganei...

Karin anda até Axel, que ainda não havia levantado. Ela levanta o machado e prepara o golpe final. Exel corre na direção dos dois, mas ela nunca conseguiria chegar a tempo...

E então, o machado desceu e Karin atacou Axel certeiramente.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Eric corria em direção do General Ken. Agora, Ken simplesmente apontava para Eric, e uma bola de fogo azul ia em direção dele. Finalmente, depois de desviar de muitos golpes, Eric chega em Ken e tenta um ataque com a espada. Ken defende e logo em seguida atira uma bola de fogo, que atinge Eric.

Eric se defende com os braços na frente do rosto, para diminuir o dano do golpe. Ao tirar os braços na frente, vê que Ken estava saltando em cima dele. Eric rola para o lado e desvia do golpe, fazendo o martelo se prender no chão. Mas rapidamente Ken retira o martelo e atira bolas de fogo em Eric, que cria clones.

Um dos clones é atingido e desaparece, e os outros se separam e cercam Ken, junto com o verdadeiro. O primeiro clone avança e o ataca com a espada, mas Ken se defende facilmente. Por trás, outro clone avança com a espada e o ataca, mas Ken não é pego desprevenido e defende facilmente do ataque. Ele se vira e derrota o clone, e faz isso com todos os clones que se aproximam, com facilidade.

No fim, Ken estava parado encarando o último Eric. O verdadeiro.

Ken: Sua nova estratégia não funcionou. Se você é o melhor, os outros devem ser muito...

E então, um clone aparece e acerta um golpe vertical nas costas de Ken, que grita de dor e se vira para acabar com o clone.

Eric: Eu sou fraco, é?

Ken: Grrr...

-----------------------------------------------------------------------------------------------

No mesmo lugar em que Eric e Ken lutavam, Dakryu estava usando seu poder aumentado contra os nossos heróis. Havia corrido na direção de Sorow, que era o mais perto dele e o causador do ferimento no peito.

Com a nova velocidade adquirida, o mago corria numa velocidade incrível, e Sorow tinha dificuldades em desviar. E isso por que ele lutava com as mãos e Sorow com dois machados. Com um golpe das mãos, atingiu Sorow no rosto e ele voou como um míssil e caiu no chão quicando.

Rapidamente, ele foi até Jane e a atingiu também. Antes que pudesse ter alguma reação, Astroguinaldo foi atacado também. Depois, foi à vez de José. Ele defendeu o primeiro golpe com os braços, mas Dakryu foi rápido e o atingiu com um soco no estômago e em seguida o atirou para longe também.

Saltou em direção de Lilian dessa vez. Ela tentou uma barreira de gelo, mas ele o quebrou com dois golpes. Mas, depois da barreira, Lilian estava esperando com um poderoso soco com as mãos cobertas por camadas de gelo afiado pelos poderes da garota. Ela atingiu Dakryu, mas o gelo se quebrou no rosto do mago com facilidade. Então, ele a atinge com um poderoso golpe.

Astroguinaldo: Lilian!

Dakryu olha em volta para verificar se havia mais alguém para derrubar, mas já havia atacado todos. Então, sorrindo malignamente, começa a rir de novo.

Dakryu: Eu sabia! Vocês não vão conseguir me deter enquanto eu estiver em meu poder máximo!

Mas eles ainda não haviam desistido. Sorow saltou no mago e o atacou com um dos machados. Dakryu defendeu com o seu braço e voaram faíscas, como se o braço dele também fosse de metal. Aproveitando o susto de Sorow, ele deu outro poderoso golpe nele.

Dakryu: Viram? Mesmo me atingindo, suas armas e suas táticas não têm efeito! Nada se compara ao MEU poder! NADA NEM NINGUÉM É TÃO PODEROSO QUANTO EU!!!!

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Ken: Você ouviu isso, não é? Mesmo atingindo ele, nada passa pela defesa do meu mestre. Eles não têm chance.

Eric: Ainda não acabou. Enquanto estivermos vivos, vamos manter a esperança de vitória! E depois que eu e meus amigos acabarmos com vocês, generais, vamos ajudar a derrotar o seu mestre!

Ken: Vai sonhando!

Os dois correram na direção do outro e recomeçaram o duelo.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Frods parou de andar no corredor e olhou para trás. Havia escutado um som abafado vindo de baixo das pedras, onde deveria estar Alan... Ele imaginava que eram... Não podia ser aquilo... Mas, quando as pedras começaram a se mexer e Alan se levantou, Frods percebeu que eram risadas.

Alan se levantou, extremamente machucado no tórax e a armadura destroçada, mas estava bem, vivo e rindo.

Frods: Você... Sobreviveu...

Frods simplesmente não podia acreditar. Ele estava absolutamente apavorado diante de Alan.

Alan: Esse foi o seu melhor?

Frods: O meu Golpe Centauro... Você é o segundo a sobreviver ao golpe. O primeiro foi meu mestre, e ao ver o poder do golpe, me chamou para a equipe...

Alan: Interessante. Parece que o seu golpe não me matou como você disse que iria. Que pena, por que você não vai ter tanta sorte com o meu.

Alan prende a respiração e rapidamente faz passes de mão ninja e depois pressiona as mãos juntas no chão, ao mesmo tempo que grita:

Alan: Jutsu de Invocação: Fênix Flamejante!!!

Uma enorme Fênix aparece e Alan pula em cima dela.

Frods: Po-podemos conversar...

Alan: Acho que não. ATACAR!!!!

A Fênix flamejante avança em Frods, com Alan em cima e preparando a espada. O tamanho da fênix era tão grande que as asas se apertavam nas paredes, mas mesmo assim ela atingiu com uma força tremenda Frods, que atravessou a parede do outro lado do corredor e acabou parando em outro corredor, jogado no chão, praticamente morto.

Alan voa até perto do inimigo e salta da sua fênix, que desaparece. Então, Frods usa o resto de sua energia e levanta a cabeça para falar com Alan.

Frods: A melhor luta... que eu já tive...

E então, Frods morreu.

Sem ficar muito tempo no lugar, Alan caminha por onde acha que deveria ser o caminho para encontrar seus companheiros.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

O machado acerta Axel e ele desaparece. Literalmente! No local só restou uma nuvem de fumaça e o machado de Karin preso firmemente no chão.

Karin: Mas o que?!

Axel: Aqui atrás!

Axel estava poucos metros atrás de Karin, preparando o seu melhor golpe, o Chidori.

Axel: Você não é mais esperta que eu, um garoto. Pensou que tivesse concluído qual era meu plano, mas isso foi sua derrota. Por sorte, eu aprendi com Eric para sempre ter um plano para o seu plano.

E Axel ataca, com a velocidade de um relâmpago e atinge Karin.

Exel: Axel... Você...

Axel: De nada! f2

Exel: Não me assusta desse jeito! f5

Exel da um tapa em Axel.

Axel: Nunca vou entender as garotas... ui

Exel: Você... Acha que ela ta morta?

Axel: Não sei, prefiro nem saber... Vamos logo achar os outros.

Eles saem e viram no próximo corredor. Depois, se deparam com uma bifurcação.

Axel: Pra que lado viramos?

???: Axel, é você?

Axel: Essa voz...

???: Me ajuda! Eu to preso em uma armadilha!

Exel: É a voz do Alan! Vamos!

Correram pelo caminho da direita. Logo depois, encontram Alan, com uma perna presa em um espaço no chão que ele não viu.

Alan: Eu to preso aqui e não consigo sair... f4

Axel: Não se preocupe, amigo, vou te ajudar...

Ele e Exel seguram os braços de Alan e o puxam para cima.

Alan: Ufa, obrigado! f2

Axel: De nada... Ei! Que sangue todo é esse em você?

Alan: Ah! Foi da luta que tive ainda agora...

Exel: E não ta doendo?

Alan: Ta sim. Ta doendo pra caramba! f2

Exel: Nossa, ele é bem forte...

Axel: Você ta procurando os outros?

Alan: Estou.

Axel: Adivinhei... Vamos, talvez eles precisem de nós lá!

Juntos, os três começam a correr pelo corredor escuro.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Eric ataca pela direita, Ken defende. Ken contra-ataca e Eric defende. Eric tenta outro golpe. Ken defende. Ken ataca pela lateral...

E o impacto com a espada foi maior do que o esperado. A espada de lâmina branca de Eric partiu ao meio. O martelo atravessou o espaço onde se chocaria com a lâmina e atingiu Eric nas costelas. Ele ouviu som de ossos se rachando...

Eric dobou seu corpo de dor, caindo de joelhos e largou o cabo da espada, que ainda tinha uma parte da lâmina.

Ken: Você perdeu. Você foi derrotado por mim.

Eric: Não... Eu ainda posso...

Ken: Você não pode. Nem você, nem seus...

Axel: Chegamos pessoal!

Exel: Vocês estão bem?

Axel, Exel e Alan haviam atravessado um corredor do lado oposto da sala e agora estavam juntos com os outros, que continuavam jogados no chão.

Ken: Eles... Passaram dos outros...

Eric: Há! Eu sabia que eles...

Com raiva e impaciência, Ken atingiu Eric no outro lado das costelas.

Ken: Cale a boca! Isso não muda nada! Depois que eu acabar com você, eu irei matar todos os seus amigos! Um por um!

Ele atacou com o martelo, e seria o golpe fatal. Mas então, a mão de Eric segurou o martelo com uma força que nem ele mesmo sabia que tinha.

Eric: Você... Não vai tomar nos meus amigos!

Ken e seu martelo foram atirados para cima e se chocaram contra o alto teto do local. Eric se levanta normalmente e corre para enfrentar Dakryu.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Dakryu: Vocês chegaram na hora certa! Agora, eu terei mais algumas pessoas para aniquilar!

Ele salta para atacá-los, mas então, um brilho imensamente prateado surge na frente deles e Dakryu para o golpe, assustado.

Esse corpo prateado era Eric. Ele estava em pé na frente de Dakryu, com uma energia prateada correndo o corpo e com todos os machucados curados.

Eric: Você não vai mais machucar eles. Alias, não vai mais machucar ninguém.

Todos olhavam paralisados para Eric, sem saber o que acontecera.

Lilian: Eric...

Sorow: O que aconteceu com você? O que é isso?

Eric: Eu... Não faço idéia. Mas eu me sinto... Incrível. Me sinto com uma energia poderosa, imbatível. Me sinto poderoso, capaz de fazer qualquer coisa e de derrotar qualquer um. É uma sensação incrível.

Ninguém duvidava do que Eric acabara de dizer. De longe, dava para se sentir o poder novo de Eric.

Dakryu: Interessante. Mas mesmo com esse poder, você não tem o poder que eu tenho.

Eric: Tem razão, eu não tenho o mesmo poder que você. Eu tenho um poder maior que o seu! Agora, você não vai nos vencer!

Com uma velocidade incrível, Eric corre em direção do Mago. Agora sim, a verdadeira batalha iria começar. E apenas um dos lados iria ganhar.

Eric tenta um soco direto no queixo, com uma velocidade difícil de acompanhar. Dakryu defendeu segurando a mão de Eric. Com a outra mão, tentou um soco, mas Eric saltou para desviar do ataque, ao mesmo tempo em que tirava a mão que Dakryu segurava. No ar, Eric deu um chute que atingiu a lateral do corpo do mago.

Com um movimento de fúria do braço, uma rajada de energia acaba mandando Eric para longe. Sem descanso, Eric se levanta e corre novamente para seu adversário. No caminho, clones aparecem sem ao menos Eric fazer alguma coisa. Mas não eram poucos clones, eram centenas de clones.

Dakryu atira uma bola de energia negra em Eric, e alguns clones são atingidos. Mas os outros continuam o caminho e atacam o mago. Por um momento, os clones atacavam sem parar e o mago desviava ou contra atacava. Depois de algum tempo, os clones se esgotaram e Dakryu e Eric ficaram novamente se encarando.

Dakryu: Não importa o que faça, não poderá me machucar! Minha defesa é infalível, e meu poder também! Esses clones inúteis não vão...

Mas a frase foi interrompida. Uma gotinha de sangue que estava saindo de um machucado na testa de Dakryu acabou caindo em seu olho. Assustado, percebe que outras partes do corpo também estavam sangrando.

Eric: Você ainda não entendeu. Eu já disse que sou mais forte que você agora. Você viu que eu consigo te machucar facilmente...

Dakryu: Isso... isso... É MENTIRA! Não existe alguém mais forte que eu!

Com um salto, Dakryu foi parar no alto teto daquela sala no templo, e ficou parado levitando lá.

Dakryu: E ai, você não consegue voar que nem eu?

Eric também salta em direção de Dakryu, e tenta atingi-lo com um soco. Mas o mago estava atento e o atingiu com um chute, o mandando com tudo para a parede. Porém, Eric se vira em pleno ar e usa a parede como impulso para se jogar contra o mago.

No ar, 2 clones aparecem lado a lado de Eric. Eric atinge Dakryu e ele é jogado horizontalmente. Ele rapidamente se levanta, ainda no ar, e se prepara para atacar Eric. Mas antes que tivesse uma reação, os 2 clones o atacaram, um de cada lado. Agora, Dakryu estava em queda livre. Ele abriu os olhos e iria se levantar e atacar Eric e os clones, mas de repente, o verdadeiro Eric vinha em sua direção!

Com os braços cruzados formando um “X”, Eric foi jogado pelos clones, que agora desapareceram, em Dakryu. O atingiu no peito, e os dois começaram a cair em alta velocidade até o chão do templo, como um meteoro. O impacto foi tão forte em Dakryu que o chão foi destruído. Eric saltou de cima do corpo do inimigo normalmente e ficou parado alguns metros na frente dele.

Lilian: Ele... Morreu?

Sorow: Eu não sei...

Eric: Não, ele ta vivo ainda.

Como se estivesse comprovando o que Eric disse, Dakryu começou a se levantar do buraco onde estava. Aparentemente, o braço direito dele estava quebrado.

Dakryu: Como... você conseguiu esse poder...

Eric: Eu já disse que não sei. Ele apareceu do nada, quando eu estava prestes a ser morto pelo seu general, o Ken...

Nesse momento, Eric e os outros se lembraram do que aconteceu com Exel quando enfrentavam a MS. Será que os dois casos tinham o mesmo motivo?

Dakryu: Mas... Não é possível! Esse poder, é de todos os ninjas que eu matei! Não é possível que uma pessoa tenha um poder desse tamanho!

Eric: Bom... Mas eu tenho! E agora, é melhor você dizer adeus, Dakryu!

Juntando as mãos, uma esfera de energia prateada aparece nas mãos de Eric, prateada como o próprio corpo dele estavam. A energia começa a aumentar e aumentar, e Eric iria usar aquela energia concentrada para atacar Dakryu, porém...

De repente, a energia prateada sumiu só corpo de Eric. Ele caiu no chão de joelhos, com a mão do coração. A visão dele começou a ficar turva, e ele parecia estar se segurando para não perder a consciência.

Exel: Eric! Você está bem?

Eric não respondeu. Ele estava sentindo uma dor insuportável no peito. Dakryu começou a rir.

Dakryu: Haha! Parece que as coisas boas realmente não duram para sempre! Bom, parece que agora nada me impede de acabar com vocês!

Rindo, ele olhou para cada um deles.

Dakryu: Vai ser ótimo absorver a energia de vocês! Eu vou ficar ainda mais forte! Principalmente a sua, Eric! E depois...

Antes que ele pudesse continuar o que estava falando, o templo inteiro começou a tremer. Caíram pedras do teto e uma enorme rachadura apareceu. Mais outra vez. Mais outra vez... A rachadura aumentava cada vez... E então, o teto alto do templo se rachou completamente, e um Butterfree gigante apareceu lá. Desceu e parou na frente dos nossos heróis.

Dakryu: Mas... O que é isso?

Den: Não acredito... O Deus Eerfrettub! Ele... ele veio em pessoa (ou em borboleta...)...

Hawkeye: Ele veio nos salvar! Eerfrettub, obrigado! Obrigado!

Alan: Que papo é esse de Eerfrettub? É só o Butterfree gigante de Eric!

Edward: Cala a boca, Alan! Essa é a representação suprema de um dos nossos deuses mais importantes!

Alan: E... Ele tem a forma de uma borboleta gigante?

Edward: Exatamente.

Butterfree ficou parada na frente de Eric, esperando uma ordem. Aparentemente ele havia treinado o adestramento e, de alguma forma, veio em socorro do seu dono.

Do buraco do teto, dois Pegasus entraram na sala lentamente. Provavelmente estavam com medo de entrar com o destrutivo Butterfree e decidiram esperar um pouco.

Axel: Maximus! Eu pensei que você tivesse morrido! (Ou que o Eusine tivesse esquecido-se de você...)

Dakryu: Não importa que uma borboleta gigante veio ajudar vocês! Eu não vou deixar vocês irem embora em cima dela, se estão pensando nisso!

Eric abriu a boca e disse lentamente as palavras que todos, inclusive a Butterfree, estavam esperando:

Eric: Butterfree... Hyper-Raio, agora...

Da enorme boca da borboleta, uma enorme rajada de uma energia super poderosa saiu em direção de Dakryu.

Dakryu: Mas que...

E Dakryu explodiu. Junto com metade do templo.

Ouve um momento de silencio, enquanto todos olhavam o enorme buraco destruído que ficou aquela parte do templo. Era naquele lado que Dakryu estava sentado mais cedo, junto com todas as pedras preciosas élficas.

Lilian: Ufa, finalmente acabou.

E então, todos começaram a rir sozinhos, saltar de felicidade ou comemorar um com os outros. Tinham conseguido. Tinham conseguido vencer a pessoa mais perigosa que já viram na vida.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Por uma semana, nossos heróis foram tratados como... Heróis! Descansaram o tempo inteiro e receberam tratamento médico. Butterfree dava voltas pela ilha e fazia os moradores elfos chorarem de emoção. É claro que todos já sabiam do que havia acontecido no templo.

Todos os generais que ainda estavam vivos e os bandidos que seguiam o mago Dakryu foram amarrados e presos dentro do próprio navio. De vez em quando, algum elfo passava por lá e dava comida para eles.

Até que, após essa semana, eles tiveram que voltar para Konoha. Uma pena, já que aquele lugar servia como umas boas férias...

Juntos na mesma praia em que eles deveriam ter desembarcado, alguns elfos foram se despedir dos humanos. Atrás desses elfos, uma multidão olhava curiosa.

Edward: Alan, se cuida! E tanta não ser aniquilado em uma luta por ai!

Alan: Eu não garanto nada! bleah

Até mesmo o elfo que José fez amizade (Shengos) havia ido se despedir.

Shengos: Boa sorte na sua terra. Obrigado mais uma vez por me ensinar que existem humanos bons, e não somente maus e egoístas.

José: Espero que nos encontremos de novo.

Den também se despedia...

Den: E eu prometo. Prometo que faremos um templo novinho em homenagem a você! Esse evento ficará na história élfica para sempre!

Butterfree: Free!!

E Jane também.

Jane: Tchau gente! Obrigada por me trazer aqui e me deixar lutar contra alguns caras fortes! ;D

Astroguinaldo: Fala sério! Você fala como se agente tivesse se oferecido a trazer você! f3

Jane: Cala a boca, inútil, ou eu corto o seu braço!

Astroguinaldo: f3

Jane: f3

Astroguinaldo: Foi bom te conhecer, espero te ver de novo algum dia! f2

E, por fim, eles se viraram e se prepararam para partir...

Hawkeye: Ei, tem certeza que não querem que eu guie o barco para vocês?

Eric: Ah, não vamos de barco!

E assim, todos saltaram em cima da Butterfree. Quando ela estava voando, os elfos começaram a acenar e gritar despedidas. Mas, para a surpresa de todos, o barco com os criminosos começou a voar também! Uma corda tinha sido amarrada no barco e na Butterfree, e agora, os heróis iam voando com os criminosos gritando assustados em baixo.

Finalmente eles voltariam para Konoha. Iriam provar que eram ótimos ninjas, novamente, e depois, desvendar um mistério: O que aconteceu com Exel e Eric?

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Acabou! f2

E sim, eu sei bem que eu deixei de revelar o que aconteceu com eles e como eles ficaram com esses poderes estranhos após quase serem mortos...

E é claro que foi de propósito! f5 E isso por um único motivo...

Vou fazer uma terceira e ultima temporada da história! E nessa, eu prometo que revelarei o segredo e farei outra aventura que vocês vão gostar! f2

Mas não tão cedo! The Evil Smile

E por que? Bem... Escrever somente essa história durante meses acabou me cansando... ah... Então eu pensei em dar uma pausa nessa história.

Mas não vou parar de escrever fics, isso nunca! Não mesmo, semana que vem ou depois, eu virei com outra fan fic. E essa vai ser sobre Pokémon! f2 Não se preocupem, eu já sei o que fazer na história, e não vou fazer muitas besteiras. The Evil Smile

Mas enfim... Espero que tenham gostado dessa história, e que gostem da fan fic que vou fazer semana que vem!

Ah sim! Eu ia esquecendo de uma coisa SUPER IMPORTANTE!!!!

Eu não vou dar uma pausa total com a história das Bananas Mágicas/Ilha Sagrada. Apesar que eu n vou fazer a 3° ainda, eu vou criar um tópico. E nesse tópico, eu colocarei Fillers e situações interessantes envolvendo os personagens dessa história.

Em outras palavras, além da fic de Pokémon, vou fazer vez ou outra algum Filler, ou postar uma pequena história ou curiosidade do tipo: “Como eram os pais de Eric?” ou “Como Jessica ficou famosa?”. Se vocês tiverem curiosidades desse tipo, é só me pedir nesse tópico, que eu responderei.

Espero vocês nas minhas próximas fics! Até lá! YEAH!!!

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Frods =

Karin =

Ken =

Dakryu =

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
Forasteiro Solitario
Top membro
Top membro
avatar

. : Nunca terminei nada
Mensagens : 429
Sanidade : 1

MensagemAssunto: Re: A Ilha Sagrada de Lhandor!   Qui 5 Maio - 17:40

Interessante...

Não vo falar muito pq to com preguiça soninho~
Mas foi muito bom e foi seu primeiro ep VERDADEIRAMENTE longo mas achei uma tanto tosca a parte da Butterfree...

Forasteiro Solitario começa a notar um hiper raio vindo em sua direção e é atingido pelo mesmo e sai voando gritando...

VOCÊ DEVERIA ESTAR NA FIC!!!!! E AINDA TE ACHO TOSCO(A)!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Firealex
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : A Emblema do Alex!
Mensagens : 496
Sanidade : 5

MensagemAssunto: Re: A Ilha Sagrada de Lhandor!   Sex 6 Maio - 22:22

Eusine...

Parabéns por acabar com a sua fic! f2
Mas, eu acho que notei uma coisinha que pegou
da minha fic: Os contos de Elibe... a parte do chocolate...

O chocolate que Darkyu ofereceu é só um doce ou é venenosa?

« siggy »


"Prefiro o desenho podre de natal que isso!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jellyboy
Membro
Membro
avatar

. : thing
Mensagens : 261
Sanidade : 3

MensagemAssunto: Re: A Ilha Sagrada de Lhandor!   Sab 7 Maio - 11:33

Que episodio incrivel! brilho (e gigante pra caramba)

que pena que acabou a serie...

vou esperar anciosamente pela outra! *oooooo*

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eusine48
Top membro
Top membro
avatar

. : Sou imune ao feijão
Mensagens : 774
Sanidade : -17

MensagemAssunto: Re: A Ilha Sagrada de Lhandor!   Sab 7 Maio - 11:36

f6

O chocolate era somente um doce mesmo! O Dakryu simplesmente amava comer chocolate! *oooooo*

« siggy »

É isso que o Eusine pensa de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pathmakers.forumeiros.net/
arrout
Super Random Guy!
Super Random Guy!
avatar

. : *arroto* :3
Mensagens : 456
Sanidade : 2

MensagemAssunto: Re: A Ilha Sagrada de Lhandor!   Sab 7 Maio - 14:36

Eerfrettub=Buterfree ao contrário
ah...
E você tava jogando street fighter pq Dakryu parece DarkRyu e Ken parece... Ken...
ambos do street fighter
also
EPICWIN brilho

« siggy »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
A Ilha Sagrada de Lhandor!
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3
 Tópicos similares
-
» filme tuga , porreiro
» IlhaBux - ilhabux.co.cc
» Primeiro GNL na Ilha da Madeira facilitado
» Biblia Ms Access 2007 (A melhor até hoje)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Path Makers :: Off Topic :: Histórias Historásticas-
Ir para: